Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM SONHO REALIZADO: COMI MINHA TIA

Olá, meu nome é Miguel, tenho 19 anos, sou um rapaz alto, pois tenho mais de 1,80m de altura, ombros largos, pernas grossas, pele clara, olhos castanhos, cabelos pretos e lisos, pode se considerar que sou até que bonito sá estou um pouco acima do peso mas por pouco tempo pois retornei para academia essa semana rs. rnTenho uma tia que se chama Letícia, ela é super gostosa, tem a pele bem clara, mais ou menos 1,75m de altura, seios médios, lindos olhos verdes com pintas marrons, pernas grossas e uma bunda enorme que me deixa louco, tem 42 anos, porém aparenta ser bem mais jovem e é separada á uns 19 anos. Até pouco tempo atrás moravos juntos no mesmo quintal, em uma casa ela morava com sua filha de 22 anos que se chama Carol, e eu morava com meus pais e minha irmã na outra casa. Eramos muitos práximos, vivia na casa dela, principalmente depois que minha prima Carol arrumou um namorado e quase não ficava mais em casa, eramos muito práximos, tanto que ela falava que eu era o filho que ela não teve.rnSempre senti muito tesão por ela, as vezes ia na sua casa e ficamos assistindo filme juntos, e na maioria das vezes ela pegava no sono e eu ficava passando a mão em sua maravilhosa bunda. Sem contar as vezes que ia no banheiro e pegava sua calcinha e ficava cheirando, as vezes até gozava nelas. Morria de vontade de tentar seduzir ela de alguma e fode-la, porém sempre fui muito timido e como moravamos no mesmo quintal ficava com receio de ela não querer nada e acabar ficando um clima pesado entre a gente.rnAté que depois de um tempo meu pai comprou uma casa e nos mudamos, já não a via todo dia, mas meu tesão continuava. Eu não a visitava muito, e maioria das vezes que ia na sua casa meu pai também ia e sempre minha prima Carol estava em casa com o namorado dela, então não ficavamos sozinho pra eu pensar em tentar algo... rnUm dia fui a sua casa novamente com meu pai, porém depois de um tempo eu e minha tia fomos para a casa que eu morava antes que ficava nos fundos para procurar um livro que minha irmã disse ter deixado lá, meu pai ficou na casa da minha tia esperando junto com minha prima e o namorado. Minha tia estava procurando o livro comigo normalmente, e eu começei a ficar vidrado na sua bunda, não conseguia tirar o olho daquele rabo gigante, até que eu acho que ela percebeu e começou a se inclinar e abaixar deixando sua bunda bem empinada na minha frente, depois disso achamos o livro e voltamos pra casa dela, mas a partir disso ela parecia me olhar diferente, como se me desejasse também.rnPassou um tempo depois disso e fazia um bom tempo que não ia em sua casa, até que um dia desses minha mãe ligou pra ela pra tratar sobre um carro que meu pai estaria vendendo pra um primo nosso, nem sei exatamente o pq ela ligou rsrs, sá sei que minha tia falou pra minha mãe que era pra eu ir visita-la, pois ela estava com saudades. Pois bem, depois disso passei a semana inteira pensando na enorme bunda dela e homenageando-a em minhas punhetas, até que decidi que ia dormir em sua casa de sábado pra domingo e ia tentar algo, mesmo que fosse devagar, mas já não aguentava mais, eu era virgem ainda e com 19 anos estava subindo pelas paredes, meu desejo era tão grande que não me importava que desse errado, se ela não quissese eu simplesmente parava de ir na casa dela e tenho certeza que ela não contaria pra ninguém que tentei comê-la.rnQuando foi sexta-feira eu tomei banho, me arrumei, e liguei pra ela:rn- Oi tia, tudo bom?rn- Tudo sim, to com saudades de você, não veio mais aqui..rn- Você sabe o caminho da minha casa também ? brinquei com elarn- Ahh mas eu chego cansada do trabalho e já estou velha rsrsrsrn- Eu pensei em ir aí hoje, queria saber se a Carol vai dormir na casa do namorado porque eu pensei em dormir aí, porque hoje o namorado da Suelen (minha irmã) vai dormir aqui e não quero ficar segurando vela rsrn- Ela vai sim, vem pra cá e a gente assisti algum filme e você me faz companhia.rnDespedimos-nos e eu fui arrumar minhas coisas pra ir pra sua casa. rnQuando cheguei lá ela me abraçou, e me deu um beijo no rosto. Ficamos conversando no quarto dela pois na casa dela não tem sala, e sempre que eu podia olhava descaradamente pra bunda dela, queria que ela percebesse mesmo e tomasse a iniciativa de me dar aquela buceta .rnDepois de um tempo ela deitou na cama e disse:rn- Aii eu tô toda dolorida de cansaço, trabalhei tanto essa semana.rn- Mas você trabalha sentada o dia todo, nem dá pra cansar rsrs (Ela é costureira)rn- Cansa do mesmo jeito rs Fico com a bunda toda dolorida. ? Podia jurar que ela fez um carinha de safada ao dizer isso.rnA partir disso eu pensei comigo: ?Foda-se, ela deve ter percebido que sou doido de tesão por ela e também quer? e disse meio receoso:rn- Se quiser posso fazer uma massagem em você...rn- É pode ser, vou sá tomar um banho pra e você já faz.rnO banho parecia uma eternidade, mas assim que ela voltou ela estava com um shortinho de pijama e uma blusinha branca de alsinha, tive que me controlar pra não rasgar a roupa dela e meter nela naquele momento.rnEla se deitou novamente e disse:rn- Pega o oleo alí na mesinha e senta aqui na cama pra fazer a massagem.rnPeguei o oleo, sentei á seu lado levantei sua blusa pra passar o oleo e ela tava sem sutiã, não consegui ver nada pois ela tava de bruços, mas me pau já começou á subir, passei o oleo em suas costas e nas deliciosas pernas dela e disse:rn- Vou começar a massagem, ae você me diz onde tá dolorido pra eu massagear melhor. rn- Tá ? Já disse meio gemendo.rnComeçei a passar a mãe suavemente na suas costas, não queria fazer porra de massagem nenhuma nela, queria apenas deixa-la exitada o bastante pra eu come-la gostoso.rn- Desce um pouco ? Ela disse, acho que já começado a se entregar.rnDesci a mão até a lombar, bem perto de sua bunda:rn- Aqui? ? Pergunteirn- Desce sá mais um pouquinho...rnEu já estava tomado pelo tesão, e coloquei a mão sobre sua bunda, e disse:rn- Aqui? ? Disse eu um tom meio sedutor que eu nem sabia que conseguia fazer. rn- Exatamente ? Soou mais como eu gemido do que uma resposta.rnDepois disso eu esqueci tudo, ela definitivamente tava exitada também, minha timidez toda sumiu e começei a apertar aquela bunda que tanto desejei.rn- Tá gostando? ? Minha voz já soava como se estivesse fodendo ela, meio sussarante.rn- Demais, mas desce mais um poquinho sá. ? Gemendo totalmente.rnNessa hora percebi que por baixo do shortinho folgado ela tava sem calcinha, sua buceta era linda, rosada e tava toda depiladinha, era alí que ela queria que eu ?massageasse?. rnEntão nessa hora eu estava totalmente possuído pelo desejo e eeti a mão naquele bucetão, começei a enfiar o dedo e tirar todo lambuzado, eu tava louco de tesão, nunca havia visto uma buceta de tão perto e estava adorando, minha tia não parava de gemer:rn- Ahhh ai mesmo, continua.rnCom um puxão pra baixo tirei aquele short folgado dela, puxei bem sua nadegas avantajadas e meti a lingua naquela buceta, chupava com gosto, não fazia ideia de como aquilo era bom, chupava e metia meu dedo lá dentro daquela grutinha molhada, minha tia não parava de gemer baixinho, até que acho que ela gozou, pois os gemidos dela aumentaram e ela deu um grito gemendo meio cansada.rnNesse momento me levantei da cama de solteiro dela e começei a tirar a calça, meu pau doia dentro daquela calça apertanto-o, quando tirei a calça ela sentou na cama e começou a chupar, parecia possuída, sempre a via toda recatada e agora ve-la totalmente sem-vergonha com meu pau na boca e gemendo foi uma sensação espetacular, quando ela enfiou os 17cm do meu pau inteiro na boca meio engasgando, eu não aguentei e gozei na cara e na boca dela, mas ela continou chupando e limpando a porra que escorria por seu queixo. rnEla me lançou um olhar totalmente safado e disse:rn- Não vou deixar ele amolecer ainda não porque você ainda vai me comer gostoso.rnDito e feito, acho que a minha juventude ajudou pra isso mas depois de uns 2 minutos chupando meu pau, ela ficou de 4 na cama e disse:rn- Agora vem, mete na minha buceta.rnFui com tudo de uma vez, entrou fácil, acho que porque ela estava muito molhada, a sensação era indescritivel, eu não conseguia esboçar nenhuma reação á não ser foder aquela buceta com força, não acreditava que tava comendo minha primeira buceta e era a da minha tia gostosa.rnEla não parava de gemer e começou a falar:rn- Vai come sua tia, come com toda vontade que você tem, come sua puta.rnDepois de um tempo acho que ela gozou novamente, e eu logo em seguida.rnNão aguentava mais, e nem ela. Quando meu pau amoleceu um pouco eu coloquei meu pijama que estava no chão e ela colocou a roupa que estava em silêncio, deitei na outra cama de solteiro que tem no quarto, totalmente acabado, tomei coragem e quebrei o silêncio.rn- Como eu desejava que isso acontecesse.rnEla apenas sorriu, e disse:rn- Descansa um pouco, que eu quero mais depois.rnEu estava tão cansado que deitei e peguei no sono e acho que ela fez o mesmo, acordei já era umas 13hrs e ela estava deitada toda esparramada na cama dormindo com o shortinho enfiado na bunda, não resisti, peguei meu celular e tirei essas duas fotos.rnQuando ela acordou já era quase 14hrs nem deu tempo de fodermos novamente, ela apenas me pagou um boquete e deixou eu tirar algumas fotos dela pelada, pois logo a Carol voltaria e corria o risco de sermos flagrados. Fui emborarnFaz 5 dias que isso aconteceu, não fui novamente na casa dela, mas acho que irei esse sabado, espero conseguir comer aquela bunda dela.rnQuem quiser as ver as fotos dela pelada e de corpo inteiro me manda um email, nesse email que eu criei : [email protected] podemos trocar fotos e experiências.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


bucetinha contosContos eroticos fudendo o cu da casadacontos.de mulheres.casadas.e fogosaconto erótico bruna manicuconto eroticos garoto pede carona e e estupradocontos irma gozandoguri gozando na lajegozando na bucetinha apertada da cunhadinha que fica muito brabacontos eroticos papai gozando na minha bocameu amigo me domina e me faz de escravo do sexo gaycontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gay pai bebado suadoconto porno esposa na praia com amigaela pegou no pinto dele na marra mais ele gozoucon erotico comi lora greluda por 10 pilatransando com meu brotherxvidei a novissa possuidacontos Surpreso em ver tia sem calcinhatocu de proposito pornodoudoconto menino eu era fudido pelos meninos negrosContos hot mulher gorda e garotoescontos eroticos 9 aninhoscontos eróticos quentes minha namorada em dp reaiscontossexo minha dentistaconto cachorro tirou minha virgindadexvideos pai mete lolcamente em filha pagina1contos eroticos:lavando meu peniscontos eroticos padresprimeiraveznabundinhacontosgay comi meu priminho bricando d lutinhafoi vizita o cunhado e comeu a mulher do cumhadocontos eróticos comi minha sobrinha de saia sem calcinhaContos eróticos incesto teens tomando banho com meu paiconto de gozei gostoso naquela bucetacontos eróticos: aposta com o amigo bundudocontos eroticos ele insistil que deixei tira camisinhacontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigocontis eroticos i inimigo numero um do meu paidescabacei a namoradinha de 13 aninhoscontos eroticos tia dando pro proprio subrinhoporno sujo porra na boca guspe mijos e muita porcariachupou tio i phonecontos eroticos de fio dentalconto da minha esposa janaina tarada por rola crandea bucetuda casa dos contosler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiaatolando nas cachora no ciocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gay tetinhas gordinhagarota adolecente safadinha mostrando ospelinhos da bucetaContos com picas bonitasPapai enfiou o dedo na minha buc*** e gostei!Contos supreendida pelo novinhocontos comi minha mae e o travesticontos chineladas da empregadacontos eróticos novinha funkComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu coloconto esposa viu amigo nusexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reauesposa arrombada contos eroticoscontos eroticos gang banghttps://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlestoria porno a fantasia do meu marido e c cornomeu marido viajou peguei o carro paguei travesti contoshantai filinha patendo punheta pro pai safadasogra chortinho provocando genro cozinha lavandocontos levei uma rolada do meu filhocontos eroticos real novinhatirou as pregas dela contospalhia de calcia preta nuacontos veridico nunca tinha experimentado outro pau que nao fosse do meu marido, mas chorei no pau bem dotado da travestipadrinho cuida da afilhada contos eróticoscontos euroticos de meninas com mito tesaoassistir filme pornô mãe então você tá grande meladameu corpo que era devastado pelo seu pau ainda duro contos eróticos Contos Eróticos um Negão me comeucontos eróticos online pai tarado e filinha devassacontos eroticos tias e sogras casadascontos eroticos da vagabunda do cornoHistória narrada de sexo- Trepando com a nifeta safada gostosa huummmconto xotA cu filhinhomulher batend sirica at espirarcontos eroticos com homem contratado para engravidarminha enteada tem doze anos mas tem um bumbum muito impinadinha gostosinhaconto erotico pega no flagrarelatos eróticos de incesto sogra cheirando minhas calcinha usadascontos eroticos de sexo de coroas de 45 anos e garotos de 23incesto conto dia de trovoadaconto erotico de buceta largacontos incesto o cofrinho da mamaecontos eróticos comi minha quando ficamos só em casaSeios enrrigecidos da minha esposaContos incesto novinha calcinha