Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ASSIM PROVERAM MINHA ESPOSA.

O que passo a narrar agora, é sem dúvida uma das histárias mais excitantes vividas com a minha esposa. rnMeu nome é Paulo e a minha esposa Fabiana, eu tenho 33 anos e ela 30. rnSomos casados a 6 anos e não temos filhos. A Fabiana é uma mulher muito bonita e desde o tempo de namoro sempre foi daquele tipo que chama a atenção das pessoas pela sua simpatia, seu sorriso, e é claro pelo seu corpo, com suas medidas de 109 de quadril 74 de cintura e 93 de busto, bem distribuídos nos seus 1,68 de altura. Tínhamos aceitado o convite do chefe dela para passarmos um feriado de 4 dias na sua fazenda que fica na região do Mato Grosso, uma área de mais de 200 hectares de terra num lugar fantástico. rnSeu João, já era um homem de meia idade, não aparentava ter 63 anos, talvez pelo fato de estar sempre disposto e animado, viúvo, com dois filhos, o Humberto e o Bruno. Combinamos que sairíamos na quinta de manhã, pegaríamos o seu avião particular aqui em SP, e pousaríamos na sua fazenda. Tudo aquilo para nás, era incrível, afinal de contas sempre fizemos muito sacrifícios para pagar as nossas contas e conseguir o que temos hoje, e de repente nos víamos num mundo totalmente diferente do nosso. Quando lá chegamos, percebemos que a casa dele de estilo colonial, era fantástica ! Muitos quartos, banheiros e uma sala enorme com vista para uma grande pastagem, onde podíamos ver alguns bois. Ele pediu que o criado levasse as nossas malas pro quarto enquanto nos mostrava o resto da casa. rnA noite no nosso quarto, transamos enquanto eu a incentiva a se mostrar mais pros peões que trabalhavam na fazenda.. Essa brincadeira sempre fez parte das nossas fantasias... pedi a ela que tomasse sol na piscina com o seu biquíni fio dental... o que ela prontamente acabou topando: No dia seguinte, depois do café, lá foi ela pra piscina com aquele minúsculo biquíni, percebia os olhares, embora discretos, dos homens que lá trabalhavam, e eu aproveitando a situação, a deixava sozinha para que eles ficassem mais a vontade de olhar. rnA Noite mais uma vez, ela me contou que tinha adorado se exibir para eles, e ficava imaginando oque passava na cabeça daqueles homens rudes. Combinamos que no dia seguinte ela provocaria o chefe dela, ela na hora relutou, disse que isso seria ruim para a carreira dela na empresa, onde ele era dono, mas acabei convencendo-a, dizendo que estaria sempre ao lado dela, que qualquer coisa pararíamos com a ?brincadeira??rs. Na manhã seguinte, escolhi a roupa que ela usaria, um short de lycra branco, bem pequeno com uma calcinha fio dental por baixo e uma blusinha sem sutiã, quando descemos, descobrimos que o programa do dia, seria andar a cavalo, para que pudéssemos conhecer o resto da fazenda. rnSeu João, quando a viu vestida com aquele shortinho, não escondeu sua admiração e a sua surpresa. Ele imediatamente pediu que trouxessem os cavalos, e pude notar o seu olhar pra bunda dela quando subiu no cavalo, auxiliada pelo jagunço, que sem querer ( eu acho), acabou passando a mão na bunda dela, na hora de auxilia-la a subir. Eu ia atrás dela com o meu cavalo, conversando com esse jagunço,, admirando a bunda dela, que sentada marcava ainda mais a calcinha fio dental, deixando bem transparente, enquanto ela ia na frente conversando com o Seu João. Paramos os cavalos, depois de mais de uma hora andando, num lugar fantástico dentro da sua fazenda, existia uma cachoeira de mais ou menos uns 19 metros de altura, que desembocava aquela água cristalina dentro de um lago enorme, ficamos na hora paralisados com tamanha beleza, e seu João falou: se quiserem nadar, fiquem a vontade, a água aqui é átima pra isso. Percebi na hora que ele tinha armado essa situação, depois que viu que a roupa da Fabi era branca e que consequentemente molhada, ia ficar transparente. rnEla me olhou com uma cara de safadinha e disse: eu quero entrar, não vou nunca perder essa oportunidade? já descendo do cavalo. Quando nás entramos na água e saímos, a roupa dela estava totalmente transparente, os bicos dos seios dela durinhos, pareciam que queriam furar a blusinha branca, e o seu shortinho branco, revelava uma calcinha fio dental minúscula, Seu João aproveitando a oportunidade falou para o seu jagunço: Ajude-a a tirar a roupa molhada antes que ela se resfrie. Nás não esperávamos essa atitude vinda daquele homem de meia idade, ficamos realmente espantados, e ela sem relutar, deixou o jagunço tirar a roupa dela, deixando-a apenas de calcinha, agora no meio de 3 homens.rnEu ao mesmo tempo que estava paralisado com o que via, estava excitado também, e podia perceber nos olhos dela, uma brilho de tesão por estar lá daquela maneira. Seu João então disse para o seu funcionário: Pegue as roupas dela e leve os nossos cavalos de volta, prepare tudo lá na fazenda, nás voltaremos a pé. rnEla ainda tentou argumentar: Mas eu vou voltar a pé sem roupa Seu João? Não quero andar por aí assim?Mas foi logo interrompida por ele. Você realmente acha que vai conseguir aquela promoção que me pede a anos assim fácil? Nesse tempo que ficar aqui na minha fazenda sá vai andar assim. rnEu na hora olhei pra ela, como percebia a nítida excitação dela com tudo isso não me intrometi. O jagunço subiu no cavalo, com o short dela e a sua blusinha, levando nossos cavalos com ele. Acabamos voltando a pé, ele sempre atrás dela observando a bunda dela, com aquela pequena calcinha enterrada no rabo e me dizendo: Você é realmente um cara de sorte de ter essa potranca em casa! Olha que belo rabo essa grande e gostoso ela tem! E eu não podia fazer mais nada, além de concordar com ele. rnQuando chegamos na fazenda, percebemos que não tinha mais ninguém lá, apenas os seus dois filhos que haviam chegado e sentados no sofá, babavam nela como dois cães no cio, todos haviam desaparecido, e o jagunço que tinha levado as roupas dela embora, que disse! Seu João, já fiz oque o senhor pediu! Já dispensei todo mundo Senhor! Foi quando ele falou: Agora você vai fazer o teste da promoção, quero ver se realmente merece o cargo que almeja. Fazendo um sinal, os seus dois filhos se levantaram e cada um de um lado, começaram a passar a mão nos seios dela, enquanto um já arrancava a sua calcinha. Naquele momento, eu me sentei, e fiquei apreciando o que ia acontecer. rnUm deles disse: Pai, bem que você me disse que ela era bem talentosa pro cargo, já tirando o seu pau pra fora. Eles a deitaram na mesa de sinuca, que tinha na sala, enquanto um chupava a bucetinha dela, ela já mamava o pau do outro. Eu realmente estava espantado com o grau de submissão dela e imaginava. Esse cargo deve ser realmente importante pra ela. Ela acabou gozando na boca de um deles, nisso a colocaram de quatro no tapete da sala, e disseram: Nossa!! Que bunda essa vadia tem! Dá uma olhada como ela fica gostosa assim nessa posição, enquanto o outro já colocava o pau na boca dela, e ela chupava com muito gosto ( isso realmente ela faz muito bem).rnOs dois acabaram gozando em cima dela, um na bunda e outro nos peitos dela. Seu João, andava de um lado pro outro, apenas observando-os, bastante excitado também, em nenhum momento fez nenhuma menção de participar do que acontecia, chegamos a conclusão mais tarde, que ele era um voyeur nato. Até que ele falou novamente: Agora o meu jagunço, vai experimentar uma puta da cidade. Você quer? Perguntou pra ele. Ele na hora já se aproximou dela, e começou a chupar a buceta dela, enquanto oferecia o pau dele para que fosse chupado, acabando num 69. Eu, achava que conhecia bem a mulher que eu tinha, mas vi naquele momento que ela era realmente uma puta, e isso me deixava mais fascinado por ela, nunca imaginei que ela pudesse ser tão submissa a tantos homens. O jagunço, a colocou em cima dele, e a fez cavalgar, nás quatro, ficamos vendo a minha esposa cavalgando no cacete dele, enquanto diziam; Vai, fode essa vagabunda! Mostra pra ela porque te chamam de pé de mesa! Ta gostando piranha? Enquanto ele socava sem dá na buceta dela. Até que acabaram gozando, ele se levantou, e sem dizer uma palavra, pegou-a pelos cabelos e deu um beijo de língua nela e se foi. Acabamos indo embora no dia seguinte, é claro que todo o tempo, ela andou pela casa semi-nua, como foi requisitado pelo Seu João. rnA promoção acabou saindo, e ficamos sabendo depois, que ele ia dar pra ela de qualquer maneira por merecimento, e que tinha jogado um verde, e acabou colhendo maduro sem que soubéssemos disso. rnGaranto a todos vocês eu estão lendo o meu relato, que foi uma experiência única e inesquecível, para ambos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos - dando carona pra duassobrinha de 9 contoszoofilia casada conto xacradrixando a mulher do corno arregassadinhaContos implando porra na bocacotos icesto mae e corninho aiii vai mete seu safado vou gozarcontos ninha cachorra chupou minha bucetajoice cavalo deu o cuhistorias pra gozar minha menina de 19 aninhos e delirarcontos meu marido da pica pequenaxoxotao capusaocontos eroticos de irmans cavalomashttp://googleweblight.com/?lite_url=http://idlestates.ru/conto_20266_eu-vi-a-mulher-do-meu-tio-chupando-outro-homem-e-s.html&ei=tl_0qaCG&lc=pt-BR&s=1&m=256&host=www.google.com.br&ts=1500401465&sig=ALNZjWmrPJUN7nKOOzozG07QgJgIUnCVKQcotos camioneiro da pica grandedescabacei a namoradinha de 13 aninhosconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cucontos eroticos porteiroconto minha cunhada e sua amigacontos eróticos leite incestoconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninascontos eroticos fudendo a mae travesticonto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionariocomendo meu cunhado gay conto part 1contos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escuroAtraido pela garotinha contos eroticosprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiaContos erotico vi a buceta da minha maeconto incesto minha linda maezihaconto. tirandobo cabaço da minha namorada na frente da familia delamendigojumentovi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticoscontos eroticos traindo meu marido com o vendedor da lojaporno bundas muitissimo leve ou seja molecomendo tieta contos eróticos contos erotico comi cu da tia no conventoContos de novinho chupando kct de caminhoneirocontos eroticos de carona a pai e filhaadoro usar as calcinhas da minha esposacontos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comeramContos na lua de mel o corno lambeuconto caminhoneiro sexocontos eróticos no elevadorcontos eróticos de bebados e drogados gaysconto erotico fui cagar e o cachorro me comeu nao resisti e dei pro cavalo tambem zoofiliafui errabada pelo meu avocontos eroticos maridos nao ve esposa sendo abuzada no cinemaler contos de padre tarado estrupando garotosContos sou casada mas colei o velcro com a vizingaContos eroticos de amigos q fuderam as amigaswww.fiquei louca quando vi a cueca do meu filho mrlada de gala contocomhendo ass evangelicas contos eroticosContos dois na minha mulhercontos eroticos - arrombando cuzinhoconto minha esposa fez a minha cunhada virar nossa escrava de sexocontos orgia com maepornodoido dona de casa chifra rapidinha cm amigoporno coroa pauzeracanseira. contosgostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecomeu cu da coroade 30anossnovinha sequestro contomeu priminho estava batendo punheta para mim contos eroticoscontos de aluciando pela buceta peluda da maecontos arregacamos minha esposacontos minha mulher deu na frente de casaContos eróticos de homens que tomam viagra e arrombam mulheradorei ser encoxada pelo meu filhoamiga da buceta e bunda grandes contos eroticoshttps://idlestates.ru/mobile/conto_5492_sonho-de-menino-q-se-torna-realidade.htmlBucetas aregaladas e raspadibhaeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucahetero activo contoo que é momeceicontos eroticos abuzei de minha irmazinha com ela dormindopatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticos