Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ALMOÇO DEPRAVADO COM A FILHINHA PUTA!

Há aproximadamente dois anos, eu e minha esposa, Leila,

transamos com nossa filha, Sabrina.

A Sabrina se mostrou desde cedo muito safada, o que

logo despertou os desejos de sua mãe, que já foi dançarina

de boate (para não dizer que ela era puta)! A partir

daí, foi esperar a oportunidade certa para começarmos

nossa "farra".

Numa outra oportunidade, escreverei contando como começamos

a transar com a Sabrina, hj quero contar a última surpresa

que essa putinha por natureza nos aprontou.

Há uns dois fins de semana atrás, eu estava navegando

na internet, enquanto a Leila, minha esposa, estava

preparando

o almoço. A Sabrina estava impossível naquela manhã!

Apesar de termos transado logo cedo, ela não se satisfez.

Depois do banho não quis se vestir, passou a manhã inteira

andando pelada

pela casa e se masturbando. De vez em quando ela vinha

chupar meu pau um pouco, depois ia brincar com a Leila,

voltava a se masturbar, até que ela foi à cozinha dizendo

que estava com fome. Sua mãe lhe disse que estava fazendo

macarrão para o almoço e que não demoraria. Mesmo assim

ela pegou um pequeno copo no armário, colocou um pouco

de

leite condensado e saiu comendo. Veio até meu quarto,

onde eu ainda estava navegando, vendo fotos pornôs.

Ela começou a lambuzar seu consolo com o

leite condensado e enfiá-lo em sua xaninha. Depois de

tirá-lo, todo melado, ela o chupava e cuspia, deixando

seu brinquedo bem lambuzado... Eu já estava excitado

devido às fotos e ao chat que estava, aproveitei a deixa

para me virar de frente para Sabrina, tirei meu pau

e

comecei um suave e lento vai-e-vem, esperando que ela

viesse me chupar, mas, com um sorriso maroto, ela se



aproximou, deu um beijinho sapeca na cabeça vermelha

da minha pica e disse: "vamos papai, mamãe já preparou

o almoço!". Sorriu e saiu rebolando para a cozinha.

Confesso que fiquei desapontado, mas, tudo bem. Me

despedi

da garota da sala de bate-papo, terminei de salvar os

filmes e fotos que

estava baixando da net e também segui para a cozinha.

Foi, no mínimo inusitada, a cena que vi ao chegar...

Minha esposa estava com a blusa levantada e o sutiã

abaixado, deixando seus seios à mostra. Tinha os biquinhos

durinhos e estava toda suja de molho do macarrão; a

Sabrina,

tinha o rosto também sujo de molho e muito macarrão

espalhado

pelo corpo. Pude perceber que com uma mão pegava a comida

com o garfo, sempre deixando cair um pouco para fora

da boca, e com a outra mão se mastubava. Minha esposa

apenas sorria para mim, achando graça de toda aquela

cena.

Minha filinha então, olha para mim e diz, ainda de

boca

cheia: "vem cá papai, almoce conosco também". Ela me

puxou pela bermuda e me

colocou de pé ao seu lado, tirou meu pau da bermuda

e

começou a chupá-lo, ainda com muita comida na boca.

Vi

minha rola ficando vermelha

de tesão e molho de macarrão. Minha esposa apenas ria,

esfregando um cubo de gelo nos bicos dos seios.

Eu tinha o pau dolorido de tanto tesão. Ela chupava,

cuspia na cabeça do pau, massageava meu saco, chupava

minhas bola e salivava muito, fiquei todo melado de

uma

mistura de baba com molho... Minhas pernas já estavam

ficando bambas, eu apertava sua cabeça contra meu pau,

querendo ir até o fundo de sua garganta, a puxava pelo

cabelo e dizia: "isso filhinha, mostra para

mim que tua mãe te ensinou direitinho a ser puta! Chupa!

Chupa vadia!"

Ela percebeu que eu estava para gozar e parou.

- Esse macarrão está tão gostoso mamãe - disse Sabrina.

Mas acho que ainda falta um toque especial!

Aí, ela direcionou meu pau para seu prato de macarrão

e esfregou a ponta na comida. O calor da comida, que

cobria minha pica, era delicioso. Sabrina continuou

a

massagear meu saco, segurando meu pau com a outra mão.

Então, não aguentei mais, e comecei a gozar. Em cima

do prato! Cobri seu macarrão de porra, muita porra.

Eu

estava com muito tesão.

Quase cai para trás, estava sem forças. Meu pau começou

a amolecer, então arrastei uma cadeira e me sentei.

Sabrina

misturou o macarrão no prato e começou a comer. Devora

a comida, e

dizia, com a boca cheia, deixando sempre cair um pouco

de macarrão que escorria pelo corpo: "agora sim, mamãe,

está uma delícia!".

Terminamos de almoçar e pedi para descansar um pouco.

Minha filha falou: "então vá para a sala com a mamãe,

porque EU vou preparar

a sobremesa, mas não quero ninguém cansado, porque vai

ser BEM melhor que o almoço!".

Peguei minha esposa pelo braço e fomos para o sofá

tomando

um copo de suco.

Ouvimos Sabrina arrumando a bagunça que fizera na cozinha

e depois de uns vinte minutos ela apareceu na sala para

a sobremesa...



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


amiga inseparavel chupa a bucete uma da outraEscravo de minhas cruéis donas (conto )contos eroticos apanhando bundaminha sogra pediu pra ver meu pintoNovinas putinhqs boqueteras contos eróticouso fralda e calça plástica fetichecontos eróticos com pai e filhaconto erotico comi a buceta da velha mudacontos foi sem quere comi a cunhada coroacontos testou a esposaconto erotico minha namorada cuidado de mimNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos contos de sexo gostosa deu pra mim na a baladafui ensinar a sobringa dirigir ea fudia madrasta ingênua contos eróticosmanteiga cu esposa bundona fico abertao nem acordo contosconto gay macho arrogantecontos em ilhabela com minha mulhercontos sexo cabaso samgrandocontos eroticos a crentinhaconto erotico conchinhamulheres a mijar por cima da casste grossa do marido home pega amulher de com o melho amigo transano e fi loucomeu lobo gostosoconto menor me comeucontos de cachorro pau grande e grossocontos eroticosde incestos anal chorandona picacontos eróticos corno mansonegao deu o cu contos gayConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintacomi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicosempregada gostosa transando de bruço com patrãofofinha putaria goiania contosContos erocticos dei comprimido ao velhotia tranzando com sobrinho cabassaocontos eroticos de trans rabudas e gostosas sendo arrombadaspego teu pau e coloco no meu cuzinhoodiava o marido da minha prima parte2 contos gayhomem enrrabadocontos eroticos comendo cu da amiga e da mae delacontos de velhos mamando seios bicudosconto homem bem dotado assediou minha esposa ate ela ceder e foder com eleconto erotico jogando game com o garotinhocasada se vendendo pro caminhoneiro-contosmadame e seu cao conto eroticocontos o pedreiro me fez mulhercontos eróticos esposas traduzidas na minha frentemeu maridinho dormiu trepei rolonacontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelacontos eroticos zoofilia aparelho coletaContoseroticosenganadoconto da sogra da buceta grande e putatirando o short da menina etrepandomeu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comeconfesso fui bolinada por debaixo da mesa sem mau marido verA rainha que dava a bunda para os strapon contos massagem colegaesposa grupal com 18 aninhos contoscasa dos contos putinha desde novinhaEdna A tia da minha esposa contos eroticosgarotinha contosrelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninaraspada para surpresa do marido contosContos eroticos minha mulher e o policialcontos gay sou submisso ao meu irmão mais velhomeu primo e minha amiga contos eróticoscontos eróticos gay EMMO o maconheirotomando injeção com fio dentalcontos pornos mamae carinhosacontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãocontos eroticos segundas intençoesminha cunhada mais velha contosContos eroticos amo dar pra cavalosquero ver no boa f*** de mulheres com shortinho todo enfiado no rabocontos comi o cu da mamãecontos eróticos n***************** e g******