Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PECADO COM MEU FILHO – PARTE 2 (VICIADA EM CARALHO

Oi! Sou a Clau e no meu primeiro relato conto como fico seduzida pelo pau enorme de meu filho Eric e de como consigo seduzi-lo e satisfazer minhas vontades. Meu último contato com aquele pau magnífico foi na rodoviária, onde fiz um boquete inesquecível no estacionamento e depois disso retornei para a cidade onde moro. Como fiquei um mês fora de casa, meu marido estava sedento por sexo e a noite foi quente entre nás dois, mas depois da minha experiência com Eric senti que encontraria dificuldades em me satisfazer novamente com meu marido, devido a seu pau ser menor que o de nosso filho. Tentei me satisfazer de outras maneiras com consolos de borracha e outros artefatos, mas sentia falta do calor de um bom caralho arrombando minha boceta. Numa conversa íntima com uma de minhas irmãs, fiquei sabendo que meu sobrinho Lucas tinha uma certa quedinha por homens e minha irmã achava um desperdício, já que ela tinha visto ele no banheiro e visto que seu pau era de um bom tamanho. Isso me aguçou a seduzir meu sobrinho para me satisfazer temporariamente e como ele tinha fama de gay seria fácil a vinda dele em casa ou então os encontros que teria com ele. Chamei ele para vir em casa e quando ele chegou meu marido estava saindo para o serviço, mas tudo bem, já que Lucas tinha um jeito muito afeminado e suas roupas evidenciavam isso, além do que, ele estava fazendo curso de cabelereiro e isso iria facilitar mais ainda as coisas. Ficamos nás dois sozinhos e então disse que precisava de um cabelereiro que me atendesse em casa e que já queria usar de seus serviços. Ele deu um trato em meu cabelo e ai achei que era muito cedo para tentar algo, iria deixar para a práxima semana. Passou uma semana e já era quinta-feira e novamente Lucas estava em casa e dessa vez disse que queria depilar minha virilha. Ele ficou meio constrangido, mas o dinheiro que estava pagando a ele como cabelereiro era bom, ele aceitou e então pedi para ele ir até a área dos fundos, enquanto eu me prepararia. Cheguei apenas com um roupão que logo deixei cair e ele ficou me olhando meio que tímido. Sentei na cadeira e fiquei ali de pernas abertas para ele e então Lucas começou a fazer o serviço. Sentia que ele me tocava de maneira diferente e eu estava ficando toda molhadinha e ai passei a alisar sua cabeça. Ele se levantou e disse que iria ao banheiro e enquanto ele ia para lá, percebi o volume em sua calça. Ele voltou logo e dessa vez não havia mais o volume, ele deve ter ido se masturbar e ai percebi que ele estava no papo. Assim que ele terminou de depilar minha buceta, pedi para tirasse os pelinhos que tivessem perto de meu cuzinho e ai fiquei de quatro para ele e ele foi ensaboando meu rabinho e alisando minha bunda com suas mãos delicadas. Não havia mais nada para depilar, mas ele ficou ali me alisando e então eu me levando e coloco minha boceta lisinha na sua cara e pergunto na lata se ele realmente era gay. Ele me diz que sim, mas que pela primeira vez esta sentindo tesão por uma mulher e achava que isso era mais forte devido ao fato de eu ser sua tia. Me sento e peço para ele ficar de pé na minha frente e então tiro sua calça apertada e como ele não usava nada por baixo, seu pau saltou para fora e bateu em meu rosto. Realmente seu pau era suculento, porém não era comparável ao de meu filho Eric, mas era o que eu precisava para me satisfazer no momento. Coloquei ele todo na boca e dei três chupadas fortes naquele belo caralho, mas o que eu queria mesmo era tê-lo enterrado dentro de minha boceta. Faço ele deitar no chão gelado e seu pau ali duro como uma tora sá esperando ser engolindo pela minha boceta. Seguro seu pau com minha mão e por alguns instantes fico brincando com ele na entrada de minha xoxotinha até começar a coloca-lo todo para dentro. Coloco ele com força e começo a cavalga-lo com movimentos fortes e vez ou outra para com ele todo enterrado em mim e rebolava. Lucas apenas segurava minha cintura e de vez em quando suas mãos subiam e acariciavam meus peitinhos. Ele era muito inexperiente com mulheres e então era eu que controlava toda a situação Fui cavalgando nele, mas eu não queria que ele gozasse em mim e quando percebi que ele não aguentaria mais, tirei seu pau de minha boceta e o fiz gozar com um boquete e deixei sua porra escorrer por minha boca. Fiquei algum tempo beijando seu pau e enviando ele todo em minha boca e ele apenas tocava em meus cabelos. Senti que ele estava meio constrangido e ai perguntei se ele queria experimentar algo e ele disse que gostaria de beijar minha boceta. Como ele estava deitado, me levanto e me sento em sua cara e ele passa a me chupar. Ele não tinha muito jeito, mas a coisa mudou quando ele passou a chupar meu cuzinho e ai valeu toda sua experiência com outros homens. Ele me chupou até me fazer gozar e com meu gozo escorrendo entre minhas pernas, ele me pega e me vira, deixando-me de quatro e com seu pau já duro passa a brincar com meu cuzinho e logo passou a me penetrar devagar. Senti que ele estava mais a vontade comendo meu cuzinho e realmente nesse ponto ele era melhor que Eric e seu pau entrava e saia gostoso. Algumas vezes ele tirava todo ele e colocava novamente com força, outras vezes com mais jeito. Dessa vez deixei ele gozar em meu rabinho e depois tomamos uma banho juntos e depois de um lanche ele foi embora. Ele passou a vir mais em casa e algumas vezes ele me satisfazia e outras eu o escutava contar seus dramas com seus namorados. Em uma dessas conversas contei a ele sobre os dias de sexo com Eric e ele parece ter ficado muito excitado em saber do tamanho do pau de seu primo. Passaram-se alguns meses e em setembro Eric me liga informando que estava tirando 19 dias de férias e que viria passar junto de mim e seu pai. Por volta do dia 19 ele chega e nos dois primeiros dias tenho que me controlar. Eric estava um pouco cauteloso por estar em casa e com receio de que seu pai descobrisse algo. Depois de uma semana ele estava mais a vontade e a terça chamei ele para ir até o clube. Fomos logo apás o almoço e dentro da piscina ele passa a roçar seu pau enorme em minha bundo e a dizer que esta com saudade de minha boceta. Ficamos apenas 19 minutos no clube e voltamos para casa e fomos direto para seu quarto e lá eu arranco seu calção e passo a chupar aquele pau enorme. A medida que chupava ele ia endurecendo mais e mais até não caber mais em minha boca. Ele me puxa e me joga na cama e foi logo metendo seu caralho enorme em minha boceta. Ele metia com força e me arrombava mais e mais. Gozou logo e caiu de lado na cama e então eu passo a mamar em seu caralho até ele ficar duro novamente e ai passar a cavalga-lo. Seu pau preenchia toda minha boceta e eu algumas vezes tinha que parar para dar uma respirada e voltar a cavalga-lo novamente. Vez ou outra ele chupava meus peitos e outras vezes batia em minha bunda. Dessa vez gozei e gozei gostoso e não parei de cavalga-lo e continuei por mais alguns minutos até cair em seu peito exausta. Ficamos algum tempo deitados e decidimos não continuar, afinal eu tinha que me recompor e o resto do dia e noite foi tudo bem. No dia seguinte ele fala que gostaria de sair para ver alguns sítios na região, talvez para comprar ou para alugar para o final de ano e assim a tarde eu e ele saímos pela zona rural, mas é claro que isso tudo era desculpa. Quando estavamos numa estradinha de terra e num ponto isolado, ele para o carro e pede para que eu saia do carro e vá até sua porta. Ele abaixa minha bermuda e passa a chupar minha boceta e quando ela esta bem molhadinha, ele se levanta e coloca seu pau para fora e por trás começa a roça-lo em minha boceta. Ele pede para que eu apoie as mãos no capo do carro e que eu abra as pernas e então sinto seu mastro me penetrar. Como entrava gostoso aquele pau enorme e roliço de Eric e como era vigorosas suas estocadas. Ele mete até o ponto de me deixar sem força nas pernas e apás gozar ele se ajoelha e lambe minha boceta inchada e enxarcada de gozo. Na volta para casa conto a ele sobre Lucas e percebo que ele fica um tanto quanto interessado e ai percebo a oportunidade de ter dois bons caralhos de uma vez sá. Tinha que correr contra o tempo, pois na práxima segunda ele voltaria para sua cidade, então digo a meu marido que na sexta vou ver Lucas e Eric diz que vai aproveitar para dar umas voltas pela cidade. Pego carona com meu marido e ele me deixa na casa que servia de salão para Lucas e meia hora depois Eric chega. Eu estava usando apenas uma toalha, afinal era preciso que Lucas me depilasse para eu ter uma justificativa de ter ido até lá. Fico nua na frente dos dois e Lucas passa a me depilar e Eric sentado ao fundo apenas observa com seu pau já duro por dentro da bermuda. Vejo que ele esta aguentando mais e peço para que ele venha perto de mim e ali abaixo sua bermuda e passo a mamar em seu pau. Lucas para um pouco o serviço e passa a admirar o pau de seu primo. Eric diz que também quer ser depilado e pede para que Lucas termine logo o serviço em mim e ele em cinco minutos termina. Eric se senta e ai Lucas passa a ensaboar o mastro de meu filho. Ele vai raspando seus pelos e deixa o seu saco lisinho e nessa hora Lucas não aguentando mais de tesão passa a chupar o pau de meu filho. Eric me chama e pede para que eu o chupe junto de Lucas e então eu e meu sobrinho passamos a dividir aquele belo pinto. Eric goza e sua porra escorre por seu pau e Lucas e eu brigamos por cada gota. Eric passa a tocar uma punheta para que seu pau não amolecesse e pede para que Lucas se sente e que eu dê o meu cuzinho para ele. Fazemos o que ele manda e Lucas envia todo seu pau em mim e enquanto ele bombava, Eric veio e passou a chupar minha xoxota. Era uma sensação maravilhosa aquela, mas ficou melhor quando Eric se levantou e começou a me penetrar. Até fiquei com um pouco de medo, mas ele colocou com cuidado e pediu para que Eric apenas ficasse com o pau enterrado em meu cu e ai ele passou a bombar mais e mais em mim. Explodi de tesão naquela hora e antes de gozar, Eric tira seu pau de minha boceta e goza em meus peitos, enquanto Lucas voltava a bombar novamente em meu rabinho. Eric se sentou no sofá de frente e depois que Lucas gozou, ele pede para que eu vá ao banheiro me lavar. Eu vou e quando volto vejo Lucas mamar em seu pau. Ele pede para que eu sente na cadeira de frente e de pernas abertas e quando fiz isso ele coloca Lucas de quatro para me chupar enquanto ele arrombava o cuzinho de seu priminho. Lucas mal me chupava devido a intensidade das metidas de meu menino em seu rabinho. Assim que Eric termina, Lucas cai exausto no chão e Eric vai se lavar. Eu vou atrás e no banheiro eu o ensabou e quando chego no seu pau demoro muito para lava-lo. Eric também estava cansado e pede para ir embora. Ele vai antes e eu fico mais algum tempo, por tinha combinado com o pai de Eric que ligaria para ele me buscar. Em casa naquela sexta-feira a noite tudo correu normal, já que Eric era muito discreto e na cama com meu marido inventei uma dor de cabeça para não meter mais naquela noite e para que ele não percebesse o quanto eu estava arrombada. Sábado e domingo era difícil aproveitar daquele pau maravilhoso, mas Eric foi fazer umas visitas a seu primo nesses dois dias. Mas podia esperar pela segunda-feira, pois mesmo sabendo que Eric iria embora, era a vez de metermos mais uma vez. Eric iria viajar cedo e no café ele e seu pai se despedem e promete passar na empresa antes de pegar a estrada. Ele arruma suas coisas no carro e então o chamo para o quarto para me despedir. Passo a mamar em seu caralho pela última vez e com ele duro peço para meter devagar. Ele me coloca de quatro e passa a colocar devagar e nas primeiras bombada coloca apenas a metade e assim fica por um bom tempo e percebendo que eu queria mais, mete o resto com força. Eu logo gozo com ele dentro de mim, mas ele ainda continuava com o pau duro e resolve terminar enviando em meu rabinho. Ele tira seu pau de minha xoxota e passa a brincar na entrada do meu cuzinho e quando eu menos esperava ele coloca com força, fazendo com que eu grite de dor e passa a bombar até gozar. Ele goza e eu caiu na cama e sinto sua porra pingar na minha bunda toda arrombada. Ele vai ao banheiro e apenas lava seu mastro e volta para o quarto para se vestir e diz que já vai, pois senão fosse naquela hora não conseguiria se controlar e ficaria manhã toda metendo comigo. Acompanho ele até o portão e mesmo no lado de fora de casa seguro seu pau com força e faço um último e arriscado carinho em seu pau. Eric vai embora satisfeito e eu louca para que janeiro chegue logo e assim ir passar alguns dias em sua casa.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos comi minha esposa minha cunhada e minha sogra ao mesmo tempoPornofamiliacontoscontos eroticos sou casada sobrinho prediletoconto erotico de casada cim tesao em pau grandeContos Gays Fui Assediado pelo marido Gostoso Da Minha Irmâcontos saia sem calcinha escada engoli porraconto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxousou o tesaozinho do papaiContos eroticos de mulher de salto e lingerie traindo o maridosexo contos amigas e irmao a 3Conto erótico com neg Desvirginando a sobrinha de 18 anosContos irma mais velhaContos eroticos de travestis louco par bumdas.comtos bdsmConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zooContos titio comendo a sobrinha bem novinhacontos eroticos lesbicos mulatas casadas biconto crossdresser.vestido de minha esposaviram peitos da minha namorada contosrelatos comi a gorda na marraContos eroticos anciãs casadas e maridos cornosxcontos eroticos.com casada gostosona deficientecoloquei minha sobrinha de quatro virgemContos Comendo A filha da amigacontos eróticos de bem dotado estuproeu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticoslanbinda na bucetacontos eroticos incestos meu homem ciumentocontos ela sentou no meu colo sem calcinhacasa dos contos fudendo minha irma e prima putonascontos traição no baileContos eroticos cegocorninho esposa picudo frouxo contoDesvirginando a sobrinha de 18 anosfudeu a presença mulher se esfregandono travesseiro contovistorias eroticas de zoofiliacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html sogro saradosexo com a irmãzinha contos eróticosContos meu prefeito me comeu com fotosdormi bebado perdi as pregasSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transandomulher ensabuando a buceta grande.Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos gay o pastor me comeucontos transformei minha esposa numa puta dos colegasdando mama para o vaqueiro no pasto contoscomo perdi o meu analmagrinha com tatoo na bundacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos​, praia de nudismoEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticoscorno ver mulher gemendo dando cu aoutro casa dos conto eróticosvarios me comero s calsinha contos gayfui errabada pelo meu avoSempre que entrava no banheiro viabo chuveirinho e lembrava de mimContos eroticos de patricinhas trasando com os ficantescontos eróticos mulheres casada adoram pau grandevideos de porno sogro cardando a moraconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viiarregaçando, chorando e gozou contostirando a calcinha no banheiro toda meladinha visgandocontos eróticos me surpreendeu na casa de swinglésbicas castigando o rabo da parceriaMulheres peladas com a boceta toda regasada aberta saindo puisContos eroticos esposa novinha com marido e amigo pintudocontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinhoempregada me masturbando nu contoscontos eroticos lesbicos mulatas casadas bicontos eroticos afilhadocontos eróticos mostrei o pau pra minha mãeFicaram satisfeio com meu CuzinhoContos sogra medindo o tamanho do paucomi a.coroa.da frente do deposito de gas contoseu adoro meu macho zoofilia