Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SÉRIE - UM ATIVO A GOZAR – NO MATAGAL DO PRAZER.

O sexo, o prazer, o desejo e tudo que uma noite nos deixa imaginar. Eu estava assim, sentia o prazer o e desejo fluir diante do sexo e das vontades.



Eu havia realizado meus desejos, fuder gostoso um menino novinho, o fazer gemer de prazer e de vontade, o fazer gritar na minha vara, o fazer mamar gostoso e tomar o leitinho quente.



Foi desta forma que desejei e realizei o Douglas. Ele novinho, corpo de menino e beijo de garoto, agora ele era meu, eu homem de 19 anos tinha realizado meu desejo, fuder, abrir e gozar em um rabinho de um menino, de jovem que aprendia a desfrutar do prazer do sexo, porem muito mais do que comer, enrabar e chupar todo este menino é o sonho de acreditar que sexo é um prazer mutuo.



Eu estava feliz, ia todos os dias ver Douglas e ficar com ele. Era nosso segredo, era nosso prazer, pois sua mãe a gostosa dona Sonia estava trabalhando, ela gostava e achava que eu era a melhor companhia para seu filho, que era por todos os dias beijado, abraçado, comido e arrombado por mim, ele era minha menininha, minha putinha novinha que descobria que dar cuzinho era bom, era prazeroso, gostoso.



Douglas era meu menino, porem via que sua mãe estava me dando bola, ela era bonita, gostosinha e tinha um rabo de dar gosto e super simpática apesar da idade dava pra comer, mas sabe eu tinha um caso com o filho dela, mas sentia que ela estava afim de mim.



Mas eu desejava e gozava com minha rola no rabinho de seu filho, em uma tarde de sol estava eu e ele passeando quando tivemos a idéia de entrar em um matagal para dar uma, logo adentramos em uma mata fechada e abaixei o calção e deixei ele saborear dos meus 19 cm de prazer, ele mamava gostoso, sentia sua língua deslizar diante da minha cabecinha e o prazer tomar conta, porem era de tarde e o medo de ser pego era grande, mas valia a pena. Era delirante ver aquele garoto saboreando minha vara, ele engolia tudinho e parecia estar aprendendo a cada dia mais como dar prazer a um homem, sua boca gostosa subia na direção da minha e seus lábios juntavam ao meu. O sol da tarde adentrava ao matagal e o nosso abraço se tornava mais delirante, sentir o prazer, o toque o desejo daquele que era um menino estava alem das somatárias da vida.



Ele era lindo, um olhar penetrante, uma boca gostosa e um rabinho novinho e gostoso. Ele era todo meu, e sabia fazer de uma tarde no mato algo diferente, pois sua boca, sua pele lisinha e seu corpo quente me faziam sentir prazer e desejo.



Eu tocava em seu corpo e abaixava minha mão forte diante daquele gostoso rabinho, o fazia desejar, respirar de prazer e fazia ainda aumentar minha vontade de naquele mato enrabar meu garoto.



O medo tomava conta do prazer e ele exatamente de quatro com seu short abaixados me fazia delirar, via seu buraquinho louco para ser atolado pela minha rola, o beijava na macega, passeava minha língua em seu anelzinho, e ele de repente estava pronto e sendo comido, pois minha vara começava a atolar aquele buraco gostoso, eu enfiava devagarzinho, mas loco estava metendo com força, ele gemia, gritava de prazer e eu com a mão tampava sua boca para não chamar a atenção de alguém, mas era gostoso, parecia que era a primeira vez que comia aquele rabinho, ele gostoso, novinho, gemia e gritava de prazer, uma putinha serena de prazer.



Um garoto que descobriu o prazer de dar o rabo em um mato urrava. Sentia os 19 cm de pica dentro seu cu. Era agora um viadinho formado e diplomado.



Eu gozava e enchia naquele mato em final de tarde seu cuzinho de porra, ele parecia delirar estar feliz e aberto. Eu gozava e tirava de dentro do seu anelzinho minha rola molhada de prazer.



Beijamos-nos, se abraçamos e realizamos uma fantasia, ele dava em um matagal e eu gozava e ensinava a ele que o prazer não tem limites.



Porem depois de tudo isto algo diferente estava por acontecer, ao chegar à casa de Douglas fui surpreendido por sua mãe, fui seduzido e comido por ela, mas esta foda com a velha eu conto no práximo episádio.



Continua...



-



ASS – ThyAggo



MSN:



[email protected]



---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Acesse:



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos.virei travesti pela drogaConto de puta esporrada por muitos machos no barcontos eroticos meu sobrinhoporra minha secretária tem a bunda deliciamaisexo contos no.meio das coxasfingi que dormia pra ver ela meter contosporno conto irmatodos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticosrelato erotico marido traicontos eróticos vizinho sondando a velha vizinha fodendo com o cachorropassei a calcinha contos eróticosxvideoporno com er maosDotado arronbando garota 19 aninhosarmei pra minha mae conto eroticopapai enfia no meu cuzinhoconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradoaregasando a b da nxvidio gay coroa 82contos massagem incestoconto. tirandobo cabaço da minha namorada na frente da familia delaeu fui arrombadocontos esposa e visinha dando o cu juntas pro cãoMalandras e boasudas incestos contoscontos eroticos meu marido me vendeucontos eróticos me fode caralho vaicontos suruba inesperada com a esposa e travestimarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticosContos namorada velho caminhoneiro  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  conto nao queria mais dar mas o negaocomeuPorno maes pais iniciando suas ninfetinhas no incesto contosComi minha tia historia veridicavídeo pornô com travesti travesti transando com a outra por amor todinho raiva da outracontos de punheta com botasContos zoofila comi mia professoraContos punheta no garoto constrangidoconto erotico viado bundudoporrnodoido com anacontos como dopar maridoAgradecido, coloquei-me à disposição para conduzir a enferma no dia seguinte até ao posto de saúde, no “ side ... Incesto com meu irmao casado eu confessocachorro lambendo a buceta com esparadrapo abrindo o cuzinho contosconto erotico eu era virgem mas o pau erafinoconto eróticos mendigo batendo punheta na rua da minha casacontos eróticos dominado pela sograMinha esposa no rancho com outroxoxotao capusaoconto erótico "Meu sobrinho veio passar 3 dias comigo. Ele tem problema uns probleminhas e "contoscomi minha cunhadinha dormindocontos porno baixinhaminha esposa em puta vai mete vou gozar cotosContos de cdzinha novinha de shortinho fino socadoContos Eróticos vi minha amiga sendo emrabada pelo maridão bem dotado fiquei com muito tesãoContos eroticos submisso amarrado engravideicontos eróticos lanchacontos: sentei no colo do velhoguais sao as deusas da punhetaEstupro gay conto gay pedreiroContos eroticos negra entiada comi mae filhacontos de sexo com novinhas trepando com advogadosMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contotarada limpa o sebo da cabeça da rola com a línguacontos eroticos de travestis avantajadas tarado estuprando cuzinho de viadinhominha enteada tem doze anos mas tem um bumbum muito impinadinha gostosinhacontos necessitava de rolacontos eroticos dando a xota para o meu primo e o amigo dele na casa deleconto erotico buceta gostosa crente safadaConto gozou muita porra no meu cucontos elas gostam de chupar e punhetapincelar no cucontos eroticos meu 1anal quase morriContos fiquei bebada e me chuparamconto porno enfiaram um ovo no meu cugay de zorbinha enfiado no regopornodoido negro bem dotado fudendo ocuzinho e a buceta de mulhet gtavida ecasadasou corno choquei.conto eroticocontos eróticos fudendova esposa e a filha do amigo Contos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiincesto meikilacontos d zoof pegei minha sobrinha c um cachorroporno éla dis méche que eu vou gozarcontos traindofoi da aboceta vije e a rombocontos bund 130cmhomem chupando bucetinha para o pasteleiro escondidosadomasoquismo relatos comidavivaContos eróticos mães com a buceta peluda e cheiro fortecontos levei uma rolada do meu filhotravesti jhuly hills