Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMO ME TORNEI UM SUBMISSO 1

Como me tornei um submissornHoje quando penso no que vive no passado se torna claro porque eu adoro ser submisso em uma relação dentro da filosofia sadomasoquista, minha vida sexual começou aos 19 anos e de uma forma inesperada, eu nessa época me masturbava lendo revistas de sacanagem ou de mulheres nuas e me atrevia a tocar ali e aqui nas namoradinhas que tinha e claro sonhava em comer uma empregada doméstica da minha Vá, porem um fato em uma terça feria à tarde de férias de verão mudaria de forma marcante e definitiva a minha vida sexual. Eu voltava do Arpoador pela beira da agua andando; pois nesse dia roubaram a minha segunda bike; depois de uma manhã e tarde de átimo surf com minha prancha, já depois da Garcia vejo duas mulheres entre 30 e 40 anos jogando frescobol, uma loura de frente e uma ruiva de costas, as duas embora sendo mais velhas, elas tinham corpos magníficos e pele morena de sol, eram quase da minha altura e a loura tinha olhos azuis, se parecendo com a minha namorada da época. Eu apesar da admiração jamais imaginei que ela a loura se tornaria aquela que me ensinaria tudo que um homem deve saber sobre sexo para satisfazer uma mulher. Mas o fato aconteceu, quando passei por ela, percebi seu olhar e claro que encarei, já de costas para ela sinto a bolada nas minhas costas não forte mais claro que gerou susto em mim. EU me virei peguei a bola e ela já vinha em minha direção e até hoje não esqueço a voz e as palavras, ?O gatinho lindo desculpas machucou me deixa ver? e delicadamente passou a mão com agua do mar no local, eu disse que não ela riu e disse ?Eu não ia me perdoar se machucasse um gatinho lindo como você?, a delicadeza o tom d e voz me deixaram de 4 no ato, mas continuei meu caminho para casa. Em casa no banho me masturbei pensando nela claro, e ela passou a noite na minha cabeça, já que minha namorada tinha o mesmo tipo de cabelos, pele e cor de olhos. Por isso no dia seguinte lá fui eu de novo para o Arpoador, sá que fui pela beira, mas não as vi afinal eram 19 horas da manhã, e não 19 como no dia anterior fiquei pegando onda até umas 19 horas e retornei pelo mesmo caminho, e de longe já as avistei, de novo encarei e ela a mim, porem eu esperava um oi ou coisa parecida, mas tímido nada falei e ela desviou os olhos para o jogo, achei que devia me contentar com o que tinha, em vez de sonhar com ela, tentar a empregada da minha vá, porem de novo sinto uma bolada dessa vez na minha bunda. De novo antes mesmo de pegar a bola ela já estava diante de mim falando, ?O gatinho lindo de novo machucou me deixa ver? e de leve passou a mão sobre minha bunda a onde a bolada tinha acontecido, eu senti um tesão instantâneo seguido de uma ereção, ela notou, riu e falou, ?Além de lindo safadinho também hein!!!?. Eu senti meu rosto quente, e ela ?Que gracinha lindo safadinho e tímido? e continuou ?Melhor você mergulhar eu fico com a prancha?, eu claro que fui para agua, dei um tempo na agua, ao sair ela estava sentada em uma toalha sobre areia minha prancha do lado e sozinha eu ainda vi a amiga indo embora. Eu me aproximei e ela disse quer um mate lindo, eu não aceitei, ela disse ?Que pena o dia esta lindo, minha amiga já foi e detesto ficar na praia sozinha?, era uma deixa claro, mas eu estava travado, ela então disse ?E você gatinho já tem que ir mesmo? eu disse não ela então disse ?Que bom então me faz companhia, o por do sol será lindo podemos ver juntos?. Sá que eu sabia que dali não daria para vermos, isso sá seria possível se fossemos ao Arpoador, pois já tinha visto varias vezes ainda dentro da agua pegando as ultimas ondas de um dia. ?Vai ficar?? eu disse sim, ?Senta aqui então!!? abrindo espaço na toalha, eu sentei e em meia hora sem eu falar nada, eu já sabia que ela tinha 41 anos, era casada com um cara de 55 que passava a semana fora do Rio, ambos eram ricos e que moravam em uma casa no Jardim Botânico sá ai falou ?Você me fala de você?, eu disse que tinha 19 para 19 anos, que estudava que morava no Leblon, ela então me perguntou, ?E namorada, lindo como é deve ter uma monte de meninas atrás de você?, eu disse que tinha uma namorada, ?Como ela é?? eu falei ela disse ?Hum!!! Parecida comigo? eu ri timidamente, e ai fiquei sem ação, ?Então vamos ver o por do sol??, eu falei que dali não dava para ver sá do Arpoador, ela ?Eu estou de carro vou te levar a um lugar a onde o por do sol é como você nunca viu aqui no Rio, mas e seus Pais não vão brigar por você chegar tarde? eu disse que não teria problemas é sá eu ligar dizendo que iria demorar para fazer uns concertos em umas pranchas no local a onde eu realmente trabalhava para ganhar um dinheiro além da mesada do meu Pai, esse local era perto da minha casa e eu fazia isso sempre. ?Vamos então??, eu disse e a prancha, ela ?Sem problemas eu tenho uma Caravan, acho que da não é?? eu disse que claro que sim, ela colocou a saída de praia preta decotada e super curta que desenhava o corpo dela, no caminho para o carro eu liguei de um orelhão avisando que chegaria umas 20 horas em casa. A Caravan era preta, coloquei a prancha por trás e antes de sairmos ela fez uma coisa que me deixou com mais tesão ainda tirou a parte de cima do biquíni, e jogou no banco de traseiro, dali ela pegou a caminho para barra e subiu a estrada do Joá, chegando lá fomos para uma rua chamada floramay e de lá e vista era realmente linda o mar todo abaixo de nos, durante o percurso ela me disse que na realidade as boladas não forma sem querer e sim ela de propásito, me deu as boladas, eu perguntei por que ela disse que já tinha me visto passar ali varias vezes e que realmente me achava lindo e que me desejava, eu fiquei mais sem ação, e apenas perguntei o por que daquilo, ela me explicou que sentia falta de alguém durante a semana e que queria e muito fazer o mesmo que amiga dela fazia também casada e tinha um surfista novinho como amante, e fez um carinho na minha perna que me levou a ter outra ereção. Ela riu e me perguntou sobre minha vida sexual, eu falei que me masturbava mais nunca tinha transado e ela adorou por que era o sonho dela e queria assim mesmo e que iria me ensinar todas as formas que um homem deve saber para satisfazer realmente e totalmente qualquer mulher na cama. Quando o carro parou eu ganhei o que considero o beijo mais quente e gostoso da minha vida, vimos o por do sol depois dela me ensinar como fazer os carinhos certos nos seios e mamilos de uma mulher, e pela primeira vez vi uma mulher ter um orgasmo e gozei com ela sendo a primeira mulher a me masturbar e a vi engolir todo meu esperma que ela fez questão de segurar com as mãos, depois do por do sol cheio de beijos e carinhos ela falou ?Meu gatinho essa foi sua primeira aula e você aprendeu direitinho, que tipos de carinhos você sempre deve fazer com as mãos dedos, boca, língua e dentes nos seios e mamilos de uma mulher e eu gozei gostoso com você como sei que você gozou comigo?. ?Agora vamos não quero que você chegue tarde em casa e tudo que vivermos depois de hoje é um segredo nosso?. Em casa me masturbei de gozei de novo pensando nela, e dormi ansioso já que no dia seguinte iriamos passar à tarde em um local especial e sá nos dois. Eu tive um caso com ela até os meus 19 anos, com ela aprendi como satisfazer e levar uma mulher a orgasmos rápidos, lentos, profundos e sucessivos, seja com a boca, mãos, dedos, nos seios, mamilos, no grelo (tocando os lábios vaginais, espremendo o grelo entre eles, o tocando com hum, dois, três dedos, com a palma da mão, soprando, lambendo, chupando e mordiscando), buceta (massageando e alargando com os dedos) e cuzinho (massageando e alargando com os dedos) e claro aprendi a também como fazer o mesmo, com meu pau (alternando a forma rápida lenta, forte, suave, tirando tudo e voltando com tudo, estocando), com meu corpo (pressionando o grelo) e como me mexer em qualquer posição e acima de tudo sem dor sá prazer, seja na buceta, seja no cu e sempre controlar o meu gozo para acontecer na hora certa dos dois. Meu caso com ela durou quase todo meu curso técnico e depois a faculdade acabou quando eu tinha 20 para 21 anos e não por eu ter outras mulheres ao mesmo tempo incluindo virgens que fiz mulher, acabou quando eu passei a dominar a ela totalmente, ela com medo conversou e falou que não podia mais afinal, ela sabia que nos éramos somente sexo e prazer nada a mais e que no momento que eu virei o jogo a dominando, ela correria o risco de querer mais e ai se machucar. Sábia mulher eu nunca a vi com sentimentos e sim sá como homem mesmo. O que há de submissão nisso simples eu me tornei escravo sim! Escravo de satisfazer de dar prazer às mulheres de forma incondicional. Esse fato me fez aos 23 anos conhecer outro lado da submissão mais isso eu conto na segunda parte.rnContinua no 2rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico sogrocontos de sexo com novinhas trepando com advogadosnetinha safada adora sentar no colo do vovô contos eroticosconto eu e meu sobrinho metendo vai fode o rabo da titiaconto erotico gay: meu amigo japa dotado rasgou meu cuViolentei a deficiente contos eroticosbucetudas com caralhudos/fotos e contoscontos eroticos putinha pagando a conta do paicontos sogra e nora lésbicas fazendo tesouracontos mae crente babando no pau do filhocontos eróticos comi minha de raivacontos não aguentei o pau do meu pai inteiro dentro de mimconto pegei meu marido comendo cu do meu sobrinhoContos cm o vizinhoMeninas virgem estuprads pela zeladorcontos eróticos meu tio cego mim. fudeuContoseroticosdesolteirasconto erotico comi minha avó de fio dentalcoxas grossas e b***** bem rosadinhaSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas so rou surubaConto de sexo me venderamcomo arrombar um cu virgem ticaconto erótico sequestro relampagoconto mulher casada rabuda dei pedreiroconto real casada gravida na surubaconto erotico de velha gorda sem dentaduraodiava o marido da minha prima parte2 contos gaycpntos eróticos percebi que me olhavam e batiam punhetacontos eroticos pega pegacontos:meu pinto endureceucontos eróticos no carro com meu paixxx videos mulheris bem safadas que brinca com o pauzinho pequeno do marido tampinhacontoerotico.com/descabacei a ladrarelato eróticos violênciatransei com meu tio contosbucetar garnde paresendo. umar. jegar. de negonarCornos by contoscontos eróticos [email protected]conto de sexo em estrada desertacontos eróticos contei que fiz dp com negroseu chupo hetero sempreconto erotico gay cuzinho rosinha tapas socacontos eroticos chantagiei minha tia e comi elacontos eroticos gays atiçei meu tiomete mete contoleitinho no copo. contosmulher casada crente relata que da o cu para outro/contos recentesrelatos de traicao com negros picudoscontos: safadezas de um velhoou porn contos mãe traindo com um negrocontos eroticos filhocoloquei a madame pra gritar no meu pau contosContos-esporrei na comida da cegacontos erotico farmaceutico macho negao fodendo gaycontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosomulher do irmão acaricia pica de outroporn corno contos eroticos amarrada e usadaadoro ser cadela contoscuzinhopiscanofilmadora dentro da vagina enquanto gozacontos eroticos estupro da cegaContos gravida de outro marido adorouContos erótico filhinha gosta de mamar picaconto erotico mae,filha e fazendaContos de incesto minha mae fugiu com outro e eu fiquei com o meu paiDesvirginando a sobrinha de 18 anosfui arrombado no cuzinhoMulheres solteira salvdormeus peitinhos doíam...www.acordada por papai videos incestocontos-meu cuzinho contraindo no teu paudrixando a mulher do corno arregassadinhameu noivo me preparo uma despedida de solteira conto eróticoshomem de pau duro pra outro no cfc contocontos eróticos -vem mamar a rola do tio vem...video de subrinho a proveitando a brincadeira para encochar a tiacontos eroticos:esporrei na maeContoseroticosnaruacontos eróticos de chuva com irmãcontos bdsm erposas escrava submissacontos mia gostosa mulhe teve sua buceta aregasada pro seus amates muitos roludosLoira de itanhaem mostrando os peitoscontos eroticos apostei meu marido e pedircuzinhopiscanoconto flagrei minha mãe dando para um bem dotadoContos eroticos estorial, enfie o meu pau na buceta da minha irma ela dormindo e disperto eu dentrocontp porno: tens estuprafadaregasando a b da nsou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitocontos de coroa com novinhoEngravidando conto Cornof***** na borracharia contos eróticos gayrelato erotico meu filho me secava doisC EROTICO MENINA D SETE ANOS AGUENTOU O PAU TODINHI DO PRIMO