Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O PRIMO PAUZUDO

Quando eu tinha em torno de 19 anos um primo distante meu venho passar um semestre em nossa casa no sul a pedido de minha tia! Ela e seu segundo marido estavam numa separação bosbastica e nao queria que o filho, ja meio revoltado, presenciasse a guerra. Meu primo Douglas era o tiop jovem revoltado, vivia em festas, se envolvia em brigas..essas coisas de adolescente. Apesar de Douglas ser de Brasilia e eu de santa catarina, sempre nos visitavamos e nos davamos bem. Meu primo fazia o tipo de cara safado, pegador da mulherada, super putanheiro e topava tudo p meter o pau em qualquer buraco!! Muito bonito, cabelo raspado nos lados, corpo bonitão devido a natação, aprox 1.85 de alt, forte e jeito de malvado. Eu sempre tive vontade de pegar ele de jeito, dar para ele bem gostoso! Ele venho p nossa casa e ficou no hospedado no meu quarto, que tinha duas camas. Eu logo entrei na dele, saiamos escondido, bebiamos juntos no meu quarto, e ele entava na net p ver um monte de putaria e ficava esfregando o pau duro por baixo das calças de moleton, pau este que fazia um volume enorme, e sempre falava: vou p o banheiro tocar uma punheta. A primeira vez que senti que Gustavo me deu uma indireta foi quando estavamos meio altos e ele me perguntou se eu gostava de buceta ou de piroca! Eu nao respondi nada e dei uma risada! Pronto né? Ja tinha jogado uma pista no ar. Foi quando Douglas começou a ficar mais ousado, ficava com tesão na frente do computador e começava a pegar na pirocona e um dia puxou pelo lado do calção de futebol a pica e deu uma punhetada na minha frente! Ele me olhava e dizia: olha como minha pica ta dura! Olhava p mim e balançava o pau p frente e p tras, arregaçava a cabeçona e me mostrava o pau mordendo os labios e fazendo sssssssssssssssssssss...eu ficava doido, meu pau ficava duro, eu não conseguia disfarçar e olhava bem p a pica dele! Era um pauzão grandão, teve uma vez que ele pegou a regua e mediu na minha frente e disse: viu? tenho 20 cm de pau! Era grande e branco, cabeçudo e pentelhudo, tinha umas bolas grandes e sempre pegava com uma mão no pau p arregaçar o prepucio e com a outra ficava massageando as bolas. Meu primo estava me deixando doido e não fazia nem um mes que estava em nossa casa! Eu ia dar p ele de qualquer jeito! Isto era fato! Ele estava estudando no mesmo colegio que eu, uma série antes pq tinha reprovado, e até gazear aula com ele eu ja tava indo! Estava fazendo tudo o que aquele cara, estilo safado sem vergonha e revoltado me pedia. Teve um final de semana que meus pais foram p a fazenda e depois de muitos conselhos, pois sabiam que eu e o Douglas juntos poderiamos fazer a maior zueria, se mandaram no sabado pela manhã. Eu e meu primo fomos na locadora pegar filmes e pegamos pornos tbm, de vagabundas dando o rabo! Na epoca menores de idade entravam na sessão porno. Meu primo tinha tara por foder um cu, ele sempre dizia isso quando estava na frente da net vendo pornografia e tocando punheta naquele pauzão. Eu ficava na cama sentado olhando ele puxar o pau pelo lado da bermuda, e se punhetar ate gozar na barriga e as vezes no chão, ele punhetava o cacetão e me olhava c cara de safado enquanto eu tocava punheta embaixo dos lençois, porém eu nao olhava p o computador e sim p a piroca do meu primo gostoso. as vezes quando ele ia gozar pegava uma cueca limpa na gaveta do criado mudo e gozava na cueca, usando a mesma para limpar a piroca, eu ficava olhando ele gozar, gemendo bem puto e limpar o cacete, a cabeça da pica e as mãos todas sujas de porra, então ia até o banheiro e colocava a cueca no cesto de roupas sujas. Então eu ia até o banheiro, trancava a porta,o tesão era tanto q eu pegava a cueca que meu primo tinha usada toda lambuzada de porra e passava a lingua, sentia o gosto da sua porra grossa, passava no rosto, sentia o cheiro daquela porra e com a outra mão me acabava na punheta, gozava, usava a mesma cueca p limpar minha porra tbm, isso me dava o maior tesão! Outra coisa que fazia sempre: deixava meu primo tomar banho primeiro, tomava banho com a porta aberta, esfregava a piroca c o sabonete e eu ficava de olho, minha vontade era entrar no box e cair de boca na piroca, ele saia do banho e se secava na minha frente! Então eu entrava no banheiro, chaveava a porta, pegava sua cueca usada no cesto e começava a cheirar, tocava punheta cheirando a cueca dele, aquele cheiro da piroca, cheiro de pica gostosa e suadinha ainda do colégio, gostinho salgado de pau, sentia o cheiro e o gosto do pau dele e quase morria gozando. Voltando p o final de semana que ficamos sozinhos, depois de pegarmos filmes na locadora compramos uma porrada de bebidas e estavamos preparados p o nosso primeiro final de semana sozinhos. Chegamos em casa no meio da tarde e ja começamos a beber, logo meu primo colocou um filme que umas piranhas chupavam as pirocas enlouquecidamente e davam o cu p uns cacetes enormes. Estavamos sentados no mesmo sofa um ao lado do outro e sabia que ia ser questão de poucos instantes p ver a piroca gostosa dele. Douglas começou a esfregar o pau em cima da bermuda e dizia que ia tocar uma punheta! Então tirou a bermuda junto com a cueca ficando so de camiseta e a pica dura pulou p fora, apontada p frente, dura como sempre. Ele olhou p mim e disse: olha meu cacete, esta babando, e passou o dedo na cabeça do pau, esfregou a gala na cabeçona vermelha, deu uma enorme cuspida na cabeça da rola, passou a baba por toda a extensão da pica e começou a se punhetar, e eu ali do lado olhando diretamente p a pica dele, eu pensava que a distancia entre minha mão e sua pica era minima! Foi quando ele pegou minha mão e disse: toca uma punheta p mim primo..ele nem precisou terminar de falar, eu imediatamente peguei na rola dele e comecei a punheta-lo, eu arregaçava o pau do meu primo, passava a mão por todo o lado da piça ate o saco e voltava, punhetando ele gostosamente, colocava o dedo na uretra dele e tirava a gala do pau, ele olhava p mim c cara de safado gemia, falava que estava bom, que eu tinha uma mão deliciosa que minha boquinha devia ser uma delicia....e pedio p eu chupar o pau dele, p fazer igual no filme! mal ele sabia que eu ja sabia muuuito bem chupar uma pica e ja tinha abrigado pica no rabinho. Eu me abaixei na frente dele, fiquei de joelhos no meio das coxas grossas do meu primo e a primeira coisa que fiz foi dar uma lambida na gala dele, lambi a cabeça do pau e senti o cheiro da pica do meu primo que tanto eu queria mamar, então engoli o caralho todo, o pau dele foi ate o fundo da minha garganta, senti os pentelhos dele no meu rosto, me engasguei pq é uma pica enorme! Ele me olhava me chamava de safado, mordia os labios, gemia sssssssssssssssss e nem olhava mais p a TV e sim p o meu boquete, as vezes eu ficava chupando a cabeçona e fazendo movimentos rapidos com a lingua na uretra e na cabeça, o pau escapava da minha boca e ele segurava e enfiava a rola no fundo da minha boca, batia com o pau por toda a minha cara, eu descia lambendo todo o pau e sugava o saco dele com vontade, tentava por as bolas na boca mais não cabia, ai engolia uma bola por vez, teve um momento que ele me pedio p pegar uma lata de cerveja e um copo, quando me levantei ele segurou minha bunda e disse: depois vou te comer, vc me da o cu? Na hora sá dei um sorrizinho maroto e fiz que sim com a cabeça, fui pegar a cerveja e entreguei a ele com o copo, ele encheu o copo,levantou deu um gole e meteu a pica dentro do copo, tirou e me mandou chupar a rola molhada de cerveja dele, eu caia de boca naquele pau que babava salgadinho na minha boca, mistura de gala e cerva. Ele se sentou novamente e mandou eu nao parar de chupar, disse que ia gozar na minha boca! Eu sabia que ele nunca tinha gozado numa boca entao continuei caprichando na minha chupada...foi quando ele começou a repuxar a perna e senti que ia gozar, aumentei o ritmo, ele segurou meu queixo, socou o caralho n fundo da minha garganta e senti o pau inchando na minha boca, derramou o leite quente dele que tantas vezes senti o gosto na sua cueca no banheiro. Bem no fundo da minha garganta, a porra descia direto na garganta, me engasquei pq o pau é muito grande e a quantidade de porra idem, chupei a piroca dele e um pouco de porra se espalhava dentro da minha boca, eu muito guloso nao deixei de engolir nem uma gota enquanto meu primo gemia auto, quando gozou praticamente gritava com o pau socado na minha boca! Continuei ali ajelhado limpando a piroca dele, e dei mais algumas sugadas na pica! levantei e fui na geladeira pegar cerveja p nás dois. Quando voltei ele me disse que eu tinha uma boca maravilhosa e que ia ter que chupar a pica dele sempre, que ele sabia que eu gostava e com certeza estava acostumado a fazer boquete! Me sentei ao lado dele e sua piroca estava meio mole e meio dura, nao abaixou totalmente, e ele começou novamente a arregaçar o pau me olhando e disse que queria mais, eu fui logo pegando o cacete dele me abaixei e meti na boca meio molão, endureci o pau na boca, ele mandou eu tirar a calça, foi o que fiz, ele então se deitou no chão com a pica p cima, continuei chupando e fiquei com a bunda um pouco ao lado dele, ele pegou na minha bunda, arregaçava, e começou a passar o dedo maior no meu cuzinho que nao parava de piscar e estava louco p agazalhar aquele cacete grandão, ele fazia movimentos circulares no meu cuzinho, pressionava, cuspia no dedo e começou a enfiar o dedo, meteu o dedo gostoso no meu rabo enquanto meus gemidos saiam abafados porque estava com a boca cheia de rola gostosa, com a outra mão meu primo pegou pela primeira vez no meu pau, que estava doendo de tanto tesão, babava muito na mão dele, naquele momento tive que pedir p ele nao bater punheta p mim se não eu gozava. Meu primo mandou ficar de quatro, obedeci prontamente, fiquei de quatro, ele deu uma cusparada na pica, passou cuspe no meu cu e mandou eu abrir a bunda p ele enfiar o pau no fundo do meu cuzinho! Elecomeçou a pincelar a piroca no meu anelzinho, eu relaxei bem o cu e mandei ele socar o pau devagar no meu cu, e foi o que ele fez, meteu a piroca no meu rabo, eu senti cada centimetro da vara do meu primo de arrombando, ele gemia e começou a fazer os movimentos de vai e vem, mandava eu rebolar: rebola na minha pica primo safado, tesudo, que cu gostoso que vc tem, eu rebolava na vara dele, qdo ele estava tirando a pica eu ia de encontro ao corpo dele e entrava tudo no meu rabo, aquela vara deliciosa, coloquei a cabeça no chão e arrebitei mais a bunda p cima, deixei meu cu bem a mostra, as vezes eu olhava p tras e tinha aquela visão do meu primo macho pra caralho, safado, gemendo e fazendo ssssssssssffsssss, mordendo os labios e olhando a rola entrar e sair do meu cu, ele via que eu estava olhando p tras, me olhava e me chamava de puto!! Douglas ficou bombando no meu cu um bom tempo, eu comecei a me punhetar e morder o pau do meu primo com o cu, cada vez que eu ia gozar e segurava o gozo, dava uma apertada forte no pau dele e ele gritava que era uma delicia quando eu piscava o cu no pau dele, qaundo eu comecei a gozar e gemer bem alto na hora ele teve muito mais tesão, meu cu nao parava de morder sua rola e ele berrou que ia gozar no meu rabinho arrombado pelo meu primo cacetudo...senti a pica dele inchar e imediatamente senti os jatos de porra dentro de mim, pedi para que ele enfiasse devagar p eu sentir os jatos de porra dentro de mim, adoro a sensação de pau gozando dentro de mim, depois que ele gozou cada estocada que dava escutava o barulho da porra melando o meu cuzinho e escorrendo para fora! Quando ele tirou o pau de mimja tava meio mole! Ele ainda deu uma arregaçada na minha bunda e disse: te errobei bem gostoso, e depois vou te comer mais! Tomamos mais cervejas e conversamos abertamente sobre sexo entre homens e etc...na mesma noite descobri que meu primo era insaciável, sentei na pica dele no sofa, cavalguei gostoso na pica dele, e dei de lado no chão p ele! Meu primo ficou na nossa casa durante seis meses e fodemos enlouquecidamente durante todo este tempo, ele desconfiava e nao gostava quando saia com outro cara, apesar dele ficar com varias gurias! Mas o importante era que quando chegavamos em casa, indiferente se a gente tinha ficado c alguem, era um ao outro que tinhamos p dar muito prazer e liberar nossos instintos e fodiamos muito...sempre. Depois que ele foi embora quando a gente se encontrava sempre transavamos, e hoje em dia..bem ele me da umas indiretas e to morrendo de vontade de cair na dele novamente..afinal, somos intimos, bem intimos...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos irma mais velhaTatuagem na xoxota contoscabacinhocontoseroticominha amiga e greluda contosmeu amigo me deu a sua esposa contoscadela tarada contos zoofiliacontos padrasto e enteadacontos eróticos sai de casa de vestido sem calcinhaemprestou a esposa e ela ficou grávida contoduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexoConto erotico no sitio casa de dois comodosjanaina vem senta na picamulher escanxa no cachorro e goza gostosocontos eroticos. a1 vez da bichinhacontos eroticos porno gay mijo amareloempregada gostosa transando de bruço com patrãocontos sado marido violentoscontos fazendo vovô gozarcontos cunhada crentecalçinhas meladinhas nelasmenina sapeca danada enganou todos contos eroticoscontos orgia com jogadoresContos tia de saia curtaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eróticos estuprada pelo médico dupla penetraçãoconto erotico de colega saradao do meu padrasto mim comeuvídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sogra2 ome pega uma mulher afosa prafase pornocontos porno papai me deixou arnbadaresguardando a namorada contocontos de chorei com a pica de meu avô no cucontos de corno meu tio engravidou minha esposacontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos/ morena com rabo fogosohomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarcheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contoscontos eroticos minha baba dormindocontos.casado curte travestiComi minha tia historia veridicaconti gay minha tia me fagrou de calcinhabuceta toda escancarada putariaReatos eroticos quando eu era uma moça meu tio me penetrou com forçacontos eróticos ele colocou o vibrador na potência máxima na minha bucetaconto erotico desconfiei de minha esposaContos eróticos tetas gigantescontos herodico de vadia sendo arromba por um cachorrocontos gay estrada calcinhaeu ja comia Minha filhinha decidir compatilhar ela contos eroticossonhar com a mulher tranzndo com outrocontos eróticos de brigasconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos com sobrinha dormindo lingerieeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus contos ex com amigossempre que saio com uma mulher levo a calcinha dela de lembrança contos eroticoscontos erodicos de alunas e prefessorespapai - contos eroticosComendo cu de mulher dormindo conto eroticosobre lamber e chupar a vaginacontos eroticosporno contos casada comprando mandiocacomi o a cunhadinha na minha casa sozinhos contocontos eroticos levando dedada do vovoContos erotico mulhrr casada dona de supermecadocontos com fotos tia e sobrinho baixinho realEstourei o cu da crente na viagem contoscontos eroticos de maridosQuando ele cuspiu no meu cu ele piscou querendo piroca no cu e na xonga contosdando o cuzinho pro pintinho contoscontos eroticos tomando conta de uma desconhecidacomo supa a boceta ligada tonadoconto eroticos lesbicas machinhoscasadinha inocete. sedo chatagiada contos eroticoconto gay virei garota do sogropornor novinha peitnho compido bico fino