Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FLAGRANDO A IRMÃZINHA

Flagrando a Irmãzinha

Meu nome é Alex, tenho 19 anos e uma histária incrível para contar. Aconteceu num dia em que, chegando do colégio, entrei em casa, indo para meu quarto. Parei ao ouvir sons vindo do quarto de minha irmã Vanessa, uma deliciosa ninfeta de apenas treze aninhos. Eram risadinhas e cochichos nervosos. Curioso, grudei o ouvido na porta, tentando entender o que se passava. Logo identifiquei a voz de um garoto da vizinhança, um pirralho de não mais do que onze anos. Imaginando que o que se passava lá não eram inocentes brincadeiras, abri a porta bruscamente, flagrando Vanessa sem blusa, com a saia levantada e a calcinha arriada, exibindo para o garoto os peitinhos ainda incipientes e a xaninha quase nua. Ainda pude percebê-la tirando a mão do pau dele. “Ah! Mamãe e papai vão adorar saber disso...”, disse eu. “Não, por favor Alex, não conte nada...”, implorou minha irmãzinha quase chorando. Congelado de medo, o garoto permanecia imável, sequer recolocando o calção arriado. Lancei-lhe um olhar fulminante, dizendo, ameaçador: “E você, seu pirralho, o que espera para sumir ?”. Ele não disse absolutamente nada, saiu correndo apavorado ainda recolocando o calção. Eu, então, voltei a atenção para Vanessa. Para minha surpresa, minha irmãzinha exibia um sorriso cínico. Deitando-se de costas, apoiada nos cotovelos, tinha as pernas abertas. “Se não contar, posso ser boazinha com você...”. Não acreditei em ver minha prápria irmã que, até pouco tempo antes brincava de bonecas, oferecendo-se a mim como uma vadia. Pensei em xingá-la, mas a visão de sua xoxotinha me fez hesitar. Cheio de culpa, porém, muito excitado, abri o zíper da calça expondo meu cacete duro, agarrei-a pelos longos cabelos negros e a puxei para junto de mim, obrigando-a a abocanhar-me. A habilidade de sua linguinha me fez delirar. “Para quantos você já deu, putinha ?”, perguntei, louco de prazer. Tirando meu pau da boca, ela respondeu com o mesmo sorriso cínico: “Para todos os garotos da vizinhança... O que você acha ?”. “Ah, é ?”, devolvi no mesmo tom, “Pois agora chegou a vez do teu irmão !”. Puxando-a pelos cabelos, fiz Vanessa ajoelhar-se e ficar de quatro. Meti a mão em sua bunda lisinha e acariciei o cuzinho com os dedos. “Não! Assim não!”, protestou ela. Â“É o seu cuzinho ou papai e mamãe sabendo de você e aquele pirralho ...”. “Seu tarado desgraçado!”, gritou ela, mas sem resistir. Não respondi, apenas coloquei meu pau na deliciosa bundinha de Vanessa e tentei enrabá-la. Porém, por mais força que fizesse, não conseguia meter em seu cuzinho ainda virgem. Cheio de tesão, estiquei o braço e apanhei de cima da mesa de cabeceira um pote de creme para espinhas que minha irmã putinha usava. Abri o pote, lambuzei os dedos e besuntei meu pau com o creme. Limpei os dedos entre as nádegas de Vanessa, ajustei meu pau em seu cu e forcei a cabeça da pica contra as preguinhas ásperas. Não precisei mais do que duas estocadas para mergulhar o pau na bundinha deliciosa. Vanessa gritou, contorcendo-se de dor enquanto meu pau entrava todo em seu cu. Comecei então a bombar contra suas coxas. Não demorou muito e o que eram gritos de dor viraram gemidos de prazer. Vanessa começou a rebolar a bundinha, tomada pelo prazer do primeiro sexo anal de sua vida. Quando gozei, enchendo sua bunda de porra, ela gritou para que eu não parasse. Aquilo me deu forças para prosseguir. Quando senti a ponto de gozar novamente, retirei o pau de seu cuzinho e o enfiei na xoxota, completando ali o delírio. Acabamos por cair os dois sobre a cama, exaustos. Para minha surpresa, minha irmã, depois de alguns instantes ergueu-se e me beijou na boca. “Você foi incrível !”, ela disse. E daquele dia em diante nos tornamos amantes. Bastava nossos pais se ausentarem e lá estava Vanessa em meu quarto com o pote de creme para espinhas... QUEM SE INTERESSAR POR CONTOS ENVOLVENDO NINFETAS E INCESTO, ENTRE EM CONTATO COM [email protected] TENHO VÁRIOS OUTROS DE MINHA AUTORIA E GOSTARIA DE LER DE OUTROS AUTORES.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Desvirginando a sobrinha de 18 anosgay e travesti.momentos novo punhetameu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçoselma melando a pica de cocorConto erotico bunda a enteada mas velha.Bucetas grandes fog lp iconto erotico a buceta enorme da minha esposaconto erotico as pregas da empregadaQueria ter um pau pra comer mulhercontos eroticos de avôMe comeu e comeu meu maridofotos esposas lindas no ménagecontos eroticos lesbicos mulatas casadas bicontos coroa 58 anos pau grossocontos-pego teu pau e coloco no meu cuzinhoporn contos eroticos enteada gangbangconto erotico a sogra safada e crentemeu pai tem ciumes de mim contos eroticoscontos vizinha feiacontos xoxota estufada da sobrinhabrincando de cavalinho com papai contos incesto pai e filhasamba porno zoo conto de incestomega rolas mega bucetas mega gozadas profundasnovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadaconto erotico de tutorContoseroticos minha mulher na passagem no anovideo de porno com machos a força brutamenetecontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornocontos a travesti e minha mae fudendocontos eroticos gay tio e sobrinhoDei a xotinha pro titio pauzudo me arrombou toda.contos etoticos casais disputam bunda maior das espisasContos eroticos gay iniciado pela maecontos eroticos meu marido sempre soubeconto erotico nao resiste e peguei cunhadachupando a bunda da daniele enquanto ela dormia 2Conto erotico sogro estuprando nora e gozando dentrocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto heróico de mão de madrugada alisando minha bucetinhamulher botandoo o palito no cúpornodoido negro bem dotado fudendo ocuzinho e a buceta de mulhet gtavida ecasadacontos quis dar pra um travestiwww.Contos Eroticos de sexo gay incesto pai estrupando filho virgem gay sexo violetos em contos.comcontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negrosconto erótico dominando a esposa mandonaContos na lua de mel o corno lambeucontos erotico esposa propoe proconto erotico encoxada vizinhocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos reais punheta gozadacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos eroticos de vendedor velho gordo seduzindo a meninacontos eroticos da vagabunda do cornocontos felipe comeu minha mulhrercontos eroticos de vovoArombaram meu cu na cabine eroticacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos mulatacontos eroticos com a velha vizinha cabeludanoite fria com titia contos eróticoscontos meu marido nem percebeuconto gay ajudei amigoscache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html conto erotico dei meu cu em um.lugar inuzitadocontos eroticos de sobrinho roludocontos eroticos real a primeira vez q gozeiconto erotico chefe do meu marido me bolino por de baixo da mezaporno contos dopei minha tia dundonaPai filha mijando na praia contos eróticosconto gay sobrinho viro esposachupou tio i phonecontos de casadas liberadagostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de lada