Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PATRICINHA ESCRAVA

Oi, vou relatar um fato que ocorreu quando eu tinha 19 anos, hoje tenho 19, sou loira, 182 cm de altura, seios grandes e empinados, e uma bunda bem gostosa, dessas que os homens na rua nao param de olhar nenhum segundo.. Eu estava em casa com meu namorado, namorávamos à 1 ano e eu nem pensava em transar, mas como era aniversário de namoro, eu concordei que ele poderia tirar umas fotos minhas, porém, essas fotos teriam que ficar no meu computador e na minha posse somente, tirei fotos em posições bem ousadas, de quatro, de lado, abrindo as nádegas, imaginem uma virgem depiladinha mostrando tudo, eu tinha orgulho do meu corpo, eu fazia academia para manter e até aperfeiçoar mais ainda essa escultura, quando passei as fotos pro computador eu as observei bem e me vi ali, como aquelas putas, e isso me deu raiva, porém nao deletei as fotos, deixei-as apenas no computador, fui comer alguma coisa na cozinha, e, quando eu voltei ví que a tela do meu computador informava que havia um novo e-mail, e quando abri, fiquei palida, era uma foto minha ousada, de quatro abrindo a bunda, e estava nas maos de alguem esta foto, e na mensagem estava escrito para eu esperar que já chegaria outra mensagem, eu tremi, e na outra foi enviada uma foto do meu rosto e dos meus peitos e embaixo uma mensagem : "você quer que todo seu colégio veja isto? todas as suas amigas, todos seus familiares? se nao quiser faça o seguinte, me encontre no restaurante do pier amanha às 19 horas."

e lembre-se que isso nao é uma ordem, você tem uma opçao... saí do computador e deitei na cama, chorando, no dia seguinte fui para o pier, para o restaurante designado, e tocou meu celular assim que chegei na porta, " mesa 19 ", entrei e sentei, era um homem com cerca de uns 28 anos, ele foi direto ao assunto e falou que eu tinha duas opções, a primeira era que todos veriam as fotos, e a segunda que eu teria que passar uma semana com ele. Caindo lágrimas do meu olho eu falei que escolheria a 2°, ele deu um sorriso e falou que iria me pegar no dia seguinte, na saída do colegio, que seu carro era um porshe. Fui pra casa e chorei muito, nao consegui dormir e nao parei de chorar. Chegou a hora, ele me buscou na saída do colégio, e perugntou qual a desculpa que eu teria dito para a aminha mae, e eu falei que iria para a ilha grande acampar com umas amigas, ele sorriu e falou que eu iria fazer um filme porno, que eu iria ficar arrombada, mas o filme nao seria publicado no brasil, pelo menos, chegamos à sua mansao, que era realmente gigange, foi aberta a porta e me deparei com um estúdio gigante, e ele parou, subimos em um palco e ele falou que eu era a putinha, virgem nos dois lados, e que eu ficaria um dia de roupas para me acustumar, mas que todos podiam passar a mao em mim, tomei um susto, e apás isso fui levada para uma sala, na qual colocaram em mim um cacinha fio-dental que mal cobria minha xoxotinha virgem e um micro bikini nos seios, que deixavam parte deles à mostra, a humilhação era tanta para mim, todos passavam a mao em mim e eu desnuda, sem poder reagir, acabara de saber em que filme eu gravaria, seria um estupro, eu seria a vitima de um negro de porte grande, com um penis de 24 cm e grosso, foi ali que tinha visto a robada que eu havia me metido, fui colocada para dormir sem roupas, para ficar bem solta, no dia seguinte fui acordada por uma velhinha, que me depilou toda, sem deixar um pelinho sequer, e passou uma pomadinha na minha bucetinha para amenizar a dor. fui vestida com um vestido preto e uma sandália agulha transparente, fui andando, em um ambiente simulado de rua, e com uma carroceria de um carro esportivo, quando um negro me puxou pelo braço e com uma faca na mao me ameaçou, tentei fugir, mas nao dava mais, o meu vestido foi rasgado por esse brutamontes, e o pior, a cena do estrupo ia ficar bem real, porque, por bem ou por mal, era um estupro, ele me colocou de joelhos, e me mandou chupar seu pau, eu nunca havia feito isso e recusei, tomei um tapa na cara e sem ter opção comecei a chupar, era uma tromba monstruosa, e eu nao queria apanhar, tentava chupar mas so estrava um pedaço da cabeça, eu lambia para nao apanhar, quando apareceu mais um negro, eu me desesperei, mas ele foi direto na minha boca e falou : " vadia gosta é de pica ", isso me estressou e eu sem querer dei uma pequena mordida no pau que estava na minha boca, e ele falou, porra vadia, nao sabe chupar uma pica, vo meter na sua boceta, gelei, já sabia que essa hora iria chegar, e que nao seria nada agradavel, ainda mais com um piruzao daquele tamanho, o segundo entao sentou no bando do motorista e eu fiquei de quatro chupando ele, quando senti alguma coisa me pressionando, dei um grito, e ele falou, nem foi a cabeça ainda, relacha, e começou a colocar, colocou a cabeça e falou pro outro " ela é virgem " !, e meteu fundo na minha boceta, desfaleci por alguns estantes e voltei à conciencia, me sentia ardida e chorava, ainda com um penis na boca eu era obrigada a continuar naquilo, até quando ele tirou o pau da minha boceta e gozou em cima de meu cu, senti aberta e aliviada quando ele saiu de lá, mas ele veio diretamente para a minha boca e falou que aquilo nao tinha sido nada ainda, quando eu vi, o segundo estava sentado em um banco, com o pênis duro, que era praticamente do mesmo porte do outro, e mandou eu ir até ele, fui até ele andando um pouco aberta, por ter sido arregaçada durante 19 minutos por um piru grande, ele posicionou seu pau na porta de meu cu, eu falei que nao era possível, que por favor parassem, que nao aguentaria, tomei um tapa, e ele falou, vou encachar, senta aos poucos, quando entrou a cabeça ele me mandou apoiar meus braços nos braços da cadeira, para que eu pudesse controlar a penetração, achei que poderia doer menos, mas nao pensei em suas intenções, me sentia rasgada com uma tora dentro de mim, quando ele tirou meus dois braços, provocando uma penetração,rápida, profunda e dolorida, me causando uma dor impossivel, eu gritei muito alto e ele nem se quer se comoveu, começou rapidamente a meter freneticamente em meu cu, eu so sentia arrebentar, doer, arder, pensava em como doía tanto,quando ele levantou minhas pernas e o outro veio e meteu em minha boceta sem dá, me senti uma puta, que estava sendo paga paar aquilo, mas que nao podia nem pensar na dor que tava sentindo, controlava para nao desmaiar, e foi assim durante uma hora, me comendo dessa maneira, apás isso cada um me comeu de quatro, no cu, e me obrigaram a engolir o leite todo.. fui dormir depois de um dia de foda, e no dia seguinte acordei segurada por 3 homens fortes e tomando uma injeção anestésica no cu e na buceta. me colocaram de quatro e falaram para mim, olha, isso é pro chefe, ele mandou, falou que hoje voces vao à um putero, e ele vai liberar você, por conta dele, entao vamos acabar com você. me amarraram de quatro, em uns ferros nos quais eu nao podia me mecher, e ligaram uma maquina com dois consolos gigantes, de 25 centímetros, mas bem mais grossos que meus pulsos, e colocaram um em minha buceta e um em meu cu, eu nada sentí, a velhinha falou que em 20 minutos iria começar a doer, e que eu iria ficar duas horas com aquilo, quando ela erminou de falar ligou a makina, era rapida e com movimentos profundos, senti que estava acabando com a minha vida, estava ardida apás duas horas, ela me soltou e eu fui à um espelho e vi o estrago, estava parecendo prostituta velha, toda arrebentada, descansei um pouco e fui para o putero, fui comida por todos, até pelo faxineiro, e o meu dono falou que eu seria aliviada, sá passaria mais um dia com ele, e nesse dia eu nao seria fudida por ninguem, porém, fui acordada no dia seguinte e colocada na mesma maquina, apás isso ele me deu uma, calça de lycra branca e uma blusa do flamengo, aí que eu entendi, iria pro jogo, sem calcinha e toda arrebentada, fomos de arquibancada, minha buceta e meu cu se destacavam na calça, olhavam descaradamente, meu dono percebendo isso, jogou meu celular no chao e mandou eu pegar sem dobrar as pernas, aí ja sabe ne, olharam para mim e passaram a mao na minha bunda, meu dono pegou minha calça e enfiou-a na minha buceta e no meu cu, ficou bem cravada, apos ser humilhada no maracana, fui comida em um carro como uma puta, e largada no barrashopping, com tudo pra " fora"

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de filho com sua mãeConto gay velhocontos eróticos chantageado e forçado a comermeu policial chupou meus seios gostosocontos de calcinha furada no cuQuando eu era pequena meu primo comia meu cu e eu peidavagarota adolecente safadinha mostrando ospelinhos da bucetaconto erotico masticou minha buceta estrubocontos eróticos entre mulheres e homens super dotadosWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contoscontos corno arregaçadas no cinema pornôconto sogra nudistaeu gozei na vagina de Beth minha amigaconto comi a buceta da mae do meu amigoconssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contocontos eróticos sogra pega mulher metendo na camaconto erotico jogando game com o garotinhocomi minha filhinha cedinho conto eroticonegras abrino o cu pra meter nele gostosominha esposa meteno com outro q delicia Contos de novinho chupando kct de caminhoneiroa minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delacomi a minha mãe na chantagemminha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façocontos eroticos comendo a mulher do meu primocontos interraciais contados por mulheresquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinacontos eroticos gozando dentro da novinha pornomulek chupando no peitinho da primavoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos marido bebeu e eu encoxei a mulhercontos menage com loira e morenacontos eróticos o cuzinho da Giseleconto erotico neide safadinhacontos eroticos os pedreiros negao comeu minha mulhercom fotoscontos sado marido violentospegando casada na.cadeia comtos eroticosconto erotico de faxineira casada safadacontos eróticos 4 garotasContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorContos lesbicas nossos maridos sairam fiquei bebendo com a comadreconto eroticos garoto pede carona e e estupradocontos pornô de incesto meu pai curou o trauma que eu tinha do meu corpinho sem graça, baixinha magrela e sem peitospraia guaratuba contos sexoContos eróticos teens tomando banho com meu irmãocontos gay infanciatio vaqueiro conto gaycontos eroticos de infância mijei na bocaXvidio mulhes que anda a noitecontos eróticos amigo comendo mulherContos de sacanagem com patroas e religiosascomendo a carlinha casa dos contosconto esposa nua no sitiocontos meu primo me comeudormindoirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delaContos eroticos casal vendo pintudo urinardeixo penetrar sem camisinhacomi minha cunhada adrianacontos eróticos Bombeirover vidio porno puxando berada da buceta dela pra doecontos de incesto setada.no coloconto de cunhada depilando o cu para levar varacontos eroticoscomendo.sograsmendigo gay contoscontos consolei a mulher do meu amigoparticipei de uma suruba contosfodida no onibus por coroa contosPegando a prima logo cedo contoconto comeu meu cu gostosovizinho tezudocontos de mulheres viuvas sendo pelo penis grandepedreiro enfiando a língua na patroacontos a mulher casada aiiiiiiiiiiii meu cuuu ai vou fala para meu maridocomi minha mae na varanda contosGravida do papai contosContos eróticos com anal jovem inocente gostei gostoso ela choroucontos eroticos marido capachoTreinamento de cachorros para zoofiliacontos meu cu tesudoconto erotico gay: transando com um japonesfogosas do funk de sainhao que devo fazer minha namorada mandou sentar na mimha pirocaporrnodoido com anacontos primeiro analcontos eroticos piscina peitos fartos seduzicontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anos