Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TOMEI CORAGEM E DEI MESMO

Oi meu nome (fict) é Valeria, tenho hj 21 anos. Sou castanha clara, magra, com peitos salientes e bonitos. Moro em Curitiba e sou a caçula com um irmao mais velho que eu dois anos chamado Pedro. Sempre nos demos bem em casa, mas nunca tivemos intimidades, tipo de andar de roupa de baixo, e essas coisas, criação conservadora, pois meus pais nao admitem essas liberdades. Meus pais são jovens ainda, papai tem 57 e mamae 54. Vamos aos fatos. Até completar 19 anos eu era uma criança inocente, sem malicia. Mas com a chegada da internet (la em casa), embora nao pudessemos ver sexo, era inevitável. Foi assim que por assim dizer tomei conhecimento da coisa. E era muita informação e de uma vez sá. E muito sexo disponivel e de todos os tipos. E isso mecheu comigo. Claro que minha familia nem sonhava o que eu estava vendo na net. Lá em casa, eu que ficava mais tempo no computador, e sabia mecher em tudo. Meu irmao tambem via muito sexo, so que quando eu já tinha ido dormir, mas nao demorou muito para esquecer de apagar o historico e acabei descobrindo suas preferencias. E surpresa, o maninho gostava de ver sexo normal, mas tambem tinha muito sexo gay, homens pelados e travestis. Como ela nunca tinha dado pinta de viado, pelo contrário fazia tipo de machão, conclui que ele talvez somente estivesse curioso, ou que fosse bisexual. O fato é que eu tava explodindo de tesão, já estava me masturbando de tudo que era jeito, inclusive já tinha aprendido a enfiar pequenos objetos roliços no cuzinho, enquanto massageava o grelinho até gozar. E como na escola eu nao tinha nenhum paquera, até porque nesta idade os meninos tem mais prazer em contar para todos os amigos o que fazem com uma menina do que fazer propriamente. Ia ter que ser com meu irmão mesmo. Já tinha lido dezenas de contos eroticos sobre o assunto incesto, e ja´tinha aceitado a ideia como coisa normal. Tinha que agiar com cuidado para a coisa dar certo. Meu irmão nao era modelo de beleza, o fato é que tinha pinto e era limpinho, rsrs. Arrisquei deixar uns contos eroticos no historico para ver se ele lia, mas deixei uns hetero, nada de incesto. Nao demorou muito deu resultado. Ele nao so leu, como viciou tava lendo de tudo, inclusive os de incesto, e especialmente os entre irmaos. Pensei que ia ser facil, e passei a ser mais atenciosa com ele, mas sem dar muito mole, pra ver como ele reagia. Mas o cara era devagar, ficava na dele, mas percebia ele me olhando disfarcadamente. Comecei a espialo-lo em casa. Ele tinha permissão dos nossos pais para ficar no computador ate as 23h, entao eu como sempre ia dormir la pelas dez, passei a espiar ele escondida. Ele sempre ia ao banheiro do corredor quando desligava o computador, e eu espiando pelo buraco da fechadura via ele se masturbar e gozar na pia, nossa dava pra sentir até o cheiro da porra, pois a pia era bem ao lado da porta. Depois era eu que ia pro meu quarto e me acabava. O pau dele era grande, cabeça rosada e eu estava louca para sentir aquilo tudo na boca, no cu, enfim onde desse. certa noite esperei meus pais irem dormir e sai do meu quarto, um pouco depois de meu irmao entrar no banheiro. Pedi pra ele abrir a porta rapido que eu estva apurada e nao podia esperar senao ia fazer xixi nas calças. Ele abriu a porta reclamando e antes que ele saisse eu me virei de costas pra ele e fui entrando espremendo ele contra a porta, e pude sentir se pau duro contra minha bunda. eu estava so de com uma camisolinha e sem calcinha, ja fui levantando ela e sentando no vaso, deixando ele ver minha bucetinha rapidamente. Ai a coisa mudou, parece que o pia acordou pra vida, e passou a me ver com outros olhos. No dia seguinte, era um sabado pela manha e ficamos em casa sozinhos, pois nossos pais foram ao mercado. Ele estava tomando cafe quando entrei na cozinha so de camisola, normal, mas sem calcinha. Sentei numa banqueta alta de frente pra ele, e distraidamente abri as pernas um pouco enquanto falava com ele, perguntando o que ele ia fazer hoje. Ele rapidamente fixou o olhar no meio das minhas pernas e nao conseguia mais disfarcar, fica sempre voltando a olhar rapidamente para minha bucetinha.Pedi que ele me ajudasse com uma prova de matematica e ele prontamente concordou. Falei vamos no meu quarto entao estudar. Entre deitei na cama com a bundinha virada para cima e ele sentou na beira da cama. Enquanto mostrava a materia para ele em meu caderno, eu dava umas olhadas em direção ao seu pau, e percebi que estava meio duro. Coloquei rapidamente o caderno em seu colo, pedindo para ele resolver uma questaão e aproveitei para esbarrar com a mao em seu pau. tomei coragem e falei, "eia pedro ta com o pinto duro ai?" Ele assustado disse que nao. E eu retruquei "deixo eu ver entao" Ele, vendo minha cara, sacou o que eu queria e disse "se ver vai ter que pegar". Eu com o coração a mil, pensei e agora ou nunca e enfiei a mao por baixo do caderno pegando no pau dele, e segurei firme, apertando por cima do calcao de pijama que ele estava. Ele ficou um pouco assustado, nem se mexeu, e eu apertando e alissando enquanto o olhava nos olhos. Falei "huum que grande", deixa eu ver direito. Ele levantou e abaixou o calção com a cueca e saltou seu cacete duro. Eu sentei na cama e antes que perdesse a coragem e sem falar nada cai de boca engolindo metade do pau de meu irmão que soltou um gemido e comecou a alisar meus seios. Ele falava que nossos pais nao podiam saber de nada senao nos dois estavamos encrencados, e eu somente concordava dizendo "HumHum", sem tirar o pau da boca. Já tinha visto muitos videos e até praticado com uma banana para este momento, mas era muito melhor do que eu havia pensado. O cacete parecia cada vez maior e mais duro e nao demorou a começar a soltar um caldinho quente e salgadinho na minha boca. Eu estava adorando, segurava firme seu cacete com uma mao e com a outra comecei a esfregar meu grelinho. Ele nao parava de gemer e de apertar o bico do meus seios, o que me dava mais tesão ainda. Chupei uns cinco minutos, até que ele falou que era a vez dele. Me empurrou gentilmente para deitar na cama e buxou minha camisola para cima. Como estava sem calcinha somente abri as pernas e ele foi chupando com tudo minha buceta. Enfiava a lingua, chupava o grelo, lambia por tudo até no cuzinho. Pedro depois me falou que nao era mais virgem, e que ja tinha comido umas duas meninas, mas que era a primeira vez que tinha chupado uma buceta. Ele me chupou tao gostoso que eu logo senti o orgasmo chegando, mas ele parou e perguntou se eu queria que ele metesse. Eu falei so se for no cu, pois era muito arriscado na buceta, pois eu era virgem e podia sangrar e manchar a o lencol, o que iria nos denunciar. Ele falou "voce que sabe". Me coloquei de quatro na beirada da cama e pedi para ele ir com cuidado. Ele apenas molhou meu cu com saliva, pois seu pau já estav babando e comecou a forcar lentamente. Eu como já tinha experiencia em me masturbar pelo cu, sabia o que fazer para deixar ele entrar, e fui fazendo força como se estivesse fazendo coco, o que abre o musculo e facilita a penetração. O pau dele escorregou para dentro a cabeça, sentindo ele parar, dei mais uma forçada e falei para ele enfiar mais um pouco. Parecia que meu cu estava faminto, pois o pau dele escorregou tudo para dentro, sentido ele encostar na minha bunda. Nossa me deu um calor nesta hora que perdi ate o ar. Ele comecou o movimento lentamente tirando ate a metade e pondo ate o fundo novamente. Aquilo era uma delicia, abracei o traveseiro e falei "me come bem gostoso Pedro". Ele dizia "nossa Valeria vc é uma delicia, nunca tinha comido um cuzinho, que delicia". Ficamos metendo assim uns cinco minutos, até que ouvimos o portão eletronico começar a abrir, ele imediatamente tirou o pau e falou "chegaram". Ele pegou seu calcao e sua cueca e correu para o banheiro. Eu tambem pus uma calcinha e me vesti rapidamente. Quando meus pais entraram Pedro tinha ido para seu quarto e eu descia as escadas para ir na cozinha. Passamos o dia nos evitando, meio com meda da reação do outro na frente dos nossos pais, com medo de seremos descobertos. Passou o final de semana, e na segunda, quando ficavamos sozinhos em casa na parte da tarde, pois estudavamos de manha, ele veio falar comigo. Perguntou " E agora, o que fazemos?" Eu disse "VOce gostou? Ele falou é claro, adorei. Entao vamos continuar, desde que nossos pais nao descubram e vc nao fale pra ninguem. Ele lágico que nao vou falar, tá louca. E eu fazendo cara de safada disse entao vem pro meu quarto terminar o que vc comecou no outro dia. E assim nos tornamos amantes. Passavamos as tardes e todos os momentos que podiamos nos pegando. Eu somente chupava ele e dava o cuzinho. Até que comecei a ficar atraida por outros meninos e comecei a namorar um garoto da escola. Pedro ficou enciumado, mas eu o convenci que assim era melhor para ninguem desconfiar da gente. Ele tambem arranjou uma namorada e ai eu fiquei puta de ciumes. Mas fomos levando a vida e ate hoje quando estamos sozinhos ele come a minha bundinha. Eu logicamente nao sou mais virgem, mas ele prefere na bundinha pois sua namorada nao aceita fazer anal e ele adora. Depois eu conto como perdi a virgindade com o primeiro namorado. Até mais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico eu e os meu colegas comemos o cuzinho do guri a forçaconto erotico a mae do meu amigo na cozinhacontos erotico vovo fofinhaempregada amamentando contos eroticosa posição cavalgada pode machucar o útero.?'Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos sodomizadocontos eroticos submissa meu dono cortou meu grelocontos eróticos adoida meti com meu genropeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticogozaram em minha boca durante a viagemcontos erótico comi minha irmã casada gostosaconto transamos no escurinho da festameteu o dedo na minha bundinha contoru e a amiga da minha esposa contoBebada me bulinaram contos eroticoscontos eroticos de pivetesMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticoRelato picante sexo no estacionamento do shoppingrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentecontos de tio taradocontos eroticos dei pro irmao da igrejaenrabado no campingcontos corno humilhado beija péscontos erotico travesti vai mete vou gozarconto erotico incesto sonifero filhamarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexomeu amigo cumeu minha mae e minha irma.historias eroticasporno fudendo o cu da estavaneesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadocontos eroticos os pedreiros negao comeu minha mulhercom fotosmeteno grandes obigetos redondo na buçetacontos transex fudendo com entregador de pizzaTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contoscotos heroticos gay neguinho me comeubuceta casada curitiba do treizscontos comendo o cu da casada carentecontos eroticos masturbando na praia gozei na areiafilha vestida de short coton contosvideos e contos reais de mulheres ficando engatado com seu dois caoconyor ele domou minha bucetapeladas com cu e a bunda melada de manteigacontos de chupadasvideo porno de anos gozando dento e escorredoconto erotico cuzinho virgemme larga lençou bom diacomi minha prima na va da minha tiaContos erotico menininha de nove aninhos violentadacasada recebe proposta indecente contostravesti onibus contos eroticosdei meu cuzinho pro meu primo bricando d lutinha contosgayconto erotico flagra filhacontos eroticos nanyso as japonesinha cabiceiras trasandocontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazcontos erótico um casalvideos porno enfiando a mao nao buceta da egua zoofiliacontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgempeguei minha sobrinha do interior matutinhaconto garoto humilhado peladomamando no titio contos gayNovinha enlouqueçeu os pedreirosBabando no pau do papai contoseroticosContos erótico novinhas vigem sedo arobada pelo vizinhoconto erotico - boleia para a universidadedei a bunda contosporno éla dis méche que eu vou gozarfilme pornô com gordinhas empadãopornô brasileiro fui trabalhar na casa da minha tia e comi minha prima de baby dollcontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porratransando com a namorada mais perfeitaDiaristasafadinhamulher tarada Senta no pau do boneco no Fláviojoão cavalo quente contos eróticosisso contos eróticosMalandras e boasudas incestos contosconto erótico pedreiro transando com a vereadora na reforma da casa delarelatos eroticos minha esposa baixinha e seu tio dotadocontos de afilhadaconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******Cont erot a galinhamarido da mae bolina menina contosconto amelia tá bem gostosa e eu cantei pra comer a bicentinha delaminha madrasta viu meu pau molecontos erotico tia de calça suplex emuile fudeo nacaxueraconto herotico fiz ela grita de dor na buceta mas estorei o cabacinho delaMenina do papai erotico contoconto bricano com o primho de esconderrapazes peladoes se exercitando na academialeite condensado papai me chupou contosconto incesto minhas irmãs gritaram no meu pauhistória e fotos sogra bêbada gosta de dar o c* e fazer b****** com genroContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delacontos erotico gay negro dando pra brancocontos eróticos satisfazendo minha patroaconto erotico marido pega no flagratranso com meu cachorro todos os diascontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraovelha peituda cheia de celulites conto