Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, ELA E UM ESTRANHO

Este fato aconteceu nas festas juninas de 2011 quando eu e minha esposa viajamos para casa dos parentes dela no interior meu nome e Ricardo ela chama-se Karla, somos casados há seis anos tenho 32 ela tem 26 sou um cara com uma boa estrutura física moreno 1,78 ombros largos, olhos claros e Karla e uma gostosinha de 1.55 morena cabelos pretos e longos como uma índia seios lindos com uma bundinha bem pra cima e durinha uma tatoo de um tribal que ela fez a meu pedido acima da bunda deixando ainda mais tesuda, sou cheio de desejos e gosto de falar sobre eles já ela não curta falar mais já me confessou que se enche de tesao de ouvir, ela faz o estilo santinha mais no quarto e uma diaba fazermos tudo bem gostoso, temos uns brinquedinhos pra excitar as coisas, certo dia nos fantasiamos outro homem na cama conosco e o rosto dela sá mostrava prazer pela ideia mais ela não falou nada.rnQuando chegamos de viajem uma cidadezinha tranquila de interior bem enfeitada clima frio e gente bonita depois de 5 horas dirigindo eu estava morto chegamos a tarde então apos as boas vindas fomos dormir por volta das 20h acordamos e nos arrumamos para curti à noite e Karla parecia que sabia o que estava por vim, pois estava linda e muito sex shortinho jeans cheio de detalhes blusa de alça branca meio transparente casaco jeans, botas e chapéu um tesao pegamos o carro e em dez minutos estávamos no centro da cidade que era sá festa dançamos comemos e bebemos algumas horas e cervejas depois percebi um rapaz de uns 20 anos obercervando Karla ele era branco olhos claros cabelos curtos e liso aparentava ser um cara bem legal e comunicativo, dai foi que nasceu a magica eu, ela, ele.rnA questão agora era como? pensei vou ser bem direto pra ver o que vai dar fui ate ele me apresentei o nome dele e Saulo fui logo dizendo que tinha notado o quanto ele olhava minha mulher ele todo sem jeito veio me pedir desculpas ai eu falei que eu e ela estávamos gostando perguntei se ele tinha planos pro resto da noite e foi logo convidando pra ficar junto a nos ele aceitou pedi pra ele esperar lá mesmo que já voltava. Bem fase 1 ok agora fase 2, Karla, cheguei pra ela e fui direto também depois de um minuto de silencio ele me disse que por ela tudo bem entao perguntou e por você? eu já excitado pela ideia lhe dei um beijo bem forte e disse vamos acenei para Saulo ele veio ate-nos os apresentei e fiz a proposta do motel ttofos aceitaram o entramos no carro pedi a saulo a indicacao de um motel no caminho um mistura de tesao e arrependimento mas olhava o brilho no olhar de karla entao antes de desisti me deixar levar pelo desejo dininui o velocidade e pás meu pau pra fora que ja tava muito duro ela entendeu na hora segurou nele firme e abocanhou todo de uma vez, comecou a punhetar e mamar so na cabeca fiquei vendo a cara espanto de saulo no retrovisor e imaginando o que ia acontecer e gozei forte e gostoso na boca dela que segurou fote meu pau e bebeu tudo, chegamos no motel entramos no quarto um total silencio saulo sentou na cama karla sentou em seu colo e os dois comesaram com carinhos e beijos comecei a despir ela peca por peca so deixando de botas e uma casinha fio-dental incrível ela se pos de quatro na cana e abriu a calca de saulo que estava sem cuecas salto pra fora um pau enorme maior que o meu tinha uns 19cm ela riu ja punhetando e disse que era lindo, branco, grosso lambeu a cabeca e completou dizendo gostoso! comecou a chupar e alisar os bagos deles olhei para o rabinho dela de quatro e pensei quanta loucura minha esposinha mamando no pau de outro, o tesao me venceu puxei a calcinha dela pro lado e chupei aquela boceta enxarcada de mel, chupei, beijei, lambi forte das pernas a seu cuzinho em quanto eu forcava bem minha chupada ela gemia e tremia chupando loucamente o pau dele logo troquei de lugar com ele que cara guloso enfiou dois dedos na buceta dela enquanto lambia o cuzinho ela comecou a gozar de imediato (eu sei como e o gozo dela) desfalecendo na cama nás despismos ele deitou na cama com aquela jeba pra cima (que parecia ate maior) ela me beijou e disse que ia engolir tudo com a buceta foi pra cima dele comecou cavalgar rebolando eu manava no seus peitos e apertava sua bunda dai um belo e forte que pau gostoso do kralho quebrou o silencio e ela comecou a dizer, estou sendo estruprada, fudida, arrombada que tava topando dentro dela e calvalgando como uma vadia nele, assim tirei ela de cima dele a coloquei como um franguinho assado na ponta da cama e comecei a bonbar sua boceta ja diferente de outras horas mais aberta acho muito molhada saulo ficou beijando e mamando nos seios dela karla me olhou e perguntou se eu estava gostando? respondi que era lindo ver ela fudemdo com outro que nunca tinha sentido tanto tesao ha beijei dizendo que lhe amava e quanto estava feliz saulo chupando seus peitinhos e eu beijando veio logo a ideia! Ela vai ter os dois vai ser perfeito.rnComo sou o dono da putinha então o cu e sá meu, deitei na cama e puxei ela com as costas virada pra mim e disse que quero fuder no cu, ela adora e veio rápido ela super excitada entrou fácil e gostoso ate o talo disse a Saulo que o cu e sá pra mim mais a buceta ele podia, ele veio por cima rápido com uma cara de espanto ela tentou sair afirmando que nao ia aguenta mais sem pena dela efiou o pau na buceta dela que bem molhada nao ofereceu resistencia o engulio o pauzao todo, começamos a fuder forte ela gritava e gemia se contorsia com o cu e a buceta cheia as respiraçoes o calor dos corpos juntos o tesao da sacanagen karla comecou a gozar e eu tambem que gozada maravilhosa desabamos juntos e saulo continuou fudendo rapido e forte, pedi pra ele gozar fora disse que karla gosta de ver (na verdade nao queria que ele goza-se dentro dela) em pouco tempo ele tirou o pau e estorou uma puta gozada apontando pra ela muita porra encima dela foi tanta que chegou a escorrer e pingar em mim. Para o meu espanto Karla levantou rápido agarrou o pau dele e começou a lamber e mamar aproveitando as ultimas gotas da porra dele, depois deu um beijão demorado nele e no mesmo silêncio que entramos nos aprontamos e sairmos deixei Saulo em uma esquina que ele pediu e nossa noite loucamente maravilhosa acabou. Detalhe quando voltamos pra casa Karla disse na práxima e sua vez escolha a mulher! Quando acontecer conto tudo a vocês.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relato erótico real- a visitacontos eróticos minha mãe fumou baseado e comi elacontos erótico com viuvascontos eroticos buceta peludaMendigos se madturbando altorelatos eroticos minha esposa baixinha e seu tio dotadomeu professor meu namorado contos gaycom o mel do gozo na bocamenina sapeca danada enganou todos contos eroticosexcursão contos eroticoscontos eróticos escrava é putonaContos eróticos de viados que berraram nas rolasTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticoconto érotico patroa loira fucionario negroconto erotico encesto.meu pequeno entiado mim comendo enquanto eu dormiacontos eroticos moleque e esposacontos eróticos repentinofiquei com tezao no meu paicontos eróticos fudendo uma buceta gostosasexo com vizinha muito rabuda vigiadocontos eroticos eu minha mulher einha sovra fomos enrrabados no assaltoMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contosconto cachorro tirou minha virgindadeContos eróticos teens tomando banho com meu irmãocontos de foder empregadaContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposacasa dos contos putinha desde novinhacontos de sogro subjugando a nora e filhoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolazoofilia co caxorros das rolas mas grosas mudunovinha sendo emcochada nafilaMinha namorada deu a bucetacontos eróticos de vibradorcontos eroticos primo da esposaconto erotico de enfermeiro aplicsndo injecaomeus amigos me comeram sem do gay contos eroticosSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininocontos no cu da esposacontos eróticos gay primeira vescomtosgay comi o cuzinho do meu irmaocomeçando se transformar travesti .. encarando pau enormecontos com sobrinhaContos filho namorado "pintinho"contos treinador gay da escolinhahistorias eroticas comendo a irmãcontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1Conto minha enteada safada se insinua pra mimcontos homem chupa rola ricardaocontos porno obrigada engolir porra com muito nojoler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadosaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticocontos eroticos tia no casamentoconto etotico eu fedidinhameu filho xerou meu cuMetendo na perereca da maninhamoreninho hetero marrento contoconto erótico helenaler contos pornô de incesto durante um assaltanto eu fui obrigado a fuder minha mãecontos sou baiana e adoro paus grandesporno club contos eroticos de meninos gays fasendo troca troca na adolecencia Contos eróticos linguada safadodando/o cabaço pro titio conto exitanteWww.xoxotinhanovinha.comcondos erodicos sogra e jeropriminhos gay loirinhos fazendo safadesaviado dando o rabo desfasandoPorrnodoido dois traveti comendo a outra e ficando de pau duro vi minha tia nua contoscontos eróticos eu com meu 30cm comen minha prima no sofá de casacomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavaengravidando contos eroticos de incesto