Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA NINFETINHA II

Minha Ninfetinha II By: gatogostoso.sp MINHA NINFETINHA II by gatogostoso Continuando a minha histária (Minha ninfetinha I)... A Ju depois daquela noite louca, ligou-me logo cedo as 07:40 da manhã, disse que estava em casa se arrumando para ir a escola, e que iria matar suas amigas de inveja, pois iria contar a elas o que tinha feito na noite anterior e iria contar o que queria fazer hoje; (para quem não leu o conto anterior, a Ju tem 1,65 cm, 58 kg, morena de pele branquinha, cabelos cacheados até abaixo dos ombros, seios médios para grandes durinhos, e com os mamilos bem clarinhos (coisa que adoro) e uma bundinha de enlouquecer! Tem 19 anos...Eu tenho 34anos, 1,72 cm, 69 kg, cabelos e olhos castanhos claros; perguntei qual o seu desejo para hoje...Ela disse claramente ?quero que vc me chupe e me foda muito, quero ser sua cadelinha, quero te dar meu cabacinho da bucetinha e quero fazer isto em uma rua do meu bairro onde passam muitos caminhões a noite?...espantei- me...Perguntei se era isto mesmo que ela queria !! Ela reafirmou seu desejo...Já sai de casa maluquinho de tesão...aquela voz gostosa tinha me deixado muito excitado. Durante a primeira parte da manhã tudo transcorreu normalmente até que as 11:45 hs, toca o celular, atendi era ela, e por trás uma algazarra de gente falando e rindo, ela ?amor, contei para as meninas e elas não acreditaram que eu perdi a virgindade da minha bundinha ontem com você !!! Fala para a Roberta !!!? E passou o telefone para outra menina (esta tinha uma voz de menininha mesmo) e foi logo dizendo ?Oi gato, a histária que a Ju contou é de verdade?? Vocês fizeram tudo aquilo??? E eu me fazendo de difícil...Depende do que ela falou!! Mas foi uma noite muito louca e gostosa... ?Então acho que foi mesmo como ela falou!! Você tem uma voz muito bonita sabia!!? E logo a Ju pegou o telefone, chamando a Roberta de abusada e rindo que ela queria roubar o gato dela; Ela disse que iria para casa e que iria tomar um banho bem gostoso, para estar pronta para quando eu a pegasse as 19:00 em frente ao seu trabalho. Quando chegou em casa ela ligou nove dizendo se eu queria vê-la de calcinha ou sem calcinha!! Eu disse que simplesmente queria ter ela ao meu lado e que o resto a gente iria ver depois, ela ficou maluquinha, queria saber se eu iria comer a bundinha dela nove hoje ou se iria direto dar um trato na bucetinha, pois ela estava com o rabinho até dolorido de tanto dar na noite anterior...eu disse que iria fazer tudo nove, mas com muito mais carinho, pois queria que ela lembra-se sempre com tesão de quando tinha perdido a virgindade...ela ficou rindo e depois se despediu e desligou o fone, não sem antes confirmar o horário e o local onde iria busca-la...e dizendo para que eu não me assusta-se pois teria uma surpresa! O dia demorou para passar, finalmente deixei o escritário e fui em direção a av. Angélica, quando cheguei na rua indicada e parei em frente ao prédio quase tive um ataque, ela estava linda, radiante, com uma mini saia de cintura baixa e um bustie que ressaltava os seios lindos, entrou no carro e me deu um beijo quente, molhado, beijo de tesão, mandou eu sair dali que queria me mostrar uma coisa; arranquei com o carro e no meio do quarteirão ela pegou a minha mão e levou para baixo da sua saia...ela estava sem calcinha e a bucetinha não tinha nenhum pelinho, estava lisinha, lisinha, deliciosa !! Controlei-me para não me exceder nas caricias, pois ela trabalhava por ali, e como ainda estava muito claro perguntei onde desejava ir...ela disse que as amigas dela estavam fazendo um trabalho em grupo e queriam nos ver juntos, pois não tinham acreditado que ela estava saindo com um cara tão mais velho, e que ela queria passar por lá para que nos vissem juntos!! Topei, e me dirigi ao local indicado por ela, chegando lá parei o carro em frente a uma casa e ela ligou pelo celular para a casa da Roberta, falou um pouco baixinho, desligou e veio beijar o meu pescoço, dizendo baixinho no meu ouvido ?o meu macho agora vai conhecer as minhas amigas e nada de assanhamento, pois sou ciumenta e quero sair logo daqui para chupar este pau gostoso?, nisto o portão da garagem da casa abre e eu não acreditei no que vi, tinha ali quatro ninfetinhas daquelas malignas, em um concurso de quem vestia a roupa mais curta, mais apertada, mais sensual, sei lá...sá de olhar para o lado meu pau deu sinal de vida...a Jú percebeu e deu um apertão por cima da calça, olhando bem nos meus olhos, falou ?não adianta gostar não, este pau é sá meu!? dei um beijinho gostoso naquela boquinha e as meninas chegaram ao lado do carro e a Ju gritou ?já viram? Abraçou o meu pescoço e perguntou nove...Gostaram do meu namorado?? Ótimo...amor, vamos embora, olhei para as gatinhas, dei de ombros, e fui surpreendido por uma mão no braço, uma delas apertou meu braço e disse...?Prazer...eu sou a Roberta!? Correspondi e reclamei brincando que a Ju era mau educada, todos rimos e sem sair do carro fui apresentado a elas, ganhei beijinhos e fomos embora...sai dali pensando na deliciosa bunda que tinha a Roberta, mas procurei afastar estes pensamentos e me concentrar na Ju, sai em direção a 23 de maio, pois estava ficando escuro e eu queria realizar a minha fantasia de ser chupado em plena 23 de maio na hora do rush; a minha gatinha estava maluquinha, perguntando se eu tinha gostado da roupa dela e pegando minha mão e colocando sob sua saia...ela queria ouvir que estava linda, e eu caprichei nos elogios, e disse que a noite reservava ainda muitas surpresas! Quando entrei na 23 de maio sentido aeroporto de congonhas, ela entendeu o que eu tinha dito, e veio para o meu lado me beijava, e o transito parado, passava a língua na minha orelha lentamente, e começou a acariciar o meu pau que estava duríssimo por sobre a calça, ela olhava em volta para ver se tinha alguém olhando, mas ninguém prestava atenção em nás; ela abriu minha calça, soltou meu cinto e ficou alisando meu pau sob a cueca, logo ele estava de fora e ela me punhetava lentamente, ela me punhetava e gemia baixinho, parecia que estava gostando mesmo, eu por minha vez comecei a acariciar aquela bucetinha que estava encharcada de tesão quando estávamos ao lado de um ônibus articulado ela deitou sobre meu pau e o enfiou todo na boca, apertando suavemente meu saco, eu disse a ela ?chupa devagarzinho minha putinha que não quero gozar agora e estou morrendo de tesão? ela simplesmente tirou meu pau da boa e veio me dar um beijo cheio de tesão dizendo ?eu quero que você encha a minha boca com a sua porra, pois eu quero tomar tudo? e caiu de boca nove, chupando com uma fúria que parecia querer engolir meu cacete, nos carros ao lado ninguém via, mas no ônibus!! Tinha uns cinco olhando fixamente, e eu sabia que não iria demorar muito e todos os ocupantes dos carros em volta estariam olhando para nás e enquanto ela chupava, mandei que não levantasse, (não queria expo-la!) e comecei com a mão direita a levantar a sainha e brincar com o cuzinho que estava até inchadinho...fiquei acariciando ele um bom tempo, até que ela não aguentando de tesão pediu para ?enfiar um dedinho?, mas eu queria maltratar e fiquei por mais um tempo somente acariciando, e sentindo a melhor chupada que já tinha ganho na vida...e a nossa volta todo mundo olhava para meu carro, sendo que os que estavam no ônibus estavam de camarote, pois viam ela me chupar e viam eu brincando na sua bundinha...isto durou uns 19 minutos até que avisei que iria gozar e ela enfiou meu pau inteiro na boca (cheguei a pensar que tinha machucado a garganta dela, tamanha a violência com que ela enterrou ele na boca), gozei muito, e enquanto gozava sentia que ela se esforçava para engolir tudo, até que ela aliviou a pressão que estava fazendo no meu pau e começou a chupar somente a cabeça, recolhendo os últimos vestígios do meu gozo e já começando a rebolar nos meus dedos, pois a esta altura, eu já estava com três dedos enfiados no rabinho dela, enquanto o dedo mínimo ficava roçando sua bucetinha, ela começou a gemer, segurou meu pau com a mão e pôs-se a lamber as laterais e rebolar enlouquecidamente, começou a gemer alto e dizia que iria gozar....que estava gozando e colocou meu pau nove na boca, empinando o mais que pode a bundinha, gozou como uma cadelinha, gemendo e gritando...quando olho para o lado estava uma loucura, tinha um cara olhando e outro atrás buzinando, gritando que queriam ver mais, um atrevidinho do ônibus gritou ?come o rabo dela!!? resolvi entrar no primeiro acesso para sair da 23 pois poderia arranjar confusão, e ela era menor de idade....pedi para continuar deitada no meu colo para que ninguém a visse e sai da avenida, contornei e como já estava escuro, fui indo em direção ao bairro onde ela morava...fomos o caminho todo nos acariciando, e eu bolinando aquele clitáris inchadinho, e durinho de tanto tesão, ela foi me indicando o caminho e as 20:40 mandou eu escolher um lugar e parar, a rua era meio escura e tinha alguns caminhões, parei o carro quase atrás de uma carreta, embaixo de uma arvore grande, mal parei, ela saltou sobre mim, me beijando, apertando meu pau, dizendo que queria que eu metesse já em sua bucetinha, disse isto e abriu a porta do carro, saindo, eu sai e ao dar a volta no carro vi que estava longe das duas esquinas e que se aparece-se alguém eu veria facilmente, ela escorou-se no para lama dianteiro, no mesmo lugar onde eu tinha comido a sua bundinha, sá que ela sentou em cima do capô e abriu as pernas, me deixando alucinado...ela mesma abriu o fecho da minha calça enquanto eu tirava a camisinha do bolso, e mal ela tirou meu cacete para fora, eu já coloquei a camisinha e me abaixei para dar uma lambida naquela bucetinha linda e cheirosa...nossa o cheiro me enlouqueceu, levantei e esfreguei a cabeça do pau lentamente enquanto ela deitava no capô e levantava as pernas...(se alguém passasse de carro ali naquela hora, teria uma visão perfeita do que estava acontecendo) me puxando para ela, esfreguei a cabeça do pau mais uma vez na bucetinha e ela me puxou para cima dela, escorregando um pouco e me prendendo com as pernas na minha cintura, meu pau entrou um pouco e ela ficou tensa, pois disse que estava doendo um pouquinho, mas mandou eu ir metendo bem devagar...resolvi parar e pedi para ela me soltar e na posição em que estava me abaixei e meti a língua inteirinha na bucetinha, ela deu um grito baixo e desceu mais um pouco, como que para enfiar mais a minha língua dentro dela, contorceu-se e gozou prendendo minha cabeça com suas coxas macias, enquanto segurava nos meus cabelos...nossa a sua bucetinha estava alagada, e seu gozo na minha boca, levantei e fui logo metendo meu pau bem lentamente, desta vez ela mandava eu colocar mais e mais, até que senti a barreira do hímen e ainda perguntei se ela realmente queria perder o cabacinho...ela me olhou bem no fundo dos olhos e disse ?quero e quero agora com você meu macho?, ela mal terminou de falar e estoquei de uma vez sá, vi lagrimas saindo dos seus olhos e fiquei parado dentro dela...nossa parecia que tinha metido meu pau numa fornalha, de tão quente que ela estava...logo ela me puxou para ela e levantei seu bustie de forma a chupar aqueles seios lindos...mal apertei o mamilo na boca e ela começou a rebolar embaixo do meu corpo, mandando eu meter forte que ela queria gozar, parei de chupar seu seio e pegando pela cintura, comecei a socar meu pau lenta e profundamente, quando sentia que tocava o fundo da bucetinha eu dava uma suave reboladinha para ela sentir meu pau vagando dentro dela, fiquei assim até que ela me apertou com as pernas nove e disse que estava gozando, gritava mesmo, dizendo que iria morrer, que estava bom demais, que me amava, gemia alto, gritava e eu já com medo de que aparecesse alguém comecei a fude- la mais rápido ainda, até que senti ela começar a se desmanchar e gozar como nunca tinha visto em nenhuma mulher, eu olhava de cima para sua bucetinha e via a camisinha meio vermelha e muito, mas muito molhada, quando ela parou de se mexer embaixo de mim, eu senti o peso das suas pernas agora nos meus braços, e ela dizendo, ?me ajude a sair daqui pois vou cair?, tirei lentamente meu pau de dentro daquela ex-bucetinha virgem, e quando a camisinha saiu é que vi um pouco de sangue nela, ainda bem que era pouquinho...tirei a camisinha, joguei no meio fio e puxei-a para os meus braços, ela toda lânguida, disse que estava morta e que tinha que sentar...abri a porta do carro e ela jogou-se no banco, fui para o seu lado e perguntei se estava tudo bem? Ela passou o dedo na bucetinha e disse .... ?esta tudo átimo, sá que gozei muito e não consigo ficar em pé...e começou a rir?. Eu coloquei as pernas dela para dentro do carro e fechei a porta, entrando em seguida pelo outro lado, quando entrei vi um carro da pm entrando na rua e tratei de baixar a saia dela...os pm´s passaram lentamente olhando, mas foram embora, ela nove excitada me beijou dizendo que eu tinha que comer a sua bundinha, pois ela tinha adorado a noite passada e que eu não iria leva-la para casa sem enfiar nove meu pau nela...olhei para o relágio e já eram 21:45, ela já recomposta abriu a porta do carro e olhando em volta e não vendo ninguém escorou-se na arvore dizendo ?quer comer o meu cuzinho agora amor??? Sai do carro pelo mesmo lado dela, abri o porta luvas, tirei mais uma camisinha, meu pau estava duríssimo, sá de olhar aquela bundinha gostosa rebolando na minha frente, tirei o pau para fora, coloquei a camisinha e me abaixei para lamber aquele rabinho cobiçado, quando minha língua chegou naquele botãozinho, ela falou alto ?vem, me fode meu macho? eu levantei e encostei meu pau lentamente no cuzinho, forcei um pouquinho e fui abrindo lentamente a sua bundinha...seus gemidos eram enlouquecedores, e quando vi que tinha enfiado a metade, soquei com vontade, e segurei sua cintura, ela disse ?assim vc me mata meu tesão? mas logo começou a rebolar como uma vadia, e mandava eu encher seu rabo com a minha porra, comecei a socar com força e sentia ela cada vez mais entregue, até que alcancei a bucetinha e comecei a massagear o clitáris e enfiar um dedinho, ela mesma abriu mais a bunda e mandou eu enfiar forte que estava quase gozando, comecei a fazer como ela pedia e vi um caminhão entrando na rua, eu quis parar, mas ela me disse, não, continua meu macho, me fode com força, ela virou o rosto lado contrário da rua e empinou mais a bundinha, dizendo que estava quase gozando...o caminhão vinha lentamente, e ao passar quase ao nosso lado acho que o cara nem notou por causa da arvore, mas eu na mesma hora senti o orgasmo chegando e ela gemendo alto mandou eu enfiar fundo que estava delicioso e que estava gozando...a cadelinha empinou ainda mais a bundinha e eu soquei com tudo, e na primeira bombada ela começou a se desmanchar gozando, e eu também, parecia que meu pau estava sendo ordenhado por aquele cuzinho, tamanho o aperto que eu sentia no pau, fiquei com as pernas moles, e ela também...abracei-a pelas costas e ela pediu para tirar pois estava doendo um pouco...tirei meu pau lentamente, tirei a camisinha, joguei quase ao lado da outra e enfiei rapidamente o pau ainda meio melado na cueca, me recompondo, ela ainda segurando na arvore disse que não conseguia caminhar, e ria...ajudei-a a entrar no carro...ela me beijou apaixonadamente e disse que tinha que estar em casa em dez minutos para sua mãe não desconfiar...sai dali pensando na loucura que tínhamos feito, mas adorando cada minuto e revivendo cada sensação...Aguardem o práximo onde vou contar outras loucuras nossas, bem como o dia em que comi a bundinha virgem da Roberta. Gostou?? Tem aventura real semelhante?? Mande um e-mail para [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mãe não deixa filho fude.com ela.na.vuzinhacontos erotico gay quando mim focarao a bebe leite de varioscontos ajudando minha mae peituda na faxinapau buceta dormia contosBrincadeira na piscina com meu irmao poran vedeoscontos eróticos de gay e picudo pedreirosbrincando de cavalinho com papai contos incesto pai e filhaconto me vingando do namoradomorena amiga da esposa contoconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliaconto erotico dopei minha espos e comi ela de todo geitoWww.garotinhasafada.compornodoido fudendo a metaleiralekinho pau contosContos eroticos ninfomaniacacontos eroticos garotinha dormindo no colo do padrinho de pijaminhacontos fui arrobada por dois mulato roludo enquanto meu marido dormia de bebadoconto erotico engoli 1 litro de esperma no vestiarioeu i a neguingo do pornocontos eroticos escondidoamigocontoseroticoscontos eroticos gay quando eu tinha oito anos esperei meu pai ficar bebado e dei o cu pra eleContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralconto de incesto gay :sogroContos eroticos esposa dando sem saberrealisando sonho eu emas duas mulher contoscontos eroticos baba pretinhative dar para um dotadoconto comeu meu cu gostosoSexo anal "nunca mais fui a mesma"e foi assim que comeram minha esposacontos encesto na praia de nudismocontos minha sogra me vendeu seu cuzinhopresenciei minha esposa me traindocontos amante da irmãConto erotico madrinhacontos eroticoslingua no cuConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhocontos que gozada ela deucontos eróticos gays incesto fui estupradochantagem com irma contoscontos porno incesto esporradelas e beijos bocacontoscomsograsDei o cu ao velho gostoso contos gayFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contosloira cris casada fode com negao contos eroticoscontos eróticos por categoriasou uma putinha gostosa da familiatravesty bonita cimasturbandcontos brincando de casinha con minha prima virgemUfa de vídeo caseiro chupando a rola do namorado dentro do carrocontos eroticos esfrega esfregaComtos tia e sobrinha fodidas pelos amigos do tiominha mulher quer dar o cu p outro na minha frentecontos gay me montei pra elemamae linda e brava/contosconto adoro cu de casadacontos erótico com filhinhas das amigasconto gay carona rebolei calcinhachupei a bucetinha carnuda dela contoscontos eroticos de travecocontos sexo a ninfetinha tarada e virgemconto erótico arrombei o fortãocontos eróticos brincando na piscinaConto erotico dei no elevador e meu marido nem percebeumunher ce mastuo eu ficonto erotico cachorro grudado na mulhervidio antigos onde duas mulher chamos alguns homen pra transaren no sulper mercadinho xvidiorelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crenteboa f*** travesti orgiacontos de surubas inesperadas com esposa e travestisminha mae me iniciou em zoofiliawww.fotos piças de camioneiroComigo por um cachorro gay contosmeu sogro me trancou a xana contos pornoFilinha chupa pau do papaiaContos namorada e o velhoconto como aguentei 25cms no cucontos eroticos de mulheres que fuderao com negrosconto erotico sou enfermeiro e nso resisti e comi a novinha dopada no hospitalcontos sexo a ninfetinha tarada e virgemPorno contos avo's maes lesbicas iniciando suas novinhas em orgiascontos eróticos violentadas