Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MULHER E UMA FODA COM O VIZINHO

Eu e minha mulher mulher temos respectivamente 34 e 32 anos. Até aqui o sexo foi sempre muito gostoso, nunca tivemos problemas em sentir prazer um com o outro. A única coisa que nunca conseguimos terminar foi uma sacanagem anal, na hora ela reclama da dor, e mal coloco a cabecinha ela já grita mandando parar e não quer mais. De resto, fizemos tudo. Até gozar gostoso na boca dela já fiz muitas vezes, ela me leva à loucura quando me chupa até sair a última gota de porra do meu pau.

A única frustação que temos é de não ter conhecido outras pessoas, ou seja, somos casados depois de termos sido eu o primeiro namorado dela, e ela minha primeira namorada, ambos virgens. Nos últimos tempos começamos a falar abertamente sobre isso. Ela começou me perguntando se eu tinha vontade de conhecer outras mulheres apenas para sexo, para saber como é fazer com outra. Eu fui sincero e disse que sim, que tinha muita vontade de conhecer outras mulheres para experimentar um corpo diferente, saber como seria fazer sexo com outra. Ela, uma boa, disse-me que se eu não a deixasse saber, que eu podia ter essa experiência. Não acreditei na nossa conversa, era boa demais para ser verdade. Da euforia passei a pensar se ela não estava tentando se livrar de alguma culpa, se ela já não havia me traído e estava tentando aliviar a culpa me fazendo transar com outra mulher. Deixei quieto. A coisa foi evoluíndo. Ela passou a fantasiar uma outra mulher na nossa transa, elas duas me fazendo loucuras. Perguntou se eu gostaria de fazer com mais uma ou duas mulheres. Eu, evidentemente, disse-lhe que sim, que gostaria. Uma noite me perguntou se eu aceitaria vê-la com outro também. Eu exitei, mas como ela já vinha me dando liberdade de imaginar a possibilidade de fazer com outras, e como sempre me perguntava essas coisas em horas de grande tesão, respondí que sim, que não tinha problemas. Ela sorriu e me agarrando e beijando me disse perguntando: "Então você não se importa de ser um corninho?" A frase me deixou bastante incomodado, a palavra corno é muito forte para mim, embora tenha me exitado com a possibilidade de transar com ela e outro junto.

Uma bela noite ela fez muitos rodeios, me exitou loucamente até me perguntar se eu aceitaria outro cara numa foda, de verdade, se ela me dissesse que havia um cara qque toparia. Eu pensei um bocado, mas muito exitado, disse que sim, e perguntei quem era. Com enorme surpresa fiquei, quando ela me disse que era nosso vizinho de lado, uma cara até bonitão, aparentando uns trinta anos e noivo de uma linda mulher. Eu perguntei se ela não achava perigoso com um cara conhecido, que mora do nosso lado etc, ela disse que não, que ele era de confiança. Perguntei a ela se ela já tinha transado com esse cara, pois fiquei meio desconfiado. Ela disse que não, e que nem sabia como ia fazer para convencer o cara a dar uma foda a três. Mas que iria dar um jeito. Ele me disse que jamais faria com outro sozinha, que a vontade dela é sá se for comigo junto. Fiquei entusiasmado e ansioso. Sá aguardando.

Numa linda noite de sábado, ela saiu do banheiro com uma camisolinha para lá de sexy, uma langerie vermelha, nova evidentemente. Olhou-me de um jeito tão sacana que fiquei logo exitado. Sentou-se do meu lado na cama e sussurou no meu ouvido: "É hoje...". Eu, assustado, perguntei logo, nas já suspeitando do que se tratava: "É hoje o quê?" E ela: "Que você vai me comer, ver outro me comer e me comer junto com ele." Confesso que quase explodí, fiquei até um pouco trêmulo. Ela pegou o celular e sá disse: "Pode vir que te espero na porta". Saiu e voltou cinco minutos depois, com nosso vizinho, um pouco sem graça ele, mas não tardaria a se soltar. A meia-luz, começamos, eu e ele, a tocar e despir minha mulher. Logo ele estava com a cabeça entre as pernas dela, já deitada na cama. Enquanto ele a sulgava, ela chupava meu pau. E a coisa foi rolando com um baita tesão, eu quase não acreditava no que estava acontecendo. Parei um pouco e fiquei olhando ela se entregando a nosso vizinho com todo o fogo que tinha. Chupava o pau dele como se fosse o último deste planeta. Até que ficou de quatro e pediu pra ele meter gostoso. Voltei a participar, fiquei na frente dela, ele ficou me chupando enquanto era enrabada por trás. Foi aí que aconteceu a minha maior surpresa, ela pediu pro cara meter no "cuzinho" dela. Passou um lubrificante pra ele e pediu para caprichar. Fiquei mei sem jeito nessa hora, ela nunca me deixou meter naquele cuzinho, nunca deixou mais que a cabecinha na entrada. Ele foi bem devagar, ela fez cara de dor, mas intercalava com um sorrizinho de canto de boca. Quando ela me disse que tava sentindo o pau dele todo enfiado no cuzinho dela, fiquei maluco. Ela deixou o cara meter numa boa e comigo ficava de graça. Sai da frente dela e fui eu mesmo ver. O pau do cara rolava macio no cuzinho dela, entrava até o gargalo, embora o pau de não fosse tão grande assim. Fiquei com um pouco de raiva, mas a cena me deu um tesão do cacete. Perguntei a ela e ao vinho se podia registrar em fotos aquela enrabada. Aceitaram numa boa. Tirei muita foto. Depois ela pediu para ser penetrada pelos dois. MAs queria que eu metesse na boceta e o vizinho no cuzinho. Na hora do tesão nem discuti. Metemos uma DP e ela foi à loucura. Gozou horrores. Depois pediu para beber a porra dele e recebeu uma gozada enorme na boca, que escorreu pelos peitos até a barriga. E por último levou a minha, um pouco menor que a dele, mas o bastante para deixá-la toda melada. Nunva tinha visto a minha mulher com aquela cara de felicidade. Ficou uns dez minutos deitada, com a boca, os peitos e a barriga bem meladinhos de porra. Fiquei com um pouco de vergonha depois de gozarmos. Meu vizinho pegou a roupa, vestiu, disse que havia sido espetacular a foda e que podíamos contar com a discrição dele. Faz dois meses que aconteceu isso. Minha mulher não tocou mais no assunto. Mas fiquei louco para fazer outras vezes. Ela disse que ainda está se recuperando, que aquela foda é para guardar na memária antes de outras sacanagens, com ele ou outras pessoas.

Espero que eu tenha conseguido descrever como foi essa experiência incrível. Se eu soubesse do prazer que isso dá, já tinha feito há muito mais tempo.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos primo da esposacontos eroticos casal voyeur sem quererporno com.negp mulher sobe eu sima deleComi um cu fedodo contoscontos eróticos trair namorado atrãohomem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarconto erótico virei fêmeacontos eroticos/estupro/gangbang/final de semana todoconto conto erótico e história comendo a mulher do meu amigo analcomi minha prima na va da minha tiaconto erotico mihna esposa arrumo um traveo prs eu fude ediz e comr q vc gostacontos eroticos querendo uma rapidinhaprovador sobrinho contos eróticosrealisando sonho eu emas duas mulher contoscontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realporno agiota estouranda a buceta da mulher do devedomete até o talo tio contomenina novinhas putinha contos eróticos picantescontos eróticos passando o pau no cuzinhosó não doidão priminha gostosaenteadinha contosContos.encesto.na.cadeiaquero ler conto erótico sogro f****** com a noracontos eroticos experiência inesquecívelconto gazada farta na boca da exdando/o cabaço pro titio conto exitanteContos eroticos dando para o vovoContos eroticos travesti iniciantecontos eroticos nane descomunalcontos travestis praiacontos minha esposa vigia a casa pra eu fuder a visinhacontos.virei travesti pela drogafiz meu marido de meu corno e meu cumplicenovinha teen transando na cam de bruços com namoradocontos eroticos garotinha dormindo no colo do padrinho de pijaminharelato erótico real- a visitavidios reais tias curiosas punheteirasAguentei a rola enorme do papai contos eróticosmorena dansandofank na b da picinacontos palmadas empregadauso saia pra ser encoxada no onibusacademia eroticaminha esposa me contou suas aventuras sexuaisconto erotico amamentando meu homemcontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhabuceta Detinhaconto lesbica professora dominadacontos roupa de biscatinhatodos foderam ela contoscontos eróticos ensaiochantagem mãe contocontos eroticos fui comida pelo cara que conserta sapatosabri as coxa da minha esposa e.gosei. dentro da buseta gostosa delacontos de mulher transando com negão p******Contos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparemConto erotico aos 60 anoa dei a buceta para o garotoBucetas virgemdas das adolecentes doidoMeu pai me comeu conto erotico gayContos sempre fui viadinho dos homens da familiacontos eroticos estuprada pelo meu cunhadocontos a pequena taradinhaminha xereca consando na rua contos eroticosContos eroticos o marido gostoso da primacontos meu primo me comeudormindonunca tinha chupado uma pica tao grande assimcottos. curmir minha enteada novinhaconto erótico da b******** Doeu muitocontos eroticos tia cagonaaconto gay fui feliz em salvadorgostosa e muito branca maz mete muitoNinfetas mamando rola no cinema contoseroticosminha tia se masturbano emganto eu durmoporno meu marido me levou no swing so para ver outro gozar na minha bucetacomemos minha namorada contos eróticosvideo porno cu virgem pau grande grosso aiiiii tira ta doendo sai paraconto guei dopei meu irmáo chupei a rola deleContos eroticos detesto camisinha gosto de sentir o calor da rola dentro gozando dentro traicaoContos eróticos entre parentescontos eroticos porno medinga deu cuhomem de calcinha enrabadoconto eu minha irmã e minha mãevídeos de sexo com mulher da b***** bem chorona e o cubo empinadinho bem durinhometendo A lingua na xaninha da novinha contos Porno contos avo's maes lesbicas iniciando suas novinhas em orgiasprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contoscontos coxudas de saiaconto bricano com o primho de escondercontos eroticos com menina de 07anos na praiacontos novinha rabuda deu p paibolinei minha cunhada por baicho da mesa videovirei puta assumida eu confessocontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mimconto minha mae e eu e seu cu que bundacomendotieta