Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PAPAI TIROU MINHA VIRGINDADE

meu nome é Dani e tenho 19 anos,moro com a minha mae e meu pai,tenho 1.69 alt 57 kg sou branquinha e cabelos longos,perfeitamente normal,somos de uma familia evangelica,tirando meu pai que é um alcoolatra nato,minha historia começou quando tinha 19 anos,começei a observar que quando papai chegava da rua bebado,ele puxava a mamae pro quarto e passava o maior tempão la,certo dia não contive a minha curiosidade e fui observar pela brecha da porta,qual nõ foi a minha supresa ao ver minha mae ajoelhada com a rola do meu pai que estava em pe na boca,papai estava com as maõs nos cabelos dela forcado a boca dela,confesso que aquilo me pertubou,ele dizia "chupa cachorra,coloca a minha rola toda na boca"aquilo me fascinava ver meu pai gemendo e gozando na boca da mamae me deixou curiosa,a partir dai todos os dias apos sua chegada em casa ficava aguardando a entrada no quarto pra me espiar,ia chegando a data de um feriado e minha mae resolveu ir pra casa de vovo,nem eu nem o papai quis ir,na noite anterior a sua partida tinha visto pela primeira vez papai chupar a xaninha da mamae e foi tambem a primeira vez que me masturbei em pe na porta pensando que papai estava me chupado,gozei ate ficar com as pernas tremulas,mamae foi pra casa da vovo e papai aproveitou e ficou na rua ate tarde,quando ele chegou ja estava deitada,fiquei ouvindo os passos cabaleante dele pela casa ate que parou na porta do meu quarto,abriu a porta vagarosamente e entrou,de olhos fechados e com o coração acelerado senti quando ele levantou o lencol e a minha camisolinha,ficou passando o dedo na minha calcinha e vi um facho de luz,vindo de uma lanterna,ele ficava falando baixinho,"ta ficando gostosa" e esfregando o dedo na minha xaninha,primeiro por cima da calcinha,depois por baixo,aquilo tava me enlouquecendo escuteu um barulho ritmado e depois um gemido rouco,ele tinha gozado,papai saiu do meu quarto(super bebado)e não consegui me controlar e me masturbei 2 vezes antes de dormir,no dia seguinte foi a mesma coisa ele saiu a tarde e a noite fui para cama e ele ainda não tinha voltado,coloquei a camisolinha e tirei a calcinha,louca pra sentir o dedo de papai de novo,cochilei e despertei com ele ja no quarto abrindo minhas pernas,quando ele colocou a lanterna e me viu sem calcinha ele pirou,falava sem parar "que buceta gostosa,adoro buceta de menina,não tem pelo,que filha gostosa"papai caiu de boca na minha xaninha,chupava com uma gula que a minha vontande era gritar de tesão,ele esfregava a lingua,enfiava passava o dedo nos labios vaginais,era uma tortura maravilhosa,quando ele começou a esfregar a cabeça da rola na minha xaninha pensei que fosse morrer de prazer,ele dizia coisas sem sentido ate que enfiou o dedo na minha xaninha,ardeu muito e quase gritei de dor,pois ele enfiava com força,chupava meu peito com uma força animal,sentir nas coxas o momento que ele gozou,ele saiu do quarto rapidamente,passei a noite me masturbando,pela manha estava na cozinha quando ele entrou,assim que me viu baixou a cabeça e começou a pedir desculpas dizendo que tinha bebido demais e não lembrava de muita coisa,me pediu pra não contar nada a mamae,falei que não contaria se ele repetisse tudo e dessa vez tirasse a minha virgindade com sua rola,ele me olhou com supresa e perguntou se eu tinha gostado,falei que sim que a tempos observava ele com a mamae e tava doida pra chupa-lo e perder minha virgindade com ele,ele rapidamente colocou a rola pra fora e ordenou que eu o chupasse,fiquei de joelhos e fiz como vi muitas vezes mamae fazendo,ele ficava me chamando de filhinha dizendo que eu chupava gostoso e que queria enfiar logo na minha xaninha,me colocou deitada na mesa e abriu minhas pernas,quando viu minah xaninha aberta no claro sem precisar da lanterna enfiou a lingua com força e começou a mim comer com a lingua enquanto dava cordinha no meu peito,gozei na boca do meu pai e ainda estava gozando quando senti a rola grossa de papai entrndo de uma sá vez em mim,gritei de dor e isso parecia excita-lo ainda mais,pois ele enfiava com mais força ainda a cada gemido de dor e prazer que eu dava,gozamos os dois ao mesmo tempo e ate hoje papai e meu unico homem

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


zoofilia negao comenorme pau deixando putia loucacontos de calcinha furada no cucontos eróticos comendo irmãcontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos comendo a prima na casa ao ladocontos eroticos vizinhas camaradasmulher gostosa arrumando biquini em um deckmeu buraquinho guloso no teu pauProfessora ruiva com um bunda tapa na bunda do aluno vode o aluno gostosoConto erotico muito forte putão na vara contoscontos filha pequenacontos pornos pesados de arrombamento anal de novinhos a forcaPorrnodoido dois traveti comendo a outra e ficando de pau duro seduzida por uma lesbica contode verdade o que injetam ou introduzem para aumenta bumbum e seiostravesti jhuly hillscontos eróticos no cu com cachorroscache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlcontos de coroa com novinhoproposta indecente de colega porno de trabalho a casadacarla doida por roludos contoscontos eróticos funcionáriarelatos comi a crente na marrapapai me ensinou chupar buceta conto eroticofodas de esposas q gostam de ser curradasxupando u pau dos piao tudo no sexo gostosogostosao aguenta doi pipinos no cúcontos dei minha buceta para o novinho pauzudo na pescariaconto erotico de entidas e gravidaContos sou alegria dos coroascontos coroa 58 anos pau grossoso metendo n mato n buceta da minha filha n causinha video mobilvideoo porno da bundona de chorte de burmiinseseto commforcanamorada de calnsinha centou na picacontos.praia de nudismo com o pai roludobucetas carnudas grandes beicos casadas cornoscontos transando com a minha cunhada fernandacasa dos contos de mae fudendo filho e filhadando contoscontos eroticos as tres safadinhadcontos eróticos gravou tia dando pra doisxvidiominha pica é maio doque a do seu maridoSobrinhas do prazer contoscontos eroticos pagando divida do filhocasa dos contos eroticos tia e primacontos eroticos traindo meu marido com o vendedor da lojacontos meus amigos estupraram a minha maecontos erroticos eu melava minha calsinha para meu amigo chera elacontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentenunca tinha visto um pau tão grandeContos erocticos aaaai papaicontoerotico.eu.marido e as filhas no forroconto de casada com descendente de japones que traiu com um bem dotadocontos esposa rebolou para,amigoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos.de mulheres.casadas.e fogosacrente velha chantageada contos eróticos contos eróticos padres heterossexuaisfazenda fravia dan xeso anal lua demelcontos eroticos comi toda a familiaseduzudo e fudido contos gayp****** grandes e grossas f****** o c****** os apertados contos eróticos gayscontos eróticos mulher no trevo conto - bundinha durinha , cuzinhoapertadomostrei a buceta toda babada pro papai brincarcontos de incesto minha filha se tornou um mulheraocontos de incesto fui adotad a para ser escrava sexualconto real meu vizinho me agarroutravesti putinha passiva de minisaia pornopriminho tesudinhoconto como foi que eu chupei a bucetinha de uma loirinha de cinco aninhosdanada da minha cunhada louca pra darcontos sem pudor com a menininhacontos eroticos comendo a mulher do meu primotudo liberado em swing entre casais no frutapornovideo porno de anos gozando dento e escorredocontoserotico meu tio pegou minha esposajogando nas duas pontas trailer porno travestisPorno.veterinariha.taradacontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eroticos gosto de chupar buceta suada e ensebadapadrinho comer afilhada cem pentelhocontos eroticos com homem contratado para engravidarcontos eróticos sogra pediu pra ver minha rolaraspada para surpresa do marido contosComto fudemdo a sogra ea vizinha jumtas pornocontos eroiticos de gente que participou do d4swingcontos me ensinaram a bater uma siririca