Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCABAÇANDO A GATINHA

O caso que vou relatar agora, aconteceu nesse último feriado de Corpus Christi, em Belo Horizonte.rnrnTenho 39 anos, tenho 1,78. 85kg. Cabelos castanhos. Faça musculação e tenho um corpo definido para a idade. Sou solteirornrnNo feriado fui a uma festa. Nessa festa estavam alguns conhecidos, parentes e amigos de parentes. Uma amiga, que a muitos anos não via, levou a filha, uma gatinha de 19 anos. Havia uns 9 anos que eu não a via, e nem poderia imaginar que aquela menininha iria virar aquele mulherão. Cabelos dourados, corpo dourado, bundinha empinadinha. Simplesmente uma deusa. rnrnQuando eu cheguei, já passei o olho para procurar alguma vítima. Logo a vi, sentada em um sofá teclando no celular. Ela me viu chegando e disfarçou. Durante toda a festa, pude perceber que ela não parava de me olhar. Claro que eu fiquei morrendo de tesão nela, mas ela tinha sá 19 anos. Não dava. No final da festa, ficamos um pequeno grupo bebendo até de madrugada, contando casos, piadas etc. e ela não saia de perto, ria muito, participava, e sempre me olhando e sorrindo. Meu Deus..eu pensava.. não posso fazer isso.rnrnEm um determinado momento da festa, eu fui buscar uma cerveja na cozinha e ela foi com a desculpa de pegar um refrigerante. Puxou assunto e me disse:rnrn- Poxa, você está muito melhor do que a última vez que eu te vi. Perdeu peso. Tá forte. Tá um gatão e deu aquele sorriso maroto.rnrnNenhum homem, são aguentaria aquilo. Eu já tinha bebido um pouco e resolvi dar vazão a loucura.rnrn- Você também virou uma gatinha, pena que tem sá 19 anos, senão eu pegava.rnrn- E qual é o problema com isso? não tem coragem?rnrn- Não pensei duas vezes e lasquei um beijo nela. Claro que rápido, por medo de que alguém aparecesse. Seria o fim do mundo. rnrnEla queria mais, mas eu recuei. Pedi o telefone dela e falei que no outro dia ligaria. Ele deu e pediu o meu. Passei também.rnrnDurante o resto da festa, ela ficou me provocando. Mandando mensagens para o meu celular. Uma delas dizia que quando me beijou ficou excitada. Depois mandou outro dizendo que era virgem, e que eu era o escolhido para tirar o cabaço dela. Ai eu pirei. Mandei uma msg pra ela falando que no dia seguinte iriamos sair.rnrnNa sexta-feira, liguei pra ela, e ela me atendeu no primeiro toque. Era umas 19 horas da manhã. Perguntei se ela poderia almoçar comigo, se dava pra sair. Ela confirmou que não tinha problema, pois a mãe dela tinha bebido muito e iria dormir até tarde.rnrn11 e pouca, passei na porta da casa dela e a peguei. Levei para o meu apartamento. Na garagem do prédio já comecei a beijá-la. Como eu estava louco pra fazer aquilo.rnrnSubimos pro apto e lá continuamos a pegação. A cachorra foi de mini saia. Pernas lindas, loirinhas e torneadas. Ainda de roupa, passei a mão nos seus peitinhos e apertei sua bunda, durinha e arrebitada, no que ela gemeu muito gostoso, dizendo que ninguém tinha pego nos peitinhos dela, nem o namorado de quase 1 ano (já tinha terminado). Tirei a blusa dela junto com o top que ela usava e mamei muito gostoso nos peitinhos. A cada sugada que eu dava, ela gemia.rnrnNão queria apressar nada. Pensei que ela poderia ficar com medo na hora H e eu não ia perder aquela oportunidade, então falei que iria deixa-la louca de tesão, com muita vontade de dar.rnrnLambi os peitinhos e fui tirando a sua saia, deixando-a sá de calcinha. Putz. Calcinha de algodão, toda cheirosa. Levei a mão na sua xoxota por cima da calcinha e vi que ela estava encharcada. Quando passei a mão ela gemeu e mordeu meus lábios. Comecei a massagear a xoxota por cima da calcinha e ela gemia muito. Depois de alguns minutos, falou no meu ouvido, me come logo que eu não aguento mais.rnrnMas comer assim, era pouco pra mim. Deitei-a na cama, tirei a calcinha bem devagar e fiquei alguns segundo sá olhando para aquela xoxota sem pelos, linda, fechadinha e encharcada. Falei pra ela que aquilo era um momento muito especial e que não poderia ser assim. Tinha que ter um preparo. Comecei então a beijar seus pés, suas pernas, até chegar na sua xoxota que estava mais do que nunca encharcada. Abri as pernas dela, e me deparei com aquele selinho. Nossa, fiquei louco. Medi a língua.. chupei muito a xota dela, até ela não aguentar e gozar na minha boca. A melhor sensação que eu já tive.. uma virgem gozando na minha boca. Ele pediu um tempo para se recompor. Eu deitei ao lado dela, e ela começou a me masturbar. Disse que nunca tinha pego em um pau, que nem sabia o que fazer. Nem respondi e ela começou a chupa-lo. Segurei para não gozar. Ela chupou muito e logo depois subiu em cima de mim e tentou sentar nele. Mas a dor foi muita e ela recuou. Coloquei-a novamente na cama, chupei mais um pouco aquela xoxota (acho que eu poderia passar a vida chupando) abria as pernas dela e passei a cabeça na xota dela, cada vez que eu passava ela gemia e tentava fazer com ele entrasse, e eu tirava, até que ela implorou para eu meter tudo nela. Com uma única estocada, rompi aquele cabaço.. Ela deu um gritinho de dor, e me puxou para o peito dela, e pediu para eu não tirar. Meti tudo, ela chorava de dor e pedia para eu não tirar, pedia para eu meter tudo. Eu metia bem devagar e ela pedia para ser com força. Depois de algum tempo, eu parei, tirei e a limpei. Limpei o sangue. Ela deitou novamente e ficou de quatro, pediu para eu comê-la assim, que era o maior tesão dela quando via nos filmes.. nossa.. ai ninguém aguenta. Meti na xota dela de quatro, e ela começou a gemer.. gritar, uma mistura de dor e tesão. Ela gozou novamente e eu imediatamente tive que tirar o pau para não gozar dentro dela.. gozei muito.. uma delícia. Depois ficamos deitado um tempão, ela me dizendo que me amava. (menias.. sempre vão achar que amam assim) e que queria dar pra mim novamente. rnrnNo sábado nos encontramos novamente, mas ela não quis transar, pois disse que estava dolorido ainda. Marcamos para outro dia, que eu conto aqui como foi.rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulher enfia dedo no cu epoe no nariz da amigaconto erotico gay: transando com um japonesConto de muitos machos para uma puta depravadaamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos eróticos com esposa obedientecunhada ariando a calçinha p mimtocu de proposito pornodoudozoofilia cavalo violentos o dedãocontos eroticos eu e a minha filha somos putacontos eroticos meninas fumando maconha com a maecontos eroticos de pivetesRelato minha mulher no shopping sem calcinhanao resisti a buceta da minha maecomendo cuzinho de elanycontos peguei minha esposa fudendo com negao na nossa camapunheten o rabo da minha esposacontoseroticosrolaconto erotico minha pequena tesudamulher querendo contos eroticospauporno com.negp mulher sobe eu sima deleGozando na boca incesto ContoContos comi a mulher de amigo bebadaesposa sem calcinha na pescariav¨ªdeo porno lambendo o saco do cara?Garotos na puberdadi flagrados com seu priminhoContos erotico de garotinha estupradas.gostosao aguenta doi pipinos no cúconto pai comprado calcinha para filha virgemContos de novinho chupando kct de caminhoneirocontos ela gozou no meu dedo no metrônunca tinha visto um pau tão grandeConto eu meu marido e nosso melhor amigoconto erotico o'pedreiro gozou dentroconto mastubando a vizinha virgem dormindoduas irma gwmias que gosta de inguli pora pornooconto viuvo virei veadoesposa liberando para amigos no acampamento contosubmetido a chantagem para ajuda o marido contos eroticoconto coroa n**** pediu gay namorocontos eróticos com bucetas grandesfui sodomizado por varios travestis conto eroticofiquei de pau duro quando mi.ha esposacontos porno papai me deixou arnbadateta gostosa contos eroticosdescobrindo que o primo gosta de rolaa esposa baiana do meu amigo contos eroticoscontos eroticoPROIBIDO de incestohistoria de novinha perdendo a virgindade com encanadormae amigos contos eroticosconto erotico gay meu amigo rasgou meu cutravesti gemendo a ponta da pistolawww.contoseroticoscabacocontos eroticos escritos lesbicos me dar melzinho.Engolindo a piroca do irmozinho contoseroticoscontos safadezas com a tia casada inrrustidacontos eroticos de fui comido pelo meu tiotava um tedio danado,resolvi dar a buceta pra ele,incesto contospau de jegue arrombando minha filhinha contosadorei ser encoxada pelo meu filhoconto cu de mae da sograscontos eróticos apanhado chorei muito e fiqueicom a buceta toda vermelhaconto erótico helenacontos eroticos de travecos gostosas e taradas tirando o cabaçi do viadinho.contos eróticos da casa da irmã queridapinto duro pra tu noivaConto erótico sobrinha avó internadovelha gorda com fome de velho a /.porrnodoido.comjogando nas duas pontas trailer porno travestiscontos/ morena com rabo fogosoEnsinando a maninha a foder contos eroticoshetero dando a bunda contoconto erotico meu primo me comeu na maldadehistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocamppintinho na bunda contoscontos eróticos de experiência bi de ninfetasconto erotico as pregas da empregadaEstourei o cu da crente na viagem contoscontos eróticos de professoras de cegoscontos eróticos de patricinhas trasando com os paisconto rebolo pau meu cunhadoconto erotico tem um travesti na minha familia