Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CRENTE DO RABO QUENTE

A algum tempo atrás trabalhei fazendo o levantamento da rede de distribuição de energia para a Eletropaulo na região de Jundiaí. O trabalho incluia o levantamento da área urbana e da rural. Eu estava fazendo a zona rural quando o tempo armou o maior pé dágua. Encontrei abrigou numa casinha abandonada a beira da estrada. Fiquei esperando a chuvar passar quando apareceu uma moça também correndo da chuva. Ela se chamava Maria e tinha 24 anos. Seus cabelos eram bem cumpridos e castanhos. Pelas suas roupas dava para ver que ela devia ser evangélica ou algo assim. Mesmo assim dava pra perceber que ela tinha um belo corpo.

“ – Que chuva, não? Por pouco eu perco todo meu serviço.”

“ – Estava trabalhando?”

Eu andava com as plantas da região que mostravam todos os postes existentes e onde eu devia marcar todas suas característica e mostrei pra ela que achou interessante.

A Maria usava uma blusa branca e como havia se molhado ela ficou transparente e dava para ver seus seios fartos. Logicamente que fiquei olhando para eles e como a chuva não dava pinta de que iria parar, joguei um verde nela pra ver se ela era do tipo ‘crente do rabo quenteÂ’.

“ – Duas coisas tão lindas e tendo que ficar escondidas assim.”

“ – Que coisas?”

Fiz um sinal com a cabeça apontando para seus seios.

“ – AI, que vergolha. Minha blusa ficou transparente. Desculpa.”

“ – Desculpa por que? O que é bonito deve ser mostrado.”

Ela ficou toda vermelha de vergolha.

“ – Feliz deve ser seu namorado que vai poder ter toda essa beleza sá pra ele.”

“ – Eu não tenho namorado não.”

“ – Mas deve ter pretendentes.”

“ – Tem um monte de rapazes que pediram pra namorar comigo mas eu não quis.”

“ – Por que não.”

“ – Nunhum deles me chamava atenção. Sei que eles sá querem é meu corpo.”

“ – Eu não tiro a razão deles. Seu corpo é maravilhoso.”

A essa altura ela já não estava mais escondendo seus seios.

“ – E você? Ficaria com alguém sá por causa do seu corpo?”

“ – Sim. E daria a ela o máximo de prazer possível.”

Ela soltou um sorrisinho malicioso e se aproximoum, colocando sua mão sobre minha calça.

“ – E usaria isso?”

“ – Com certeza.”

Ela se abaixou, tirou me cacete pra fora e começou a me chupar.

“ – Os rapazes da igreja adoram quando eu faço isso.”

Safada. Ela gostava da coisa. Depois de uns dez minutos me chupando, levantou-se e se apoio na janela.

“ – Vem cá me foder, vem.”

Levantou sua saia e vi que estava sem calcinha.

“ – Os rapazes pedem pra eu ir sem. Eu estava indo agora pro culto.”

Fui por trás dela e comecei a penetrá-la. Bombei forte nela que gemia muito gostoso. Seus seios soltos balançavam com os movimentos de vai e vem. Ela gozou uma vez e então tirei da buceta para por no seu rabo.

“ – Ai não. Eu dei o rabo.”

“ – Tem sempre a primeira vez.”

Fui colocando bem devagar e ela aguentou firme até que entrou tudo. Comecei a fazer o movimento de vai e vem e ela começou a gemer. Depois de uns dez minutos puxei-a comigo e sentei no chão com ela no colo e meu cacete ainda no seu rabo. Ela cavalgava muito bem. Para quem estava levando no rabo pela primeira vez ela estava se saindo muito bem. Fodi ela até ela gozar novamente. Me levantei e mandei ela chupar até que gozei no seu rosto e seus seios. Ela fez uma cara bem de puta enquanto lambia meu cacete e sentia o sabor do meu gozo.

Nos arrumamos e ficamos esperando a chuvar passar e como ela demorava a passar voltamos a foder. Ela ficou de novo apoiada na janela e eu fiquei comendo ela por trás, ora colocando na sua buceta ora colocando no seu rabo. Ficamos assim por quase duas horas até que a chuva passou. Eu gozei no seu rabo umas duas vezes e na sua boca mais uma. Ela desistiu de ir ao culto pois não daria mais tempo e foi para sua casa. Eu continuei me serviço esperando encontrá-la novamente no dia seguinte.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dormi bebado perdi as pregasContos eroticos novinha desmaia de tanto gosameu cachorro gostoso viril zoofilia históriasconto erotico mae,filha e fazendaSodomizada no incesto contoscontos eroticos possuida por uma estranha gostosaconto piga no cuvou castigar seu cuzinhofotos e videos de mulheres tomando banho etrocando de roupascontos eroticos comendo a velha horrosa dormindolouco pela minha prima contocontos amigos e mamaecontos pornor cunhado picudoConto o pausudo quase me rasgou quando meteu tudo.conto lesbico garota come cu da boasuda eteroboqueteira gaucha contoadoro andar sem calcinha contosConto eroticxo gozando na boca do paicontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhaque enganaram e comeram meu cu sem pena contosfiz meu marido de meu corno e meu cumplicecontos comi minha avó fez para eu poder a buceta delaconto erotico famosa da tv transado mendigosoofilia.quando meu marido viagoumulher de chortinho aparesendo a beradia da bucetaContos sou casada mas colei o velcro com a vizinhaxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negrabuceta virgem sendo chupada e descabaçada por coroas contoscontos erótico estuprada pelo chefinhocontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos no colomoleque no ônibus contos eróticos gaycache:9sPphOOPSSEJ:https://idlestates.ru/m/conto_2200_corno-manso-e-viado.html que enteada pernadabundinha com calcinha sensual da virgemcontos de lesbianismo no acampamento de escoteirascontos ajudando minha mae peituda na faxinacontos eroticos na praia meu sogro me comeucontos eroticos de motoboyaluninha dando cuzinho virgem para o professor pirocudo contos eroticosconto erotico piquinique em familia parte 2 incestocontos de transando com o genro timidomuller comesando a goza gostozona viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contoconto erótico dominando a esposa mandonavideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salienterelatos de corno manso.vacilei o meu amigo comeu a minha mulhercontos eroticos mulhersibha do papaifui passear vestido de putinha e os noiados me fuderam o cu conto gayeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestorelato comendo a casadaCíntia irmã de Johnnyeu, meu marido e uma trans linda contoVacilo comi a esposa contosconto sexo gostoso rebola gato gaycontos picantes de lambida na chanavolume na calça encoxadacomi minha prima na va da minha tiaContos eróticos dando de mama pra minhas irmãzinhasconto etotico antebraco na vaginacontos eroticos lesbicas cintawww.goroa nis Sogra fudendocontos eroticos fui com meu sobrinhocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto garoto chantageado a dar o cularguei esposa e sai com.com amigo contosgayscontos eroticos gay problemas mentaismagrinha com tatoo na bundaconto erótico gay em cinema. De RecifeMeu Primo Me Decabaçou Sou Gayamanda casamos grande cabeçudo contosmarido menage experiencias swxuais veridicascontos eroticos enfermeirascontos eroticos lambendo bucetadeu confesso caso de incestocontos eroticos de incesto deixando a irma com ciumesmeu noivo me preparo uma despedida de solteira conto eróticoscontos de mulher transando com negão p******Contos afeminado c shortinho socadoCasada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticospapai Me. comeu Contosdeixa eu ver seu peitinho contos