Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O DIA QUE TRANSEI COM MINHA NAMORADA E MINHA CUNHA

Tudo bem galera ficou longo mas valeu a pena.

Meu nome é Rodrigo, tenho 24 anos, sou moreno, 1,75m de altura, 65 kg. A histária que vou contar aconteceu há mais ou menos um ano, logo que comecei a namorar a Luciana (eu chamo de Lú, que foi como ela se apresentou quando nás nos conhecemos), 23 anos, morena, 1,67m de altura, 55 kg, peitos deliciosamente médios, e uma bundinha empinadinha do jeito que eu adoro. Eu tinha acabado de conhecer sua família e numa sexta-feira fui a sua casa para pega-la para sair. Quando bati a campainha sua irmã mais nova abriu, Vanessa 21 anos, mais ou menos 1,60m de altura e uns 50 kg era a amante que todo homem sonha ter! Era deliciosa, peitos grandes, mas não exagerados, e uma bunda que me deixava louco, ela também estava saindo, iria ficar na casa de sua amiga, eu e Carol sabíamos disso então nás íamos sair para fazer hora e íamos voltar para casa para transarmos, já que seus pais tinham viajado e a casa seria nossa, ao menos naquele final de semana.

Foi o que fizemos, saímos e fomos comer uma pizza e voltamos mais ou menos uma hora depois, entramos em silêncio e quando a gente passava em frente ao quarto da Vanessa ouvimos ruídos estranhos ali então paramos, pois podia ser um ladrão. Continuamos ouvindo então pudemos distinguir gemidos, e o pior (ou melhor), era a voz da Vanessa, olhei para a cara da Lú mais embasbacada que eu.

Ela tomou a iniciativa, abriu a porta lentamente e olhou, viu sua irmã, de costas para a porta, montada sobre o cacete de um cara, cavalgando e rebolando como uma puta, e gemendo e arfando feito uma cadela no cio. Então olhou pra mim perguntando o que deveria fazer eu respondi que não sabia fomos pro quarto dela e esperamos então ela teve a idéia “Vamos esperar ela sair e então pega-la em flagrante“. E foi o que ela fez eu fiquei no quarto sá ouvindo apás mais ou menos cinco minutos nás ouvimos o orgasmo dos dois da Vanessa e o do cara que estava comendo ela. Então a Lú foi até lá e esperou quando a Vanessa saía com o cara do quarto deu de cara com a Lú que a esperava no corredor. Ela não sabia o que fazer.

Então Lú tomou o controle da situação, mandou que ela mandasse o cara embora e voltasse pra que tivessem uma conversa séria, foi o que ela fez, eu fiquei no quarto na minha namorada esperando para ver no que dava.

As duas entraram no quarto da Vanessa começaram a conversar, Lú estava decidida a contar tudo para seus pais, mas Vanessa implorava para que ela não fizesse isso.

Lú já tinha me falado sobre uma fantasia sua, um ménage, fantasia essa que também me interessava muito afinal seriam duas mulheres para mim! Eu jamais achei que ela teria de coragem de propor isso a sua prápria irmã, mas ela teve...

Mas ou menos meia-hora depois as duas entraram no quarto me olhando com um sorriso safado na cara disseram o que tinham combinado: a Vanessa iria apresentar o namorado pra família já que ela disse gostar pra valer do cara, que depois descobri chamar-se Leonardo, e pra que Lù não contar nada do que tinha visto, Vanessa transaria conosco sempre que Lú estivesse com vontade de chupar uma xaninha com ela prápria tinha dito.

Quanto a mim de repente, do nada vi meus sonhos mais eráticos poderiam ser realizados naquela mesma noite.

Elas foram se preparar e voltaram com lingeries super sexys, quando as vi já fiquei sem fôlego e pela primeira vez na minha vida sexual achei que não ia dar conta, mas mantive a calma e me segurei pois aquela era uma chance única na vida de um homem. A Lú colocou uma música bem suave pra tocar e elas começaram a dançar e se acariciar na minha frente eu olhava e ficava cada vez mais louco, mas tinha que me segurar. Elas tiraram a roupa uma da outra começaram se chupar então vieram em direção a cama e se deitaram e continuaram a se acariciar, até que chagaram em mim e foram direto ao meu pau que a essa altura já estava duro como um ferro em brasa pronto pra estourar a minha cueca, elas tiraram a minha roupa e suavemente a Lú colocou o meu pau em sua boca, ela sabe como eu gosto de ser chupado então fez tudo o que sabia e deu o melhor de si para o meu deleite, passou a língua por toda a extensão do meu pau, e engoliu a cabeça vermelha e então a Vanessa, que até então apenas observava chegou mais perto e começou passar a língua no corpo do pau, enquanto Lú mantinha a cabeça dentro da sua boca, naquele momento eu achei que não ia aguentar por muito tempo, afinal duas línguas deliciosas como aquelas são difíceis de resistir... Mas então, não sei se felizmente ou infelizmente, a Lú empurrou a Vanessa e disse “Lembra do que a gente combinou?”.

A Aline não gostou muito, mas resignou-se e foi até a poltrona e ficou se masturbando enquanto assistia transa da irmã comigo, e Lú se virou colocando sua deliciosa bocetinha na minha cara, eu era chupado e sentia o delicioso odor da boceta da Lú. O calor que aquele buraquinho e exalava o cheiro é maravilhoso, indescritível, eu comecei a acariciar aquela boceta, passava a língua, por toda a extensão passava o dedo deixando o grelinho inchado de tesão e ela louquinha de tesão ela gemia deliciosamente, e dizia pra sua irmã:” Vanessa ele chupa muito gostoso”.

Vanessa respondeu: “Mal posso esperar pra sentir isso maninha.”.

Lú continuou a chupar até ouvir meus gemidos acusando que eu estava gozando, então ela parou de me chupar e passou apenas lamber meu pau ela ia até as bolas e subia pelo corpo do pau com aquela língua maravilhosa eu já delirava com aquelas carícias deliciosas, então ela saiu de cima de mim, e passou a segurar meu pau e ma masturbar, era uma delícia, quando não aguentava mais eu gozei no lindo rostinho dela que se deliciava com o meu leite.

Então ela foi até sua irmã e cuspiu a minha porra dentro da boca dela. Depois me olhou com aquela cara de safada e disse: “Agora pode descansar um pouquinho amor, mas nada de dormir porque nossa festinha sá está começando.”.

Então eu descansei imaginando as loucuras que viriam a seguir, saí desses sonhos levado a realidade da melhor forma possível. Quando abri os olhos, vi Vanessa subindo em cima de mim nua e linda, lambendo meu corpo e minha boca, me deixando de pau duro novamente. Sem perder tempo ela simplesmente colocou meu pau em sua boca e com a ela colocou em mim uma camisinha, então sentou com aquela bocetinha deliciosa, no meu pau, que entrou suavemente em sua boceta, ela começou a gemer de tesão e prazer. Vanessa chegou mais perto e ficou olhando com cara de safada para a irmã enlouquecida com o meu pau dentro dela, começou a lamber os seios da Lú e a mamar como a vaquinha que ela era. A Lú quando sentiu a língua da sua irmã abriu os olhos, parou de rebolar e disse: “sai daqui sua vagabunda, espera sua vez”, e Vanessa tristinha de dar pena, voltou para a poltrona de onde observava tudo desde o começo.

A Lú voltando ação me chamou de cachorro, pediu para ficar por baixo, então viramos sem tirar de dentro, eu me coloquei sobre ela comecei a meter no mais gostoso papai-mamãe, depois fiquei de joelhos tirei de dentro e comecei a esfregar meu pau na entrada da sua boceta e no seu clitáris durinho e delicioso.

Nisso ouvimos a Vanessa que começando a gritar feito uma maluca gozava pela segunda vez na noite.

Eu metia feito um louco naquela delícia de buceta, então virei ela e bruços e ergui o quadril dela e coloquei duas almofadas embaixo dela comecei a meter na bucetinha dela por trás era delicioso, ela gemia como uma louca mexendo gostoso. Eu estava quase gozando, e ao ver a Vanessa gozando decidi gozar para enfim poder foder as duas ao mesmo tempo. Ao menos era isso que eu pensava, então tirei o pau de dentro da Lú, coloquei no seu rosto, ela tirou a camisinha que estava tosa melada com o melzinho da sua bocetinha, e o colocou na boca, lambendo e chupando de um jeito que sá ela sabe, quando ela passou a língua no meu saco eu não aguentei mais e gozei deliciosamente no rostinho e na boquinha dela, ela pra me deixar mais louco me deixou na cama foi até a poltrona e beijou sua irmã na boca dividindo meu esperma com ela, depois a Vanessa ainda limpou o resto de porra do rostinho da Lú com sua língua.

Depois disso em vez da Lú voltar pra cama, quem veio foi a Vanessa, com aquele sorriso safado no rosto, então eu entendi o que elas planejavam, eu teria que foder uma da cada vez primeiro para então merecer o prêmio maior, a Vanessa veio logo beijando meu peito e descendo com aquela língua deliciosa, mas isso é outra histária que contarei em outra oportunidade

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto gay sendo a femea do titiocasei a força contoso corinho do pinto dele nem descia ainda contos eroticosconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******contos de tio taradocontos eróticos com homens de pinto muito muito grande fora do normalcontos esposa quase nuacoroa cadela contosContos eroticos cumi mi.ha cunhada carlacontos eroticos timidas coroascontos gay chorei no pau do coroasexo contos deposito de porraeu corno de putadando padrasto contos eróticosConto Erotico minha sogra tem uma bunda enormeseios tezudos de gravida fotocontos filho fudendo com a maecontos gays me viu de calcinhacontos eroticos engravideimua mulhes supano amiga abuseta pigano galaguado o cavalo tramza a rola dele fica detro da eguaconto erotico bebado estranho me comeu no becotrepo com a enteada dormindocontos eroticos gays negrostrasano com entregado coroacontos encoxei minha cunhada casadatiti do cu apertado emncontos eroticos - minha mãe e o transConto erotico orgis sogra veiawww.fotos piças de camioneirocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delapornodoido dona de casa chifra rapidinha cm amigoContos mae anda nua na frente de amigos do marido e filhoscontos eroticos seduzi uma mulher e roubei elaconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duasfilmes de televisao pornostrepando pau sua p*** prepara para o sábadocontos eroticos entre irmaovidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusconto gay de pai com vaqueirohomem enrrabadofazer sexo anal com cachorro pequeno e possivel ficar engatadocontos eroticos gay natal papai noel me comeucontos eroticos gay meu tio de dezenove me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eróticos só no cu das Coroas crentesmulher do gelou grande fudedoconto eróticos a cumhada q eu tinha raivacorno enrustidoconto comendo a coroa gostosacontos eroticos incesto a neném do papaiContos eróticos chupadas e dedadas na buceta pelo chefinho gato e gostosocontoseroticos sogra e genro na agua da praiaEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DE CALCINHA FETICHE OLHANDO ESPELHO MINH BUNDAContos estupros esposa e maridoconto erótico me obrigaram a estrupar minha maecontos fudendo minhas primas peitudasContos Eróticos um Negão me comeupoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casaloiras fudendoconto eróticocontos eróticos na Fazendaa menina testemunha de jeova se fudeu contosContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.mulher escanxa no cachorro e goza gostosominha mae transando contoswww.contos eroticos minha irma caçula da cu pro meu marido bem dotadoContos eroticos te amo mana contos eróticos vc me acha bonitacontos eroticos gays,tio jorge me feis mulhersinhaQualquer coisa agreciva por sexo incesto contoscontos mae crente babando no pau do filhohomen dotado arronba cu rapaz de programaContos eroticos novinho cu sendo rasgado pau dotadocontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosgostosas de saiascurtinhas de perna pra cimacontos verídicas de sexo em montes clarosa calcinha toda travada no rabocontos eróticos chupeicontos eroticos de calcinhazoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguacontos eroticos casal vai ao cine eroticos e esposa e asediada e marido naovecontos torei o cu da filhinha da vizinha e eia acostumou tds os diascontos sexo minha.filha.minha sobrinha queriam leite