Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEGUEI MINHA MÃE COM MINHA PICA GROSSA.

Olá tenho 19 anos e me chamo André, Minha Mãe tem 33 anos, super nova ainda, pois quando ela ficou grávida ela tinha apenas 19 anos. Ela foi casada com meu pai desde os 19 até os 23 anos dela. E ela nunca teve outro marido e nem outro filho. Bom, para entrar logo no assunto, quero dizer quem minha mãe é uma mulher que ainda chama atenção dos homens. Então vamos lá. Eu vou logo dizer que por um fato que aconteceu que eu presenciei dela, eu comecei a me masturbar pensando nela, e fiquei com vontade de comer minha prápria mãe, sei que isso é um absurdo, mas era mais forte que eu, esse fato sá vou contar no final dessa historia.

Então eu passei a me comportar de maneira diferente para ver o que acontecia, por exemplo, ficar sá de cuecas na casa quando estava sá eu e ela. Eu percebia que ela estava achando estranho o meu comportamento, mas ela num falava nada. Também passei a frequentar o quarto dela com mais frequências principalmente quando ela tava saindo do banho, sempre via ela de toalha e uma vez até vi ela sem a parte de cima ela estava sá de saia, eu entrei no quarto e ela não tinha tido tempo suficiente de vestir o sutiã, então ela apenas se protegeu com um dos braços, mas é claro que dava para ver bem os seios dela, que pelo fato de sá ter tido a mim como filho ainda eram bem redondos e durinhos para a idade dela, mas num são tão grandes, são médios, na mesma hora meu pau começou a crescer e latejar. Então eu e ela conversamos um pouco, coisas do dia a dia e corri pro quarto pra bater mais uma punheta.

Então uma tarde de sábado minha mãe chegou falando que ia sair a noite com um novo amigo, no caso um namorado eu já sabia, e vi que ela tava com uma sacola de compras, daí ela entrou pro quarto e foi para o banho eu entrei no quarto pois a porta num tinha chave pois eu mesmo já tinha tirado e disse a ela que tava perdida a chave, isso era pra eu poder entrar no quarto sempre que ela estivesse se arrumando, então entrei e fui mexer nas sacolas de compras e vi que ela tinha comprado uma roupa especial para usar a noite pro namorado, era uma roupa super sexy. Então pensei, ela vai experimentar isso depois do banho, vou sair e ficar fora perto da porta ouvindo e quando ela estiver pronta entro fingindo que num sabia de nada. Mais ai eu pensei se eu ver ela vestida com aquilo meu pau vai crescer e quero que ela perceba ai tive a idéia de tirar a cueca e ficar sá com a bermuda, pois assim ela perceberia o volume crescer...

Ela saiu do banho e foi direto nas sacolas eu fiquei ouvindo e esperando, dei um tempo para ela vestir e resolvi entrar, então entrei de uma vez, ela estava de costa pra porta se olhando no espelho e a toalha dela tava longe, então num deu tempo dela se cobrir, e ela disse – André o que faz aqui... eu respondi – mãe que roupa é essa, ela gritou e me disse pra sair imediatamente do quarto, eu peguei e falei – a Senhora está parecendo aquelas mulheres dos filmes de sexo. Ela então disse pra eu respeitar e sair já do quarto, como ela tava nervosa e assustada ela não percebeu que eu estava de pau duro, então eu resolvi fazer ela perceber, ai na hora que ela disse me respeita eu olhei para minha bermuda, e claro ela acompanhou meu olhar e ai sim eu tive certeza que ela tava vendo, ela olhou e ficou calada, eu vi que ela tomou o maior susto em me ver ereto por causa dela, ela então disse - meu filho saia desse quarto. E saiu me empurrando pra fora, ai fechou a porta. A roupa que ela vestia era uma blusinha bem curtinha e de alcinha sem sutiã que deixava os seios dela bem visíveis e lindos, e uma micro saiazinha que se ela andava ela levantava e dava pra ver tudo e uma calcinha bem fio dental mesmo, super pequena, e um sapato salto alto... então eu sai do quarto, e pensei vai ser agora ou nunca.

Eu tirei a minha roupa fiquei sem nada, e com o pau latejando de tão duro. E entrei no quarto bem devagar, pois eu não escutava nada, então pensei ela deve tá se olhando novamente, mas não quando eu entrei, ela estava de costas olhando uma gaveta as jáias dela, ainda vestida com a roupa, eu parei e fiquei olhando, e ai decide na hora que ela virar e me ver eu corro pra cima, mas ela num virava e nem percebia minha presença, daí resolvi agir e disse – Mãe olha o que vou te dar. Ela deu um pulo de um susto e olhou de uma vez e já ia brigar quando ela me viu, pelado com uma mão segurando meu pau e batendo uma punheta de leve, ela fez aquela reação de assustada e colocou as duas mãos no rosto, ai foi quando eu fui pra cima dela com tudo mesmo. Ela saiu afastando até ficar encurralada na parede eu tentava beijar ela e ela me empurrava e dizia – Andre para com isso você está louco, sou sua mãe para com isso... eu ficava calado sá tentando beijar ela, e ela colocou os dois braços ente eu e ela na altura do meu peito e ficava me empurrando e com muita raiva nessa hora e começava a dizer – você é louco sou sua mãe, isso é um pecado terrível que você ta fazendo. E gritando ela dizia – sai daqui seu louco, não faz isso. Eu tentava beijar ela, mais como ela deixou os braços na frente e ficava me empurrando eu não conseguia, ai então tentei me esfregar nela, ficar passando meu pau duro nas pernas dela, com a intenção claro, de conseguir colocar ele entre as pernas dela, mais ai ela se esquivava o maximo que ela podia pra traz, porque não dava mais, pois ela já estava encostada na parede. Com minha tentativa ela acabou tendo que baixar a mão pra tentar se defender e ai minha pica passou a tocar na mão dela, e ela tentava afastar, nisso percebi que dava agora pra tentar beijar ela, pois ela havia baixado uma braço ai comecei com muita força a beijar o pescoço dela, ai percebi que ela ficou arrepiada, e a mão dela acabou tocando minha pica mais uma vez e eu com a outra mão minha segurei a mão dela forte que estava pra baixo e fiz ela pegar no meu pau e ai eu fiz o movimento de entrar e sair... ela começou a dizer novamente pra eu parar pelo amor de Deus que eu parasse, ai olhei pra ela e disse – Tudo bem eu paro sim com uma condição, a senhora vai me chupar, vai fazer um bom sexo oral em mim, e eu prometo que num quero mais nada e saiu do quarto. Ela disse – você tá louco Andre, jamais vou fazer isso, nunca, isso é loucura é pecado. Eu disse - então vou tentar pegar você a força mesmo, e continuei, nesse momento ela perdeu um pouco as forças, deu uma vacilada e eu consegui colocar meu pau entre as pernas dela, como ela tava de mini saia, dava pra meu pau roçar mesmo na vagina dela, encaixou perfeitamente, e ela estava com uma calcinha micro também, fio dental e então a calcinha dela tava meio que engolida pela vagina dela também, então a cabeça do meu pau começou a pegar nos lábios da buceta dela, e ela me sentiu tudo e ficava se mexendo tentando sair, e eu empurrando fazendo movimentos de vai e vem, e ai a calcinha dela começou a sair pois era bem frágil, ai ela percebeu que eu ia penetrar, ai ela falou – Andre espera, deixa eu te falar, ai eu parei olhei pra ela, ela sorriu sem graça, e eu sentia o coração dela batendo de tão nervosa que ela tava, e também de lutar pra não deixar acontecer, ela tava fazendo muita força coitada, ela arrumou o cabelo, e minha pica entre as pernas dela é claro, ai ela disse – se eu chupar você, então realmente você sai do quarto e nunca mais tenta fazer isso? Eu respondi que sim, mas que ela deveria chupar até eu achar que tava bom... Ela então disse afasta um pouco, e se abaixou ficando somente agachada e não de joelhos, ela fechou os olhos e abriu a boca e ficou quieta; eu percebi que ela queria claro que eu colocasse a pica na boca dela e ficasse socando na boca dela eu mesmo. Então eu disse – nada disso a senhora pode me chupar como a senhora chupou o Sergio e o amigo dele, então ela mesmo com o olho fechado, pegou meu pau no tronco com a mão direita e foi colocando na boca dela, mas havia um problema rsrs... eu não tenho um pau grande ele tem o tamanho digamos que normal, o problema dele tá na grossura, ele é super mega grosso rsrs.. ai ela num conseguia quase colocar na boca, mas ai ela entalou a cabeça dele na boca e ficou batendo uma punheta no tronco do meu pau, isso sem mexer a boca a língua nada, ai eu disse de novo – se a senhora não me chupar direito vou comer você, porque eu quero que me chupe como uma puta, faça como você sabe fazer e eu sei que você gosta de chupar um pau duro então faça direito. Ela olhou pra mim e disse – ta bom, vou fazer porque seu pênis já tá na minha boca mesmo, já o senti, mas não é porque to gostando, vou fazer pra acabar logo com isso, pra você gozar logo, e sair daqui de dentro, e outra coisa num dá pra fazer nele todo porque é muito grosso, eu nunca na minha vida toda vi algo dessa grossura. Realmente é grossa mesmo minha pica, é da grossura de um copo descartável desses tamanhos pequeno rsrs... então ela começou a fazer diferente com gosto, mas eu vi que ela realmente estava fazendo rápido e daquela forma porque ela queria acabar logo, mas eu estava adorando, ela segurava ele e lambia ele todo... como num dava pra ela colocar todo na boca então ela colocava a cabeça e com e chupava e com a língua ela mexia por dentro e com a mão direita ela me masturbava, eu tava indo ao delírio, e comecei a falar um monte de coisas pra ela, chamar ela de puta, de vaca, de safada, ela olhava pra mim, e continuava, eu tinha hora que segurava nele e batia no rosto dela, e depois ela mesmo fazia. Até que eu comecei a sentir que ia gozar e comecei a gemer e ai ela percebeu e começou a fazer mais rápido mexendo a cabeça dela de um lado pro outro fazendo mais rápido e gulosa, ai quando eu tava pra gozar eu tirei e segurei e comecei a me masturbar pra gozar, ela fechou a boca rsrs e abaixou a cabeça, ai eu disse - não sua puta safada levanta a cabeça, ai eu segurei com uma mão a cabeça dela e levantei ela ficou de boca fechada e com os olhos também, ai eu gozei, o jato de porra foi na testa dela e um pouco no nariz, mas não pegou na boca...

Ela então limpou com a mão o rosto e quis ficar de pé, eu disse – não, ainda não acabou, eu disse que você ia chupar até quando eu mandasse parar, e não até eu gozar, então peguei a mão dela e fiz ela segurar e disse pra ela esperar um pouco, ela segurou e esperou, ele ficou mole, e ela disse – Andre tá bom, vai embora já fiz o que você pediu. Eu disse – não, agora abra a boca, porque se não vou comer você a força. Ela abriu e eu coloquei o pau mole na boca dela, fiquei quieto ai ele começou a crescer de novo, ela percebeu e colocou logo a mão e começou a chupar novamente, nesse momento eu pirei e pensei, já gozei e agora vou demorar pra gozar de novo, eu vou é comer ela mesmo a força... ai levantei ele de uma vez, ela sem como poder reagir sá disse - que é isso Andre, ai eu comecei a tocar ela e como ela tava agachada a saia curta dela tinha subido toda ela ficou exposta com a micro calcinha dela, ai comecei a passar a mão e também já tava chupando os seios dela, ela não tinha mais defesa alguma e tava absolutamente calada, mas tentando sem muita força tirar minha mão da buceta dela e com a outra tentava empurrar minha cabeça pra parar de chupar os seios dela, ai ela disse – Andre, deixa eu te falar, eu olhei pra ela e com a cabeça perguntei o que, ela disse – olha o que já fizemos aqui já foi um absurdo, e algo terrível, então se acontecer o restante vai ficar na mesma, mas queria te pedir, promete que você nunca mais vai fazer isso comigo? Eu faço o restante que você quer, faço normal com se fosse com um namorado mas você nunca mais entrará no meu quarto, pode ser, promete? Eu concordei, ela então pediu pra eu ir pra cama, e começou a tirar a roupa, tirou a blusinha e eu na cama olhando ela se despir, tirou o salto alto e depois tirou a saia, quando ela ia tirar a calcinha eu disse não... peguei ela coloquei de quatro na cama bem na berada, deitei o corpo dela na cama de modo que ela ficasse bem empinada, ai em pé fora da cama, eu me aproximei e comecei a tocar o bucetão dela com meu pau porque tava bem visível a buceta dela enorme naquela pequena calcinha, e também a empurrar tentando enfiar, mas com a calcinha não entrava, fiz isso sá pra provocar ela... ai peguei a beradinha da calcinha coloquei de lado e ela pensava que eu ia devagar e fazer do mesmo jeito, tocando aos poucos, mas não, já fui colocando pra dentro numa penetração rápida, e para minha surpresa ela gemeu bem gostoso, um gemido de que realmente tava gostando... ai comi ela assim por uns minutos bem gostoso, ela rebolava o bumbum também, olhava pra traz e fazia cara de puta e demonstrava que estava gostando muito, depois trocamos de posição eu deitei na cama, e ela veio por cima sentou e cavalgou como uma puta, ela gritava e gemia e se mexia rebolando, segurava os seios, e eu chamava ela de puta, dizia - vai puta fode a pica grossa do teu filho vai sua vaca, e ela estava gostando, até que ela começou a gritar, porque estava chegando ao orgasmo, ai ela começou a dizer - fode a tua mãe que é uma puta safada fode.. me arromba com esse cacetão, e deu um grito que estremeceu, e parou cansada, ai ela saiu e disse - agora é sua vez, mas vou deixar você fazer o que queria fazer agora pouco que era gozar na minha boca, e começou a me chupar, eu já tava quase gozando então não demorou muito pois ela chupava muito bem, então gozei com ela chupando, toda minha porra dentro da boca dela, ela engoliu e olhou pra mim sorrindo e abriu a boca mostrando não ter nada mais, foi quando agente começou a conversar, e ela disse foi bom mas é como combinamos, não vai acontecer mais, e eu contei como a minha vontade de comer ela começou... contei porque eu citei que sabia que ela gostava de chupar, e porque falei no Sergio ex-namorado dela e o amigo... mas isso fica para a práxima historia que eu vou contar aqui... e também contarei outras vezes que consegui comer minha mãe, ou vocês achavam que eu ia atender o que ela pediu? rsrs aguardem!!

- Doce LOrd (Sweet LOrd)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos fode mesmomunher ce mastuo eu ficonto sou. chupeteiracontos eroticos 16cmcontos pornor cunhado picudoduas loirinhas e ruconto real espiando no buraco casal sexo chacara"me enraba" cornocontoincestocolocontos de coroa com novinhoconto erótico reais eu e minha mae sua enpregada juntocomi minha comadre drogada contocontos eroticos exibindo pra piralhoscontos eroticos de primos com primas que engravidamcontos eróticos na Fazendapor que quando eu falei pro o meu amigo que eu vou ibora comcamionero ele em cheu ohlo de aguacontos eroticos fui fodida feito vadia puta e chingada de vadia pel meu primo e tiocontos eroticos em familiaconto megao roludp fudeu. minnja mulhercasadas que postam fotos de itanhaemconto gay metemos.o dia todocontos eroticos casada e o farmaceitico negaoGozei no pau do meu irmão contosesfrega conto heroticopapai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadaconto o sarado e a gordinhavideos de sexos melado de margarina no cuconto zoo cadela patraocontos eróticos de gay comi a bunda do amigo do meu irmãocontosmeu marido quer fode meu cu mas to com medocontos de coroa com novinhocontos eróticos com pai e filhaxvideo porno cavalu comedo aeguacontos eróticos mulheres p****conto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duascontos erotico defrorado pelo irmão mas velhocasada pelada em lugares movimentados contoscontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimconto erotico corno puta e paicontos eroticos meu filho me fez gozarcontos eroticos bostajemro comvemceu a sogra e comeu sua bucétachantajiei minha irma peituda para tranzaconto erótico Minha mãe mandou meu pai me engravidar bem novinhameu tio vez eu beber toda sua porra e viciei quando eu era novinhoporno contos colégiocontos de zoofilia coloquei meu cachorro pra comer meu marido e ele gostoucontos transei com minha mae gostosa peituda no banhocontos comiminha primaconto eróticos priminha de menorfizemos sexo bi com um estranho contoMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,traindo no hotel contosContos erótico de Muller casadacorno enrustidoex cunhada putacontos eroticos estupro submisso f de semanameu padrasto tirou minha calcinha e comeu meu cuzinhoconto erotico comi minha avó de fio dentalcontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláescravizando minha funcionaria conto eroticotirando o short da menina etrepandotitio viu minha bucetinha e achou linda contoscontos eróticos cadela e putona famíliasconto zoo cadela patraogrelo xoxotudaconto bebado virei veadocontos marido deu sonifero para esposacontos eroticos iniciei meu marido a da o cuFAMÍLIA LINDA CONTOS ERÓTICOSconto eróticos na sapatariacontos de sexo de ladinho com com a irma dormindo ao ladome disse que babava muito conto gayminha xereca consando na rua contos eroticosenfiaram uma bucha no cu do estuprador