Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TODOS COMERAM A IRMÃ.MENOS EU...

Muitos tem histárias para contar sobre irmã. Todos comeram e realizaram suas taras. Eu, pelo contrário, além de ser verdadeiro este conto, também é verdadeiro que nunca consegui comer a minha irmã. A minha tara pela irmã começou num belo dia quando mamãe ia trabalhar e minha irmã cuidava de mim. Eu na época tinha 19 anos e ela 15, apareceu o Luis e a Ruth, vizinhos nossos para brincar em casa. Fomos para o quarto dos meus pais e a brincadeira era de papai-e-mamãe. minha irmã pediu para entramos no armário, eu e o Luis. Elas na parte de fora. minha irmã falou que era para nás tirarmos a roupa e quando ela chamasse era para sairmos do armário. Tiramos a roupa e aí eu vi a pica do Luis, flácida era umas quatro vezes maior que a minha, minha irmã começou a dizer palavras que jamais pensaria, “vocês já estão peladinhos, prontos para comer suas mulherzinhas? Estamos prontinhas para deitar com vocês. Falando isso gritou, - podem sair agora. Quando nos preparamos para sair olhei a pica do Luis, tomei um susto, estava enorme, parecia um pau de tão duro, deveria medir uns 19 cms, enorme para idade dele, Quando saímos fiquei estático. ela estava nuazinha, e que corpo tinha minha irmã na plenitude dos seus 19 anos. Seios de pera e uma bundinha saliente, redondinha e roliça, que tesão, a imagem até hoje não me sai da cabeça. A Ruth estava de calcinha. Não perdi tempo pulei em cima da minha irmã e ela gritou que era para pegar a Ruth, pois ela era a mulher do Luis. Sai de cima dela e fui em direção a Ruth. Quando agarrei ela disse que não iria brincar e foi embora. Minha irmã bem que tentou mais não conseguiu a Ruth foi embora e eu fiquei sá. Ainda acompanhei ela tentendo fazer mudar de idéia, não consegui. Quando cheguei na porta do quarto o Luis estava deitado de costas e com a pica parecendo um mastro de bandeira, empurrava a cabeça da minha irmã para que chupasse a sua pica. Ela relutava e quando me viu disse para o Luis – Para, acabou a brincadeira. Ela pedia para parar porque eu estava olhando. O Luis parecia louco, pulou em cima dela e falou olhando para mim – Você chegou bem na hora de ver eu tirar o cabaçinho dela, que ela sempre o provocava e não ia deixar fugir a oportunidade. Numa última tentativa ela falou que eu estava vendo e poderia contar para os meus pais. O Luis olhou para mim e falou que se eu não falasse nada para meus pais e sai-se do quarto ele deixaria eu brincar no autorama que ela tinha (na época, década de 70 não era qualquer um que tinha) eu falei tudo bem. Saí e fui para outro quarto, ao lado, que estavam reformando e tinha um buraco e não resisti e fui olhar. O Luis estava com a pica bem na entrada da bucetinha dela, dava para ver o contraste, ela branca com a sua bucetinha vermelha e o Luis um negão com aquela lança bem preta, ele forçou e ela gritou – está doendo, você vai me machucar, sou virgem ainda. Ele tentava, forçava, e nada. Ela dizia pra ele que a sua pica era grande e não iria entrar, doía e poderia machucar. Então ele pediu para ela virar que iria colocar no cuzinho. Outra imagem que ainda marca em meu pensamento e até hoje me masturbo. Ela virou-se de bruços, empinhou a bundinha e falou para ele... – Vem meu neguinho, coloque esse seu pau gostoso no cuzinho da sua branquinha. Ele cuspiu na cabeça da sua pica, colocou na entrada e começou a empurrar bem devagarzinho. Eu ali espantado, como ela iria dar o cuzinho se não aguentou na bucetinha? Foi Luis que tirou a minha dúvida. Esse cabaçinho já tiraram né sua putinha, pra quem você deu a sua bundinha? Ele perguntava e enfia no rabo dela, cada vez mais forte. Ela falava que tinha perdido no Rio de Janeiro quando ia de férias e brincava na casa dos meus tios com os primos. A safada gostava mesmo de dar o cuzinho, pois nem chorou. A certa altura o Luis grunhia, gemia, urrava e já estava gozando, ela pediu para gozar nas costas e não dentro do cuzinho e foi aí que ele tirando rápido do rabinho dela virou-a e encostou no seu rosto e gozou em todo rosto dela, e como saia porra, parecia uma bica. – Bebe o leitinho do seu neguinho, bebe... Ela não se fez de arrogada, colocou a cabeça na boca e chupava que fazia gosto. – Vêem meu neguinho, jorra todo leite pra sua branquinha... Ele levantou olhou para ela e disse: -quem vai tirar esse cabaçinho dessa bucetinha vai ser eu não é minha branca? Ela respondeu – É meu neguinho, vai ser essa pica gostosa mais deixa eu me preparar. Então Luis foi embora e eu entrei (vocês se lembram no começo da histária não menti, bem que tentei) estava com a minha piquinha ainda durinha da visão e fui em direção a ela que estava deitada, chequei perto dela em tentei subir, ela me cortou e disse que ia tomar um banho e que não poderia fazer comigo, pois eu era seu irmão e foi embora...

Foi aí que comecei ao exercício maravilhoso da punheta, até hoje... Quando lembro dessa cenas e de outras quando ela perdeu o cabaçinho. E não foi com o Luiz não. Ele descobriu e .... depois eu conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos gretei quando minha bbuceta edtava sendo arregassadacontos eroticos meu grelo e grandeMe comeuesposafio dentalcontoscontos eroticos de fio dentalcontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanosconto eroticos comendo a irma de perna quebradacontos dando minha bucetinhacontosdesexo padrasto metendo na enteadaContos eu d travesti meu fazia eu pagar suas dividasConto minha mae ceicha eu chupar sua becetanovinha da buceta lisinha dgnna de uma punheta cabiMinha namorada mim traiu na vaquejada contos contos minha mulher com um dotado mi fez chupa elecontos erotico de estuprocontos eroticos de homens casadosconto arrombando namoradacontos eroticos gay natal papai noel me comeuenteada v******** com marquinha de biquíni doidinha para dar o c* para o paivirei cadela contos gaysquero ver duas mocinhas branquinhas estragando a bucetinha na outravidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziaContos eroticos filha rabudaContos eroticos amo dar pra cavaloscontos eu comi a minha sobrinhavideo sexe etiado pauzudo emadrastahistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandovendo a cunhada depilando a buceta contosconto comeu meu cu gostosoO reencontro entre prima e primo minha paixão conto eroticocontos eroticos metendo na titiacontos eroticos minha mulher virou amante dosconto gay troquei cu por empregodeixando um corno manso contoscontos manax vidio comtos eroticos eu minha mulher e mamãeContos virei a puta dos oito negros picudoscontos eróticos de novinhas dando para garanhõescontos eróticos caminhoneiro seduziucontos chera calcinha de transcontos de coroa com novinhocontos de coroa com novinhoContos eróticos de bebados gaysEliana vai almoçar com Maísa fode fode vai fode fode fode meu c*novinhaenteadanuacontos eronticos de mulher chupado rola no cube eronticos das cabinesamba porno zool conto de incestocontos eclxado a tia de sainhahomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.Contos eroticos/dp com a ninfetinhacontos porno.vendeu o cucunhadinha de 10 sem calcinha conto eroticovideo de homem gosano na boca de outro hom video gay caseirocontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimcontos eroticos de lolitos com tios de amigoscontos eroticos gays filho adotivocontos de professor e alunacontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridoconto erótico irmã e esposa nudistaconto erotico incesto sonifero filhanegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelvi minha tia nua contosA chapeleta arronbou minha bucetinha contoscontos eroticos marido foi trabalhar e meu sobrinho me pegou no banhofilmou o semen saindo da xoxotacontos eroticos titio na praiacontos eroticos troca casais com gravidezconto irma casadaxvideo enbebedei e comir o seu cu virgemcontos gays inicio da puberdade.conto prima casada evangelicacontos de corno minha mulher me trocou por outrocontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulhercontos eroticos cunhadinha dormindodepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casaConto sogra magrelinha gosta de orgia