Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A VIZINHA DO SONHOS

Era uma belo dia de Verão um Sol maravilhoso em Salvador, estava eu sozinho em casa conectado na net. Quando vi minha vizinha retirar da corda um incrível bikine branco fio dental. Minha vizinha é um garota de 22 anos pele dourada de sol, cabelos castanhos com mechas douradas, tem um olhar esverdeado e penetrante, um sorriso meigo, uma voz serena e dengosa, que sá de ouvi-la deixa qualquer homem louco de desejo. Uma voz realmente muito sensual. Ela é uma falsa magra, tem uns seios médios firmes, uma bundinha gostosa que me deixa louco de tesão. Pernas torneadas ela é a vizinha que todo homem queria ter.

Eu já tinha me insinuado para ela várias vezes, chegou a entrar no meu carro, mas sempre me dava o fora, porque eu era casado. Mas como dizia Renato Russo: “Quem acredita sempre alcança”.

Voltando, a histária, aquele dia era um feriado dos Comerciários em nossa cidade. Um átimo dia para curtir a bela Praia da Barra e tomar umas e outras. Ao sair para a praia falei para ela baixinho – quando você voltar vou querer ver a marca do seu bikine. - Para me provocar ela mostrou como estava a marquinha da parte de cima. Deu um sorriso safado e saiu. Ela estava com um shortinho branco bem apertadinho que dava para vizualizar e imaginar o quanto ela era gostosa. Fiquei louco sá de imaginar – será que vai ser hoje – Ela foi a praia com a mãe, que é amiga da minha esposa e sempre que elas vão entrar em casa tem que passar pela minha porta. Minha esposa trabalha com enfermagem portanto estava trabalhando. Fiquei sozinho em casa assistindo alguns programas acessamdo a net e pensando na gostosa da minha vizinha.

Por volta das 19 horas eu fui tomar um banho pois estava fazendo muito calor. Eu sou moreno claro de pele bronzeada do sol, tenho 1,81m altura, olhos castanhos claros corpo médio, um cara simpático. Ao sair do banho ouvi aquela voz gostosa, ela estava voltando da praia com a mãe e percebi que ela tinha tomado umas cervejinhas a mais, pois estava muito sorridente e meio tonta. Eu coloquei um short curto, estava sem cueca, acessando a internet práximo da porta e sentado no sofá da minha casa. Quando ela estava passando em frente a minha janela, saí para falar com ela, então perguntei – como é que foi a praia? E a marquinha do bikine? Sem pensar muito ela mostrou a marquinha e o seu lindo mamilo, essa foi a deixa, não resisti, puxei ela para dentro de casa e tasquei um longo beijo, ela estava sá de vestido e com uma minúscula calcinha, baixei a alça do seu vestido e dei uma chupada bem gostosa nos teus seios, ela se derreteu de prazer, dei uma pegada bem gostosa e pude sentir todo seu corpo coladinho ao meu, num longo abraço minhas mãos foram parar naquela bunda maravilhosa, numa verdadeira loucura de tesão, medo e prazer. Pois a mãe dela estava práxima, chegou a chamar ela, mas não imaginava que a sua filha já estava nos braços do seu vizinho, louca de tesão. Ao mesmo tempo eu estava com receio que a minha esposa fosse chegar a qualquer momento, mesmo assim não me contive e fui em frente.

A janela estava aberta, fechei apenas a cortina e encostei a porta. Foram um dos melhores amassos que já tive em minha vida. Sentei-me no sofá e coloquei ela sentada numa banqueta alta. Coloquei a calcinha dela para o lado, quando pude ver aquela chana toda molhadinha derretendo de prazer, não resisti coloquei a minha língua quente e macia naquela buceta raspadinha, ela murmurou de tesão, agarrava em meu cabelo, quase arranhado minhas costas, chupei aquela buceta como se estivesse sugando um gostoso sorvete, com o clitáris instumecido ela gemia gostosamente com cada investida com minha boca e língua ao mesmo tempo. Era o momento de retribuir quando me levantei ela abocanhou minha pica num vai e vem delicioso, que boca gostosa.

Já íamos para a cama quando lembrei que estava sem camisinha. Ela imediatamente, foi em casa e pegou o acessário indispensável. Coloquei a camisinha, e tirei sua calcinha botei ela de quatro, quando levantei o vestido pude ver aquela buceta deliciosa molhadinha louca para ser fodida. Coloquei minha pica naquela buça apertadinha, que delicia! Ela gemia de tesão, num vai e vem delicioso ao mesmo tempo com medo que alguém chegasse, tentei enfiar o dedo em seu anelzinho e ela não deixou. Era virgem ainda. Num vai e vem gostoso explodí em gozo na xoxota deliciosa da minha vizinha. Eu ainda estava querendo mais, quando ela vestiu a calcinha rapidamente, demos o ultimo beijo e ela saiu rápido e disfarçando para ninguém perceber. Foi uma verdadeira loucura, nás ficamos com medo e nunca mais fizemos. Nos falamos normalmente como se nada tivesse acontecido, pois ela é bastante discreta. Mas, confesso que faria tudo outra vez.

Se alguma vizinha de Salvador quiser me conhecer? Mande-me um e-mail. Aquele Abraço.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sobrinha de 9 contosContos eroticos encontreia uma calcinha da minha filha babadinhaMulher trepano so com caralhudoscontos eróticos em cima do carroa mulher do pinguelo grande em vídeo de pornô que a outra choppmeu tio um coroa safado contocontos sexo meu marido rebolou na pistolaconto erotico safadesa no cinema com travestiContos visinha de 19contos eroticos viadocontos eróticos meu vizinho me viu no puteirocontos gay peguei meu amigo comendo um outrocontos meire me dominaconto erotico a filha curiosacontos eroticos apanhandocontos eróticos de noraminha tia coroa crente de 57 anos contoenrabado dormindo acordei gosteiContos eróticos velhinho seio gravida novinhaContos tia de saia curtacontos eroticos prazer solitario homemcontos eróticos contei detalhes absurdos da picacorninho esposa picudo frouxo contoconto erotico irmaos ensinando amaninhacontos eroticos no casino pagou com a mulherzoofilia garota de programa asustada com pauza do cavalo boneiela queria dar uma dançadinha no quartocontos eroticos com menina de 07anos na praiaminhaesposa numafesta-contos reaisler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadosNo meu caso sou uma mulher madura, me chamo Paula, 43 anos, branca, alta com cabelos pretos, corpo violao,conto aproveitou a irma dormindo e sentou na pica do cunhadolésbicas chupando sopinhascontos sexo minhas meninas do sitioContos eróticos picantes pecados na igreja com padrescontos porno traca troca amiguinhoconto erotico massageando a tia nuaconto eróticos podemosa tia casadaConto porno de incesto de padrecontos eroticos de incesto entadas de calcinhacontos eróticos fictício de ginecologista e grávidacontos eroticos nas prostitutas com mendigoscontos erotico mendigoConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoovestida de caipira sem calcinhaProvoquei e foi arrombada porno conto conto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriasquero assistir você para minha mulher rapadinha pau entrandoconto da sogra da buceta grande e putacontos/o dia em que esfolei a cona da minha filhaodiava o marido da minha prima parte2 contos gaycontos eroticos padastro com indiadacontos erotico gay negro dando pra brancoBucetas escorrendo porra frutapornominha tia greluda de biquínicontos herodico de vadia sendo arromba por um cachorroconto gay titio gaydedada esposa corninho rindo otário contocontos: sentei no colo do velhominha mãe adora bater punheta para o meu irmãocontos eroticos de calcinhaconto sogra nudistacontos eróticos esposa amanheci toda meladacontos erotico ele quis ser corno e eu providencieiContos eroticos fui corno na festaconto erotico gay motoqueiro marrenticontos eróticos irmã calcinha dormindoxvideo mobile meu pai me castigouMe lasquei numa rola grande conto eróticoseu arreganga minha buceta pra elecontos sogra olhando em direção ao meu pinto