Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DAV E BARBARA

Olá, meu nome é Dav tenho 19 anos. Sou branco 1.75, nem magro nem gordo e com um pau mediano. Bom, em 2008 estava começando o ensino médio e escola nova tudo novo. Sempre fui timido, nunca fiz muito sucesso com mulheres. Porém numa tarde em janeiro, algo que eu nunca tinha sentido brotou em mim, uma mistura de desejo e amor ao ver a bela Barbara. rn Barbara uma garota morena, de 1.75 na epoca uns 19 anos, já era bem desenvolvida, toda cavalona se é que me entendem. Não era magra mas não chegava a ser gorda, tinha bundão e peitos grandes e apetitosos. Peguei seu contato na internet e conversamos o fim de semana inteiro, timida como eu, logo nos aproximamos. Eu acha esquisito pois os outros garotos não conseguiam ver nela o que eu vi, talvez iludido pela paixão enxergasse nela algo incomum.rn Um dia conversando no msn, não me lembro como estávamos falando de sexo, algo inédito até então, ela me disse que era virgem que nem se quer ver um homem nú pessoalmente tinha visto, já eu comecei cedo com uma prima é verdade, mas nunca foi nada sério, sempre escondido, sempre corrido e nenhum sentimento, muitas vezes me considerei virgem apesar de ja ter feito sexo. E nessa conversa fomos nos empolgando e ela confessou apás eu ter perguntado que pensava em sexo 24h e que masturbação era algo bastante comum no seu cotidiano, eu me senti lisongeado e extremente excitado nesse momento, pois me masturbo com uma boa frequencia.rn Depois dessa conversa nás todo dia falavamos disso, senti que ela já estava sentindo o mesmo que eu. Perguntei meio desacreditado se ela queria vir na minha casa assistir um filme comigo, pra minha surpresa ela disse que poderia vir amanhã. Eu mais que rápido confirmei. Me lembro que nesse dia me mastubei umas 5 vezes, meu tesão estava explodindo. rn Então chega o grande dia, ouço a campainha tocar e corro para atender. A recebo com um singelo beijo no rosto e peço para que fique a vontade, preparo tudo e começamos a ver o filme. Devido a timidez de ambos, não havia muita converssa muito menos ações e filme acabando. A frustação estava me corroendo até que como uma medida de tudo ou nada ponho a mão em sua coxa, que por sinal era muito gostosa, ela fica meio sem reação e me olha nos olhos, eu a encaro e ela me da um beijo. Apás nos beijarmos bastante ali ela me diz a frase que jamais vou esquecer:rnEla ? Dav, eu quero transar com voce, voce me quer?rnEu ? Barbara, é tudo o que eu mais quero, mas antes tenho que te dizer algo importante.rnEla ? Diga-me?rnEu- É que eu te amo.rnEla ? Eu também, por isso quero me entregar a voce.rnEntão eu a conduzo até meu quarto, a deito na cama e peço que relaxe. Então eu restiro minha roupa ficando nu, e começo tirando os sapatos dela, beijo seus pé enquanto tiro o short que usava a deixando de calcinha. Apás subo lhe beijo um pouco, e ela mesma retira a camisa, ainda beijando retiro seu sutian, e para a minha alegria, os seios mais volumosos que tive a oportunidade de beijar saltam e praticamente brilham, com aqueles biquinhos rosados e grandes. Começo a lamber em volta bem de leve, passo a lingua ao redor dos mamilos e sugo o biquinho. Percebo que ela se masturba frenéticamente, então pego os dedos lambuzados com a sua essência e os chupo. Então retiro sua calcinha, e me deparo com uma buceta carnuda, suculenta que clama por seu introduzida com violencia. Me posiciono para romper seu selinho, já que ela havia me dito que ao se masturbar apenas passava o dedo por cima. Aquilo me fascinava, saber que ela nunca havia sido penetrada nem por um dedo. A pergunto se quer aos poucos ou de uma vez, já com o meu pau sedento respirando sob a sua buceta. Ela somente diz:rnEla ? Me faça mulher!rnEntão a olhando nos olhos a enfio com todas as forças, até que ela esconda-o totalmente, vejo em seus olhos a satisfação, a transformação de menina para mulher. E me sinto no auge de minha masculinidade. Então tiro e boto algumas vezes, a pequena quantidade de sangue que ali estara representava não sá o inicio mas como o nosso amor.rn Então, retiro o pau, deito ao contrario constituindo um 69, no começo ela se atrapalha um pouco ao chupar, mas logo vinha se tornando uma átima boqueteira. Eu apos limpar com o lençol, a suguei com toda vontade e delicadeza. Foi nessa hora que a sentir ter o primeiro orgasmo comigo, ao sentir meus lábios umidecerem, sinto vontade de jorrar em sua boca, mas aquento. Estava decidido que aquele dia seria dela, entao a ponho de 4, para que seja totalmente preenchida. Começo novamente o entra e sai, ouço pedidos de mais devagar, mas ignoro, a dor faz parte do sexo, é preciso que se sinta invadida, então apás ela já estar acosumada aquela situação anuncio que vou gozar. Ela me olha de relance e pede para que eu goze nos sua cara, assim como nos filmes que ela tanto vira. Eu tiro, ela se ajoelha e me masturbo até que dois jatos são atirados em sua face, um entre os olhos e um no canto esquerdo de seus lábios. Aquela cena, da mulher que eu amava coberto pelo meu semén, foi uma das coisas mais belas que vi. Sem me importar, a beijo como se tudo estivesse perfeito. Deitamos e nos abraçamos até que de a hora dela ir embora.rn Bem pessoal, espero que gostem, não é conto de sexo e pronto, tem uma histária, uma paixão. Podem me adicionar no msn: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno mulher no onibus deixando um homem te alisar por baixo da saia mesmo com o corno juntodescabacei a namoradinha de 13 aninhoscontos de foder empregadaconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primaconfesso fui bolinada por debaixo da mesa sem mau marido vercontos erotic quarto empregadacontos erótico com enfermeiracalcinha usada da vizinha safada contosa patroa e a filha. conto eroticoMinha mulher gosta de mostra a buceta pros meus amigos ai eles comem Ela contos eroticosLambie o cu da minha esposaMenina do papai erotico contoContos eroticos briguei com o marido dei pra outrocontos de sogra gravida transandocontos eroticos tia suruba com sobrinhosContos eroticos primeira vez no puteiroconto porno mulher putaPeguei minha tia veridico porno conto meu primeiroamorporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com elecontos de corno acampandocontos comi a mha filha novinha virgemcontos de lesbicas coroascarlão socando ate as bolas no cu da vadiaminha tia greluda de biquínipeguei ela cimastubando eu como ela secofilhababandopaucachorro engatado até o talo cavadinhacontos eróticos marido chega em casa e esposa ta dando pro cunhado e cunhada participandobucetiha tihocasada tarada por caninocheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosPegando a prima logo cedo contosavana na africa contos eroticosgostosinhacontoeroticocomi minha filha pensando que era a minha mulhercontos eroticos comendo o cuzinho da minha esposacontos dormindo com a tiacontos eroticos meu amiguinho me encoxoucontos gays cheirando paucontos eroticos esposa velhobudendo.cadela.no.ciu.vira.lataSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininocontos eroticoso titia chupa sobrinhaandava só de cueca no carro. conto gay teenbochechas da bunda da minha irmãnao tira papai deixa que eu vo gozarzoofilia dssasContos eroticos coroa tarada chama dois travesti pra tomar banho d piscina em casaconto eróticos dando o curso pra poder morarcontos eroticos "cadela" "fome"encoxadas socando com força reçenteesposa seria se bronzeando em casa contocontos fui acampa e virei cornocontos eróticos o dia que comi o cu da minha sograbaixa vidio mulher esfrega buceta na boca homem e solta porra na barriga deleconto real de pai de 50 anos sarado fazendo sexo com seu filho novinhocintos eróticos ! pra todos... meu nome é Carlos. vou contar como foi a minha priimeiraconto sobrinho evangelico veio morar com a tiaencoxada em coroa em Jundiai conto realcontos anal coroa putinha com variosah e. mist traSado no chuveirocontos de esposa gordinha tambabaengravidando contos eroticos de incestocontos não resisti ao cacetaofui dormir na casa da tia e comeu o Helenacontos maninha adora meu pautransei com minha tia nas dunas da praiachorei mas aguentei tudo contos eróticoscontos eróticos sobre siriricade:todos tipos com lugares loucos etcgostei de ser enrabadoConto troquei o oleo com meu patrao