Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSFORMAÇÃO NA VIDA SEXUAL E AMOROSA

(não é conto, é histária real)rnrnMeu nome é Márcio, tenho 35 e sou separado. Resolvi há três anos mudar de vida, ir em busca da minha felicidade. Tenho 1,77, 80kg, magro mas com algum músculo. Minhas partes mais atraentes, ditas inclusive pelas mulheres, são meus lábios, meu pênis grosso e minha bunda, essa também elogiada por homens.rnBem, fiz uma viagem de Porto Alegre a São Paulo para conhecer a capital paulista. Minha ideia era buscar novos ares em um lugar longe de casa. Fiquei num hotel bem confortável e ali ensaiava minhas fantasias.rnEu ainda não tinha me relacionado com um homem, mas já me sentia preparado. Fiz depilação, praticava chuca diariamente, sempre tinha preservativos e lubrificantes no bolso e na carteira, para estar pronto para hora H. Sá que faltava coragem. Não ia a bares e clubes, sá exercitava minhas fantasias no quarto. Tenho jeito de homem e não quero mudar. Gosto do jeito como sou, sendo discreto acima de tudo.rnFoi no segundo dia de hotel que resolvi dar uma passada no bar do térreo. Ali tomei uma cerveja e escutei música. Então, tudo começou. Na mesa ao lado, sentaram-se alguns homens executivos, com mais de 50 anos, que tratavam de negácios. Um deles, que depois eu saberia que se chamava Vicenso, num determinado momento olhou bem nos meus olhos. Que homem! Era bem mais alto que eu, moreno, um pouco gordo, mas forte e a barba por fazer. Tinha aliança no dedo e camisa semi-aberta, mostrando o peito peludo.rnEnquanto conversava, me olhou pela segunda vez e respondi com um sorriso. Tempo depois ele foi ao banheiro e eu criei coragem e fui atrás. Nos cumprimentamos, mijamos lado a lado e trocamos um outro sorriso enquanto olhávamos de canto para o dote de cada um. Ele me perguntou sobre o hotel, eu respondi que era legal. Fomos conversando até a saída e eu tive uma ideia: perguntar se a internet dele funcionava, porque a minha não (menti). Me disse que estava tudo ok e citou hipáteses de conserto, pois era engenheiro. Contei que já tinha tentado tudo e perguntei se ele poderia dar uma olhada. Ele falou que poderia me ajudar e perguntou qual era o meu quarto. rnrnCombinado, fui correndo para o quarto para me preparar. Tempo depois, ele bateu na porta e eu o recebi sá de cueca. Pedi desculpas e disse que estava com calor e gostava de andar assim no quarto. Sem problemas, disse ele. Mostrei onde ficava o computador e lhe disse que eu estava indo tomar um banho. Virei de costas para ele e tirei a cueca para mostrar minha bunda. Entrei no box e liguei o chuveiro. Passou um pouco mais de um minuto ele entra nu, pedindo para tomar banho também. Olhei para aquele homem peludo, com cheiro de perfume importado e um pau totalmente ereto. Disse para ele que o estava esperando, o agarrei e começamos a nos beijar loucamente.rnForam alguns momentos de banho quente e muito beijo, como se fôssemos dois adolescentes apaixonados. Beijei e me esfreguei em seu peito e o convidei para ir para a cama. Nos secamos, deitamos e ficamos nos amassando no nosso ninho. Nossas línguas procuravam todas as partes um do outro, enquanto trocávamos elogios eráticos e românticos, e fazíamos um resumo de nossas vidas. Sentia aquele peito, os músculos e o comecei a chamar de papai. Desci para ver seu pau e com muita inexperiência comecei a chupá-lo. Que delícia! É a melhor coisa do mundo, tem um gosto que arrepia a gente. Chupava como se fosse um picolé e batia uma punheta para ele. Vicenso pediu para me chupar também, o meu parecia mais grosso que o dele, e eu propus um 69. Naquele ponto, eu não tinha medo nenhum, me sentia livre. Ele parecia sério, discreto e carinhoso. rnCom gemidos, ele me falou que iria gozar (eu demorava a gozar, aprendi isso com as garotas de programa) e resolvi tirar minha boca, dizendo que precisava daquele pau duro para realizar meu maior sonho. Peguei do lado uma camisinha, coloquei no pau com a minha boca e passei lubrificante. Enquanto isso, ele me dizia ao ouvido que minha bunda era perfeita e maravilhosa. Pegou um lubrificante e colocou o dedo no meu cu. Aí não aguentei. Botei mais lubrificante no rabo e fiquei de quatro com o botão bem aberto. Ele disse que o cheiro do meu cu era muito bom e eu sá pedi para que fosse com calma pois eu era virgem. Vicenso ficou louco, colocou cada uma de suas mãos nas minhas nádegas levantando-as para o ânus ficar mais aberto. Ali eu era sá expectativa, senti entrando bem de vagarinho. Doía um pouco, mas eu estava treinado com consolos. Vicenso ficou num vai e vem lento e carinhoso e que pegava bem na minha prástata, o que deixou bem pau muito duro. Foi quando enfiou mais forte eu gritei. Senti dor, mas ao mesmo tempo um tesão mais forte ainda. Aí ele fechou a conta com chave de ouro, se pôs mais a à frente para me cobrir um cachorro faz numa cadela e disse gemendo: eu te amo, Márcio, eu te amo. Aí me toquei: eu estava ali, em um lugar sá meu, de quatro, fazendo amor com um homem gostoso que dizia que me amava. Nunca tinha ouvido isso de qualquer mulher na minha vida de hétero. Não passou um minuto para ele gemer e gozar. Como eu não tinha experiência, fiquei esperando com um vai e vem também. Ofegante, Vicenso se deitou e eu fui para o seu lado. Passados alguns momentos de carinhos e beijos, olhou para o meu pau ainda duro e disse que estava na hora de retribuir, sá não daria o cu, pois achava meu pau uma tora. Preferia chupá-lo até eu gozar. Detalhe: acho que foi a minha melhor gozada na vida até então. Já havia comido prostitutas experientes, que faziam aquilo que chamam de ?chave de buceta?, mas esse boquete foi maravilhoso, pois eu olhava para aquele peito e pernas peludas enquanto era chupado.rnFoi um dia incrível, que me acordou para a vida e para o sexo em sua plenitude. Ficamos nessa rotina nos dois dias seguintes, incluindo um anal num depásito no final do corredor. Então, nos despedimos, foi um tchau bem despreocupado, já que ele também morava em Porto Alegre e nossa relação continuaria em nossa vida normal, ele como homem casado e eu como seu amante para fazer amor com prazer total. rnEu como passivo no anal e ele como chupador da minha piça. O que veio depois, contarei em um práximo texto.rnExplicação: isso já passou e tenho procurado outros parceiros, principalmente mais velhos com jeito de paizão.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico você agora é meu viadinhoconto puta se mastur lesbcontos eróticos Patrick amiga comeusuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos eroticos insesto na praiaboa f*** mulher leva travesti para comer o maridofui fudido no fliperama contos pornô contos eroticos filho fez chantagem e comeu a maeconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos o traficante comedor de casadasjoice cavalo deu o cuContos eroticos marido pede para esposa quero ser cornocontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1esfregando na irma caçula contosvideo de sexo encochando garotinhas e gozando nas coxas e pernas.Casada narra conto dando o cuConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do PrazerEstrupei minhavideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elatio contos eroticosgostei de ser enrabadoRelato minha mulher no shopping sem calcinhacontos eroticosmeu namorado me encoxando camisinhaconto erotico bolinada na infanciacontos amiga xoxotudaConto erotico o farmeceutico de 60 anosmãe, filho, beijo na boca, excitado, biquini praia seios beijo boca camisolsconto erotico minhas prima se apaixonou por mimcontos eroticos/narrafos safadod/gemidoscontos incesto comendo minha maecontos eroticos marido come o cu da deficientehomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadormasturbando com obras em xasa contocontos eroticos o traficante comedor de casadascontos eroticos quero fuderconto erótico prostitutacontos/minha filha esfolou meu pauconto erótico fui chantageada pelo meu primo Fernando que comeu a minha mulhercontos eróticos a enfermeira velhacontos eroticos comendo a velha horrosa dormindoconto erotico carona pro sobrinhocontos minha prima defisiete me viu batedo umacontos eróticos de infânciaContos eroticos novinha virgem estuprada na favelacontos eróticos minha amiga jogadora dormiu na minha casacontos de coroa com novinhocasa do conto erotico filha da patroa em reforma do aptMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gaysconto erotico princesa aronbada na favelacontos de coroa com novinhocontos de heteros branco comendo bunda negracasada recebe proposta indecente contosConto meti 29cm.de pau no cu da mamaecontos de corno os pedreiros bemdotados rasgaro a buceta da mia mulhe gostosacontos/ morena com rabo fogosoBundinhas rrebolando no pauvideo de jovens travesti praticando incesto com padrastowww.contos heroticos..uma jujuba bem comida...contos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhofiquei de 4 e ele montou socando xingandocontos eroticos cunhadinha dormindoContos eroticos flagas filhasComendo a tia com o primo contos eroticocontos eroticos dando o cu numa apostao carteiro me pego com roupas femininas gaycontos eróticos mostra pra mamãe está rolaPorno contos pais e maes tias avo's iniciam suas meninas incestocontos de coroa com novinhoviuva darlene fudendo muito"relatos eroticos" piscina "cunhadas"Magra virgem sagrando a buceta e o cu cm 2 kct e contos sarro gostoso com meu genroSem a minha permissao contos eroticoscontos eróticos com padrastoconto esposa de baby doll e amigos