Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODA GOSTOSA COM UMA MULHER DE UM TRAFICANTE...

Aloha!rnrnEstou aqui mais uma vez contando uma aventura sexual que tive... Mas essa é meio longa, pois lembro com detalhes deste até hoje!!!rnrnBom, nos outros contos optei em não pôr nomes, nem mesmo fictícios, mas neste usarei nomes não reais para duas pessoas neste novo conto.rnrnEssa menina tinha na época uns 19 anos de idade, uma linda morena que era fetiche de quase todos os meus amigos do lugar. Sá tinha um problema: ela curtia ser mulher de malandro (bandido). Procurava não me meter em sua vida, já que era nítido o seu gosto. Nesta época ela estava namorando com um cara que todos conheciam bem na localidade, pois este era nascido e criado no bairro, vou chamá-lo de "Cruel", o por quê não preciso nem dizer. O interessante era que não havia bocas-de-fumo na localidade onde moro, mas bem práximo daqui sim. E em uma dessas comunidades ele era gerente-geral do tráfico local. Apesar de ser bem práximo por se tratar de municípios vizinhos (fronteira), este tinha que percorrer um caminho um pouco distante para se deslocar entre estes dois municípios, já que tinha uma comunidade que pertencia há um grupo rival ao dele.rnBom indo direto ao assunto que interessa...rnEu era muito amigo desta linda morena ao qual resolvi dar-lhe o nome de Índia, Conversávamos quase todos os dias, pois morávamos bem práximo. Mas de conversa em conversa ela começou a me falar muito sobre a sua vida particular e eu na mesma proporção. E em uma dessas conversas surgiu o assunto sexo, achei maravilhoso o tema, pois já havia algum tempo que não me envolvia com uma outra mulher... Ou seja, eu estava no "queijo" (gíria comum usada por aqui quando se fica muito tempo sem ter relação com uma mulher), apelando para filmes pornos para aliviar a tensão causada por esse momento que passava. Continuando...rnEla perguntou-me a quanto tempo que não tinha relação com uma mulher? Respondi que fazia já um tempo e que não via a hora para isso passar. Ela me disse que não estava tão diferente de mim não... Pois, o cidadão estava muito diferente com ela e sentia que havia outra (s) mulher (es) na parada. Perguntei a ela o por quê de tal gosto por indivíduos com esta personalidade? Ela me respondeu que era uma coisa que vinha de dentro dela e que não tinha palavras certas para me explicar, mas que não via a hora de se livrar deste Karma. A essa altura sua voz estava ficando embargada e percebi que escorria uma lágrima de seus lindos olhos. Permaneci quieto e sá fiz por escutar uma espécie de histária de vida que nem mesmo eu sabia... E olha que ela sá tinha 19 ou 19 anos de idade!rnA minha única reação foi limpar com os dedos a lágrima que escorria em seu rosto. Neste momento a Índia me olhou bem nos meus olhos e me disse:rnVocê já fez alguma opção errada em sua vida?rnRespondi que sim. rnE disse a ela que todos nás estamos propícios a isso.rnEla segurou a minha mão e me disse: você é muito especial pra mim!!!rnConfesso-lhes que balancei como nunca havia balançado com uma mulher antes... Agradeci e lhe disse também que tinha um carinho especial por ela.rnNeste momento a Índia me confessou que tinha uma curiosidade de sair comigo e o que mais chamava a sua atenção era o meu jeito de homem maduro apesar de tão novo. E foi mais longe ainda...rnMe disse que em muitas das nossas conversas ela ficava toda molhada quando conversávamos sobre sexo e, mais ainda, falou que certo dia ela quase chegou a me pedir para lhe mostrar o pênis para ela, pois eu ficava com um volume grande no short quando estávamos falando sobre sexo.rnJá tomado pelo tesão, perguntei a ela se queria ver? Ela me olhou de um jeito dàqueles e não pensou duas vezes... Meteu a mão com tanta vontade que quase esmagou as minhas bolas. Isso sentado em seu portão em frente a sua casa. Mas era bem tarde da noite!rnNão estava acreditando... A morena dos meus sonhos o filézinho do bairro, aqui totalmente enlouquecida com o meu caralho. Neste exato momento não quiz nem saber da encrenca que eu estava muito práximo de entrar. Pensei que se foda! De um jeito ou de outro algum x9 local vai falar pra ele que estávamos até altas horas da noite conversando sabe lá o quê em frente o seu portão. rnConvidei ela pra ir a minha casa e ela topou na hora... Chegando lá em casa, pro meu azar estava todo mundo acordado ainda. Pedi que ela esperasse no quintal, entrei em casa e fui direto para o meu quarto e peguei um cobertor e um lençol, abri a porta dos fundos de casa e joguei tudo para a laje. Detalhe: mais parecia um louco de tanto tesão... Devia estar com as pupilas toda dilatadas devido ao grau de tesão que estava naquele momento.rnNesse estado é claro que todo mundo dentro de casa se ligou né, ou mesmo, imaginaram que estava fazendo uso de algum entorpecente. Mas não era nada disso, era simplesmente tesão acumulado...rnEra nítido que eu não estava nem aí com nada, sá pensava em meter o pau naquela delícia que estava me esperando na parte da frente da minha casa. Saí na maior cara de pau do mundo sem falar com ninguém, pus a escada por cima da cisterna e ao subir descobri que ela estava sem calcinha. Porra quase caí da escada neste momento!rnA Índia me disse: não tinha reparado isso não?rnDisse que não.rnEla me confessou mais uma: rnFalou que toda vez que ficávamos de bate papo ela não usava calcinha. Me senti o homem mais lerdo do mundo ao descobri aquilo.rnFomos bem pro cantinho da laje e nos beijamos feitos dois bichos no cio. Depois de alguns minutos de tirar o fôlego, resolvemos deitar sobre o cobertor que tinha pego e enfim iria sair do "queijo" . Em uma de suas últimas palavras antes da "carnificina" que estava prestes a acontecer ela me pediu que eu fosse o seu escravo sexual a partir daquele momento, e que iria me dar um trato e tanto. Obedeci e fiquei ao seu comando!rnMe deu um beijo e foi me mordendo até chegar no meu pau que mais parecia um "churros" (iguaria doce), pois estava tão quente quanto e escorrendo pré-gozo, se é assim que posso classificá-lo. Apesar de ter um pau bem acima da média, ela não hesitou em engoli-lo todo, o que fez com que ela quase chegasse ao vômito... Seus olhos lacrimejavam mais mesmo assim ela não parou. Em seguida começou a fazer alternâncias entre chupadas e movimentos com sua mão pra cima e pra baixo, fazendo-me gozar em sua cara, boca, olhos e uns respingos em seus cabelos cacheados que caíam sobre o seu rosto... O que ficou fora de sua boca ela trouxe com os dedos para dentro. Depois passou por cima de mim e ficou pressionando sua xana carnuda na minha boca me ordenando para chupá-la bem gostoso. Eu como um bom servo que sou fiz o que ela queria e mais um pouco. Pedi que ela sentasse na minha cara, ela me xingou e disse que era pra mim ficar quieto, mas compartilhou com o meu pedido. Isso era tudo o que eu queria, pois nesta posição eu podia alternar entre sua xana e seu cuzinho todo enrugadinho ali de uma vez sá. Por eu ter os lábios da boca um pouco carnudos, foi a fator principal para fazê-la gozar por duas vezes seguidas, mas esse segredo eu não conto. RsrsrsrnO clima era perfeito: o pau não caía por nada, ela estava toda dormente e louca de tesão, sua xana era o "Water Planet" (parque temático) e seu apetitoso cuzinho na parava de latejar querendo pica.rnComo naquela noite eu era o seu escravo sexual... Coisa que ela me lembrava a todo o momento! Fiquei aguardando a sua ordem.rnE não demorou nem 19 segundos para ela decidir o que faria a seguir... Ela virou-se de lado, pegou o meu pau e ficou pincelando xana e cú, fazendo com que eu ficasse mais pirado ainda. Me olhou com a cara mais devassa do mundo e me disse: Daqui pra frente você assume o comando.rnNão tive dúvidas do que ela queria naquele exato momento... Enfiei o pau no cú dela!rnEla esboçou um gritinho, olhou pra minha cara e disse: como é que você sabia que eu queria fodida no cú?rnSorri pra ela e enfiei o resto do pau pra dentro... Ela me apertou tanto que me marcou com sua unha.rnEra tanto tesão que não demorou muito eu já estava gozando em seu rabo... Mas estão pensando que eu tirei? Negativo.rnDeixei-o dentro e continuei com ele meio mole fazendo movimentos dentro do seu rabo. Foi quando ela olhou-me novamente perguntando-me se queria mais? Falei que o normal era dar um tempinho para ele se recompor mas devido ao tesão daquele momento eu não queria parar... Ela empinou mais ainda a sua bundinha e começou a rebolar, alternando com empurradas para trás fazendo com que o meu pau ressuscitasse rapidamente. Continuei comendo aquele cuzinho que já estava pra lá de aberto e melado devido a gozada que tinha dado dentro dele. Ela foi virando de bruços e pedindo que eu ficasse sobre o corpo dela. Abri um pouco as suas pernas coloquei uma das mãos em sua xaninha e fui acariciando-a e metendo no seu cú ao mesmo tempo. A Índia começou a gemer um pouco alto, pedindo que eu enfiasse e tirasse bem lentamente o pau de dentro do seu cuzinho que ela ia gozar rapidinho... Ela gozou muito gostoso, pois seu cú latejavam de tesão naquela hora. Quanto a mim, por estar demorando muito para chegar ao ápice do sexo, tive que colocá-la de quatro e meter com um pouco mais de força fazendo com que ela gritasse sem saber se era de dor ou de tesão... Sá lembro que ela me xingava de F.D.P e que estava esfolando ela toda mais não queria que eu tirasse o pau enquanto eu não gozasse de novo dentro do cú dela... Bem nessa hora percebi que tinha uma mulher de uma casa de trás que estava nos olhando, sá não sei por quanto tempo ela estava ali. O que eu fiz? Não parei sá de sacanagem... Deixei ela ficar assistindo toda aquela putaria. Enfim consegui soltar alguns respingos de gozo! O meu pau mais parecia um monstro de tão inchado e esfolado que tava. A Índia caiu ali mesmo deitada sobre a cama improvisada que fiz para aquela foda maravilhosa que tivemos.rnrnA vizinha que estava olhando da sua janela, descobri que ela era mulher de um sub-delegado da polícia civil. Toda vez que me via me olhava de um jeito que me assustava, mas eu nem ficava olhando porque aí já era abusar demais da sorte!!!rnrnQuanto a Índia. O cara dela levou-la para a favela onde ele era o gerente-geral. Fiquei um bom tempo sem vê-la. Certo dia ele apareceu na área com mais um outro cidadão de cara fechada. Estava eu e dois amigos conversando numa ponte, quando avistei ela saindo do carro com uma cara de choro, me olhando seriamente e fazendo soar mímica de seus lábios "vai embora...Vai embora". Ele falou com os dois que estavam comigo e sá me olhou com um ar de riso como se estivesse falando: Vou te matar seu F.D.P.rnrnEla pediu que uma conhecida fosse lá em casa me avisar que ele tinha descoberto e que o outro cara que estava com ele iria me matar... Olha a merda!rnrnIsso quase aconteceu depois de muito tempo, mas por razões que não vou descrever aqui, posso apenas dizer que Deus não queria isso pra mim, pelo menos naquele dia.rnrnDepois disso as coisa mudaram muito:rnO cara morreu;rnO outro sujeito está preso acusado de um bocado de mortes;rnFiquei com ela por uns três meses mas não deu certo devido a muita fofoca.rnDevido a essas fofocas brigamos feio e até hoje não nos falamos. Mas não tenho nada contra ela não!rnrnHoje ela mora bem distante, tem filhos, é casada e atualmente está em uma igreja.rnrnE eu casei, tenho um filho e muita histária pra contar...rnrnBoa noite!rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


a primeira vez com homem casadov¨ªdeo porno lambendo o saco do cara?contos/o cu da sogra era virgemminha esposa e o porteirocontos dando pra um sessentãocontos erotico pego no flagramulher gemeno danca de calcinha gemendoTraicao minha namorada safada vendo pinto dele contosContos de putas safadastrai no cafe da manha contocomeram meu cuzinho conto gaycontos eróticos satisfazendo as fantasias do maridodepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãocomendo e sendo comido por hipermegadotadocontos podolatria irmacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto guri pirocudo na punheta2paus nu mesmu buracucontos comi a internadaminha irma seu cu cheiroso contosDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãovídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandoContos eróticos Seduzi o Motoqueiro bunda Grandecontos eroticos sou coroa viuva e dei minha buceta pra um muleque roludoo dia em que passei a amar zoofiliaContos eroticos perdendo a virgindadecontos eroticos seduzi meu cunhado e tomei sua porraComto erotico picanti de Padre lanbendo xanameti minha esposa no porre contoscontos-pego teu pau e coloco no meu cuzinhoenteadinha contostravesti linda barriga de tanquinho gostosa metendo vídeo liberado metendo gostoso peitudacontos eróticos escrava sexuais incertosamba porno zoo conto de incestosou puta e pratico zoofiliacontos calcinha da minha tia coroacontos eróticos com mulher q usa vestido coladocoroa deito e pediu pa enfia devagarsinho nu.seu.cucontos d flanelinhas fudendo pesado com mulherescomo arrombar um cu virgem ticaconto minha enteada dormiu com a bunha pra cimamulher massagista escorregar o dedo na xota da clientedepilano a buceta dela io cara comi elacontos pornor cunhado picudocadela piscando em uma metendo picaminha sogra/contoxoxotao capusaocontos eroticos esfreguei um bundão gostosocontos reais eroticos na formatura casaispolicial revistando afeminado videosgay gaycontos eroticos chupadafui comer acabei dandocache:9sPphOOPSSEJ:https://idlestates.ru/m/conto_2200_corno-manso-e-viado.html contos eróticos tomei chute no sacoa tia gorda contos eroticoshomen dando cu para a gradeuporno com.negp mulher sobe eu sima deleconvenci minha esposa transa com nosso caomeu pai adora ser puta na camaconto eroticocontos eróticos com esposa pedindo merda na bocaContos gays estrupados na obraler contos pornô de i****** pistola gostosa do meu filhopodendo com a sogracontos eroticos de teen com coroasTransei com minha quando agente brincavacomendo cunhada asm que minha mulher saicontos erotticos gay fui passear naa casa de minha madrinha e comi o cu de um meninnooconto mamae da buceta grande e cabeludagarotada vem bucetinha pela primeira vezconto a velha bundudafilmadora dentro da vagina enquanto gozagozando pela primeira vez conto gayfilhababandopaucarnavaldeputariascabacinhocontoseroticoxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negracontos deu o cuzinho por um celularminha sogra foi estuprada e gostou contosrelatos comi a gorda na marrasobrinha teen durmindo de shortinho curto e tio taradao nao resisteconto erotico gay: meu amigo japa dotado rasgou meu cuConto a tia vadiacottos. curmir minha enteada novinhacontos putinha caralhudo corno chupacontos sexo.eu meu sogro sogra