Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PAULINHA DOZE ANINHOS

Bem tudo começou quando eu tinha 19 anos, ao lado de minha casa morava uma ninfetinha, vamos chama-la de Paulinha, tinha 19 aninhos de idade, mas já um tezãozinho de menina que já despertava desejos da rapaziada com quem eu andava. Paulinha apesar da idade sempre que estava-mos juntos na rua, rolava sempre uns papinhos de sacanagem e foi num desses papos que começou a rolar em minha cabeça a idéia de poder fazer uma sacanagem com a menina. Foi num desses dias que agente come até pedaço de mulher em revista que eu comecei a vê-la como uma mulher e não mais como a menininha que morava ao lado de minha casa. Já era noite quando a campahia de minha casa tocou, minha mãe atende e é a Paulinha querendo falar comigo, fiquei meio puto pois estava cheio de tesão e me preparava para bater uma punheta no banho, mas mesmo assim fui atende-la sá de toalha, quando a vi fiquei com mais tesão ainda, a menina usava um shortinho que quase entrava pela virilha dentro e um topezinho que realçava já seus peitinhos bem formadinhos prontos para serem deliciados. Já viram qual foi a reação, o pau cresceu na hora e os olhos de Paulinha quase pularam pra fora não conseguindo desviar o olhar de meu pau. Passado o impacto, mesmo rolando os papos de sacanagem entre nás fiquei um puoco sem graça com a situação mas a menina tratou logo de dizer o que queria, veio a minha casa me perguntar se eu poderia mas tarde ajuda-la a fazer um mapa para do trabalho de geografia, olhando aquele corpinho tesudinho falei que iria o mas rápido que podesse, assim que saisse do banho, paulinha ficou feliz da vida e disse olhando para a “toalha” que estaria me esperando ansiosa, já viram né, minha cabeça começou a maquinar como eu iria fazer uma sacanagem com a menina com seus pais em casa. Pronto meia hora depois estava eu batendo na casa de Paulinha, D. Maria, mãe de Paulinha vem me atender, me trata tão bem que quase que desisto de tentar investir na menina, mas o desejo fala mais alto e nessas horas a cabeça de baixo não pensa. Vou entrando e D. Maria pede que eu vá ao encontro de Paulinha, que já esta em seu quarto me esperando. Sento ao seu lado na mesa de estudos e começo a fazer o mapa do trabalho de Geografia quando de repente cinto a mão de Paulinha sobre minha perna, começo a ficar excitado com a situação, mas como rolar alguma coisa com D. Maria sua mãe, ao lado na sala vendo a novela; continuo a fazer o mapa e Paulinha dessa vez foi mas além ficando em pé por de trás de min e escostando o peitinho em minhas costas e com o rostinho colado ao meu me pergunta se vou demorar muito a terminar o trabalho, não pensei duas vezes virei-me e tasquei-lhe um beijo que a menina ficou meio paralisada, depois disso a coisa esquentou, Paulinha foi discretamente até a porta e viu que sua mãe cochilava, foi a deixa da coroa, nás não podia-mos trancar a porta para não dar bandeira, o jeito era arriscar, e naquele momento o desejo falava mais alto; Paulinha foi ao meu encontro e sem cerimonia foi logo pegando no meu pau que já estava quase estourando dentro do short, e cara a cara comigo disse que estava esperando por uma oportunidade dessas a tempos, que era virgem totoalmente na xaninha e no cuzinho, que não queria ser comida na xaninha mas estava louca para tomar no cú, escutando isso daquela menina não aguentei, botei o pau para fora e mandei que o chupasse, a menina não perdeu tempo lambia minha pica com maestria a safada, parecendo que já havia feito isso com alguém, não aguentei e gozei feito um cavalo, e a putinha engoliu tudo deixando meu pau limpinho. Levantou foi até a porta viu que a mãe ainda cochilava voltou para min e disse vai ou não botar essa pica gostosa na minha bundinha, sá de falar assim comigo meu pau levantou de novo a menina caiu de boca e salivou bastante, pediu que eu sentasse na cadeira ficou de costas para min arriou o shortinho, fiquei maluco sá de ver aquela bundinha impenadinha sentando no meu pau; foi meio complicado, meu pau é um pouco avantajado na largura e no tamanho fiquei com medo de que ela gritasse, mas a menina estava determinada, começou a rebolar devagarzinho a cabeça começou a entrar, paulinha pegou uma toalha e começou a morder para não gritar, não pude mais me conter peguei-a pela cintura e fui arriando a menina chorava, olhei meu pau por de traz e vi um filete de sangue, tentei tirar mas a menina era tinhosa, disse para deixar queria que eu inundasse seu rabinho com minha porra, foi um sobe e desce até que gazamos, eu metendo naquele rabinho apertado enquanto Paulinha alisava sua xaninha feito louca. Nos compusemos e continuamos a fazer o trabalho de Geogradia. Desse dia em diante durante um bom tempo rolou muita putaria entre nás e uma outra amiguinha de Paulinha, mas essa fica para depois...... Se alguém se interessou pelo relato ou queira trocar uns e-mails, entre em contato comigo pelo e-mail : [email protected] fico esperando ancioso pelo seu contatato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos so eu e meu gato na chacaracontos eroticos fui arrombada.pelos mendigoscontosminha enteada gosta de dar a bundsvideos porncao a e iasmos pintaoconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamentemeus patroas adoram chupar a minha bucetaconto minha visinha mando eu descabaça sua filhacontos amante da irmãcontos irma gozandodei leitinho na boca de uma novinha de contagem contos eroticoshistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocampcontos fui criada na pica do vizinhoconto erotico negras escravas dos brancoscoroa amostranda a calcinha video feito casaFui obrigada a da a bucetadeixo penetrar sem camisinhacontos meu marido ajudou amigo dele me comercontos tio negão come o c* da sobrinha Rosanacontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorcontoseroticoscabacinhoContos de ninfetas dando o rabo no trabalhoarrombado; contos gayengravidando contos eroticos de incestovesti as roupas da minha mulher por curiosidade fui flagrado pelo vizinho e virei sua putinha gaya trois com minha cunhada contos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delafudendo pra valer com tubo de gel no raboQuale melhor foda com a minha namorada?contos ,chuparam tanto meu pau até ru gozar na bocarelatos nossa que cdzinhalindaorgia com os nerdes casa dos contoscontos eroticos entre irmaoContos gravida chupandoacampamento com aluninhas 2 contos eroticosmulher e homem dançando bem agarradinho e funk sensualgruda nos pelinhos da bucetabrincando de casinha conto erocaralho de crioulo pornconto no colinho sem calcinha sentada num jumento humanoconto de filho fudendo cu da maecontos linguada homemeu ja comia Minha filhinha decidir compatilhar ela contos eroticoscontos de mulher insatisfeita com maridoconto sem calcinha a troco de doceassistimos porno comi gostoso contoArombaram meu cu na cabine eroticacontos incesto comendo minha mae no parqueMeu Rabo me fazcontos comi a mha filha novinha virgemai que lambida contoscontos eroticos so de pensar gozocontos minha tia humilhando meu tiocontos eroticos flaguei minha mae dando também quis cumer sua bundacontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimcarlão socando ate as bolas no cu da vadiacontos eróticos meu cuzinhocontos eroticos fui cumida a traz do salão da igrejaConto carona de trabalho leva amiga da minha mulherx vidio comtos eroticos mães inocentecontos eroticos vizinho me pegou shortinhocontos eroticos ela não queriacontos eróticos cheirando a bunda de mamãecontos eróticos gay Proibidos - Desde Cedo no meu maninhoxvidio ta olha tia fudenocontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhoscontos eroticos segredos de familia parte 4cunhadinha dando o cu apoiando na mesaestudando com contos eroticoscontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadominhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duas marido de pau pequenocontos eróticos de casadas rabudas traindo seu