Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRAPADA NO BUS COM COBRADOR E MOTORISTA

Semana passada foi tensa e nada melhor que transar para relaxar.rnSai do trabalho fui minha casa, tomei um banho demorado, me depilei todinha dexando minha xoxota lisinha, passei um áleo perfumado no corpo todo, já com o cabelo seco e escovado, coloquei apenas em calcinha fio dental branca tão pequena que cobria praticamente sá a rachinha da minha bucetinha e toda enfiada na minha bundinha. Por cima coloquei um micro vestido rodado de algodão e mega decotado como o tecido é fino mostrava bem os biquinhos do peito durinhos e já estava com muito tesão.rnPronta, arrumada, maquiada, perfumada e de salto pensei em chamar um taxi, mas pensei bem e sai andando minhas vizinhas me odeiam porque os machos delas me desejam e muitos nem disfarçam e eu to nem ai. Conforme andava a bera da saia do vestido de tão curtinho batia no reguinho da minha bunda mostrando a polpa. A rua não estava movimentada, mas as poucas pessoas que circulavam me acompanhavam com olhar e isso me deixava mais excitada e minhas tetinhas visivelmente denunciava meu tesão.rnParei em um ponto de ônibus eu muito louca ia pegar um ônibus lotado e quase pelada estava pedindo pra ser fudida mesmo. No ponto de ônibus no canto da calçada tinha um mendingo deitado e com a cabeça coberta com seu cobertor, e devido os carros passarem e buzinarem ele descobriu a cabeça para ver o que estava acontecendo e olhou Pra mim e se posicionou de forma que pudesse me observar ainda deitado eu me virei pra ele e com o vento minha saia levantava e ele praticamente via toda minha bunda, percebi que ele estava excitando e disfarçava batendo uma punheta por debaixo do cobertor, já era quase 22h eu estava sozinha no ponto e ele um pouco distante mas dava para ouvir seus gemidos e falava susurrando que fazia anos que não pegava mulher e me chamava de gostosinha, dizia que meu rabinho era gosotosinho e que estava loquinho pra me comer, ele pediu para que eu desse uma virada sá pra ver a minha xoxotinha já que parecia que eu não estava de calcinha, eu me virei e a Liz forte dos comércios deixava o lugar bem iluminado e ele batendo punheta eu sorri como uma putinha e deixei ele observar minha micro calcinha ele pirou de tesão as pessoas que passava percebia e ficava gritando para que ele me fodesse, ele gemia e acariciava o cacete que pelo volume por debaixo do cobertor deveria ser bem grande, mas o ônibus chegou e eu subi e com certeza aquele mendigo gozou me desejando e eu toda melada excitada ainda mais com a situação.rnO ônibus estava do jeito que imaginei, bem cheio, subi e apertada entre as pessoas me esfregava nos caras, as mulheres me olhavam com cara de reprovação quanto ao meu vestido, mas no fundo era pura inveja. Tinha alguns homens, mas nenhum que me interessou de fato, um susurrou práximo ao meu pescoço dizendo que eu estava muito cheirosa e que tinha belos peitos, me virei em direção a ele era alto e estava babando no meu decote e dei um sorriso mas esse tb não me agradou. O ônibus ficou praticamente vazio e eu sentei bem na direção do cobrador que não tirava os olhos da minhas pernas e do meu peito, percebi o volume na calça ele estava se excitando, e eu abrinha minhas pernas de modo que ele pudesse ver minha calsinha no trajeto o ônibus ficou vazio e faltava 4 pontos para o ponto final e no caminho o cobrador puxou papo perguntando onde eu iria tão bonita, eu respondi que ia a um barzinho, ele sorrio e ficou me olhando com cara de tarado sá tinha eu de passageira e pelo retrovisor o motorista Tb me observava. Ele estacionou o ônibus em uma rua quase deserta e com as luzes quase toda apaga me perguntou se eu era puta, eu respondi que era, então me perguntou quanto eu cobrava e eu respondi que não cobrava nada, dava por puro prazer de foder.rnNessa hora ele saiu do lugar e o cobrador Tb eram homens jovens entre 25 e 30 anos os dois brancos e vieram na minha direção e falavam que a minha roupa deixava meu corpo a mostra e que era muito provocante e diziam vc sá deve esta querendo rola, pois sá de olhar para seu corpinho meu pau já ta latejando e os dois passavam a mão no meu corpo, minha xoxota a esta altura estava toda meladinha e pulsando de tesão eu segurei na rola deles e disse que não precisava passar vontade eles mal tiraram as calças sá abriram a barquia e colocaram as rolas pra fora eu segurei nas duas enquanto os dois se deliciavam tocando meu corpo, mesmo com vestido tiraram minhas tetas para fora e cada um mamava num peito e gemia gostoso, me colocaram agachada em cima do ultimo banco e puxaram minha casinha de lado e esfregavam os dedos na minha xoxotinha e diziam que eu era uma verdadeira putinha toda meladinha querendo dar a bucetinha e os dois ao mesmo tempo acariciavam minha xota me deixando cada vez mais louca e eu pedia rola na buceta, e o motorista que parecia ser o mais velho se posicionou atrás de mim e rosava a cabeça da rola na por toda minha xota até meu cuzinho me chamando de cadelinha no cil e meteu com tudo na minha xota socando gostoso enquanto isso eu mamava o cacete do cobrador que era uma delicia, depois de algum tempo nessa posição, o cobrador sentou no bando e eu sente de frente pra ele e ele também fodeu minha xota, eu empinei a bunda para trás e pedi para o motorista meter atrás ele nem acreditou e gargalhou comentando com o cobrador que eles tinham ganhado o dia e logo meteu gostoso no meu cuzinho e eu tinha duas rolas deliciosas me fodendo, eles me seguravam pelo cabelo e metia cada vez mais eu gozei de gemer forte e eles sá me chamando de putinha, cadela no cil de coisas que me deixava ainda mais ecitada e mais putinha do que nunca eles queriam tirar para gozar e eu não deixei e assim os dois jorraram leitinho quente dentro de mim que delicia, depois de todos Satisfeitos estávamos nos recompondo quando bateram no Ônibus eram dois seguranças e acredito que eles estavam observando tudo. Desci do ônibus eu estava toda melada e me perguntaram se eu era prostituta respondi que não ele logo foi falando que eu poderia ser presa já que estava metendo em publico eu fiz cara de piedade e pedi para eles não me prenderem, mas eles me deram uma condição que eu fosse com eles. Então me recompus e no carro deles estavam em dois, disseram que iam me levar pra casa. E para minha surpresa me levaram mesmo já era meia noite a rua estava deserta estacionaram em frente a minha casa e quando desci os dois desceram Tb agradeci pela carona mas eles responderam que eu ia agradecer de outro jeito eu logo sabia então convidei eles para entrarem, ficaram sentados na sala e eu pedi um minuto, fui tomar um banho e estava prontinha de novo fui para sala sá de tolha e os dois já estavam de pau duro e disseram que estavam assim desde da hora que eu estava metendo no ônibus e comentaram que eu trepava feito puta mesmo eu abri a toalha eles ficaram encantados com meu corpinho e eu disse venham, venham comer a sua putinha e os dois se deliciaram no meu cuzinho e na minha xota metemos varias vezes gozei muito e disseram que de vez em quando iriam me visitar. Já era quase 4 da manhã e acompanhei os dois ate portão sá de toalha eles foram embora e quando estava voltando para a porta da minha sala percebi que o visinho do lado direito que é encostado com minha casa estava me observando eu então muito sacana abri a toalha e ele já estava se masturbando ele estava ouvindo minha trepada, eu me enrole e dei um sorriso de putinha e com certeza meu vizinho logo, logo irá me foder ele é um coroa de 54 aos e a esposa uma mulher de 60 tadinho deve estar louco por carne fresquinha, mas logo, logo eu mato a fome dele Tb.rnExcitei-me tanto em escrever esse conto que escrevi com uma mão enquanto me masturbava com a outra AHHH!!!!!!!!!!!!!1 que delicia que é ser putinha adoro ser fodida. Quem quiser: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandobrincando de upa cavalinho contos pornolesbicascoroascontoseroticoscafetao metendo na minha filha conto eroticosconto real casada moro na casa do fundoaminha cunhada mim chamo pra trnzartodos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticosesposa da o cu au marido sorindaconto tirei do cu e comi a bucetacoroa se***** cagou no pau de NatáliaCADELINha DOS homens e dos cachorro cpntp pornominhas sobrinhas conto eroticocontos eroticos zt i: blackmailContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscovi outro gozar na boca de minha mulher contosminha tiade fio dental exibidaconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eróticos titio encheu minha bucetinha de porra pornomeu avô rasgou minha bucetacontos eróticos de bebados e drogados gaysmeu amigo falou que quer comerminha esposacontos gay gordinho calcinhaconto erotico tira a roupa revólvercontos esposa no baralhocontos a filhinha de fii dando p i papaivídeos pornô Santa Rita taxistasou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosso mrninas na mastubando n causinha toda melada video mobilConto prima me flagrouContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposacontos eroticos comi toda a familiaBuceta cabeluda em contosconto erotico arrombei o travesti do baile funkConto porno ui ui ui metecontos eróticos sogra pega mulher metendo na camaContos eroticos minha tia anda so de calcinhacontos erotico frentistacontos bi eu e meu primo e minha prima meu primo gozo no meu raboconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradofodida no onibus por coroa contosx.vidiomuher.veha.metenoele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadecache:QMYWc_LAcUAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_1_18_fetiches.html Contos duas safadas com um machocontos eroticos cuidando do meu genro asidentadocomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contosContos eróticos picantes-padrasto e sobrinhaconto d patricinha c o borrscheirorecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emailsexto de roupas sujas contos eroticoscontos eroticos gay mentala bumda que sempre sonhei comecontos nao tinha camisinhacontosnegaopicudomeu marido viu os amigos dele me comerem contosContos Eróticos Nega bebada de leguincontos minha enteada minha amantecontos porno sogrosenti aquele pauzao derramando varios jatos no fundo da minha bucetagabriel o hetero proibido conto eroticos gayContos fui castradomenina sega do trabalho e vai tranza com a amigaOs travestis qui São quaz mulherTravesti fode duas coroas safadas na idade de 55 anoscontos bebendo gozo do militardou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosContos erotico comi minha irmã cadeirantecontos eróticos de bebados e drogados gaysnamorado domado contos eróticoscontos irmãzinhapai minha vi de calcinha e contosMinha mãe traiu meu pai e voltou com a buceta cheia de porra para casajoão cavalo quente contos eróticos