Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHAS LOUCURAS COM TITIA PARTE 01

Olá a todos, vou contar o que aconteceu comigo em uma época da minha vida em que que perdi muitos preconceitos e rompi várias barreiras do que se julga certo ou errado.rnPois bem, não sou lindo, não tenho um pênis enorme, apenas 19 centímetros, ná época tinha 20 anos, minha idade hoje não é importante.rn ... Um dia normal, um sábado, final de expediente do turno da noite na fábrica de peças, bati meu cartão e fui para casa sá pensando em tomar um banho, comer alguma coisa e descansar. Cheguei no apartamento às 07:40 e encontrei meus pais conversando em volta da mesa da cozinha. Cumprimentei os dois e já fui para o banheiro e comecei a tirar o uniforme e os agasalhos, pois era mês de novembro e no Japão faz muito frio nessa época (isso mesmo, tudo que vou contar se passou durante um tempo em que estive no Japão) tomei meu banho, fui para a mesa e comecei a tomar café enquanto conversava com meus pais e durante a conversa descobri que uma tia e um primo que não era o filho dela também viriam para o Japão e iriam ficar uns tempos no nosso apartamento até encontrarem um emprego e um apartamento para eles. Até aí tudo normal, já conhecia essa minha tia e apesar de termos convivido pouquíssimo tempo juntos, sempre tivemos um relacionamento normal e sempre houve o respeito entre nás dois, nem imaginava o que iria acontecer entre nás, mas...rn O tempo passou e logo em uma noite cheguei em casa e ao passar em frente a um dos quartos ví meu primo dormindo, era um rapaz bem apessoado de 26 anos, não ví minha tia e ao perguntar para minha mãe onde ela estava fiquei sabendo que ela estava tomando banho. Fui para meu quarto e como o apartamento era pequeno e as paredes finas logo ouvi uma voz que conhecia mas que a tempos não ouvia. Saí do quarto e olhei para ela, uma loira de 1,55m de altura, cabelos na altura dos ombros, seios de tamanho médio, bumbum proporcional ao corpo, se bem que os agasalhos não mostravam muitas curvas, ela já tinha seus 40 anos, porém ainda estava muito bem. Nos cumprimentamos normalmente, conversamos um pouco e logo estávamos todos dormindo. Como meu primo já estava dormindo no quarto menor ela ficou no meu quarto, dormimos e o tempo foi passando normalmente.rn Em um domingo ainda de frio, porém um frio suportável, resolvemos sair, fomos para uma cidade maior onde havia várias lojas e na parte da tarde aconteceram algumas apresentações de dança e durante uma dessas apresentações, sinto minha tia chegar por trás de mim e aos poucos me abraçar. Nada de mais aconteceu, porém, anoite depois de voltarmos para casa, o frio aumentou e ela estava dormindo no chão e eu na cama, então ela se deitou ao meu lado e assim dormimos na mesma cama, mas sem nada de anormal.rn Por mais que nada tivesse acontecido, fiquei apreensivo, será que aquela mulher que mal havia convivido comigo estava me dando mole? Ela era minha tia, e se fosse sá coisa da minha cabeça? Resolvi deixar de lado.rn A noite na segunda ? feira cheguei em casa depois do serviço e resolvi que iria testar aquela mulher. Pouco antes de dormir, ela estava deitada no chão e eu perguntei se poderia deitar com ela dizendo que naquela noite era eu que estava com frio. Ela aceitou sem hesitar, então deitei com ela, apagamos a luz e começamos conversar quase que sussurrando e de repente no meio da conversa, decidi falar que era melhor voltar para minha cama, ela perguntou por que e eu respondi que era melhor ela não me colocar naquela situação e ela respondeu: rn -Coloco sim, e agora quero saber por que.rn - Porque se eu continuar aqui posso acabar fazendo besteira.rn - Que besteira?rn Então ficamos em silêncio e nossos lábios acabaram se encontrando.rn No outro dia não falamos sobre o que tinha acontecido, mas conforme a semana foi passando, começamos nos aproximar mais e os beijos passaram para abraços e alguns amassos por cima da roupa, isso até sábado.rn No sábado não trabalhei e fui na academia e voltei perto do meio-dia e logo depois do almoço deitei e dormi. Acordei por volta das seis da tarde e do meu quarto ouvi meus pais e minha tia conversando então resolvi levantar. Logo estávamos no meu quarto e ela como já tinha bebido algumas cervejas, tomou coragem para conversar sobre o que estava acontecendo, mas ela tava falando meio alto e achei que meus pais poderiam ouvir e resolvi chamar ela pra sairmos dar uma volta de carro. No carro nás conversamos bastante e resolvemos tentar viver aquela loucura, mas com a condição de que iriamos ir devagar na parte do sexo, mas assim que chegamos em casa e deitamos, já começamos nos agarrar, ela me beijava, eu passava as mãos pelo corpo dela, apertava os seios, as coxas, pegava na bunda dela e ela também me apertava, me arranhava e ao mesmo tempo comecei a masturba-la e ela se segurando pra não gemer, então comecei a chupar os seios dela e morder os bicos bem de leve pra depois passar a língua bem de leve e ouvir ela ofegante. Então de repente ela segurou meu rosto e perguntou ? é isso que você quer mesmo? E eu respondi que sim e ai ela me fez deitar de costas, tirou minha cueca e já veio sentando no meu pau, mau senti a cabeça do pau encostando na buceta toda molhada e ela já foi soltando todo o peso do corpo sobre mim e meu pau deslizou até o fundo da buceta dela. Ela ficou um pouco parada e logo começou a mexer o corpo rebolando bem devagar e foi aumentando a velocidade e eu louco de tesão, já tava quase gozando então ela começou a morder os lábios, o corpo dela foi estremecendo e senti a buceta dela latejando e então gozei junto com ela.rn Então lembrei que tava sem camisinha e me preocupei, mas ela logo me acalmou dizendo que depois de ter o filho dela ela teve um problema no útero e não podia mais engravidar, aí fiquei tranquilo, porque além de ser uma loucura o que estávamos fazendo nem precisávamos nos preocupar dela engravidar.rn Por hoje é sá, mas ainda tenho muita coisa pra contar, porque depois dessa noite, as coisas sá esquentaram. rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto casada vira cadelaeu estava louco pra chupar atravesticontos agora ela so quer se for com duas picas  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  selma melando a pica de cocorconto erotico perdi minha namorada virgemconto de botei a minha irmã bem novinha pra chora com a pica grande no cu virgecontos erotico viajando com paiContos esposas se peidandoconto real espiando no buraco casal sexo chacarana viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contocontos corno humilhado beija péscontos eroticos presidiocontos eróticos de lésbicas tirando a virgindade das outrasContos eróticos irmã peludaconto meu amigo espiando minha esposaconto eróticos putinha da famíliaContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposapriminho tesudinhoencoxadas no aperto contosconto erotico peguei meu pai fudendo a mamaeempurando devaga no cu 30cContos eroticos submissa do amigo do paicontos eroticos de novinhos madrinhasconto erotico fui cagar e o cachorro me comeu nao resisti e dei pro cavalo tambem zoofiliacontos eroticos comi a irmazinhacontos eroticos dona zefacomo se comportar na primeira transa com colega de trabalho conto erotico vadia puta bucetagreluda se masturbando com seu cão no quartoContos eróticos fim de ano genrocontos eroticos traindo marido na Salameu irmão me convenceu contosdeu sonífero para comela prnoconto guey jogador chupa adversário no vestiáriocontos eróticos virei marido da minha irmãcontoerotico.com/descabacei a ladracontoseroticos comia minha esposa fantasiando a cunhadacdzinha feminizadacontos eroticos travesti sendo estrupadacontos eroticos cornosContos eróticos entre parentesmeu padrinho me comeu quando eu era menina aindaFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contosmeu novo macho conto gaycontos eroticos de sogro no dia chuvosocontos erotico com minha sobrinha mais novameu policial chupou meus seioscontos eroticas eu e minha amiga fomos fodidas por um preto caralhudomeu pai olhava pelo buraco na parede do quarto dele pro meu e se masturbavacontos lebiscos buceta com bucetascontos eroticos comendo o cuzinho da minha esposaconto eu e minha babaQualquer coisa agreciva por sexo incesto contosesposa sem calcinha na pescariatitiocolocadevagarcontos eroticos nos clubes de caldas novas casadas traindocontos eroticos vizinho me pegou shortinhoSonifero para os meus pais abusei de mamae contocontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porrainfermerinhas danao a buceta aus passienteconto meu vizinho travesti comeu meu cucontos incesto o cofrinho da mamaecontos eroticos minha baba dormindocontos incertos porno travertiConto gostoso picante paiconto porno eu meu marido e o sogrocomo chupar o pau do meu marido e fazer ele gozar lejeiro e gemer mais que tudocontos de coroa com novinhometendo na barba de shortinho atoladonovinha viuva sem ver um pau por varios dias se assusta ao ver o do sobrinhocontos d cachorros mamandoconto esposa e nua e sobrinhoporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtirmamae levou meus amigos pra acampar contos eroticoscunhado comendo cunhado cumendo cunhada até ela peidaro lekinho putinha da turma conto eroticovideo safadecaNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos contos convenci minha avo velha a fudernoiva tarada melando o pau do noivocontos eroticos meu genro se vestiu de mulherConto minha mulher cuida do paiContos casado com travesti mas ele fudia com todos d familia