Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LETA DOIDA POR ROLA DESDE NOVINHA

Leta doida por rola desde novinharnrnBom depois que me separei me envolvi com varias mulheres, casadas, noivas e separadas solteiras.rnFoi assim que conhecia Leta (apelido), ela era recém separada e como ela mesmo disse era louca por rola e uma boa trepada.rnEla tinha na época uns 28 anos e 3 filhos com seu ex. Embora tenha pouca idade foi mãe com 19 anos e seu marido embora tenha sido o 1ª a tirar seus cabaços tanto do rabo quanto da buceta, não foi o primeiro com quem ela fez sacanagem nem foi o único que ela viu a rola.rnDepois de nos conhecermos numa festa, ela foi ficando mais solta comigo e contou suas aventuras antes e depois de casada e separada.rnNa nossa primeira vez ela não conseguiu gozar direito pois estávamos na casa de uma amiga dela e ela ficou com medo de alguém ouvir ela gozando e acabou sá eu gozando.rnDepois desse dia ela começou a ficar mais solta e confiante e me contou como descobriu que gostava de rola.rnQuando era pequena a mãe fugindo do marido violento e mulherengo, fugiu com ela para uma cidade no interior e foi trabalhar como caseira para um senhor que tinha um sitio precisando de caseiro.rnNesse sitio o dono sempre mandava um senhor que ela disse ter na época por volta de 50 anos chamado de Pedrão que era o faz tudo da região, ir no sitio para fazer alguns reparos na casa e logo no 1ª dia que ele chegou pegou ele cantanto sua mãe que tinha quase a mesma idade dele.rnEla ficou desconfiada mais como estudava pela manhã e a tarde sempre estava na casa de uma vizinha viúva que ficou muito amiga da sua mãe e tinha tb 2 filhas novas. E logo fez amizade com a mais velha que era 4 anos mais velha que ela e já tinha um namorado chamado João.rn Com quase 1 ano que já estavam lá, ela deu o primeiro flagra na mãe e no seu Pedrão. Ela depois da aula não foi pra casa da vizinha almoçar e ao chegar no sitio não viu o seu Pedrão no quintal como era de costume e foi indo em direção a casa. Quando já estava na porta da cozinha ela ouviu sua mãe reclamando com o seu Pedrão que podia chegar alguém e pegar ele pinando nela na cozinha e ia ficar mal falada, ela deu uma olhada e viu ele agarrado na cintura da mãe dela já com o vestido levantado mostrando a calcinha e a bunda dela já meio despida. O seu Pedrão, meio a contra gosto se afastou dela e sem que desse pra ela ver guardou a rola dura na bermuda e deu um tapa na bunda dela e falou:rn- Mais tarde eu como...rnE saiu pro quintal rindo. Ela se escondeu atrás do tanque e ele não viu ela passar pra cozinha.rnQuando sua mãe a viu levou um susto e perguntou pq ela não foi almoçar com a D. Wilma mãe da Beth amiguinha dela.rnEla deu uma desculpa e foi pro quarto trocar de roupa. Quando ela saiu a mãe pediu pra ela ir levar o almoço do seu Pedrão. Foi ai que ela disse que viu a 1ª rola da sua vida.rnEla quando foi levar o almoço pro seu Pedro ele falou:rn- bota na mesa que eu vou lavar o rosto e as mãos na torneira.rnE foi se abaixando e olhando pra ela. Quando ele tava agachado se lavando pediu pra ela pegar a toalha que tava na mesa. Ela pegou a toalha e levou pro seu Pedro.rnQuando entregou a toalha foi que viu que a rola tava pra fora da bermuda e não conseguiu tirar os olhos da rola que segundo ela foi a maior que viu até hj. Seu Pedrão que notou os olhares dela pra rola dele falou:rn- gostou menina, se vc quiser depois te mostro mais.rnE se levantou indo em direção a ela, que assustada saiu correndo pra casa.rnEle sá fazia ri e balançar a rola pra ele dissendo:rn- não tenha medo, sua mãe já viu e gostou.rnE a partir desse dia passou a ficar olhando seu Pedro trabalhar e ficava escondida esperando há hora de seu Pedro ir atráz da mãe dela. Mas sempre via os 2 se beijando e agarrando sem treparem.rnQuando ela já estava pra desistir de ficar espiando os 2, Seu Pedro começou a chamar ela pra perto dele e ficava passando a mão nos cabelos dela na perna e mandando ela sentar em seu colo. Numa dessas sentadas no colo dele, sentiu pela 1ª vez a rola dura dele cutucando a bunda dela. E foi ai que teve seu 1ª tesão por rola.rnSegundo ela, foi dando um comixão no meio das pernas e sua bucetinha ficou molhada. Ela disse que sem se tocar começou a mexer a bunda pra frente e pra trás esfregando o rabo no pau duro do Seu Pedrão.rnNa época ela disse que já tinha mestruado e seus peitos eram bem salientes com os bicos bem durinhos. Ela era magrinha mais já tinha o corpo desenvolvido pra idade e como sempre andava de vestido quase não usava sutiã, o seu Pedro vivia chamando ela pra sentar no colo dele.rn Foi numa dessas chamadas que ela acabou vendo a mãe trepar com o seu Pedro no quartinho das ferramentas. Quando ela já tava sentada no colo dele e ele já de rola dura passando a mão nas pernas dela e levantando o vestido, foi tirando a rola pra fora e começou a levantar ela e puxava a calcinha de lado e ia encostando a cabeça da rola no rego da bunda dela ela sem ele pedir apoiou os cotovelos na mesa e levantando os quadris e empinou a bunda deixando a rola dura encostar na bucetinha dela já toda meladinha com os carinhos que ele fazia nela. rnFoi deixando ele esfregar a rola na portinha da buceta e fechou os olhos já esperando ser penetrada, quando ele disse:rn- menina, vc vai deixar o titio Pedro meter sá um pouquinho.rnEla ouviu a mãe chamando da porta da cozinha.rn- Leta vem cá menina.rnEla com medo da mãe ter visto alguma coisa, naquela hora saiu de cima do colo do seu Pedro e foi ver o que a mãe queria. A Mãe mandou ela ir na budega comprar pão pro café.rnEla saiu e quando estava no meio do caminho se lembrou que a mãe não deu dinheiro pro pão e voltou correndo pra buscar. Nisso quando estava na cozinha ouviu a mãe coversando com seu Pedro na lavanderia.rnA mãe dizia pra ele:rn- seu safado, eu vi vc fazendo safadesa com a minha filha, já falei pra vc que ela é moça e vc tem idade pra ser pai dela.rnEle então falou:rn- vc sabe que eu vou acabar tirando a virgindade dela, e deixar ela doida pra trepa comigo igual vc e a viúva do compadre Zé (D. Wilma).rn E foi se agarrando nos quadris da D. Luzia (mãe dela), que já foi ficando toda mole com as pinadas que ele dava no rabo dela beijando seu pescoço e passando a mão nos peitos já levantando o vestido.rnNessa hora ela foi se encostando na quina do fogão pra olhar melhor a pinada, Foi que sentiu pela 1ª vez um arrepio e uma coceira na xoxotinha ao encostar na quina do fogão. rnNisso D. Luzia olhou pro seu Pedro e falou:rn- para homem, pode aparecer alguém. Vai lá pro quartinho que já vou.rnSeu Pedro falou:rn- vem logo, não demora que to doido pra comer esse seu rabo. E saiu indo na direção do quartinho das ferramentas.rnD. Luzia arrumou a roupa e olhando pros lados foi indo pro quartinho. Assim que entrou e fechou a porta. Leta deu a volta no quarto e ficou olhando pela janela que estava aberta.rnFoi ai que ela viu sua mãe trepando com seu Pedro e aprendeu a tocar na buceta quando sentia o comixão na xoxotinha.rnSua mãe foi logo se abaixando e pegando na rola dura do seu Pedro começou a chupar e punhetar ele falando:rn- safado já tem nás 2 pra apagar esse fogo e ainda quer comer minha filha.rnE chupava e punhetava a rola deixando seu Pedro urrando e pedindo mais, chupa mais vai que to quase gozando. E segurava na cabeça dela e empurrava a rola quase toda na boca da D. Luzia. Que já não aguentando mais ficou de quatro e levantando o vestido disse:rn- vem meu safado, vem comer sua puta denovo.rnSeu Pedro sá fez arriar a calcinha dela e posicionando a cabeça da rola na entrada da buceta meteu de uma vez sá até o saco bater nas coxas dela. Arrancando um urro de prazer de D. Luzia fazendo ela gemer e pedir mais dissendo:rn- ai que rola gostosa mete, mete que eu to gozando, não para mete, mete aiiiiiiiii, aiiiiiii não para que to gozandooooooooooooo issooooo, issooooooo ahahahah!!!rnSeu Pedro ficou ainda metendo e tirando a rola da buceta enquanto D. Luzia ia se apoiando na mesa que tinha no quarto e tremendo falou:rn- goza seu safado, goza logo que a Leta vai voltar já, já.rnSeu Pedro sem nem ligar continuou metendo mesmo com ela reclamando e pedindo pra ele gozar. Enquanto via a mãe levando rola Leta começou a passar a mão dentro da calcinha na bucetinha toda melada e sentindo uma vontade louca de está no lugar da mãe. Seu Pedro foi tirando a rola de dentro da buceta e começou a esfregar ela no rego da bunda de D. Luzia que logo que sentiu a cabeça da rola cutucar seu rabo falou:rn- não, deixa pra manhã quando a gente tiver sozinhos vc me come lá na cama do patrão (seu Carlos).rnSeu Pedro falou:rn- tem que ser agora, quero gozar nesse seu cu gostoso e guloso. Amanhã tenho compromisso sedo antes de vir pra cá.rnE aproveitando que o rabo estava todo melado do gozo dela foi botando a rola bem devagarzinho fazendo D. Luzia gemer e pedir pra meter devagar, pois ainda não tinha se acostumado com a grossura da rola. Leta ficou vendo a rola sumir no rabo de sua mãe e ouvindo ela gemendo de prazer enquanto seu Pedro ia metendo e tirando toda rola até anunciar o gozo falando:rn- ahhhh que gozada gostosa, rebola vai rebola que to gozando ahahahaha!!!rnE sem deixar ela se levanta meteu tudo mais uma vez arrombando de vez o rabo de D. Luzia. E caiu de lado ficou olhando D. Luzia se levantar e limpar com a mão o gozo que saia do rabo todo melado de gozo.rnLeta saiu correndo e ficou na porta da cozinha esperando a mãe sair do quartinho como se nada tivesse acontecido.rnA noite quando já ia se deitar viu D. Wilma chegar e perguntar se a filha mais nova podia ficar com ela pela manhã que ela tinha um compromisso logo sedo.rnFoi ai que ela lembrou do que seu Pedro tinha falado que antes tinha um compromisso e pensou amanhã vou ver seu Pedro comer a D. Wilma tb.rnTudo que contei foi descrito pela Leta.rnEspero que tenham gostado, depois conto a trepada que ela presenciou do seu Pedro e D. Wilma e as outras trepadas dela.rnAbraço a todos!!!rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos vazando porracontos eróticos perdeu aposta e teve que dar para travertiContratei um travestir e ele comeu meu cusequestrada e arrombada a força contotraficante comendo a travesti conto eroticoconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhacomi minha tia no escurosendo descabaçada e chupada contoesfregando na irma caçula contoscontos eróticos professora com garotinhoscontos incesto minha filha fazendo fisting em mimconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitacontos eróticos e fetiches paguei boquete no meu irmãocontos de mulheres que colocaram silicone no seiocontos eroticos tia feiaconto erotico do garoto ricardo fodendo titiodeixei meu sobrinho me ver nua contoscomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiavideo de porno com machos a força brutamenetecontos eroticos de casadas traindo na academiaconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos gay meu paizão comendo o meu cunhadoContos fudendo minha mulher e a minha filha juntascontos de coroa com novinhomamae linda e brava/contosmãe e amigo contos eróticosconto erotivo com bi masculinocontos eróticos gays cu de bebado nao tem donoconto minha irmanzinha gue dormia comigocontos coroas amazonensesconto erotico novinhos no semáforofotos.e.contos.de.homem.cazado.que.ama.chetar.pau.pintocontos eroticos de oncesto de sogra com derroru e a amiga da minha esposa contoconto adoro um cu de gordacomtus eroticu pai mai e filha brincandu de faser cocega[email protected]bucetinha esposa ccbgay magrinhos estampando na pica grande e grossa do n****pone encaxa tudo na morenaComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculoPai filha chuva dourada contos euroticoso corpo da colegial tem que ser magro fetichecontos de minha sogra cheirou minha cuecaaulas de natacao quadradinho eróticocontos eróticos pastor taradocontos eroticos dei meu cu pra todosCunhada bunda site cellmeu pai comeu meu cuzinho dedo do carrocomendo cusinho da baba da minha.sobrinhaestudando com contos eroticosO primo do meu marido é meu machocontos eroticos da vagabunda do cornocontos esposa quase nuaDesenho porno pai bota filhar pra domir i fode ela todinharcontos filha foi pescar com pai e foi arrombada na barraca no escurodei tanto minhA buceta no carnaVaL q to toda ardidameu cu e meu genroContos eroticos fudendo gravidacasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodecontos erotico comi ocu.da mulherdo meuvizinhoContos eroticos casais e pintudos fantasiasenfiaram uma bucha no cu do estupradorContos gay pinto pequenomulheres peladas encostada no pe de cocoPeguei meu filho e mandei ele chupar minha bucetacontos tias de 29 anos loiraconto erotico corno puta e paifudendo pra valer com tubo de gel no rabo"contos eroticos" amiga nudismominha mae morreu no parto e meu pai mim criou contoscontos erótico com filhinhas das amigascontos/flagrei minha prima dando para dois negoesContos eroticos cheirando calcinhas de vendedores no banheiroconto eu e meu sobrinho metendo vai fode o rabo da titiaestava carente contos eróticosfudendo pra valer com tubo de gel no rabomacho coñoca calcinha e da o cuContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos vizinha safadacontos de estupro nao resiste minha enteadacontos eroticos velhos e novinhas santinhasninfomaniaca contocontos erotico sou cazada beti punheta pro meu amigo porno  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  João e chupando piru mesmo tempo