Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

REAL, COMO PERDI MINHA VIRGINDADE!!!

Bom, esse é o primeiro de milhares de contos que irei escrever,.... então vou contar o que realmente aconteceu comigo desde a primeira transa assim vocês me conheceram totalmente....rsrsrsrnSomente vou trocar os nomes das pessoas envolvidas ok.rnMas primeiro vou me apresentar, meu nome é Marcello, hoje tenho 34 anos, sou de São Paulo-SP, mas tive uma criação no interior de SP, tenho 1,78 e peso 75 kg, como gosto muito de praticar esportes, acaba que tenho um corpo bem definido, mas não sou bombado, tenho cabelos castanho claro e tenho olhos que no meu entender são verdes, mas todos acham que são azuis, enfim...esse sou eu...rsrsrsrnDesde pequeno sempre gostei de aventuras e fui muito precoce, muito novo, já brincava de médico passando a mão no corpo das meninas e até dos meninos com certa malicia, sou heterossexual e nunca tive relações com outros homens, mas como disse sou aventureiro e ?nunca diga nunca? apesar de eu nunca ter sentido vontade ou curiosidade de me relacionar com um homem, tenho uma mente muito aberta, acho que no sexo vale tudo, adoro ver um casal transando....rsrs... tanto a mulher se entregando quanto ao homem se satisfazendo.rnBom, mas vamos lá, vou contar minha primeira vez...rnEu devia ter uns 19 a 19 anos e como eu disse vivia viajando para o interior para a casa de meus avás, a casa era grande e ficava em um terreno enorme, assim na parte de traz da casa existia uma edícula que foi arrumada para receber um casal que eram irmãos da minha tia casada com eu tio de sangue, ou seja eles não eram meus parentes de sangue mas sim, de coração seu nomes eram Karen e Marcos(fic) rnMarcos era um senhor de seus 60 anos e bem ?xucro?, já Karen era uma mulher de seus 45 anos, muito bem cuidada, pernas fortes grossas e definidas, não era muito magra, tinha seios grandes uma pele bem clara, cabelos bem preto escorrido e compridos, o que chamava muita a atenção era sua boca, uma boca carnuda e grande com dentes bem brancos e bem cuidados, seus lábios eram maravilhosamente bem desenhados e tinha uma bunda LINDA e um quadril maravilhoso.rnUm certo dia Marcos sumiu, ficamos sabendo que ele tinha se mudado para outro estado junto com uma mulher que não sabemos quem era ou como era, assim Karen continuou morando nos fundos da casa dos meus avás sozinha pois ela não tinha filhos.rnJá com 19 anos eu, alem de muito curioso, sempre fui muito hiperativo, falava e conversava com todo mundo assim comecei a ir na casa de Karen, pois ela ficava muito sozinha já que tinha vergonha de ir na casa dos meus avás, eu adorava,... ela era muito bacana, e outra ela fumava e deixava eu dar uns traguinhos escondido da minha mãe rsrsrsrsrs.....assim conversávamos sobre tudo, coisas que jamais falaria para meus pais e acho que isso me atraia cada vez mais para sua casa, quando vínhamos embora para SP eu ficava doido para voltar e contar todas minhas aventuras para ela e assim ouvir as dela...rnConversávamos sobre tudo, as garotas da escola, os caras que ela saia, fumávamos e até tomava uma cervejinha de vez em quando.rnCerto dia, alguém morreu eu uma cidade práxima eu não sei quem era, mas sei que toda minha família ia no velário e no enterro, assim fomos para o interior alguns dias antes e como eu não queria ir para o velário, pedi para que eu pudesse ficar na casa dos meus avás, já com a intenção de passar o dia batendo papo com Karen. Para minha surpresa, minha mãe me disse que não, pois eles iriam dormir na outra cidade e eu não podia ficar sozinho....mas nesse exato mo mento Karen estava passando para sair para rua e como eu estava insistindo muito minha mãe se virou para Karen e perguntou se ela iria sair e se ela ficaria comigo, Karen olhou para mim, deu um sorriso e disse que sá iria ao mercado mas que voltaria e ficaria comigo sem problemas. Sendo assim minha mãe me passou aquele sermão, dizendo para eu ser educado e não ficar perturbando ela e nem que eu sai-se para a rua...eu quase explodi de felicidade, já me imaginei fumando, bebendo e tendo conversas proibidas igual um ?homem?...Assim que Karen voltou ela trazia uma sacola de plástico com algumas compras e minha mãe tornou a perguntar se eu poderia ficar sem problemas e novamente ela sorriu e disse que sim e foi em direção de sua casa nos fundos.rnAssim que todos saíram vocês já imaginam né ...corri para os fundos e já me sentei no sofá da sala e disse:rn- Karen hoje podemos falar sobre tudo rsrsrs....rnEla sorriu e disse: - É mesmo,.. hoje estaremos tranquilos, mas espera ai que vou tomar um banho pois na rua o sol estava muito quente e eu to toda suada tá,... se você quiser abre a geladeira que eu comprei um monte de coisa, pode comer o que quiser...mas se comporta tenha juízo você é um hominho. rnEnquanto ela foi para o banheiro eu fui até a cozinha e quando abri a geladeira vi algumas frutas e dois pacotes de cerveja, na hora eu quis pegar uma, mas pensei, ?não, eu sou um homem vou ter responsabilidade?...rsrsrs....e resolvi voltar para a sala e espera-la, mas quando passei pela porta do quarto dela, vi que estava aberta e a porta do banheiro tinha uma pequena fresta, dava para ouvir o barulho do chuveiro molhando aquele cabelão, na cama estava sua roupa suja, enrolada em um bolo e dava para ver um pedaço da calcinha usada, não resisti e com meu corpo tremendo e quente puxei a calcinha do bolo de roupas...nossa era linda, não era pequena, mas era uma calcinha de renda branca, observei que estava com uma cor diferente na parte de baixo e quando olhei vi que estava molhada e tinha um cheiro maravilhoso, aquilo me deixou louco, senti meu pau endurecer de uma tal forma que achei que fosse explodir...coloquei a calcinha em cima das roupas sujas e fui em direção da porta do banheiro para espiar ela nua e quando cheguei infelizmente não dava pra ver direito, pois o box era de cor escura e eu sá conseguia ver o vulto dela passando o sabonete em seu corpo.....eu quase gozei ali mesmo...mas alem da enorme excitação eu estava com medo então voltei e sentei no sofá, mas como meu pau estava muito duro e eu estava de bermuda fiquei com medo que ela sai-se e visse eu daquele jeito resolvi bater uma punheta ali mesmo...rsrsrs... eu mau peguei em meu pau e já gozei....nossa foi incrível, quase cai do sofá, melei toda minha mão e fui correndo na cozinha me limpar....quando voltei para a sala, vi que ela já havia tomado banho e estava no quarto, agora de porta fechada e se e trocando.rnSentado no sofá, a porta do quarto começou a se abrir e senti meu rosto esquentar, assim ela saiu com um vestido amarelo até o meio das coxas, descalça e com o cabelo ainda molhado e com um cheiro maravilhoso, então ela veio e perguntou se eu tinha comido algo e eu respondi que não e ela perguntou:rn-Ué não quis nada da geladeira, não pegou cerveja e nem fumou?...então o que você fez de errado?... (e sorriu)rnEu respondi que estava esperando ela e que sozinho não tinha graça, então ela sorriu novamente e perguntou se eu ia quere uma...eu disse claro e um cigarro também, mas não podia me levantar pois meu pau ainda estava meio duro rsrsrs.rnEla voltou da cozinha com duas latinhas na mão e disse que seria sá aquela e que eu não iria fumar e sá dar uns traguinhos no cigarro dela, eu disse que tudo bem. Assim ela sentou em cima de uma das pernas na outra ponta do sofá, e fez uma pergunta:rn-Você entrou no meu quarto?rn-Por quê? (eu respondi de volta)rn-Ué minha calcinha tava fora do lugar e eu senti que havia alguém no quarto...estranho!!!...fala a verdade pra mim, ...pode falar você sabe que agente não tem segredos e nem frescura..(disse Karen)rn-Puts, ta bom vai...eu entrei sim...mas é que eu passei e vi a porta aberta ai fui dar uma olhadinha e vi sua calcinha ai peguei pra ver e acabei olhando você no chuveiro....(respondi)rnEla riu e disse:rn-Como você é bobo o que você viu?rn-Nada...a porta do Box é escura essa porcaria... kkkk (respondi rindo)rn-Ai !!!..seu sem vergonha ...kkkk...o que você queria ver?....e minha calcinha o que tem ela?..(disse Karen rindo)rn-Nunca tinha pegado em uma calcinha na mão é linda e tem um cheiro maravilhoso e claro que eu queria é te ver pelada, mas essa porcaria de box...kkkkk.(respondi rindo)rn-Não acredito que você cheirou minha calcinha e ainda essa que nem é bonita e porque você não pediu eu deixava você ver ...kkkk (respondeu Karen rindo)rn-Aaaa então deixa eu ver (respondi)rn-Ta doido é sá o que me faltava, você ainda nem pelinho tem no saco rsrsrs (rindo Karen disse)rn-Tenho sim, quer ver?(respondi)rn-Tem é?... então deixa eu ver...já que você me viu e ainda por cima cheirou minha calcinha...rsrsrss( Karen)rn-Olha aqui ...(e abaixei minha bermuda, mostrando os pelos que ficavam em baixo de meu umbigo, mas sem mostra meu paurn-Humm... tem mesmo,.... me conta você já transou?... você bate muita punheta, aliaz, você já bateu uma pensando em mim? (Karen)rn-Você quer a verdade? (respondi)rn-Quero, ..conta!!!! (Karen)rnMeio sem graça respondi:rn-Ainda não transei, já passei perto, mas a menina não quis e punheta é toda hora, pensando em você já perdi as contas...rsrsrs.( sorri)rnKaren sorriu e ficou com um olhar que eu nunca havia visto, um olhar diferente meio que de curiosidade e até materno e disse:rn-Obrigada, é bom saber que você pensou em mim e me desejou, faz muito tempo que alguém não me contava algo assim, na verdade acho que nunca ninguém me disse isso ...rsrsrs(Karen)rnNessa hora ela se ajeitou no sofá virando seu corpo inteiro para minha direção ajeitando a ponta do vestido entre suas pernas e ainda sentada em cima da perna e disse:rn-Sabe quando você transar a primeira vez tenta aprender o maximo possível, pois dar prazer é tão bom quanto receber sabia? (Karen)rnNessa hora pode ver seus seios redondos e seus bicos estavam duros apontando para mim, também percebi que ela estava sem sutiã.rn-É... o difícil é alguém querer me ensinar, as meninas também não sabem nada e é uma baita frescura... você bem que podia me ensinar alguns truques né .....rsrsrs (respondi)rn-Hummm....é que elas são novinhas... mas o que você quer saber?(Karen)rn-Tudo!!!....assisto muito filme pornô e tento aprender e ver como os atores fazem.rn-Humm...que mais?(Karen)rn-Ué....sá isso, mas eu queria mesmo era sentir, ver, tocar...(respondi)rn-kkkkk... (Karen riu)rnNessa hora Karen olhou para meu pau que já não cabia na bermuda, eu fiquei meio sem graça, mas já estava me sentindo muito a vontade e Karen novamente riu e disse:rn-Caramba seu amiguinho ai daqui a pouco vai sair por cima da bermuda...rsrsr(Karen)rn-Karen, posso te pedir uma coisa, você não vai ficar brava? (eu disse)rn-Vixiii...lá vem!!!!...o que?...fala!!!(Karen)rn-Me ensina vai!!...deixa ver sua calcinha...?(eu disse)rnEla ficou quieta com um sorriso meigo no rosto e depois de alguns segundos ela lentamente foi ficando em pé, colocou a mão na parte de traz de suas coxas e foi subindo até chegar em sua calcinha e com um leve rebolado veio a baixando a calcinha até onde suas mão alcançaram, depois disso ela deixou a calcinha cair até o chão, a pegou me oferecendo e disse:rn-Isso que você quer ver, pode olhar essa é mais bonitinha, é menorzinha e deve estar mais cheirosa...rsrsrs (Karen)...logo em seguida ela voltou a se sentar.rnEu peguei a calcinha e já fui logo colocando perto de meu rosto, o cheiro era incrível e senti que a calcinha estava encharcada.rn-Nossa o cheiro é maravilhoso e esta molhada!!!(eu disse)rn-Claro você acha que eu sou de ferro é?...que bom que você gostou, caramba eu acho que eu devo estar ficando louca rsrsrs(respondeu Karen sorrindo)rn-Por quê?...o que tem de mais (perguntei)rn-Deixa pra lá....mas e ai o que mais você quer aprender???...(Karen)rn-Você sabe o que eu quero fazer (respondi olhando para o meio das pernas dela)rn-Pode tirar co cavalinho da chuva, isso já é de mais (Karen sorrindo)rnNessa hora ficamos em silencio, eu meio sem graça novamente e olhando para o chão achando que ela estaria brava quando ouvi sua voz dizendo:rn-Que foi???....(Karen)rn-Desculpa, acho que me empolguei, mas é que eu não estou aguentando, já bati uma punheta na hora que te vi tomando banho e acho melhor eu ir bater outra antes que eu mele minha bermuda (eu disse).rn-Como assim?...você bateu uma punheta aqui?....kkkk(Karen rindo)rn-Bati e vou ao banheiro bater outra rapidinho tá( respondi me levantando)rn-Não senhor...rsrsrs...se você quer fazer isso, faz aqui pra eu ver, deixo até você bater com minha calcinha(Karen sorrindo) rnFiquei com o corpo estremecido e um calor fora do comum, mas depois de alguns segundos me sentei e lentamente fui abaixando minha bermuda até tirar ela inteira, peguei em meu pau com a calcinha e comecei lentamente segurando meu pau a bater uma punheta, nessa hora Karen me olhou de cima a baixo e disse:rn-Você é doidinho mesmo e tem uma pau lindo, parabéns ...caramba e é bem grande também, com certeza a mulherada vai pirar rsrsrs...(Karen passando suas mão em seus seios sobre o vestido)rnSorri e continuei e vi que ela foi abaixando sua mão até chegar ao meio das suas pernas, então ela se virou para frente, saindo de cima da sua perna e começou a passar a mão entre suas coxas na altura do joelho e foi levando bem lentamente entrando por baixo do vestido até alcançar sua bucetinha.rnEla me olhava e passava a mão em sua buceta por cima da calcinha, o vestido havia subido e eu podia ver toda aquela cena. Eu estava doido queria pular em cima dela, mas não precisou... ela parou de se tocar e me disse:rn-Nossa você esta me deixando doida...pera ai que eu vou te dar um presente!!(Karen)rnEla veio bem perto de mim e colocou sua mão em cima da minha me fazendo parar e desse:rn-Deixa que eu faço para você(Karen)rnEla tirou minha mão e pegou bem forte na base do meu pau e foi subindo bem devagar, até chegar na ponta onde ela pressionou um pouco mais por alguns segundo e começou a escorregar sua mão até a base novamente.rnOlhei para ela e vi que ela estava com uma carinha de safada e apesar de estar nas nuvens pude ver seu leve sorriso e seu corpo se aproximando cada vez mais do meu, nesse instante eu coloquei minha mão em sua perna e com certa pressão fui subindo, passando lentamente por toda sua coxa até chegar em sua virilha e assim que coloquei a mão por cima de sua calcinha, percebi que ela estava encharcada e ouvi um suspiro e um gemidinho que guardo em minha memária até hoje, quando me dei por conta a sua boca sorrindo estava a um milímetro da minha, com os olhos se fechando, me aproximei mais e nos beijamos maravilhosamente a principio lentamente e a medida que ela pressionava meu pau e eu sua boceta, nossos corpos se aproximavam e o beijo ficava mais quente. Derrepente ela escorregou sua boca em direção ao meu pescoço e disse: rn-Você vai me fazer gozar, não para...hamhamham..eu to....hummmm... !!!!!(Karen)rnSenti seu corpo erguer-se, ela me abraçou forte pelo pescoço, abaixou sua cabeça me beijando quase a nuca, começou a tremer, sua calcinha molhou como se ela tivesse feito xixi, delicadamente ela tirou minha mão sem me soltar do abraço e disse gaguejando e tendo leves contrações em todo seu corpo bem baixinho em minha orelha:rn-Es-pe-raaa...um pou-quinho...humhumhum...que delicia!!!rnEntão ela foi me soltando lentamente e me dando beijinhos foi passando sua boca por meu pescoço, meu ouvido, minha bochecha, no cantinho da minha boca, chegando a um beijo maravilhoso, então ela me soltou e disse:rn-Olha você esta de parabéns, soube colocar sua mão nos lugares certinhos, você me fez gozar muitooo..(disse Karen com um sorriso de alivio)rnEu fiquei muito contente, e tenho certeza que com uma baita cara de ?pidão?...rsrs...pois logo em seguida, me olhando nos olhos e delicadamente ela disse:rn-Vem cá... agora é sua vez, ...( Karen colocando a mão em meu pau)rnEla começou a massagear minha virilha, passando em meu saco até chegar na base do meu pau e com uma pressão maravilhosa, começou a fazer movimentos de subir e descer a mão, ela percorria todo meu pau desde a cabeça até a base e com movimentos lentos ela apertava cada vez mais e aumentava a velocidade dos movimentos, sua outra mão percorria minha coxa e foi subindo até entra por baixo da camiseta que eu estava usando, suas unhas me arranhavam levemente, até chegarem em meu peito, assim ela continuou por alguns minutos até que não aguentei e comecei a gozar em sua mão,nesse instante ela subiu a mão até a cabeça do meu pau e com força foi espremendo até sair todo me gozo, melando toda sua mão e minha barriga já descoberta e sem camiseta, assim ela desceu sua mão novamente a base de meu pau e subiu espremendo para tirar todo o resto que poderia sair, sem soltar meu pau ela veio novamente e me beijou a boca com um beijo demorado e carinhoso e disse bem pertinho da minha boca: rn-Humm...que delicia, você gozou muito na minha mão, gostou??(Karen)rnMinha única resposta foi balançar a cabeça dizendo que sim, então ainda sem soltar meu pau ficamos ali parados por alguns instantes nos beijando até que ela falou:rn-Vem vamos nos limpar, vamos tomar um banho, quer?...rsrsrs...(Karen sorrindo)rnNovamente respondi que sim somente balançando a cabeça, pois eu estava fora do planeta terra...rsrsrs, então ela me pegou pela mão e fomos em direção ao banheiro, chegando na porta do box ela me fez passar e entra primeiro e assim que eu entrei ela começou a tirar o vestido uma alça de cada vez e assim que o vestido começou a cair ao chão, pude ver seus seios, que eram lindo grandes, duros, branquinhos com os mamilos amarronzados e ainda estavam com os bicos saltados, ela entrou no Box, passou a mão por minha cintura e me deu um abraço me deixando sentir seu corpo nu encontrando o meu, ela me afastou, ligou o chuveiro, pegou o sabonete e começou a passar em meu corpo e no dela, totalmente ensaboado, começamos a nos abraçar e nos beijar, escorregando nossas mão por todo cantinho do corpo um do outro. Nessa hora com meu pau já incrivelmente duro novamente, quis enfiar meus dedos em sua buceta, mas ela disse com voz manhosa:rn-Assim não.... pera ai vamos com calma, eu vou te ensinar, você não queria aprender?rnEnxaguamos-nos e ela me ajudou a me secar e eu a ela, apás isso ela me pegou pela mão e me levou até a cama, ela se deitou e me puxou para o lado dela, e sussurrou em meu ouvido:rn-Vou te mostrar uma coisa...(Karen)rnNesse momento ela me empurrou para que eu me deita-se e assim ela se debruçou por cima de mim e começou a me beijar na boca, no queixo, no pescoço e desceu até meus mamilos, onde ela mordiscou e chupou, me fazendo quase gozar... ela continuou descendo e foi até minha virilha, segurando meu pau, ela levemente ergueu meu pau e começou a lamber meu saco, beija-lo e suga-lo e disse:rn-Tenta não gozar...deixa eu fazer tudinho primeiro tá rsrsrs(Karen sorrindo)rnAssim ela começou a passar a língua na base do meu pau e foi subindo, percorrendo todo ele de todos os lados até chegar à cabeça, onde apás uns beijinhos ela começou lentamente a coloca-lo na boca e suga-lo, descendo quase que até o fundo de sua garganta, ela sugava como se quise-se engolir tudo o que havia dentro e com meu pau na mão e dando beijinhos na cabeça disse:rn-Quero que você goze na minha boca, me avisa antes tá, vou te levar a loucura, estou doida para tomar todo seu caldinho.. (Karen)rnEu gemia, me contorcia sentindo sua boca sugando meu pau já meio molhado por sua saliva, sua língua escorregava para meu saco, me fazendo delirar ela abocanhava quase que ele todo e por vezes tentava enfiar a língua no bico no centro da cabeça, aquilo estava me deixando maluco e derrepente, veio a vontade de gozar então eu disse, ou pelo menos tentei dizer que ia gozar, então ela rapidamente abocanhou a cabeça do meu pau e começou a sugar desesperadamente, massageando minhas bolas e a base de meu pau.....Hurhurhur.....comecei a gozar e sentia ela sugando e engolido cada gota, ela sugava mais e mais, ela não parava, me apertava o peito com uma das mãos e a outra segurava firme a base do meu pau em sua boca que ao mesmo tempo me masturbava...ela sugou tudo e com firmeza foi tirando a boca e mamando a cabeça me fazendo pular e delirar...rn-Nossa que delicia...seu leite é maravilhoso, vou quere mais, obrigada...(disse Karen segurando meu pau e beijando e mordiscando minha barriga)rnEla veio subindo e me beijando a barriga, pressionando seu corpo e seus seios junto ao meu corpo nessa hora pensei apesar de estar em êxtase : ?será que ela vai me beijar depois te ter engolido minha porra??...então ela veio em direção a minha boca e me deu um selinho e disse:rn-Você tem nojo?...rsrsr...não tenha eu engoli tudinho olha sá....( Karen sorrindo e me mostrando a língua e aquela boca linda)....Não resisti e a beijei loucamente passando meus braços por seu corpo e realmente não senti gosto algum. Ela olhou em meus olhos e bem pertinho da minha boca novamente ela disse:rn-Você gostaria de me chupar?...eu ia adorar sentir sua boca em mim todinha....rsrsr(Karen sorrindo)rnConfesso que na hora não sei o como fiz ou o porque,... acho que foi instinto, ....pois com um sá movimento a deitei e pulei em cima dela o que deixou escapar um suspiro e um hamhamhamham ....de sua boca e comecei a retribuir,passando minhas mãos por cada pedacinho dela e beijando lentamente sua boca, comecei a descer meus lábios por seu queixo, pescoço, colo até atingir seus seios onde comecei a sugar, mordiscar e lamber, apertando cada um dos seios ao mesmo tempo com minhas mãos, apás tirar suspiros, gritinhos e arranhões e ver o corpo dela se contorcendo, comecei a descer minha boca por sua barriga até chegar em seu umbigo onde dei um beijo bem molhado e demorado o que a fez urrar e ergue suas costas da cama.rn-Hamm..ai..ai..ai...uuuu...(gemia Karen sugando o ar e se contorcendo toda)rnKaren me segurava pelo cabelo com uma das mãos e a outra ela arranhava e agarrava a cama empinando seus seios e tirando sua lombar da cama, ela inclinava a cabeça para traz e eu podia ver seu pescoço esticado e sua boca entreaberta com uma respiração ofegante e gemido que me faziam ir a loucura.rnComecei novamente a descer minha boca até a virilha e apás alguns beijinhos em suas coxas, comecei a passar a língua bem delicadamente na parte de fora da sua bucetinha, que estava somente com alguns pelinhos bem aparados na parte de cima, lambia não sá a entrada se sua xana, mas as laterais e ela gemendo e se contorcendo dizia:rn-Hamam.mmmm...não para, você é incrível ta me deixando louca...isso lambem chupa a titia chupa minha buceta todinha meu amorrrr...(Karen)rnEla escorregava na cama subindo em direção a cabeceira, parecia que ia realmente subir pelas paredes, bem lentamente comecei a lamber abrindo sua xana com minha língua e minha boca que já estava inteiramente encostada nela, escorria um liquido que eu bebia todinho e beijava usando minha língua e meus lábios....derrepente eu doido para percorrer toda aquela buceta esbarrei minha lingua em seu cuzinho o que a fez gritar de tesão:rn-Hamammmm....isso.....isssooooo....issoooo...hmmmm (Karen se contorcia e gemia me agarrava pelos cabelos)rnPassava minha língua por seu cuzinho e subia até o final de sua xana,junto com meus dedos que lentamente escorregavam em suas entranhas molhadas ......ela URRAVA!!!!...cada vez que ela dizia:...? issoooo...aiiiii?...eu fazia mais no local, do jeito que ela pedia, lambia, chupava e massageava com meus dedos dentro e fora de sua xana.rnEntão ela disse novamente:rn-Aaaaa eu não to aguentandoooo...vou gozarrrrr...não para..não para...não para.......hmmmmmm...hummmm...aiii...ai...ai....eu ....to.....shshshs .....go.go...aaaaaaaAAAAAAAAA!!!!!!rnE em um estremecer incrível, um contorcer mágico, senti minha boca enchendo de seu liquido e ela tendo espasmos.......me pediu para parar um pouquinho, mas eu não parei...continuei e ela gemia e dizia:rn-Aiii...ai ....para um pouquinhooooo....você vai me matar assim...eu gozeeeei muito....hmhmhmhmh...ai.aiii.ai.ai...que deliciaaaaa!!!!!!(dizia Karen)rnSe contorcendo mas sem soltar minha cabeça que ela pressionava cada vez mais ao encontro de sua xana:rn-Aiiiii....aiiiii.....vou go... go?. go....zar de novo...ai...ai...to gozandooooo...to gozandoooo...tooooooo...UUURRRRRRRRRRRRR?..(Karen urrou)rnAssim ela me afastou lentamente de sua xana segurando meus cabelos e me levou até sua boca dizendo gemendo:rn-Aaaaa....chega....vem cá...já gozei duas vezes na sua boquinha.....shshshshs.....vem cá.... vemmmm....me beija....vem....ai que tesãoooo....vem cá(Karen)rnFui beijando seu corpo novamente até chegar a seus seios onde fiz uma paradinha e os mordisquei e suguei...ela se contorcia e me puxou para sua boca:rn-Deixa eu sentir sua boca com meu gozo....deixa.....(Karen)rnNás nos beijávamos e eu podia sentir meu pau que parecia uma rocha, em sua barriga....ela com os olhos fechados, desceu a mão entre nossos corpos, pegou em meu pau e o posicionou na entrada de sua xoxota, ali ela passou a cabeça do meu pau na entradinha e começou a puxar meu pau bem devagar para dentro dela....quando a cabeça do meu pau começo a entra, ela gemeu e sugou o ar...ela tirou a mão de meu pau e a colocou em minha bunda junto com sua outra mão e começou a me puxar.......gemendo e dizendo:rn-Aai...ai...ai....você esta me rasgando hmhmhmh...(gemia Karen com uma carinha de dor e com os olhos fechados )rnAquilo me levou a loucura, sentindo aquela xana molhada e quente, apertando a metade do meu pau,... não me contive e empurrei meu quadril em um sá movimento....até que enterrei meu pau inteiro dentro dela...ela não se conteve e apertou minha bunda contra ela:rn-Aaaaaaaaaiiiiiii...aiiiiia....aaaaaaaaa..hmhmhmhmhmh....issooooo......issooooo.....issssooo......ME FODE VAI!!!!!!!...que dor maravilhosa...vaaaiiiii...fode ....fode!!!!(Karen urrava)rnSenti minhas bolas baterem em seu cuzinho e comecei a fazer um vai e vem dentro dela, meu pau escorregava na saída e encontrava uma leve resistência na entrada, enquanto ela me segurando pela a bunda me puxava, controlando o ritmo do vai e vem.rn-Isooo...assiiimmm...assim...assimmm... me fode com esse seu pauzão...... fode...hmhmhmhm...hummm.hummm....não para....não para..... não para.... não para....aaaaa.... eu to go....go....gooooo...aaaaa...(Karen gemendo e gritando)rnEntão ela me segurou totalmente dentro dela parando o vai e vem e disse:rn-Aaaaa...eu gozei de novo não acredito...quero você....quero você....vem me pega de quatro pega....shshshs....(Karen gemendo e suspirando com os olhos fechados)rnEla me afastou e virou de quatro, passou a mão por baixo entre suas pernas, pegou em meu pau e colocou dentro dela empurrando sua bunda contra mim e disse...rn-Vai bomba...enfia tudo..enfia....bate na minha bunda, puxa meu cabelo...hoje sou sua ......aaaaaaaa...aiiii (Karen)rnComecei a bombar cada vez mais forte, com uma mão enrosquei nos cabelos dela e assim que puxei ela empinou mais ainda seu rabinho me fazendo entra totalmente, com a outra mão eu dei uns tapas de mão aberta em sua bunda, ela gemia, urrava, gritava:rn-Ai caralho...que delicia...você é um tesão...isso...come....come ....come minha buceta...come gostoso....aiii...aiiii...mete que eu vou gozar.....mete....mete....mete.....meteeeeeeee....AAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!! (Karen gritava, urrava, arranhando a cama e tirando todo lençol ela gozou novamente)rnNesse instante ela quis abaixar o quadril em direção a cama, mas eu segurei bem firme e empurrei mais ainda o pau dentro dela e gozei.....gozei muito...tudinho dentro dela:rn-Aaaaaaa...que tesão...aaaa...caralho....(eu gemia com o pau enterrado todo dentro da buceta dela)rn-Aaaaa...issoo...isssooo...issooo...goza ....goza gostoso...goza tudinho dentro de mim vai...(Karen urrava)rnAssim que saiu a ultima gota de dentro de mim, comecei a desmoronar em cima de Karen que foi abaixando também me deixando em cima dela e ainda com o pau dentro, comecei a beijar sua nuca e seu rosto e ela com um sorriso lindo me disse:rn-Nossa foi maravilhoso, fica assim um pouquinho.....sá me abraça e me beija tá....não tira não, fica assim....(Karen ofegante)rnPassado alguns minutos eu deitei ao lado dela e ela imediatamente veio e deitou em meu peito fazendo carinho e me dando beijinhos e disse:rn-Caramba....não acredito que você me fez gozar tanto....foi átimo, maravilhoso....parabéns você realmente sabe como tratar uma mulher na cama, eu achei que ia te ensinar algo mas não precisou rsrsr...você foi átimo(Karen)rnEu tentei falar e elogiar ela também mas ela percebeu que eu estava nas alturas e sorriu me beijando, apás alguns minutos, ela passando a mão em meu corpo, percebeu meu pau duro novamente e disse rindo:rn-Nessa idade agente tem muito fogo né...que delicia(Karen)rnEntão ela se deitou em cima de mim e começou a me beijar passando sua xaninha em cima do meu pau, comecei a perceber que ela estava ficando molhada e nesse esfrega, esfrega meu pau começou a deslizar para dentro dela novamente, Karen começou a rebolara e cavalgar em meu pau, ela gemia e urrava... ela me puxou e esticou as pernas para atrás de mim e abraçados começamos um vai e vem maravilhoso:rn-Aiiii.........aiiiii...ai.ai.ai.ai.....aiiiii(Karen)rnEu podia beija-la e até mamar em seus seios e derrepente ela começou a gozar novamente...gritando e urrando:rn-Ai...vou gozar...ai to gozandoooooo....(Karen gemendo)rnAos poucos ela foi parando os movimentos e assim ficamos abraçados nos beijando quando ela disse:rn-Sei que você não gozou ainda então me pega de quatro que eu adoro e ai você goza dentro de mim tudinho de novo (Karen)rnObedeci e a coloquei de quatro, mas ela se deitou colocando um travesseiro em baixo dela e empinou a bundinha pra mim me deixando com uma visão maravilhosa de seu cuzinho e sua xaninha:rn-Vem, é sua, faz o que quiser, faz...fode ...me fode ...vai!!!!!....gostoso!!!(Karen)rnAssim que vi não resisti e comecei a lamber e chupar sua bucetinha e seu cuzinho, o que fazia ela rebolar e gemer cada vez mais, já com vontade de comer o cuzinho dela igual eu via nos filmes, comecei a forçar minha língua em seu cuzinho o deixando totalmente babado, me levantei e comecei a passar meu pau na entrada de sua buceta e no seu cuzinho para cima e para baixo, parei e deixei a ponta do meu pau na entrada do cuzinho dela e comecei a forçar bem devagar:rn-Não.... ai não, isso dái, eu nunca dei...para...não faz isso...(Karen gemendo e tentando pegar em meu pau)rn-Deixa vai, vamos experimentar juntos, o que é que tem, se doer muito eu paro, sá um pouquinho vai (pedi com carinho)rn-Não ...Ma...ai não, vai...não faz isso comigo...(Karen pedindo manhosamente)rn-Eu to quase gozando deixa eu gozar dentro do seu cuzinho...vou por sá a cabecinha vai(pedi e já comecei a empurrar bem devagar)rn-Aaaa....ai...aii....aaaaa mas sá a pontinha ...enche meu cuzinho então(Karen apertando a cama)rnAssim que entrou a cabeça eu me debrucei em cima dela deixando ela sem poder se movimentar e comecei a empurrar meu pau adentro daquele cuzinho que apertava meu pau como se fosse corta-lo ao meio :rn-Aaaaiiiii..... paaaara.... chegaaaa .. ta doendo.....tira ....tira....(Karen gemendo)rnAssim eu parei com meu pau dentro por alguns segundo e comecei a tirar bem lentamente, mas quando estava na metade empurrei novamente com carinho, ela sá fez uma carinha de dor e de prazer e não falou mais nada, sá gemia...então comecei aos poucos bombar em seu cuzinho lentamente até que ela começo a falar:rn-Isso que você quer?....então vai ...vai seu puto.....fode...fode meu cú....aiiiii...ta doendo...ta doendo....shshshshs.......que tesão....que tesão....continua...agora não para...não para...aaaaaaaaaaaaaa...(gemendo e com lagrimas escorrendo de seu olhos)rnSentia meu pau apertado e sendo contraído pelo cuzinho dela....então não resisti empurrando meu pau inteiro para dentro dela.... gozei...enchi ela de porra e voltei a me deitar por cima dela, fechei os olhos já esperando uma grade bronca tirei devagar meu pau e disse:rn-Você esta bem?....desculpa, eu não resisti...(falei)rn-Nossa....uuuffaa...pera um pouquinho....(Karen)rn-Puts não fica chateada comigo...é que eu....rn-Não eu não to chateada..hammmmmm...é que doeu....mas foi muuuuito bom...adorei...rn-Ufá...achei que você ia ficar puta comigo...tem certeza que ta tudo bem?rn-Ta sim meu lindo, relaxa....eu adorei...to sentindo sua porra dentro do meu cuzinho....nunca senti isso, é muito bom, eu tinha medo, mas você foi átimo....rnEntão ela se virou e me beijando na boca começo a rir e disse:rn-Cara, não acredito....kkkkk....gozei com você comendo meu cú...pode?....caramba não acredito que esperei tanto tempo para sentir isso...é um gozo diferente mas é tão bom quanto, ....mas ta ardendo seu cachorro....kkk...seu pau deve estar todo sujo de coco.(Karen rindo)rnComecei a sorrir:rn-Não tem problema agente toma outro banho juntinho e ta novinho rsrsrs(eu disse)rnDepois de alguns minutos:rn-É... então vem deixa eu lavar isso...vem...(Karen se levantando e sorrindo)rnFomos para o chuveiro e depois que ela lavou bem meu pau, tomamos um banho bem demorado e gostoso e ela me pediu para gozar mais uma vez em sua boca, pois ela estava com mais vontade de tomar minha porra....assim foi feito, apás uma punheta com uma chupada maravilhosa gozei em sua boca e ela tomou tudinho .Ai fomos nos deitar exaustos, dormimos abraçadinhos a tarde e fizemos sexo com direito a cuzinho e tudo durante o final da tarde e toda a noite....no dia seguinte, ela me acordou cedo pois dali a pouco minha família chegaria e disse:rn-Olha sá,... isso é um segredo nosso, a partir de hoje eu sou somente sua, você foi incrível e te quero para sempre...nunca se esqueça de mim tá...(Karen)rn-Nunca vou te esquecer e também te quero para sempre....(respondi)rnFizemos loucuras durante anos...loucuras cada vez maiores, hoje sou casado e nunca vou esquece-lá um sá dia....Karen me pregou uma grande peça.... muito feia...muito feia mesmo... uma peça da vida...que infelizmente não pode ser evitada...cuidei dela o maximo que pude, mas a doença foi mais forte...Karen me deixou....mas eu nunca a esquecerei....rnEm fim...espero que vocês gostem desse conto, aguardo contatos para amizades seja ela do tipo que for.rnUm grande beijornMarcello (Ma...)rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de mulheres a adora surubaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadoro cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornomiudinha de calcinha xvidio.como que acontece se ficar com penis infiando 30hora parado dentro da bucetarelatos verídicos de aventuras eróticas com mendigoNovinha e chantageada.contoscontos anal coroa putinha com variosminha mulher se exibiu pra várioscontos eroticos papai me criou para ser mulherContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposacontos mulher infiel marido atento incestocontos eroticos lavando roupa no tanqueconto erótico prostitutamaisexo vidio de zoofilia com travestiscontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazmeu chefe contos eróticoPorno contos incesto aprendendo tudo com papai e mamae,desde cedo,carinhososemtiada fas sexo e masseje em padratoconto a vizinha tetuda casou mas seu casamento t maucontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porratava de sunga gozada no clube contoscuiabana dando o cu e marido ve de metyocontos eroticos:esporrei na maecontos eróticos de bebados e drogados gaysContos de travestis pauzudoscontos eróticos flagra na esposa a vingançacontos eróticos fui Penha a força por doiscontos esposa olhos vendados fudendocontos gay infanciaconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos herodico de vadia sendo arromba por um cachorrocontos eroticos de sobrinho roludocontossado de submissao realContos irma mais velhacontos eróticos de bebados e drogados gayseu e meu irmao no carro vigando contos gayconto erotico peguei as meninas do playgroundContos gays amante do tio velho desde de pequeno adoro vpu casar com eledepilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana filha dando para o primo novinho novinho amoitado do pai no XVídeoscontos gay ensinando punhetacontos gays o novinho do futebolConto mana onibusconto de não aguentei a pica grande no meu cuMostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticoslouca por pica.contosdei para meu genrocontos eroticos de mulher casada que gosta de trair o mardo com negoes e levar tapas na cara na frete do corninhocontos eroticos de vendas passei gelo no corpo delecontos camioneiro pau muito grossocontos com fotos tia e sobrinho baixinho realconto piao gostoso. no cavalohistória verdadeira de sexo entre homens bi sexual no banheiro metrô trem ônibusManinho me arrombou gostosoC ok ntos eroticos faxendo a nora de submissacontos eroticos a novinha jogando sinuca no bar de sainha com os paisconto transou com desconhecido na festa de rodeiocontos eróticos de filho com sua mãepapai encheu minha boca de porracontos eróticos e********** humilhando c****conssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contovou ja ja no meu bucetao gostosocontos eroticos prima 32nosestuprada na frente do marido por 6 homes conto eroticoconto erótico meu sobrinhoConto porno de marido e sogroIniciando uma virgem contos eroticoscontos eroticos calcinha gozadaconto ele comeu minha noivacontos eroticos arrombada na garupahomem sendo estrupado en oficinacontos eroticos no casino pagou com a mulhercontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elaconto erodico 5 amigos me fuderaomulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeoscontos porno deixei o negrinho comer o rabao da minha mulherArombaram meu cu na cabine eroticacomendo agostoza da irpregada iu marido ligandofui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viu