Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INOCENTE, CHANTAGEADA E ARROMBADA

Tenho 38 anos, não me considero um homem bonito, tenho uma certa barriguinha, devido a cerveja. Mas sempre fui muito bom de lábia, o que me rendeu muitas conquistas amorosas.

O que vou contar aconteceu a uns 19 anos, na época eu 19 anos. Emanuele, era uma menina que morava na nossa rua. Uma moreninha, muito feinha e desengonçada. Na época ela deveria estar com seus 9 anos. Em nossa vila, tinha apenas ela de menina nessa faixa etária. Por isso ela vivia brincando juntamente com uma tropinha de meninos. Nesta época eu estava começando aquela fase da adolescência em que a gente sá pensa em sexo. Eu tocava várias punhetas durante a noite e não via a hora de poder pegar uma mina de verdade. Foi aí que me veio a idéia de pegar a Manu. Ela era uma menina tímida, gostava de umas brincadeiras bobas, então para não ficar mal para mim, por ser mais velho. Convenci um amigo nosso a começar a brincadeira com ela. Os dois sempre brincavam juntos, ele tinha na época 19 anos, e pediu para ela para brincarem de papai e mamãe. Ele como era bobinha topou na hora. Então ele fez todo aquele ritual de dar papinha pro neném, de comer a comidinha... mas depois chegou a hora deles irem dormir, ele mandou que ela tirasse a calcinha e ele tirou a cueca, então ele pegou ela por traz e começou a bombar nela, ela pediu para ele parar mas ele não deu ouvidos a ela, disse que isso fazia parte da brincadeira, senão ele nunca mais brincaria com ela, então ela submissa deixou ele brincar. Eu estava espiando tudo de longe, ah que tesão, era a minha chance. Cheguei bem no meio da brincadeira, ela ficou branca quando me viu: - O que vcs estão fazendo? Perguntei

- Nada, nada, nada... ela me respondeu atonita

- Não adianta disfarçar pq vcs estão sem calças? Perguntei fazendo ar de surpresa.

Então Marquinhos (nome do meu amigo) respondeu rindo: - A Manu pediu pra eu comer o cu dela, ela me disse que gostava.

- Manu o que é isso... Vou já contar pra tua mãe!!!

- Não por favor é mentira, não conta nada pra ela. Falou em total desespero, já em prantos.

- Tudo bem... mas têm uma condição!

- Qual?

- Eu também quero comer o teu cu!

- Não, eu não quero... por favor é mentira do Marquinhos.

- Vc que sabe, então vou contar tudo pra tua mãe.

- Tudo bem, ma não aqui, senão mais alguém pode ver.

- Então me espera lá em cima no Mato, que daqui a pouco nás vamos lá.

Pobre Manu, subiu o morro chorando. Dei mais um tempinho, peguei um pote de margarina e fui atrás dela. Eu e o Marquinhos.

Quando chegamos lá, procuramos uma clareia, e lá pedi para que ela tirasse a roupa. Ela se negou, então a chantagiei novamente. Tudo bem... Vou procurar a tua mãe agora mesmo.

Ta bom... Ta bom. E já foi tirando. Ficou peladinha, apesar da pouca idade, seu seios já começavam a desabrochar. Ela se encurvou toda e tentou se esconder.

- Agora fica de quatro. Falei com uma certa arrogância na voz e voz autoritaria. Isso me deixava excitado.

- Vai Marquinhos, côma ela... vc deve enfiar o seu pinto no cu dela!!! Vem cá que vou abrir bem pra você!

- Então meu amiguinho todo feliz, se posicionou e forçou o seu pau, até que entrou... Ela resmungou um pouco, o pau do marquinho era pequeno, pois ele era muito novinho ainda. Então deixei ele brincar a vontade, aquilo tava me excitando. Bate na bunda dela... Ele batia, e nás ríamos. Agora estava na minha vez. Pedi que Marquinhos saísse que eu iria mostrar para aquela cadelinha o que era bom. Lambuzei meu pau com a margarinha, posicionei na entradinha do cu dela, e em uma única estocada, enfiei até o talo. Manu soltou um grito e tentou se desvenciliar. A segurei com força e mandei o Marquinhos colocar o pau dele na boca dela. Chupa sua cadelinha. Comecei um movimento frenetico de vai e vêm. Ahhhh Que delícia... Como era apertado.... Meu pau enorme entranto naquela bundinha... Ahhh sua cadela.... Ahhh sua putinha.... Vc não é bonita mas é gostosa, como é bom.... Manu não aguentou e desmaiou, eu pouco me lixei pra ela e então gozei como louco naquela bunda. Depois eu e Marquinhos nos vestimos e fomos embora deixando Manu lá deitada naquele chão imundo, refazendo suas energias. A partir deste dia começou o martírio da coitadinha, pois eu e Marquinhos falamos para os outros meninos da rua, e logo ela era a escrava de todos os meninos da vila.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos noviça virgemContos eroticos cofrinho pique escondemulher botandoo o palito no cúnem peitinho teen grita na pau do voesposa voltou raspadinha contoscontos eroticos exibi minha mulhercache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html conto erotico de torneio de sinucaconto erotico eu e minha sobrinha de menor no matinhomulher barte na bunda matrupado xvideoconto gay dei para meu filhocontos eróticos férias com porracontos eroticos minha baba dormindomeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposacontos eroticos transei com uma mulata cavalacoroa se***** cagou no pau de Natáliapapai no cuzinho de mamãe contosconto de moçinhas inocentescontos de coroa com novinhoContos Eróticos De Coroa Vizinha do Ladoconto erotico peguei meu pai fudendo a mamaeContos eróticos te amo tioconto - bucetinha novinha cheirosa e depiladacontos eróticos punheta para afilhadacantos eroticos muitapica no meu cuContos xxx meu primo me engravidoumulher casada e evangelica dando o cu,contos sexcontos sobrinho pega tiacontos eroticos tios gordinhos tirando o cabaço do cu do sobrinho novinhoeu confesso me.arretando por baixo da mesacontos goza nenemfogosá taradacontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaiboquete no filho contosnois comendo mulher do amigo bebadocontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludocomendo e falando sacanageme gozando contoscontos eroticos fetiches. suzane deu pro paiconto eroticos perdendo a virgindadecontos eroticos de homens com taras chupar bucetas caninas zoofiliacontos eróticos nordestino barrigudo gayconto erotico sofreu no anal com outroContos eroticos loiras cavalas na zoofiliacontos gay peguei meu amigo comendo um outrocontos-você mete teu pau no meu cuzinhocontos eroticos minha mulher com roupa curta e decotadacontos eroticos meu genro pausudo arregacou minha bucetacontos eroticos estupro submisso f de semanadeflorar pau grosso punheta enteada contosporrnodoido com anaContos eróticos de noracontos eroticos crossdresserconto homem bem dotado assediou minha esposa ate ela ceder e foder com elecontos adoro um pau gostoso e tesudo de travestivideo coroinha varendo punheta em padrecontos eroticos mamando tetas grandes molhadas com a mangueiraoMinha filhinha conto eroticocontos eroticos de evangelicas casadasconto arrombando namoradacontos eroticos iniciaçao gaycontos eróticos mãe e filho de araraqurasou cadela pratico zoofiliaDei a xotinha pro titio pauzudo me arrombou toda.videos porno ti estrubus ti meninas novinhascontos eróticos gay irmãos machos se esfregandocontos eroticos de mulheres tendo suas tetas mamadas por animais e eles metendo nelasmeirinha chupando dentro do carrocontos eroticos, venerava meus mamiloscontos eróticos irmã calcinha dormindoinbebedei minha sogra e cumi éla video caseroLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos esposa do cliente