Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI PELA PRIMEIRA VEZ COM UM TRAVESTI

Durante um tempo em que eu fiquei desempregado, arrumei uns bicos com um amigo meu fazendo manutenção em micros, instalando periféricos, formatando, instalando softwares, essas coisas. Num dia desses eu fui atender a um chamado domiciliar. A mulher que ligou se chamava Amanda e solicitou uma visita. Como meu amigo não estava, lá fui eu atender o chamado. Ela me passou mais ou menos as coordenadas do que havia acontecido e eu peguei alguns CD´s e ferramentas e fui. Era um sobrado muito bonito, muros altos cobertos por trepadeiras, grama na frente. O portão era todo fechado e não deixava ver lá dentro. Toquei o interfone e esperei.

“ – Quem é?”, uma voz feminina atendeu.

“ – É o técnico. Vim ver o computador.”

“ – Sá um momentinho.”

O portão abriu e eu entrei. Na porta da sala apareceu uma loira de quase dois metros de altura. Parecia uma modelo. Cabelos compridos até um pouco abaixo dos ombros, olhos verdes, bunda arrebitada, seios fartos. Realmente muito bonita. Ela estava usando um vestido de peça única que vinha até o meio das coxas, sem mangas e com um decote que deixa eu ver aqueles lindos seios.

“ – Pode vir por aqui.”

Entrei na casa e ela me levou até o andar de cima. O computador ficava numa sala grande com vários livros. Um tipo de biblioteca. Sentei na mesa e comecei o trabalho. Em quinze minutos já havia resolvido o problema. Sabe como é, o problema estava na peça que senta em frente ao monitor.

“ – Já acabei.”

“ – Nossa. Tão rápido assim. Achei que fosse demorar.”

“ – O problema era bem simples.”

“ – Além de bonito você também é rápido é?”

Com uma pergunta dessas, mesmo que tenha saído sem querer, eu tinha que soltar uma boa.

“ – Sou rápido sá quando é necessário. Geralmente prefiro ir mais devagar para poder curtir um pouco.”

“ – É mesmo?”

Ela se aproximou de mim e começou a passar a mão no meu peito.

“ – Que ferramenta você usa quando precisa ir mais devagar?”

“ – Esta aqui.”

Peguei a mão esquerda dela e pus sobre a minha calça. Ela abriu meu zíper e tirou meu cacete pra fora.

“ – Como ela é grande. Deixa eu testar pra ver se funciona.”

A Amanda se abaixou e começou a me chupar bem gostoso. Ela já tava me deixando louco. Depois de alguns minutos ela se levantou e fomos até uma outra sala onde tinha um sofá. Eu sentei e ela tirou minha calça e continuou a me chupar.

“ – Deixa eu ver essa gostosura que você tem aí debaixo deste vestido.”

Ela se levantou e virou de costas. Foi tirando o vestido me deixando admirar seu rabo. Ele se aproximou e começou a se esfregar no meu cacete. Puxei ela pra cima de mim e comecei a esfregar os seus seios. Quando coloquei minha mão dentro da calcinha tive uma surpresa. Ela era um travesti!

Cara bem que eu tinha desconfiado da voz. Mas também não tinha como desconfiar e agora que tinha começado iria até o fim.

“ – Gostou da surpresa?”

“ – Me surpreendi sim. Nunca tinha transado com um travesti antes.”

“ – Então aproveita bem.”

Ela se levantou, tirou a calcinha e voltou a me chupar.

“ – Já chupou um antes?”, ela perguntou.

“ – Não.”

“ – Experimenta o meu então.”

Ela se levantou e aproximou seu cacete de mim. Nunca tinha feito isso antes mas, como estava acostumado a ser chupado, sabia como deveria ser chupado. Coloquei o cacete da boneca na boca e chupei-o bem gostoso.

“ – Nossa. Como você chupa gostoso. Deixa eu te chupar também.”

Deitamos de lado no sofá e ficamos um chupando o outro. Depois de um tempo ela se levantou e eu sentei novamente no sofá. Ela veio de costas e eu enterrei meu cacete no rabo dela.

“ – AI, que gostoso. Mete em mim, vai.”

Meti gostoso nela. Mudamos de posição e ela ficou de quatro. Fodi ela por uma hora e depois gozei tudo na boca e nos seios dela.

“ – Não precisa pagar pelo serviço. Já está bem paga. Quando precisar novamente, pode me chamar.”

“ – Acho que esse computador vai começar a dar pau toda semana.”

Essa foi a primeira vez transei com um travesti. O micro da Amanda deu pau outras vezes e numa delas conheci uma outra boneca amiga dela, a Paloma, morena clara, uma delícia.



Caso alguma boneca bem feminina de campinas queira se corresponder comigo, meu e-mail é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de velhas crentes donas de casaconto incesto troquei minha filhaconto mandei fazer fila pra mim chuparcontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandocontos eroticos me exibi nua pra elacontos eroticos esfrega esfregacontos sexo esposa recatada e seu irmãoContos de shemales taradas e safadas do pau gostosos.conto erotico eu e minha sobrinha de menor no matinhoConto erotico sou morena clara evangelicaPULAVAAI XVIDEOContos eroticos Tia veridicomeu marido pirocudo me arombou contoscontos eróticos mendigo no ônibusContos Meu pai dividiu minha buceta com seus amigoscontoseroticosdesvirginandocontos erotixos petde minha virgindade na escolacontos felipe comeu minha mulhrermeu genro comedor de cuconto rebolo pau meu cunhadoConto erotico aos 60 anoa dei a buceta para o garotocontos chineladas da empregadaConto erotico dotado no vilarejovidiomuher com camizoContos comendo a surdacontos eróticos gay encarado na escolaconto erotico minha vizinha fode com o marido e pra me procarContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casafilha pelada contoscontos eroticos gay dei o cu pro meu vizinho criminosocontos eróticos-meu pai me fez gozarMinha filhinha conto eroticoNo meu caso sou uma mulher madura, me chamo Paula, 43 anos, branca, alta com cabelos pretos, corpo violao,contos eroticos de senzalascontos eroticos atração enteadocontos comi a mha filha novinha virgemcontos eroticos irmacontos marido atolou a geba grossa no cu d esposa na pescariacontos de engates gays madurosconto menino eu era fudido pelos meninos negroscontos eróticos vc me acha bonitacontos gay meu paiContos meu sogro arrombou minha bundaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadosconto peguei no bulto do amigocontos eroticos zt i: blackmailcontos eroticos ajudando uma amiga e suas duas filhas adolecenteconsultora pega a cliente e a faz gemer de prazercontos eróticos Cidinhacontos de surubas inesperadas com esposa e travestisconto erótica- meus amigos fuderam minha noivacontos policiais fudendo presoscontos eróticos de gay Fui Comido pelo meu colega de trabalhocomo eu ia na fazenda novinhameninas não percebem de shortinho com a x******** parecendo ladocontos eroticos eu gravida com vontade.di fufercontos eroticos Gays De Dei Minha Bundinha Pro Irmão do meu Amigocontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelacontos eróticos gay tio me comeunem peitinho teen grita na pau do vocontos sentada sem calcinhacontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoescontos velho comendo novinha casadacontos eroticos no escurorelato casada dandocu em fescontos crossdresser o velho me comeu no matinhocarente siririca contocontos eroticos de madame cm entregadovídeos porno negras barriguda caidacontos dei para meu cunhadinho novinhofui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos eroticos de padrinhos com afilhadas que engravidamzoofilia homens com super vergas enormes fodendo mulhetesmulhe rebola engarotocasada recebe proposta indecente contosconto erotico enteadaaguentei o pau groso. contoComi minha amiga bebada contosContos eróticos te amo tioConto erótico com neg contos eroticos gozando dentro da novinhacontos eu durmo de saia sem calcinhaDiaristasafadinhavoyeur de esposa conto eroticochupei a bucetinha da carolaine de seis aninhos contosconto casada vira cadelacontos eróticos manauschupei meu filho contos eroticosme masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varal