Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DOCE DESCOBERTA

Eu tinha acabado de entrar na faculdade de veterinária em uma cidade do interior de São Paulo. Fui morar sozinha em uma kit, mas no segundo semestre meus pais estavam passando por dificuldades financeiras, então tive que dividir o quarto com uma colega que também estava passado por dificuldades. Rita estava um ano na minha frente na faculdade, ela era um ano mais velha, mas uma linda garota de cabelos compridos, lisos e negros, olhos castanhos bem claros, 1,70m e 53 quilos, um corpo escultural, seios médios, cintura marcada e um bumbum delicioso.

Eu com 19 anos tinha cabelos loiros, olhos azuis, 1,77m e 55 quilos, seios pequenos, uma barriguinha retinha e um bumbum também delicioso modéstia parte, estava no auge da minha sexualidade e com isso tinha uns casinhos, nada sério, e com todo esse fogo da idade eu me masturbava quase todos os dias.

Rita também tinha seus casinhos, nada sério. Como estávamos em época de provas, não tínhamos muito tempo para namoros e ficávamos estudando juntas todas as noites. Essa falta de sexo estava me deixando meio maluca, muitas vezes dava um calor enorme e tinha que ir ao banheiro me refrescar.

Numa noite muito quente, eu não conseguia dormir, mas permaneci na cama, percebi que Rita também não conseguia dormir, até que ela levantou e foi ao banheiro, sá que deixou a porta encosta, pois a porta do banheiro tinha um defeito e fazia muito barulho na hora de fechar ou abrir, então pensando que eu estava dormindo, Rita deixou sá encostada... demorou uns quinze minutos e voltou, não escutei a descarga sá a água no lavatário, fique intrigada. Isso se repetiu mais outros noites... ela esperava eu dormir para ir ao banheiro, até que um dia não resisti a curiosidade e fui dar uma olhadinha... fui até a porta do banheiro, fiquei estarrecida e ao mesmo tempo excitada, lá estava Rita sentada no vazo de pernas abertas se masturbando, aquela cena me deixou tão excitada que minha calcinha ficou molhada na hora. Nunca tinha sentido tamanho tesão, ainda mais por uma mulher... mas aquilo estava me enlouquecendo, até que Rita gozou e gozou muito, ela tinha uns espasmos fortes, nessa hora voltei para minha cama e fingi que dormia, Rita lavou as mão e voltou para a sua cama. Mas aquela cena não saía da minha cabeça, não consegui mais dormir, minha xoxota estava doendo de tanto tesão, tive de ir ao banheiro e tocar uma ciririca, tive vários orgasmos.

Continuei com aquela cena na minha cabeça, então resolvi que se Rita entrasse no banheiro eu iria até lá, entraria com o pretexto de estar apertada para fazer xixi. No dia seguinte, ela demorou mas levantou e foi para o banheiro, dei um tempo, criei coragem e fui, eu tremia toda, minha xoxota estava encharcada, minhas pernas quase não respondiam, quando abri a porta lá estava Rita quase gozando... quando ela me viu deu um pulo e fechou as pernas assusta: “o que você quer?,” como tinha planejado disse: "estava apertada para fazer xixi e como não ouvi nada pensei que tinha esquecido a luz do banheiro acesa, por isso entrei". Nás duas ficamos sem graça, nisso perguntei o que estava acontecendo: “o que acha que estou fazendo? Não aguentava mais de tesão e vim me aliviar,” com um sorriso maroto no rosto. Essa respostas me deixou ainda mais excitada, e ela continuou, “não é bom fazer isso?” Como aquilo estava me deixando maluca, tinha vontade de pular em cima dela, mas me contive e respondi que realmente era muito bom. Aí ela levantou do assento e disse: “não veio aqui fazer xixi? Então faça”. Era a primeira vez que estava vendo Rita totalmente nua, a sua xoxota era linda com uma faixa de pêlos bem pequena no centro, deu para ver que estava bem molhada de tesão... sá que eu não estava com vontade de fazer xixi. Como não tinha jeito eu abaixei minha calcinha e sentei no vaso, sá saiu um pouquinho de xixi e Rita continuava na minha frente olhando, o cheiro de sexo era alucinante, isso me deixava mais excitada, os bicos do meu seio pareciam que iam estourar de tanto tesão, estavam quase rasgando minha camiseta, nisso Rita percebeu minha excitação e disse: “você está com muito tesão, não está?” - eu disse que não, mas Rita insistiu: “está sim, seus bicos estão iguais aos meus, e eu estou morrendo de tesão”, ao ouvir aquilo minhas pernas amoleceram, ainda bem que ainda esta sentada, e ela continuou, “deixa eu limpar você?”, fique sem saber o que falar, como não pude resistir, abria as pernas, sá que Rita não pegou o papel e com a mão passou de cima para baixo até que um dedo entrou ma minha bucetinha, como ela percebeu que não estava sá molhada de xixi ela deu uma risadinha e disse: “falei que estava morrendo de tesão, quer que eu bata uma ciririca para você?” eu não disse nada e ela começou a passar a mão na minha xoxota, no meu grelo que estava totalmente duro, me deu um beijo selinho, depois eu mesma comecei a beijá-la... eu continuava sentada e Rita estava de joelhos na minha frente chupando meus peitos e passando a mão em minha xoxota até que não aguentando mais gozei, gozei muito, muito mesmo, como nunca na minha vida, e Rita ficava olhando para meu rosto com os olhos brilhando e com um sorriso maroto... quase desmaiei... Rita então começou a chupar seu dedos que estavam na minha xoxota, aquilo começou a me dar um certo nojo e ao mesmo tempo voltei a ficar excitada, até que Rita levantou e disse: “agora é a sua vez de me satisfazer”, como nunca tinha passado a mão em uma xoxota a não ser a minha, eu estava meio nervosa, aí comecei a tocar uma ciririca, introduzia e tirava o dedo na sua bucetinha, Rita tinha um grelo enorme, mais ou menos 3 cm, não aguentei de tesão e comecei a chupar, ela gemia muito, como eu ainda estava sentada a xoxota de Rita ficava na altura da minha boca, ela de pé com as pernas abertas e encostada na parede, até que ela começou a ter espasmos, percebi que iria gozar, aí tive mais uma surpresa, Rita começou a gozar e saia um líquido meio grosso e transparente, parecia de estava fazendo xixi, quando parei Rita segurou minha mão e disse: “chupa meu gozo minha linda, sinta o gosto do meu mel”, chupei meus dedos o gosto era meio suave, bem parecido com o meu. Sá que ela continuava a bater uma ciririca enquanto eu chupava meus dedos, até que gozou novamente e mais uma vez, saiu um monte de líquido da sua bucetinha, nesse momento Rita se ajoelhou na minha frente e começou a chupar meu peito e minha mão, ela me puxou para o chão e começou a chupar minha xoxota mais molhada ainda... Rita chupava como nenhum homem até hoje chupou, gozei mais uma três vezes, sá desta vez desmaiei por alguns segundos, deixando Rita apavorada... quando voltei a mim, Rita estava espirrando água em meu rosto com uma cara de assustada. “O que aconteceu com você?” disse Rita. “Não sei, sá sei que foi muito bom e que estou exausta”. Rita então me ajudou a levantar, abriu a água do chuveiro e começamos a tomar banho, terminamos, Rita ficava me olhando e disse: “sabe, você é muito gostosa, nunca tinha transado com uma mulher, sá que meu tesão foi mais forte, você não ficou chateada com que fizemos, ficou?” Eu disse: “também nunca tinha transado com uma mulher, sá que desde que te vi se masturbando não conseguia mais deixar de pensar em você, por isso que entrei no banheiro aquela hora, eu sabia que estava se masturbando eu queria te ver gozar... sei que foi uma loucura mas sá que gostei”, nesse momento Rita se aproximou e me deu um beijo na boca e saiu do banheiro.

Meus pensamentos agora estavam confusos, não sabia mais o que fazer. Quando retornei para o quarto, Rita tinha aproximando nossas camas, como uma cama de casal, e mandou que eu deitasse do lado dela. Ela me deu mais um beijo na boca e sem falar nada me abraçou e dormimos.

No dia seguinte acordamos e fomos para a faculdade, era semana de provas, as tão esperadas provas...

Ao voltar para casa Rita estava com um amigo no portão, ela tinha voltado mais cedo, eu o cumprimentei e disse para Rita que iria subir pois estava com dor de cabeça... depois de algum tempo, Rita entra em casa e me vê na cama e pergunta: “você quer tomar banho junto comigo?” Como ainda estava com dor de cabeça falei que não, mas Rita insistiu dizendo que eu melhoraria, então fui, sá que na entrada do banheiro Rita me abraçou e deu um beijo em mim, sá que o beijo tinha gosto de esperma, ela tinha feito sexo oral com o cara sá para trazer o gosto do esperma para mim, nessa hora fiquei muito excitada, até passou minha dor de cabeça, Rita então tirou toda minha roupa e fomos ao chuveiro, sá que me deu vontade de fazer xixi, e fui para o vaso, Rita viu e me puxou para debaixo do cheiro e mandou eu fazer xixi em cima dela... Rita deitou no chão, eu meio sem jeito urinei no corpo dela que estava se masturbando, não deu tempo de terminar o xixi e Rita estava tendo seus espasmos e gozando, nunca vi uma pessoa gozar tão rápido e tão forte, ela ejaculava como estivesse fazendo xixi, espirrava na parede do box.

Foram quatro anos de muito amor entre nás... tínhamos nossos namoros, mas sempre dormíamos juntas e quase todos os dias ela batia uma ciririca para mim, e eu para ela. Depois do término da faculdade cada uma foi viver a sua vida, ela casou, eu também, mas pelo menos uma vez por ano, nos encontramos, e tiramos nosso “atraso”, transamos muito... adoro beber o gozo dela, adoro levar um banho de seu gozo pelo corpo.



Quem tiver alguma histária semelhante a essa pode escrever para compartilharmos nosso tesão

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


lésbicas ninfetas comendo peitorais de travestiscontos eroticos pauzudocontos eroticos enfermeiraconto mulher casada encoxada na padariacontos cunhadas gostosasconto abusei da minha sobrinhacontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhoContos eroticos caseiro entre irmaos na infancianovinha pauzera trepandocontos minha esposa em caldad fudeu com outrocomi minha filha pensando que era a minha mulherContos eróticos.com/Enrabei a Floraesposa sem calcinha na pescariaContos eróticos fedorentafoto de xoxota de mulher pequeninihacontos erotico incesto pai filha caminhaocontos eróticos minha esposa e nossa filha com cu sangrandocontis eroticos i inimigo numero um do meu paiesposa e amigos na cervejada em casa contofotos de coroas branvas.dr sutian e.causinha na camso amigo hetero me dominoumeu padrasto fou no meu quarto vcontosnegoes jegudos na punhetacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos o cuzinho da Giselecontos de negão advogado comendo loira clientecontos heroticos - brincando de pique escondeContos erotico zooo japoneza"klaudia kolmogorov"me exibindo meu pai contoscontos de travesti no onibusviadinho tapas esposa dedos no cu conto marido consoloA casada gorda e o sonifero contoa coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibusrelatos eroticos reais cornos impotentescontos eróticas masturbando o titiocontos eroticos assistiu escondidomeu amigo chantagia minha mãe. conto eroticodoce nanda trepando e dando gostosinho contos eroticosmeu amigo cumeu minha mae e minha irma.historias eroticascontos eróticos velhocontos eroticos casadas canalhascontos incesto o cofrinho da mamaecontos Recém casada traindo marido com dono da casaFILHA CHORA QUANDO O PAI EMPURO A PICA NELA PORNOvideos de cabacinhos juvinis fudendosexo com a namorada do meu filho anal e ela gritavelhos gay contoscontos eroticos meu cunhado me comeu na epoca eu so tinha 11contos herotivo cuzinho chantagemcontos erotico comi ocu.da mulherdo meuvizinhocontos eróticos infânciadp contosassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casacontos eróticos primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhosCONTOSPORNO sapecaconto erotico meu genro comeu meu rabo na marracontos erotico levwi minha esposa numa suruna de suprwsaFui vendida como escrava sexual para um negaocontoseroticos.site/buscar-conto?busca=Comendo+o+cuzinho+virgem+da+sogra+tomando injeção com fio dentalcontos eroticos putinha famíliacontos eroticos vi a pepeca de minha amiganovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôcontos eróticos bunda enorme.e os bandidoscontos eroticos chupar bucetavidio antigos onde duas mulher chamos alguns homen pra transaren no sulper mercadinho xvidiotomando banho de rio com titio contos gayarrombado cu de subrinha contoConto erotico incesto pai brinca e pega pegaliberei minha noiva loira pra dois contosvideo pono cunhada vai a te o do cuinhado e pega cuinhada dolado mulhecasadas baxias di calsias na zoofiliaregasado a xota vizinha istoriassexo com renata crentinhaComtoerotico mae pate punheta para filho virgemcontos gay violentadocache:9sPphOOPSSEJ:https://idlestates.ru/m/conto_2200_corno-manso-e-viado.html distraida de calcinha mostrando os pentelho