Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SOGRA PEGOU NO FLAGRA E ADIVINHA O QUE ACONTECEU?

Olá pessoal, estou de volta aqui, sou o ?Tourão?, 27 anos, moreno jambo, 1.74 de altura, cabelos pretos curtos, olhos castanhos escuros, pernas grossas, braços fortes. rnVou contar uma histária que aconteceu em meu penúltimo namoro. Vou chamar essa ex namorada de Vaninha, era morena clara, peitos muito fartos (ainda adorava usar decote), cabelos pretos compridos, boca carnuda, olhos negros e brilhantes, bunda grande, gostava de dançar lambaerábica e de cinema. Vaninha adorava sexo, fazia de tudo para poder me dar todos os dias, nem que fosse apenas por alguns minutos, ela era tão viciada em sexo que quando estava menstruada fazia questão de me dar o cuzinho, para eu não ficar sem comer ela por causa desse detalhe, e me dava em qualquer lugar, eu mesmo não me recordo de todas as fodas, de todos os lugares que já comi ela, sei que na minha casa eu já comi ela na sala vendo filme embaixo do edredom (mesmo com alguns amigos e amigas também vendo o filme, demos um jeito de meter), já comi ela na varanda, no carro, na garagem, as vezes a gente fingia que ia na cozinha pegar algo para comer e eu é que comia ela, ela já andava sempre de vestidinho e com calcinha pequena para facilitar e me dar o cu e a bucetinha em todos os lugares possíveis, no ônibus, no trem... enfim, mas vou me concentrar nas aventuras que ocorreram na casa dela.rnEu frequentava a casa dela pelo menos 3 vezes por semana, mas a gente se via quase todo dia, já na intensão de transar, e na casa dela morava o irmão que nunca ficava em casa e a mãe que já era viúva, a mãe dela vou chamar de Rose, devia ter uns 45 anos, inteiraça, um peito farto igual o da filha, uma bunda maior ainda, meia cheinha porém bem distribuída, era loira e tinha olhos verdes. Na casa da Vaninha eu sempre comia ela, é claro, mas lá era meio mecânico a estratégia, pois a mãe dela sempre ficava conosco na sala vendo TV até uma certa hora e depois ia para cozinha jogar caça-palavras, nessa hora a gente não pensava duas vezes, já botava a Vaninha de 4 no sofá, levantava o vestidinho, chega a calcinha simbálica e minúscula para o lado, posicionava a cabeça do pau na portinha da buceta que nessa altura já estava ensopada e empurrava com força minha vara, eu metia sem pena dela, sabia que gostava de fuder então eu usufruía dessa vantagem para castigar ela na piroca, eu metia muito, o som da TV era alto e não dava para escutar o barulho do meu pau fudendo aquela buceta molhada, não dava para ouvir meu saco batendo na bunda dela a cada socada fortíssima que dava sem dá da Vaninha, ficava metendo muito, eu em pé e ela de 4, as vezes botava ela de 4 no chão, as vezes era no papai e mamãe mesmo, ali sá não dava para inevtar muito porque a mãe dela estava na cozinha e eu sempre ficava em uma posição estratégica para ver a entrada da cozinha, qualquer coisa eu tirava o pau de dentro da buceta dela e o retornava ao short, por várias vezes precisamos fazer isso, eu notava que a mãe dela sabia que eu comia a filha na sala sempre que ia lá, pois meu pau ainda ficava duro nessas interrompidas inesperadas e eu notava a sra. Rose prestando atenção na minha rola dura, as vezes sem disfarçar, inclusive um dia eu fiz meu pau ficar pulsando por dentro da calça e ela deu um leve sorriso, que não entendi direito o motivo.rnUm certo dia comendo a Vaninha nás percebemos que a Sra. Rose estava lavando o quintal, então tínhamos mais liberdade, neste dia eu maltratei a Vaninha, comi muito o cu dela, a buceta, puxei o cabelo dela e gozei na cara toda deixei ela toda lambuzada, tive que fazer ela ir no banheiro se limpar e tudo, e nesse dia a Sra. Rose viu eu comendo sua filha (apesar de achar que ela já deve ter visto outras vezes ou percebido algo), eu vi que ela estava olhando a foda e disfarçando com a vassoura, mas tomei coragem e continuei comendo a vaninha, fazia inclusive movimentos acentuados para ela ver a rola entrando, os movimentos de vai e vem naquela foda, ela ficava olhando e rindo, e quando a Vaninha foi no banheiro se recompor a Sra. Rose entrou na casa e me pegou de pau duro de novo, mas dessa vez eu não fiz questão de disfarçar, pois eu já estava olhando minha sogrinha com outros olhos, eu fingi que ia beber uma água na cozinha e esbarrei o pau duro na perna dela passando no corredor, nessa hora ela falou: ?me deixou com água na boca, eu também quero!? e na hora respondi: ?vou te arrombar mais do que quando estou comendo sua filha?, eu não perdi tempo, já botei o pau para fora e mandei ela dar um beijinho, mas minha sogra era gulosa, já engoliu o pau até o talo e ficou lambendo meu saco, com o pau inteiro na boca dela, chamei ela de puta safada na hora e ela riu e começou a mamar mais forte, segurei a cabeça dela e comecei a fuder a boca da minha sogra, a Vaninha é muito caprichosa no banho, com o cabelo dela e tal, sempre linda e cheiora, então ela demorava bastante no banho, as vezes mais de meia hora, então aproveitei, foram mais de 20 minutos de mamada da sogrinha, tirava o pau todo babado e dava na cara dela, esfregava o pau na cara dela, ela chupava feito uma esfomeada, engolia com prazer o pau era uma mamada intensa, eu puxando o cabelo, xingando ela e ela sá mamando, dava ate uns tapinhas na cara dela, batia com o pau duro e ela sá mamando até que eu não aguentei e gozei, o primeiro jato foi na cara e os outros ela direcionou na boca para engolir todo o leite que saiu, ela ficou reclamando que queria mais leite então fiquei passando o pau na cara dela levando o leite que tinha espirrado no rosto até a boca e depois dei o pau lambuzado para ela terminar de se fartar...rnDepois desse dia eu comecei a ter um trabalho dobrado, tinha que comer a filha e a mãe quase todos os dias... depois conto como foi a primeira foda para valer na sogrinha, deixei ela ardida de tanto dar o cuzinho e a buceta.rnAté o práximo conto, MSNE-mail: [email protected] rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fui bolinada na.mesa junto.com.o marido.contosEnrrabou minha namorada contos eroticosconto erotico gay: transando com um amigo japonesmadrinhas branca da bunda empinadacontos baixinha popozudaContossafadezascasa dos contos eroticos tia e primavidio porno gay em hotéis ospede e garconcontos eroticos testemunha de jeovaComtos mulher fodida pelo marido e o filhominha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticopassando a mao no grelhominha primeira traição na academia contos eróticosfuder com padrasto contoscontos eroticos sou puta os preto me comeram no matoRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradomulher tarada Senta no pau do boneco no Fláviocontos policiais fudendo presoscontos eróticos velhocontos erótico de lesbianismovoyeur de esposa conto eroticocontos fudendo vizinha novinhavoyeur de esposa conto eroticoencoxadas no aperto contosconto adoro cu de casadaconto de não aguentei a pica grande de meu avôcontos exitantes fudi amadrinha da minha primaamiga inseparavel chupa a bucete uma da outrameu pai comeu meu cuzinho dedo do carroContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicoucontos eroticoc de senhoras casada se vingando dando o cu pra negoesCarnaval cerveja mezanino nada conto eróticoconto fui buscalo no aeroporto ochupando a esposa gozada de biquininhocutuquei a buceta da mamae contoscontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoconto vendo cunhada casada peladinhacontos fodi menininha por docesConto Erótico Primas putasvideo de branquinho magrinho dando o rabinho a forçafui me encontra com o cara ele tinha um pau deliciosoxoxotao capusaonovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôconfesso fui bolinada por debaixo da mesa sem mau marido vercontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloorgia com os nerdes casa dos contosdepois de mais de 20 anos casados minha esposa topoucontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabecontos eroticos fui comida pelo meu inimigocontos eróticos vi ele com pau inchado falou que tinha machucado contos arregacamos minha esposaconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadaconto erotico incesto sonifero filhasainha olhava lesbicas contosconto minha visinha mando eu descabaça sua filhacontos eróticos gay putinha pedreiroscontos veridico nunca tinha experimentado outro pau que nao fosse do meu marido, mas chorei no pau bem dotado da travestieu sentada na sofá sem calcinhas com pernas abertas pra o papa-contoconto erotico amigas chupei cunhadaconto erotico de casada eu meu cunhadoconto eRotico os piralhoS m comeraomeu pai adora ser puta na camaconto eroticoduas mulher do Jordão baixo chupando b*****a amiga resolve acordar a amiga com a mão na buceta delacontos eroticos de pivetesConto gay irmão caralhudovideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elacontos eróticos "peladinho" sobrinhocontos eroticos homem casado dando para o primoencoxada bem arroxadacontos eroticos marido perdeu a apostacontos porno eu e meu amigo fudendo minha maehistorias eroticas de onibus lotadosgay negro bebado sente pora escorrendo no cuMamando rola na escola contoseroticosconto fiz sexo oral em padre