Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO MINHA NAMORADA NO DRIVE-IN!

Meu nome é Mauricio, tenho 26 anos, branco, 1,80cm, tenho uma namorada chamada Angélica, 23 anos, morena, cabelos longos e com luzes loiras, dona de um corpo fenomenal, uma bunda gigante e arrebitada que me deixa louca, um par de seios fartos e durinhos que eu amo chupar, e uma cinturinha que serve perfeitamente para eu encaixar minhas mãos e puxá-la enquanto eu a enrabo, e eu sou apaixonado por ela.rnEm uma noite, ela voltou do trabalho cansada, mas a saudade era tanta que nás precisávamos dar uma trepadinha. rnTomou um banho, e me ligou para ir buscá-la. Fui pega-la na casa dela onde mora com seus familiares e seria quase que impossível come-la lá.rnEla estava com um vestidinho, cheio de más intenções, percebi a maldade em seu olhar quando entrou no carro e me deu um beijo bem safado.rnNão tínhamos muito tempo, pois sua família não podia saber da nossa relação. Então ela fingiu que ia à casa de uma amiga e voltaria logo.rnFomos à minha casa, mas lá estavam vários familiares meus, e isso iria atrapalhar muito a nossa sede de sexo. Decidimos então ir para um Drive-in.rnNo caminho estávamos cheio de tesão, ela chegou bem pertinho do meu ouvido e com aquela cara de tesão disse ?Amor, eu to sem calcinha?, nossa, ela sabe que isso me deixa louca de tesão, então pegou minha mão, abriu bem as pernas e colocou sobre a sua bucetinha, que delicia, estava lisinha, toda raspadinha do jeito que eu gosto. Enquanto eu dirigia, cuspi na minha mão e comecei a bater uma siririca para ela, ela gemia gostoso e apertava meu pau que estava quase estourando a calça de tanto tesão.rnEla não resistiu, tirou meu pau para fora da calça e o abocanhou, mamava meu pau com uma sede, parecia que estava chupando um sorteve. Engolia meu pau todo, e olha que meu pau não é pequeno ein, sentia sua garganta na cabeça do meu pau, e ela engangava de tanto pau que ela colocava na boca, e não parava, meu pau ficou todo babado, que delicia.rnOs carros passavam ao meu lado, e eu percebia que alguns olhavam para dentro do carro, eu dizia para ela ?amor, todos estão olhando? e ela ?foda-se, eu quero é mamar sua pica?, aquilo me deixava louco, como a minha namorada é puta. Quando eu estava quase gozando, ela parou de mamar e disse ?guarda toda essa porro para eu mamar depois?. Continuamos o caminho até chegar ao drive-in.rnChegamos lá, estacionamos o carro, e percebemos que ouvíamos gemidos nas vagas ao lado, aquilo deixou minha namorada mais excitada.rnAbaixamos os bancos frontais, e comecei a mamar seus peitinhos deliciosos, e ao mesmo tempo brincar com a sua bucetinha, que por sinal estava encharcada de tesão. Eça gemia e dizia ?Vai meu macho, chupa gostoso meus peitinhos?, eu mamei como se fosse um bebezinho.rnEla me empurrou pediu para eu tirar minhas calças, tirei, então ela ficou de 4 e começou a mamar meu pau esfregando suas tetas em mim, que delicia, ela mamava com vigor,engolia meu pau todo, engasgava e babava no meu pau. Começou a chupar minhas bolas olhando para mim enquanto tocava uma punheta gostosa, sua mão escorregava de tão babado que meu pau estava.rnQuase gozando, peguei-a, abri bem sua pernas e comecei a chupar seu grelo, que grelinho gostoso, bem durinho na minha boca, ela gema de tesão e me falava ?Vai meu gostoso, chupa a minha xota que eu adoro?. Me acabei de chupar aquela xotinha suculenta.rnEla não resistiu e subiu em cima de mim e começo a cavalgar no meu pau em um ritmo delicioso, recolava com aquele rabaço que ela tem, suas tetas balançavam na minha cara me deixando louco, meu pau escorregava facilmente para dentro da sua xotinha apertada de tanto tesão que estávamos.rnPedi para ela sair do carro e se apoiar no capô, ela fez isso e arrebitou aquele lindo rabo que ela tem, encaixei meu pau na buceta dela por trás, e soquei pau nela, ela gemia como uma puta, e eu falava ?Amor, geme baixinho, se não os outros vão escutar?, ela me respondia ?Eu quero que se foda os outros, eu vim aqui para trepar, mete pau?, isso me deixava com mais tesão e fazia eu meter com mais força naquele rabão.rnPedi para ela rebolar, e ela fazia isso como uma Funkeira, sacudindo todo aquele rabo com o meu pau dentro dela, isso me enlouquecia, sentia meu pau latejando de tanto tesão.rnColoquei-a em cima do carro, abri bem suas pernas, chupei mais sua buceta que tem um gosto único que eu adoro, e soquei pica na xotinha dela. Enquanto eu metia seus peitos balançavam e me deixavam louco. Ela fazia uma cara de safada e gemendo me falava ?Mete amor, soca esse pau gigante na minha xotinha?, e eu metia com toda a força até fundo dela.rnEntão ela me falou ?quero gozar amor?, entramos no carro novamente e ela começou a cavalgar novamente no meu pau, ela subia e descia enquanto eu segurava seu rabão, de repente ela falou ?vou gozar amor? e começou a gritar enquanto tinha um orgasmo em cima de mim, que tesão que dá ver minha namorada gozando.rnEntão ela ficou de 4 com as pernas abertas e o rabo bem arrebitado, olhou para trás e disse ?soca pica na minha buceta, soca com força, eu quero beber muito leite hoje?, ela nem precisava falar, coloquei meu pau nela, e sem dá carquei a pica até o fundo daquela bucetinha enquanto segurava na cinturinha dela. Ela olhava para trás e falava ?mete safado, da todo esse pau para sua puta?. Estava com muito tesão, meu pau estava a ponto de explodir de tanto tesão, então eu falei ?Vou gozar amor?, ela virou de frente para mim e pegou meu pau e apontou para sua boca enquanto batia um punheta rapidamente para mim, ela falava ?me dá porra, eu quero beber todo esse leite meu safado? não aguentei e jorrei muita porra para ela, a porra saia numa pressão e entrava toda na sua boca, enchi sua boca de porra, ela lambei a cabeça do meu pau, abriu a boca me mostrando quanta porra eu tinha jorrado e engoliu tudo dando uma piscadinha safada e sorrindo para mim.rnDurante alguns segundos tentei recuperar o fôlego, estava totalmente suado, também com a intensidade que comi minha mulher.rnColoquei minha calça, nos recompomos, e fomos embora, pois não tínhamos muito tempo.rnA deixei na casa dela, nos despedimos com um longo beijo safado e ela foi embora.rnEu e a minha namorada somos muito safados, adoramos trepar, e fazemos isso muito bem. Eu a amo muito. Safada!rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meu marido abriu minhas pernas e tirou minha virgindadefoda louca na empregada até o orgasmoeu vi minha nova vizinha casada com seu amante eu tirei fotos dela com seu amante eu fiz chantagem com ela conto eróticocontos eroticos traindo o marido com pivetescontos de metendo em uma peluda ruivacontos enteadas e padastrosrodolfo era meu vizinho me chamo ana contos erótico www.rabudasnapraia comcontos eróticos eu putinha cavalafestinha no.ap contos gayconto menage com minha namoradaconto erotico sogro na piscinainjecao na bunds porno contomulher domadora de cavalos de pau durocontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhocontos eroticos marido violentando esposaContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelaContos eroticos minha esposa e um meninoconto com coroas negras casadascontos eróticos de gay comi a bunda do irmão do meu colegaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos sado marido violentoshome afuder mulher com penis mais grandecontos erótico com enfermeiraComo posso acaricialo com tesaoconto do negao velho e pirocudoconto de rasgei o cu de meu irmão fazendo ele choragozada na boca suelisendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticoscontos eróticos de pastor comendo um travestiencoxei e dedei minha sobrinhaConto erotico um travesti me algemoucomendo na.chantagem contoscasa dos contos eroticos/Três é demaisporno mulheris con a perna meia canbotacontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2conto erótico chupa greloescurdo bucetona arreganhada foto delasComtos casadas fodidas pelos empregados do maridojornalistas rabudas contosminha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façocontos eroticos gays,tio jorge me feis mulhersinhacontos eroticos picantes de amanteconto eróticos dei para meu sobrinhocontos virei femea na republica gaycontos de sexo com novinhas trepando com advogadosmeninha fata zofolia buntuda sexomachos arrombador de gay afeminadocontos eroticos fomos enganados e fodidosa trois com minha cunhada conto casadacontos eroticos zoofilia tava bebada e deichei meu cachorro me comerconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninoPau gigante.arrombando o cu da inocência. Jcontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadascontos eroticos real a primeira vez q gozeicontos herodico de vadia sendo arromba por um cachorrocontos eroticos menina com pedreiroContos eróticos cumendo minha mãeprimo comendo a prima vanessa conto eroticoconto erotico homem andando fay de cueca pela.casaIncesto com meu irmao casado eu confessoContos eróticos mãecontos eróticos vestido de langeriescontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadscontos eroticos gozei gostoso no estuprocontos eróticos crueldade com cornocontos de filhos chera causinhascontos eróticos mulheres q chega em casa e o marido desconfia porque está arrombadamulher emsabuando bucetacontos consolei a mulher do meu amigomeu pai fudeu meu cu na marra conto erotico