Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A DISCIPLINADORA E O INFANTILISTA CONTO REAL

Ela começou a tirar as cobertas, e foi tirando o meu pijama que estava molhado, pois tinha passado o "xixi" da fralda e acabou molhando o pijama. Tirou toda minha roupa, me deixou sá de fralda e calça plástica, claro Eu já estava imaginando o que iria acontecer. Ela saiu trousse duas "varas verde" não muito finas, pois quando quebra uma ela usa a outra e foi dizendo: "menino que não obedece e não escuta a ?mamãe? tem que apanhar para aprender, hoje você vai tomar uma "pisa de laço" que não vai esquecer tão cedo pode ter certeza...", e começou a me amarrar, os pés e logo apás as mãos, pegou uma mordaça de pano, tirou o "bico" que estava em minha boca colocou no bidê e começou tirar a calça plástica, em seguida a fralda de pano e colocou como se fosse um travesseiro para que eu coloca-se meu rosto nos panos mijados como forma de castigo para sentir o forte cheiro e sentir o resultado daquela atitude de estar mijado.rnEnquanto ia me preparando, me explicava o motivo da "surra" que estava prestes a me dar, Eu estava com medo e ao mesmo tempo com muito tesão. Pois este é o meu "fetiche" no qual me satisfaço e minha maior alegria é saber que minha Disciplinadora ama muito aplicar seus castigos e surras. Ela me deixa sempre com a fralda descartável, pois ela gosta de rasga-la com a "vara", ou sá com a calça plástica, o que é mais dolorido e demorado em nossas brincadeiras. Pegou minha orelha e disse: "cheira bem estes panos, e depois da ? pisa de laço? vou te dar o castigo que faltou. Você vai cheirar minha boceta e o meu cu que estão bem fedidos até eu mandar parar e se fizer manha ou cara de nojo apanha mais...", logo em seguida começou a bater com a vara, não demorou muito eu estava me contorcendo de dor, cada varada era um vergão que levantava e doía muito, ela tirou a mordaça e disse: está doendo? Está apenas começando, pois hoje vou te tirar esta "balda" de usar fralda e calça plástica para dormir a laço. Ela continuou, comecei a implorar para ela parar dizendo: " por favor, mãezinha, Eu não faço mais, prometo, para, para, para, dái mãe, dái mãe, chega, chega, mãezinha...", mais nada adiantava pois ela erguia a vara e batia com vontade, enquanto me explicava porque Eu estava sendo surrado severamente.rnQuando parou ela foi me examinar para verificar se Eu tinha me urinado perna abaixo, como sempre acontecia quando a surra era muito forte, Eu estava todo marcado de vara verde, na bunda e nas pernas, e minha fralda tinha ficado em tiras, ela me desamarrou e mandou ficar de barriga para cima para receber o castigo, ficou de costas para mim, sentou em cima do meu rosto e disse: "começa a cheirar o meu cu e a minha boceta, quero sentir o teu nariz no meu cu, e ai de você se reclamar, vai apanhar de novo...", como eu não estava afim de outra "pisa" comecei a cheirar o seu cu e sua boceta que realmente estava muito fedida e ela ainda esfregava no meu rosto, Eu ainda estava chorando por causa da surra e ela me levantou da cama e disse; "vamos para o banheiro vou te dar banho, sem manha se não vai apanhar mais...". Quando chegamos ao banheiro, Eu estava com as mãos amarradas ainda, ela pegou tirou o que tinha sobrado da fralda descartável da minha bunda pegou um chinelo de plástico mole, que arde muito e disse, "agora vou te dar banho, e outra pisa, hoje você vai tomar duas, eu estou muito brava e vou descontar em você...". rnMinha disciplinadora me colocou sentado dentro do box do banheiro e ficou de pé em cima de mim, Eu já sabia o que iria acontecer, pois ela iria fazer "xixi" no meu rosto, e foi o que ela fez,e como eu tentei não receber o jato de urina quente em meu rosto acabei tomando outra pisa de chinelo no box do banheiro,ela me pegou pela orelha e me levantou enquanto o chinelo "comia" na minha bunda e pernas, abriu o chuveiro e começou me dar banho e ao mesmo tempo me surrar...e dizia...eu te prometi uma ?piza de laço? e quando eu prometo, eu cumpro, gozei muito, Eu amo ela, minha Disciplinadora Doméstica....continua no práximo...rn Jeferson Guttierez!rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos na praiacaseiro entregado trasanoconto pai por favor mim enxugawww.contos eroticos com fotos de comendo a madrastaPULAVAAI XVIDEOcontos virando mulher por usar roupas femininasbotando a patroa pra gozarconto.minha esposa deu para 5adoro usar as calcinhas da minha esposacontos eróticos gay comendo o cu do garoto oferecidoposso dilatar a porta do meu anus todo dia?vídeo de sexo de duas mulher gulosa beijo gosmentosentei no colo do meu colega no onivus e ele ficou muito excitado contos de mulhertransei com casada que encontrei na pracinhacontos euroticos porno tia lucia conto erotico comi a vizinha marrenta mas gostosacontos traindoContos eroticos dei a buceta para inimigocontos gay comendo o amigo rabudo em casaconto comi.uma coroabucrtinas novinhasso punhetinha contosprimas contos eróticoarrombado; contos gayconto moleke chantageia mulher na casacontos eroticos minha esposa da bunda gostosa dando pro mendigo do pau enorme eu vendo tudofui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto arregacando o cuzinho e enchendo de porra a cunhadacontos com filha da esposacontos erotico meu paipegando a amiga camila com rabao empinadocontos eroticos gay ainda menino virei putinha do velho me fazia de menininhasarinha contos eróticos numero de telefonemulher aguentamdo casete de cavalocontos de loiras c****** trepando com negão estrangeirominha novinha tarada contocontos eroticos estou chifrando meu marido tomando porra do cunhadovídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sogracontos eroticos lambendo bucetadxxvideo de pica enorme socada no cu de ninfeta chorando gritandoo ai 5mincontos erotcos de estrupo de virgemnao queria mas fui obrigado a foder a novinha contosconto eroco amor entre tia e sobrinhocontos eroticos estupro submisso f de semana[email protected]lésbicas chupando sopinhasConto ui ui mete paizinhoconto cacete grossoconto erótico gay taxista manausmulher tarada Senta no pau do boneco no Flávioconto erotico curradaprofessor e aluna contoscontos gay comendo o amigo rabudo em casaCaralhogigantedentrona davela os homens nao tem frescura conto eroticofode rebola nele vaicontos eróticos lanchaContos de ninfetas que levantam com vontade de da o rabocontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinhojornalistas rabudas contoscontos eroticos feminino cunhadocontos eroticos incesto sutiacontos chavecando o cuzinho da coroaconto zoofilia o pone me quando cai estrupouconto erótico gay. eles se revezavam comendo meu cuFiquei parado olhando a bunda delaconto erotico calcinha neguinhocavalonas de casa disse apertadameu avô rasgou minha bucetacontos erotico meu chefe arromboucontos eroticos. esposo duvidou da esposa