Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI MINHA QUASE IRMÃSINHA

[Este é meu primeiro conto relatado, espero que gostem]rnOlá, primeiramente irei me apresentar, me chamo drico (fictício), moro numa cidade no Rio de Janeiro, Região dos Lagos e o conto que irei relatar aconteceu com a minha "irmãsinha", tenho 17, sou branco, cabelos castanhos, corpo sarado pois faço academia e um pênis de 19 a 20 cm mais ou menos, nunca parei para medir, mas enfim. Uma amiga da minha mãe que por sinal é amiga minha também, que tem 19 anos e se chama driele (fictício) foi passar uns dias lá em casa pois tinha acabado de chegar do rio e não queria ir pra casa, minha mãe que por sinal é bem libeiral deixou ela ficar lá em casa e disse que ela era minha irmãsinha e que eu não poderia abusar dela, mal sabia minha mãe que já tinha tido relações sexuais com ela antes, mas nada muito intenso e até onde sei minha mãe nunca soube de nada, ela é uma baixinha tipo mignon, peitinho médios bem redondinhos, bundinha média redondinha, baixinha e parece não ter fundo rs, ela sempre ficava no meu quarto comigo pelo fato do computador ficar aqui e sempre ficavamos conversando, neste dia ela estava de sobretudo e minha mãe estava em casa, ela estava deitada na minha cama, esperei minha mãe sair de casa e resolvi sair do computador já com segundas intenções e perguntei se ela queria entrar, ela disse que sim e ficou utilizando-o, fiquei deitado esperando ela acabar de usar, não deu outra, pouco tempo depois ela saiu e deitou ao meu lado, eu como sempre fui paciente comecei apenas acariciando seu pescoço com calma mas muita esperteza, e perguntei a elarn- Não está sentindo muito calor com esse sobretudo ?rn- Não, por que ?rn- Tira isso cara, tá muito calor !rnAcho que ela já sábia o que eu estava querendo e também queria, sem questionar ela foi e tirou o sobretudo e colocou ele em cima do cabide, deitou-se novamente ao meu lado apenas com um shortinho curto que ela usava por baixo e uma blusinha regata, assim que ela deitou, voltei a fazer carinho em seu pescoço e fui descendo a mão bem devagar como se estivesse deslizando pelo peso, cheguei práximo a blusa dela e já fui colocando a mão em seu peito, ela demonstrou reação parecendo que iria tirar a minha mão mas quando viu que já estava com a mão neles, deu um suspiro e não ligou pra situação, ambos calados fui tirando a blusa dela e o sutian, comecei a alisar seu peito agora sem blusa e sem sutian, apás um tempo ela veio me beijando, coisa que já estava esperando pois prefiro provocar e esperar que a pessoa se entregue,sem demoras já fui logo tirando o short dela e deixando a nua pois estava sem calcinha por baixo, fui alisando sua buceta que estava lisinha e parecia que tinha raspado esperando aquele momento, fiquei de joelhos na cama, puxei ela pelo cabelo e já vim a trazendo para começar a chupar meu pal e dissern- Vai sua puta, chupa com vontadernela sem reclamar ou diser algo já foi chupando com uma vontade louca que nunca vi ninguém fazer igual, de vez enquando tirava o pal da boca dela e esfregava em sua cara e a chamava de puta, piranha e cachorra e ela cada vez mais ficava louca e chupava com mais vontade, empurrei a de costas na cama e já fui colocando com carinho meu pal na bucetinha dela e fui dando umas estocadas devagar e fui acelerando, ela começou a gemer baixinho no meu ouvido, parecia que queria me provocar e eu ficando cada vez mais louco com a situação e ela dizendorn- Vai, vai, vai drico, me fode, tá muito gostosorn- tá gostando sua puta?rn- to amandornquando eu ia gozar, tirei meu pal de dentro da buceta dela e a puxei pelos cabelos e gozei dentro da boca dela e dissern- Engole tudo sua puta e fica de quatrornela sem reclamar já colocou meu pal na boca e começou a engolir toda minha porra, a coloquei de quatro e comecei a foder sua buceta de novo com vontade e cada vez ela ia gemendo mais alto, dava cada tapa na bunda dela que parecia que estava com raiva dela e ela cada vez dava gritos mais alto, quando fui gozar de novo tirei meu pal de dentro da buceta dela e já puxei a pelo cabelo de novo gozando tudo dentro da boca dela novamente, e fiz isso mais uma vez gozando ao total 3 vezes dentro da boca dela e ela me disse que já não aguentava mais transar ai resolvi parar, esse foi apenas uma das várias relações que tive com a driele, depois relato outros contos pra vocês.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


assistir porno suportavel 5minmenininha contos eroticoscontos eroticos. traicontos comeu cuzinho dormindoComendo o cu da tia e ela chorando e se cagando em contos eroticosesposinha submissa apanhando na bundaSou casada a muito tempo e amo muito mesmo meu marido mais acabei traindo ePasseio de lancha com um coroa conto erotico contos eroticos fui fodida feito vadia puta e chingada de vadia pel meu primo e tiocontos eroticos pauzao do papaiconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu paucontos erotico viciadinha em chupa picaConto minha mae ceicha eu chupar sua becetaconto pai por favor mim enxugahomens delirando de tesão com um pau enterrado no rabomeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazerporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetacontos eróticos dezoofilia menina mora no sitio real amadocontos eróticos dezoofilia menina mora no sitio real amadoquelegal vouponhacontos erotico uma buceta peludacontos erótico de casada bi certinhacontos eroticos domia ele cospi nu meu cucontos da minha mulher tomando banhoprofessor de natação metendo a vara na colegaminha irma pediu pa coloca bem devagarcontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frenteEu e meu ex primo viuvo conto eroticocontos sou puta e insaciável por rolahttps://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlporque cavalos tem pirocãocontos eroticos de enteada que transou aos cinco aninhos com padrastoContos comi a mulher de amigo bebadaContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paina viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contoconto bricano com o primho de esconderana roludo cenfo cu da coroadou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosninfeta chupa buceta e cospe a goza com nojocontos eroticos de rabo inocenteConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestowww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhaContos Eróticos abusada todos os dias por estranhoscrente viciada em engolirrelato eróticos violênciacontos travesti que sai leite dos peitosna frente a mamãe motel sábado padrastocomeu mae e enteada contosContos eroticos de travestis tarados.conto minha cunhada e sua amigaconto gay daniel e murilo me.comerammeu avô rasgou minha bucetadistraida de calcinha mostrando os pentelhodando o cu contoscontos eroticos gay meu tio de dezenove me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos exibicionista sobrinhoconto - so cabia um dedinho na bucetinha delaxvideos minha matrasdo nu meu quato sexofui penetradominha mulher dormindo nua,vi o rombo no cu delacontos de coroa com novinhocuzinho de entiada contos veridicoContos erotico menina de nove anos no bosqueconto erótico chupa greloconto incesto gay peludoContos eroticos dinheirocontos picante de casada sem calcinhacache:http://idlestates.ru/conto_5928_sou-julietana-van-levei-uma-surra-de-rola.htmlcontos flagrei minha irmã e seu filhocontos com fotos flagrei meu marido com a viúva do vizinhocontos cunhada crentefodo meu sogro todo dia com meu pauzao contocontossexo minha mulher negro pausudocontos eroticos dentro do escondido no guarda roupascontos eroticos amiguinhascontos tiachupa roladeu o c* não aguentou o cilindro