Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI MEU DENTISTA

Estou de volta com mais um conto real, esse já há algum tempo, mais ou menos 4 anos, hoje eu tenho 32 anos, tenho, aproximadamente 1,70 de altura, corpo normal, sou magro, moreno claro, tenho pêlos pernas, braços, e peito, mas mediano, não sou peludo. Tenho um pau, relativamente grande, 19cm envergado para cima, cabeça vermelha, saco peludo, in natura. Fui a um dentista nessa época, fazer uma limpeza, eu já conhecia o dentista, um cara maduro, com seus quarenta e poucos anos, relativamente bonito, corpo normal, com peso proporcional e com uma cara de puto passivão que sá de olhar eu ficava com o pau pulsando dentro da minha calça louco para saltar fora. Combinei um horário com ele, para que eu pudesse ser atendimento, e como ele era muito requisitado, ele marcou o último horário, para minha alegria, nem a secretária estava lá mais. Ele disse que teria que ser assim pois ele não teria horário livre tão cedo, e aí como ja era noite, eu pensei: é hoje que eu vou dar bem com esse puto. Cheguei, cumprimentos normais, pois já nos conhecíamos. Ele logo me levou à cadeira tão temida por todos. Até aí tudo tranquilo, mesmo porque era apenas uma limpeza. Mas a coisa esquentou pois ele enquanto trabalhava em minha boca, ia roçando em meu braço, sempre bem práximo. às vezes se virava para pegar alguma ferramente na gaveta, e empinava a sua bunda. Aí já era, meu pau não demorou para ficar duro e mostrar todo o seu volume ali, naquela posição que eu estava na cadeira do dentista, deitado, não tinha como esconder. É claro que ele percebeu, e daí então, toda hora ele se virava de costas para pegar alguma coisa na geveta, sá para empinar o rabão para mim. "Que puto do caralho", pensava eu. Conversa vai e vem, ele me ensinou algumas coisas sobre limpeza. Tudo que fazia, ele me explicava o que era, e porque. E meu pau ali, latejando já, sá de imaginar aquele puto do caralho, chupando meu pau ali mesmo. Chegou um momento que eu perdi a cerimônia e levei minha mão até o meu pau, e apertei e dei uma coçadinha de leve, como se eu estivesse chamando o doutor putão. Notei que ele levou seus olhos até lá, observando. Depois desse flerte cheio de putaria dos dois lados, não tinha como esconder, eu sá esperei ele terminar a limpeza na minha boca. Como eu era o último paciente e demorou um pouco, ele tinha que esterelizar todo o seu material na estufa e tinha que esperar um tempo, não me recordo agora mais era mais ou menos uma hora ou uma hora e meia. Nesse meio ficamos na salinha de espera, sentados conversando. Ele pediu que eu o esperasse terminar para lhe fazer companhia, pois bem fiquei, lágico. (risos). E eu quando fico tarado por alguém, antes eu como com os olhos. Sempre o encarava com aquela cara de tarado, de fome de cú mesmo. Ele percebendo, ele disse: Essa sua cara rapaz, parece que vai me comer com olhos, fico até assustado. Aproveitei, para não perder mais tempo e respondi: É que quando eu quero, antes eu como com os olhos mesmo. Enquanto eu falava isso ficava relaxadão, pernas abertas, e uma das mãos no meu pau apertando. Ele não resistiu, aproximou-se, e disse : Posso pegar também. Eu sá olhei para ele, coloquei as duas mãos na parte de trás de minha cabeça, e ele logo entendeu. Pegou com gosto, abriu o zíper de minha calça, e ainda por cima da cueca, começou a mordiscar meu pau e a cheirar... a essas alturas o cheiro de sexo vencia o cheiro de consultário de dentista, e os instintos já seguiam o fluxo da coisa... e tirou meu pau ali sentado mesmo, e com lábios carnudos que e tiozão gostoso tinha, chupava, linguava meu pau e beijava a cabeça dele, depois ia aos poucos engolindo ele, embora não conseguiu colocar tudo na boca, ele se divertia, se deliciava, eu sem perder tempo, aproveitava e levava a mão até sua bunda que ele tanto me provocou antes, empinando-a. Com tesão já nas alturas, eu falei: Quero ver esse cuzão, doutor. Mostra pro seu paciente. Ele logo ficou ainda sentado tirou seus sapatos brancos, ficou de pé, desabotou a sua braguilha, e quando foi abaixar a calça para tirar, virou-se de costas para mim, empinando mais uma vez seu bundão carnudo e tesudo do caralho, dentro daquela cueca branquinha como suas roupas. Mandei ele se aproximar de costas, acariciei aquela bunda deliciosa, dei uns tapinhas nela, e ouvi ele gemer baixinho.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fui enrabado pe lo o yravesti na baladaver contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionáriosconto.erotico..casada.18..anoscontos freirinhawww.meu filho mim comeu com doze anos contoContos noiva vireia a putinha do vizinhox vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoscontos tia marta vem meu sobrinhoo mete nessa xerecaVídeo lendo contos com vibrador na bucetazoofili negao magro com umaaxvidio mulher xota de cabritacontos com a visnha casada escondido oaContos eróticos de bebados gayscontos eróticos gays irmãosmeninha fata zofolia buntuda sexocontos maninha adora meu pautranse com meu pai no onibusContos eróticos garotinha com garotosesposafio dentalcontosminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delavideos de morenas q botou atanguinha de lado e deu o rabocadela piscando em uma metendo picaeu confesso so faltei esfregar a buceta nele e ele nao me comeucontos eroticos morena na garupa da motoContos eróticos heterossexualconto erótico irmã e esposa nudistacontos bolinadas no parquearegasando a b da nContoseroticosenganadoconto comi minha amiga peludacontos de coroa com novinhocontos eroticos minha mulher me mandou pra farracontos eroticos minha sobrinha adorava mamar minha picacontos coroa 58 anos pau grossominha sogra gostosa se chama ana maria como fuder a buceta dela.contos eróticos chupei a b***** da éguaconto comi a buceta da mae do meu amigopatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticosContos eróticos engravidei na primeira trepadacontoseroticosarrombandoconto erotico pai come nora e o filha vecomi minha filhinha contos eroticosContos eroticos chantagiei meu sogra pra comer minha sograContos eroticos sou uma travesti rabudacontos novinhas gritando com pau no cuheterosegurandogay e travesti.momentos novo punhetaConto erotico incesto, mae evangelica transa com o filhocuriosidade da minha filha no meu pau contoscontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos de coroa com novinhoaaaaah. chupa minha bucetinha vai. isso. vou gozar na sua boca. me faz gozarHistória narrada de sexo- Trepando com a nifeta safada gostosa huummmcontos de sexo com animais rasgando com forçacontos tirar leite eróticoscontos meu marido notou que eu estava arrombadacontos eróticos de gay comi o amigo do meu padrinhoconto erotico amiga crente da entiadagorda acima de 100kg rebolando o bumbum bem gostosoContos minha sogra fas eu ser puta do sogro e tioscontos eroticos de sacanagemafilhada carente contoconto minha mae so me provova e me deicha de pau duromamei os peitoes contosconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada ver filme porno com massagista se a susta com o tamanho da piroca do clientes e pede para tocar uma pueta e pede para ela bater um pueta ele goza na boca de delaConto erotico, tenho.50 anos e transei com minha vizinha casada de 60 anoscontos eróticos casadas safadascontos de sogra gravida transandovidio porno mulher enloquede ao ve um pau grossocontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cuminha tia andando nua contoso puta e dei gostoso a xana contos eroticosComtos mulher fodida pelo marido e o filhofui iniciado conto realContos eroticos primo do pau grande engravidei minha prima peitudamulhe rebola engarotono acampamento enquanto eu dormia contos eróticoscontos senti cutucandocontos virei cadelinha assumidicrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticosponei arrombando morena com tesaoconto sexo de madrasta fazendo fio terra no entiado[email protected]brincando de casinha conto ero