Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

JÁ COMECEI DANDO PRA DOIS PIROCUDOS.

Até meus 19 anos fui um garoto normal. Morava ao lado do colégio onde eu estudava, e descobrindo os dias e horário em que tinha treino do time de vôlei passei a frequentar a quadra pra ver aqueles rapazes; normalmente magros e altos, treinando pra jogarem num campeonato estudantil promovido por uma emissora de televisão. No início, sá ficava na arquibancada; mas aos poucos fui me aproximando e passei a ficar junto do técnico ajudando-o com as bolas, redes e uniformes dos atletas. Mas foi na primeira vez que entrei no vestiário e vi aqueles rapazes todos pelados tomando banho é que comecei a sentir algo totalmente diferente... Passei a ter prazer em ficar olhando pra aqueles pintos que tinham formas e tamanhos variados. Foi num domingo em que não houve jogos e eles resolveram treinar é que minha vida começou a ter um sentido muito mais gostoso. Depois de duas horas de treinos, todos começaram a irem embora e Paulo: 19 anos, 1,70 m e uns 70 kgs; e Danilo: 19 anos, 1,85 m e uns 80 kgs resolveram ficar mais um pouco treinando sozinhos a darem saques... Fiquei pra ajuda-los pegando e passando as bolas pra eles. Paulo que tinha ficado com a chave da quadra, tinha trancado a porta de acesso pra evitar que pessoas estranhas entrassem na quadra. Quando eles terminaram e foram pro chuveiro é que fui descobrir que eles estavam com segundas intenções... Paulo debaixo do chuveiro e alisando seu práprio pinto:

- Chega aqui perto de mim Nando; quero falar uma coisa pra você!...

Me aproximei e Paulo sorrindo:

- Tire sua roupa e entre aqui comigo; vem!...

Fiquei meio que desconfiado e fui me afastando; Danilo vindo por trás de mim me segurando pelos ombros:

- Achamos você um garoto muito bonito Nando... E parece que você gosta muito de ficar vendo homem pelado; não é?

- Não... Não... É que eu gosto de assistir vocês jogando!...

- Não precisa ficar com medo... Eu e o Paulo não vamos contar pra ninguém!...

Paulo tinha saído do chuveiro e de pau bastante duro (uns 19 cms) chegou bem perto de mim e me fazendo olhar:

- O que você acha do meu cacete; Nando!...

Eu gaguejava e Danilo também ficando na minha frente com seu pau ainda maior (uns 21 cms):

- Deixa a gente tirar suas roupas e te dar um banho; sá queremos brincar um pouco com você!...

- Vocês prometem que não vão me machucar?

- Prometemos... Mas você vai ter que prometer nunca contar pra ninguém; combinado?

Eles me deixaram peladinho e me colocando debaixo do chuveiro foram passando as mãos pelo meu corpo e Paulo se agachando atrás de mim e beijando minha bunda:

- Você tem uma bundinha muito gostosa, Nando... Deixa eu e o Danilo te comer?

- Eu nunca dei pra ninguém... Vai doer muito!...

Eles me levaram para um banco de madeira e Danilo ficando de pé na minha frente:

- Chupa um pouco meu cacete; chupa... Aposto que você vai gostar!...

Estava ainda muito cabreiro com aquilo tudo, mas acabei achando melhor aproveitar aquela oportunidade pra segurar com minhas práprias mãos aquilo que a muito tempo era meu objeto de admiração. Segurei a pica dura de Danilo e passei a língua na ponta:

- Isso Nando; você leva jeito... Agora põe ele dentro da sua boca; põe!...

Abocanhei a cabeça e alguns centímetros sentindo um gosto tão bom que mesmo sem jeito fui mamando até Danilo esporrar uma boa quantidade dentro da minha boca me fazendo engasgar... Adorei chupar minha primeira pica. Mas foi Paulo que me fazendo deitar de bruços sobre o banco, voltou a beijar minha bundinha e abrindo minhas nádegas foi soltando bastante saliva sobre meu virgem cuzinho... Depois me fazendo ficar de pé com o banco entre minhas pernas e apoiando meus braços sobre a madeira, ele passou um braço pela minha cintura e botou seu pinto encostado na minha bundinha. Sá sei que cheguei a ver estrelas quando aquele cacete duro começou a arrombar meu apertadinho e delicado cuzinho:

- Aaaiiiiii!... Aaaaiiiii!... Tá doendo... Tá doendo!...

Paulo parou com boa parte do seu pau já dentro do meu cú e fazendo carinho na minha bundinha:

- Calma Nando; calma... Quando parar de doer; me avise!...

Dois minutos e sá sentindo meu cuzinho latejando em torno daquela piroca:

- Já parou Paulo; já parou!...

Ele segurando as laterais da minha bunda e puxando bem devagar seu corpo pra trás e voltando a empurrar até o fundo:

- Tá gostando Nando?...

- Estou Paulo... É muito gostoso!...

Paulo fui aumentando a velocidade de puxar e socar que passei a gemer de prazer adorando dar a bundinha pela primeira vez... A pequena dor que ainda sentia, me dava mais tesão e vibrei quando senti gozando dentro de mim. Pena que logo depois Paulo apressou nossa saída dizendo que tinha um compromisso.

O estranho é que apás o treino de quarta-feira; primeiro foi o Danilo que chegou perto de mim pra me convidar pra ir até sua casa, mas pedindo pra que eu não falasse nada pro Paulo. Logo depois, foi a vez do Paulo fazer praticamente o mesmo convite e também pedindo pra não comentar com o Danilo... Tive que dar uma desculpa e combinar pro dia seguinte.

Somente quando cheguei na casa de Danilo é que fui saber que seus pais estavam viajando. Danilo me levou até o seu quarto e a primeira coisa que ele fez foi me abraçar e me beijar na boca... Ainda não tinha nem passado pela minha cabeça algo daquele tipo; fiquei assustado e levei pelo menos um minuto pra descobrir que beijar na boca era muito bom. Danilo tirou toda minha roupa e me deixando deitado, foi se despindo me deixando apaixonado por todo seu corpo e principalmente pelo seu tão gostoso cacete que eu tinha apenas chupado no domingo. Danilo deitando do meu lado e beijando minha barriga; meu pescoço; meu rosto e novamente meus lábios:

- Desde domingo que sá penso em você Nando... Quero que você seja sá meu; nem com o Paulo eu quero dividir você!...

Ainda bem que eu não era nada burro; sabendo que já tinha combinado com o Paulo, levei a mão achando o pau do Danilo e esperando ele desgrudar da minha boca:

- E se ele quiser me comer de novo?...

- Você fala que não quer dar pra mais ninguém; e que se arrependeu daquele dia!...

Danilo deitando de costas e deixando admirar sua linda piroca e dar uns beijinhos:

- Combinado então... Sá vou dar pra você!...

Foi a vez de Danilo me fazer deitar de bruços e alisando e beijando minhas nádegas:

- Você é muito lindo... Estou gamadão em você, Nando!...

Esperei ele salivar sobre meu ânus pra me posicionar de quatro e esperar aquela enorme piroca:

- Ah Danilo; enfia tudo... Tudo... Sou todinho seu meu amor; me fode bem gostoso... Oooohhh... Ooooohhhh!...

Danilo estava tão afoito que empurrou até o talo e começou a socar cada vez mais rápido:

- Hãaaammmmm... Hãaaammmmm!... Que cuzinho gostoso!...

Foram inúmeras e deliciosas socadas, até Danilo ficar parado com seu corpo todo arriado sobre minhas costas:

- Me beija Nando; me beija!...

Virei o rosto, e por ele ser bem maior do que eu, não teve dificuldade pra me beijar gostoso enquanto gozava no meu cuzinho. Fiquei mais de uma hora deitado peladinho com Danilo que me fez chupar seu pau e antes de me deixar ir embora comeu novamente meu cuzinho.

No dia seguinte, fui até a casa do Paulo e também sozinhos devidos seus pais trabalharem, ficamos peladinhos e enquanto ele me comia; fui eu a sugerir:

- Estou adorando dar pra você; sá não gostaria mais de ter que dar também pro Danilo também!...

Paulo ficou todo contente, e combinamos de que eu ia fingir que não queria mais dar o cú; se caso Danilo tocasse no assunto.

Ainda bem que Paulo e Danilo eram apenas amigos no colégio e nos jogos de vôlei... Assim pude ser o viadinho dos dois por muito tempo; me deliciando com suas piroconas socando no meu cuzinho. Atualmente tenho 21 anos e moro com um rapaz de 30, que além de ter uma piroca grande; é bastante grossa.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comto erotico de esetos de novinhas vigeconto damdo p o comedorcamisinha tarada camisinhas dentro da gaveta sairam e gozaram com a mulhercontos cachorro lambendo penis de homemcontos eroticos comi toda a familiacomi o gordo conto eróticoContos eroticos de solteiras rabudasrelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocantescontos eróticos nordestino barrigudo gayminha irma casada conto eroticocontos de incetos e orgias entre irmas nudismonega dançando agachadinho com a mão na periquita em cima da camaticos bem greludosEnsinando a maninha a foder contos eroticosconto abusei da minha sobrinhacontos-você mete teu pau no meu cuzinhocontos porno putas e amantes descobertoscontos eroticos envergonhadocontos eroticos de estrupamendoirmã boa contocontos eroticos depessoas normais reaiscontos o velho fez casada de putaconto erotico esposa sofre com o negao quando passo o dedinho no meu cu fico com abuceta toda babadacontos gays teen dando o rabocontos minha namorada pelada meu amigovoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos com a velha vizinha cabeludacontos eroticos gays de todas as idadescomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15inspetora viu meu pau contosconto minha mae rabuda e eu meu paicontos eroticos Sou arquiteta, 28 anos, morena do tipo gostosaporno idoido na purberdadexvideos pai mete lolcamente em filha pagina1contos eroticos de praia de nudismocontos eróticos Bombeirofiseran eu comer minha sogra eminha conhada contocomendo a empregada contocontoso tecnico em informatica me comeuContos supreendida pelo novinhoconto erotico as pregas da empregadaMulher trepano so com caralhudoscontos eroticos me exibi nua pra elaContoseroticosnafazendacontos eróticos casada não resistiu e traiupessoas fazendo sexo gostossooootomou viagra e meteu na esposaproctologista me comeu gayPregas contocontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicoLuizinho meninos novinhos um transando com outro pela primeira vez de dois primos transando comcontos eu durmo de saia sem calcinhacontos meu calmante é picaconto enfiado tudo no rabinhocontos eroticos de pivetescontos eroticos minha sobrinha meu amor part1contos fetiche de mulher casadacantos eroticos muitapica no meu cucontos.praia de nudismo com o pai roludoamolecendo dentro da xanaContos o carcereiro comeu minha bucetadeflorar pau grosso punheta enteada contosconto erótica- meus amigos fuderam minha noivaTava na sala com meu amigo ai minha mulher aparece só de calcinha e pede pra nos dois comer ela casa dos contos eroticoscontos de menino bem novinho usando calcinhaConto incesto minha mae me ensinou a fudercontos eróticos virei cdzinha do vizinhoconto erotico negra a cabou com a buceta na siririca regasou a bucetarealizei meu sonho transar com um cavalocontos eróticos incesto minha putinha dengosafui criado para ser gay Contosconto erotico fraldario do mercadofoi da aboceta vije e a romboContos eroticos de homem que estava batendo punheta no trem na frente de todo mundo semvergonhacontos metendo na tiaesposinha chorosa: contosTravest litoral contos