Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI A POMBINHA DA MINHA PROFESSORA DE GINÁSTICA

Minha professora de ginástica dos tempos de colégio era o tipo ideal para um aluno tirar o atraso. Morena alta, esbelta, seios aprumadinhos e fartos, bumbum arrebitado e carnudo, lábios provocantes e prontos para serem beijados, um tesão de mulher.rn Confesso que sempre fui tímido para esses assuntos relacionados com namoro e sexo e tive que esperar uns belos 5 anos para criar coragem e chegar junto da professorinha "tesãozinho de adolescente".rn Certa noite, depois de uma festa, noite chuvosa e fria, estava saindo quando minha professora, esqueci de mencionar o nome dela, Mariza, me pediu uma carona até sua casa. Ela mora sozinha e não relutei em entrar para tomar uma saideira e mais um dedinho de prosa. Afinal, não é todos os dias que você conversa com uma ex professora gostosa.rn Depois de tomarmos algumas cervejas e jogar muito papo fora, criei coragem e fui direto ao assunto. Elogiei com todos os adjetivos o corpo bem definido de Mariza que ficou envaidecida e senti que gostaria de mostrar um pouco mais daquela beldade que se escondia atrás da roupa. Sem muito rodeio, elogiei suas pernas, coxas grossas e firmes, suas nádegas que levantava até pau de defunto e seus seios fartos e provocantes. Não demorou até ela ir ao quarto e voltar vestida com um camisão bem mais íntimo e provocante.rn Voltei aos elogios e por fim, ela sentou-se ao meu lado deixando as coxas à vista e não tive outra alternativa senão passar as mãos naquelas pernas deliciosamente bronzeada no seu auge dos trinta e poucos anos de idade. Que mulherão! Pensei olhando os seus seios que estavam praticamente à mostra.rn Mariza nunca foi de meias palavras. Ao notar que eu estava trincado de tesão, levantou e abriu o camisão mostrando o corpo totalmente nu. "Eu sempre soube que você é tarado por mim, então mostra do que você é capaz". Ela disse me encarando olhos nos olhos.rn Um suor frio subiu pela minha espinha quando ela aproximou-se mais e colocou seus seios colados no meu rosto. Tive duas opções, ou agarrava ela ali mesmo e comia no sofá ou começava dando uma lambida naqueles seios deliciosamente carnudos. Optei pela segunda opção e comecei lambendo aqueles peitinhos como um tarado e ela gemendo baixinho fazendo com que meu pênis saisse fora da cueca. Aquilo que era uma mulher de verdade!rn Passei os braços por trás dos seus quadris e apertei seu corpo perfumado contra o meu e beijamos prolongadamente até ela sentir meu pênis enrijecido por dentro da calça encostando em suas pernas. Ela tirou minha camisa devagar, como se fosse uma streeper, desafivelou meu cinto, baixou minhas calças e meteu a boca no meu cacete com toda fúria. Tive que segurar para não gozar naquela hora.rn Depois, pegou em minhas mãos e me puxou para o quarto e antes mesmo de caírmos na cama já gemia gostoso sabendo no que ia entrar. Dei um banho de língua naquele corpo fenomenal, passei um áleo lubrificante, que ela me deu, na ponta do pênis e comecei a penetrá-la lentamente enquanto ela gemia e pedia para devorá-la de uma vez.rn A cada estocada mais forte que eu dava, ela gemia mais alto, até que deu um grito e senti sua vagina mordendo o meu pau, sinal de que havia gozado gostoso. Esperei um pouco mais e depois forcei a barra e gozei duas vezes seguidas dentro daquela bucetinha semi-nova. Um espetáculo!rn Deitamos ofegantes na cama, ela sussurrando alguma coisa no meu ouvido que mal dava para entender e sentou em cima de mim colocando meu pau que mais parecia um mastro dentro da bucetinha aveludada e foi fazendo movimentos subindo e descendo até gozar novamente, enquanto eu chupava seus peitinhos durinhos.rn Foi uma noite inesquecível. Marcamos novos encontros para discutirmos as atividades físicas dos alunos dela e em todas essas ocasiões fizemos a maior festa na cama. É uma mulher que sabe provocar um homem e eu, como um bom pupilo não decepcionei. Em outras oportunidades conto os encontros que tive com Mariza, minha eterna professorinha de educação física do colégio e agora minha grande putinha.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto piao gostoso. no cavaloputinhos seduzidos contoscontos eroticos seduzi meu cunhado e tomei sua porraContos como foi a primeira punhetinhafotus de zoofiliaconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elescontos reais punheta gozadascontos eróticos de bebados e drogados gaysa calcinha de minha mae contossexo extremo com meus pais no puteiro meu pai mandou minha mãe cagar na boca dele conto eróticoeu comi mimha empregada rru confessorapaz muito gostoso transando com outro rapazbonitocontos gays - sou escravo doanão transando com jamaiscontos eroticos detonou a crentecontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhaContos eroticos perdendo a virgindadevoyeur de esposa conto eroticoPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticosCasada narra conto dando o cuporno agiota estouranda a buceta da mulher do devedocontos de sexo gostosa deu pra mim na a baladacontos eroticos gays excitantescontos eróticos da sobrinha toma leitinho na cama do tioContos eróticas de esposas coroas de amigosPau gigante.arrombando o cu da inocência. Jcontos eróticos vizinho sondando a velha vizinha fodendo com o cachorroxvidio gay coroa 82eu.tinha.cinco.anos.e.ja.dava.o.cu.pro.meu.primo.contos.prpibidoseu confesso comi minha sobrinha bucetudaTravesti que dá de graça em bhContos eroticos incestos paí transa com filhoContos eroticos minha mulher e o policialcontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheiraraos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contosminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticoananzinha cagona contos erotcoContos erotico menina de nove anos no bosquecontos de casada rabuda fiel e fogosa cantadaTio come sobrinha a força contos eroyicosminha esposa ficou toda melada quando pegou outra pica pela vez contos eróticoscache:BEpQkv0OPJUJ:idlestates.ru/conto_4507_eu-o-namorado-corno-e-sua-namorada.html minha vizinha poliana muito gostosa contosContos eróticos padrastocontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeováconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos comendo uma carcereiratio gordo dormindo conto eróticoconto estuprado na febemconto com cunhada chantagistacontos erotico mendigocontos gay favelacontos gay comendo o amigo rabudo em casaContos era feio mas tinha um pênis descomunalminha esposa de shortinho na obra contopeoes de rodeio batendo punheta escondidomeu marido deu um varcilo seu amigo comeu o meu cucontos eróticos de bebados e drogados gayspelado com uma travesti contos eróticostirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticosContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos de incestos e orgias com minha esposa gravida minha irma nudistascontos fui acampa e virei cornobobadinho condo o priminho gayEstourei o cu da crente na viagem contospego teu pau e coloco no meu cuzinhocontos eroticos bem novinha dei o cuzinho pro vizinhoa minha esposa foi a praia de fio dental e o punheteiro vez a festa. contos eróticosLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos eroticos esposa nudismoconto erotico com prima de nove anohomem nu de pau dueucontos eroticos dormindoconto meu pai descabacou minha irmacontos eroticos dei o cu dentro do onibuscontos eróticos com animais papada por um cãocontos incesto comendo minha mae no sitiopresenciei minha esposa me traindocontos de rabudasbrincando de pique contos eróticoscontos de coroa com novinhocarro empuramdo estaca no cu da branqui.ha quostosacontos porno obrigada engolir porra com muito nojocontos eu minha esposa e um viadinhoconto gay metemos todo diasamba porno zool conto de incestoconto gay aloprado gostoso virei putaGoiânia conto local cu borracharia gayconto chantageei minha irma evangelica