Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O HÉTERO QUE VIROU PUTA SUBSTITUTA

Olá Pessoal me chamo Carlos, sou carioca, moreno, 25 anos, 173 de altura, 83 kg, me considero um pouco gordinho, mas meus amigos dizem que sou fortinho, curto minha praia, quase sempre com minha namorada e amigos no geral sou um cara normal como todos.

Na verdade possuo dois relatos verídicos que dividirei em duas partes são dois fatos que impactaram minha vida, o primeiro começou em um sábado, do mês de maio, do ano de 2008.

Naquele dia acordei pela manhã, tomei meu café e liguei meu PC, nada de mais, pois era meu dia de folga. Quando der repente ouço o tocar da campanhinha, fui ao portão, quando abro era Marcos um amigo meu de infância.

Marcos é branco bem corado de sol por frequentar muito a praia, na época tinha 19 anos e a mesma estatura que eu, porém mais magro e do tipo saradão resumindo ele é o tipo do cara que faz um grande sucesso com a mulherada, bonito de corpo e de rosto. Assim o convidei para entrar e fomos para meu quarto, pois meus pais estavam em casa e assunto de jovens perto de coroas não da certo as ideologias são outras, chegamos ao meu quarto e logo perguntei:

— O que te traz aqui essa hora cara?

— Preciso de um favor seu e tem que ser hoje

— Mais que favor?

— Você ainda tem a chave da casa de sua tia?

Minha tia trabalhava durante o dia assim todo dia antes dela sair sempre deixava a chave de sua casa comigo, como ela sá chegava por volta das 22h00min a casa era minha durante o dia, por isso volta e meia meus amigos pediam a chave da casa para arrastar suas piriguetes.

— Tenho sim cara, mas não sei não...

— Koé cara eu marquei pra comer uma mina hoje

— Poow cara a ultima vez que emprestei a casa vocês roubaram vinho e cervejas da geladeira e eu tive que assumir a culpa.

— Por que você não vai junto comigo? Assim terá certeza que não mexerei em nada

— Vou La pra que? Para segurar vela?

— Não cara eu posso conversar com ela vai que ela topa a três!

— Mas quem é a garota

— È a Bianca da Rua 19

Bianca é uma gata morena tipo índia, hoje com 23 anos, mas na época tinha 20, com um corpo deslumbrante, boca pequena, olho claro deveria pesar uns 69 kg e 175 de estatura, com um par de coxas bem torneado e com uma bunda de enlouquece qual quer homem. Mesmo com todos esses adjetivos ela não passava de uma grande puta no bairro e foi por esse motivo que aceitei ir junto. Marcos havia marcado com Bianca às 17h do mesmo dia e comigo às 16h30min para que eu não chegasse à casa junto com eles, se não, ela desconfiaria de nossos planos.

O plano de marcos era deixar Bianca bastante excitada para depois sugerir um ménage atrois, ou seja, dois homens comendo a mesma mulher, mas não sabia eu que essa historia teria um desfecho surpreendente.

Como combinado cheguei a casa às 18h30min, entrei e deixei a porta e o portão encostados para facilitar a chegada deles, sentei no sofá e liguei a TV. O tempo passou quando pensei que nem viriam mais ouço o portão abrir corri logo para o quarto e deixei a sala livre para eles.

Esperei uns cinco minutos antes de olhar pela greta da porta e não me arrependi, pois quando olhei Bianca estava de calça jeans e sem blusa, fiquei louco com aqueles seios não tão grandes, mas redondinho e durinho isso me deixou louco meu pau foi de 0 a 100 em segundos, como o sofá onde eles estavam era quase que de frente para a porta eu tinha que disfarçar para não ser descoberto, sentei na cama durantes uns 10min, quando fui surpreendido com altos gemidos que vinham da sala:

— Fode seu cachorro fode sua puta fode haaa... Que gostoso...

— Que bucetinha gostosa tem minha putinha toma pau toma... Safada!

Fiquei-me punhetando olhando a cena que o ângulo não era bem favorável, pois Bianca estava de quatro no sofá e Marcos a joelhado atrás dela, a única coisa que via era a bunda de Marcos, pois ele estava de costa para mim e essa visão não era de meu interesse. O que me excitava eram os gemidos e as putarias que Bianca dizia para Marcos, der repente o celular de Bianca tocou e ela logo se preocupou em atender, mesmo com a existência de Marcos para que ela não atendesse.

Foi a partir desse momento que a historia mudou de cara, pois Bianca estava muito nervosa no telefone, há uns 5min atrás ela parecia uma puta, mas apás a ligação ela estava muito seria e com ar de preocupada:

Marcos:

— Que foi? Algum problema?

— Sim eu tenho que ir

— Sim, mas vamos terminar primeiro

— não da não, minha mãe esta no hospital

Bianca se vestiu rapidamente e saiu às pressas sem ao menos dizer tchau.

Apás a saída de Bianca abri a porta do quarto e saí com ar de risos:

Eu:

— O que houve cara?

Marcos:

— Não se faz de bobo não, eu sei que você ouviu tudo

— Que azar hen cara! Na hora H!

— Porra, até agora não acredito! Olha como é que estar meu Pau!

Corri o olhar em seu pau com certa timidez e ao mesmo tempo com precaução para que ele não pensasse que eu estava manjando sua rola, que era uma pica de tamanho normal uns 19 a 19 cm, de cor clara e com uma cabeça vermelha lembrando uma cereja.

Não sei o que me deu sentir certa excitação ao ver aquele pau bem duro e pulsando, sem perceber estava eu ali manjando aquela rola pulsando na minha frente sá parei com a interrupção de Marcos:

Marcos:

— Gostou? Quer pra você?

Eu:

— Você está ficando louco cara? Sou homem!

— Com o tesão que estou, se você curtisse te deixaria até dar uma chupada! E aí você quer me chupar?

— Qual foi cara! Se você quer alguém pra chupar, vá a um puteiro La você encontra

— Porra Carlos estou taradão me chupa aí cara! Isso vai ficar entre mim e você. Quando eu fofoquei algo de você? Responde-me?

— Não me lembro!

— Então?

Confesso que com forme Marcos insistia meu pau já estava ficando duro de tanta excitação, eu não sabia o que fazer.

Marcos parecia uma criança pedindo doce, Foi quando Marcos aproveitou que eu estava sentado no sofá e ficou de pé na minha frente com aquele pau duro feito pedra isso pra mim foi como uma bomba atômica

— Koé Carlos será a primeira, única e ultima vez!

— Ok cara sá uma chupadinha mais nada!

Do jeito que estava abocanhei aquele pau, eu chupava completamente desajeitado e nervoso ao ponto dele me pedir calma se não o machucaria.

Fui aos pouco me a costumando com aquele pau na minha boca e percebia o tamanho tesão que dava a Marcos que sá gemia:

— Haaa... Chupa esse pau... Nossa como você é bom nisso parece profissional

— Chega já chupei o bastante

— Tem razão, ta na hora de você me dar seu cu!

— Eeei! Isso não foi o trato

— Rsrs me deixaeu comer esse cu vai? Não vai doer nem um pouco

— Vai sim! Já descabacei muita novinha eu sei como as coisas funciona

— Mas farei com cuidado se doer você manda parar que eu obedeço, alias você já fez a coisa mais difícil que foi me chupar, ou seja, você percorreu 50% do caminho e quer voltar?

— Ok cara você venceu, mas se me machucar te encho de porrada

Tirei minha roupa completamente e posicionei-me de quatro no sofá, mas Marcos sugeriu irmos para o quarto onde tinha uma cama e foi o que fizemos. Marcos ao olhar meu pau duro sorriu de disse: “sabia que você iria gostar” “pelo jeito ta adorando” posicionou-me de quatro na cama, com as mãos abriu minhas nadegas e começou a pincelar meu cuzinho com sua rola.

No inicio quando ele me pôs de quatro, imaginei que ele iria me penetrar no ato, mais me surpreendi com as pinceladas que por sinal eu estava adorando ao ponto de meu cuzinho piscar desejando aquela rola. Aos pouco fui relaxando ao ponto de perder completamente o medo, é perdi o medo na hora errada. Marcos segurou minha cintura com as duas mãos, posicionou o cacete na entrada de meu cu e com uma forte entocada ele me penetrou completamente, a dor foi assombrosa ao ponto de me fazer gritar, com raiva empurrei Marcos para trás e comecei dar socos em seus braços, peitos e costas e ele apanhava rindo de gargalhar.

— Seu viado filho da P... Você me machucou você disse que não doeria

— Rsrs desculpa foi sem querer, vamos começar de novo desta vez vou com cuidado

— Não chega não quero mais!

— Por favor... Eu prometo que vou com carinho, eu juro!

— Ok, mas se me machucar de novo...

Novamente Marcos posicionou-me de quatro desta vez sem pincelar, cuspiu no pau, me segurou pela cintura e vagarosamente conduziu seu pau para dentro de mim centímetro por centímetro até entrar por completo, neste momento eu já não sentia mais minhas pernas. Marcos deixa seu pau por uns três minutos agasalhado dentro de meu cuzinho durante esse momento milhões de putarias eram ditas por Marcos em meu ouvido, isso já estava me enlouquecendo.

De repente as entocadas começaram lentas e aos poucos foi acelerando ao ponto de ficar algo frenético um entra e sai que já não me incomodava eu tentava não de mostrar o tesão mas era inútil soltei um alto gemido:

— Haaaaiiiiiiiiiii que gostoso

— Gostou minha putinha?

— Muito fode mais forte me faz de sua puta vai...

— Você já é minha putinha, a partir de hoje serei seu dono

— fode meu macho... Ensina-me ser sua puta me fode com força vai fode...

— Nossa é incrível como você se tornou minha puta! O que diria a sua queridinha namoradinha se visse seu macho sendo minha fêmea? Da gora pra frente será sempre assim.

Marcos praticamente montou em mim e começou a me socar aquela geba sem pena, seu saco era grande e cheio de modo que conforme ele socava em mim seus ovos batiam nas minhas nadegas dando um som como de fosse palmas, esse som me enlouquecia eu estava completamente entregue a ele tudo que ele quisesse fazer comigo naquele momento ele conseguiria.

Fodemos em diferentes posições como papai mamãe, em pé, conchinha ou de ladinho que por sinal foi a que mais me deu tesão e por ultimo ele me pois de barriga pra cima, joelhou se na minha frente e pois minhas pernas em seu ombro e me fudeu com força total, nessa posição foi que eu gozei sem mesmo tocar no meu pau foi incrível, logo apás ele tirou e me pôs pra chupar e eu como uma boa puta chupei até ele gozar

Quando terminamos já era 22hs e 20min, já era hora de minha tia chegar foi uma correria pra arrumar a casa e sair antes que ela chegasse.

Um dia depois nos encontramos na escola nada sobre o acontecido foi conversado ficamos estranho um com o outro, uma semana depois foi que toquei nesse assunto com ele:

Eu

— Que loucuras fizeram semana passada hen!

— Mas você gostou?

— Sim

— È melhor essa historia morre aqui certo?

— Certo você tem razão

Apás isso nossa amizade continuou já faz três anos e não teve nenhuma repetição, por mim isso repetiria muitas vezes mais nunca mais comentamos sobre o assunto, mas como eu disse que era duas historias a segunda contarei em breve.



Contato: [email protected]

Blog: clubedoprazererotico.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico as duasme tarandocontos eroticos no escurominha vizinha safada casada helenicecontos eróticos com animaisO coroa com ele em cima da sua lancha ele me fuder conto eroticoconto porno xixi padrinhoconto erotico japonesa da.do o cumeu amigos me bateram e me fuderam conto gayprofessor e aluna contosentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacienteCercada por varios contos eroticostia s***** rebola bem muito Encosta a bunda no pau do sobrinho dançando funkContos eroticos eu meu tio e minha mulherminha tia esfregou/a/bunda/dee/vestido/no.meu/pau. porno conto meu primeiroamorfoda no escritório contosContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3contos comendo gay na vielacontos eroticos estuprada pelo meu cunhadocasa dos contos eroticos/Três é demaisContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistacontos eroticos negro e patricinhaConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhocontos dei u cu com cinco anoscontos de encoxadas reais porto alegreContos eróticos:meu querido professorfui arrumar o chuveiro do meu inguilino ele mim fez gay contomulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo contos eróticos comi minha filhacontos gays chantageadohistorias eroticas fudendo a madrata crentecontos eroticos novinha espiando seus tios transaremContos meu sogro arrombou minha bundacontos eróticos de sequestrosConto porno de estuprada por pai da mim amigacontos eróticos mãe e filho de araraquracontos eroticos. esposo duvidou da esposafundura da buceta midindo pornocontos d cachorros mamandoConto porno de meu marido comeu minha filha eu deixemulher com uma bu dando nda inmencadepois de dar pro ricardao dei pro meu marido contoquero ver buceta do pigele gradecrente fudendo o cu contos eroticoseu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadapenes maigadeContos Terreno Baldio zoofiliaconto amelia tá bem gostosa e eu cantei pra comer a bicentinha delaContos eróticos mãemulher fia exirtadarmamei meu cunhado na frente da minha irmã cinto bicontos a cunhada da primadesço no teu paucus rijos bom analsogra come nora pono segipanocontos eroticos tia dando pro proprio subrinhoconto erótico maltrato minha mãeaquela pessoa pirocuda da salacontmaconheiro encoxandocontos bem novinhaContos herotico bem ecitantes cavalo comenso mulhercontos o sindicocontos na mesa com marido de frentecontos fui arrobada por dois mulato roludo enquanto meu marido dormia de bebadoeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoconto meu pai descabacou minha irmacontos de incesto irmao mais novoconto erotic pegand a calsinha da sogracontos filhanao aguenta a geba d pai no cugozo na bucetinha dá cunhadinha com jeitinhochupando a pica do padrasto conto eroticocontos meus dois amantesmeu amigo travesti me comeu contosconto fui ajudar a vizinha e ela me agradeceu com a bucetacontos eróticos e********** humilhando c****Contos punheta no garoto constrangidoo lekinho putinha da turma conto eroticoachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhomorena mais paquerada transandofui criado para ser gay Contoscontoseroticos negaocontos eróticos de amigos com mts mamadascontos mulher infiel marido atento incestocontos eroticos convenci meu priminho vestir a calcinha de sua maegarotinha sentava no paucontos relatos eróticos mamãe exibicionistame arrombou corno contosnovinha faz um boquete caprixado e deixa homem xeirado d pau durocontos não resisti ao cacetaocontos eroticos cu e bucetacomendo a noiva do otario contos eroticoscontos eroticos de me fodram enquanto dormeconto: conheci um caralhoxvidio pag biixinha gostosa cem caucinhaesposa raspada contosconto porno eu comi minha cunhada coroa de 69 anosconto erotico me mastubrando com t cenoura