Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PADRASTO AUTORITARIO PARTE III

Oi,

Po favor leis os relatos anteriores pois este é continuação.



Bem, continuando,la estava eu tendo que passar as ferias com minha mãe e meu padrasto na fazenda dele como castigo por eu ter repetido de ano e para meu desespero maior eles me deram como castigo maior ter que passar todas as ferias usando sámente calcinhas compradas pelo meu padrasto.

Então quando chegou a hora do almoço minha mãe gritou me chamando para ajudar e então tive que sair do banheiro com aquela minuscula calcinha e não podia chorar pois caso fisesse teria que andar nua,fui passando pelo corredor da casa tremendo muito,e quando entro na sala dou de cara com meu padrasto em pé conversando com seu empregado,os dois param e notei que Sr. José, um negro de 1.90 forte com uma barba fechada e aproximadamente 45 anos,quase desmaia com a sena que ele vê,na hora ele tirou o chapéu e tentou sair mais meu padrasto mando que ele não reparasse pois teria que se acostumar pois eu andaria por toda a fazenda daquele jeito e que era para dizer para a peãozada que se alguem se metesse a besta ele mataria e enterraria na fazenda,ele com muito respeito disse que ninguem ousaria,então meu padrasto gritou para que eu fosse logo ajudar minha mãe(pois na fazenda não tinha nenhuma mulher pois Sr José era viúvo e os outros peões não tinham mulher).Com o tempo fui me acostumando e apesar da enorme vergonha eu não teria forças para mudar aquela cituação,almoçamos e fui para meu quarto deitar um pouco,levantei as 3 horas da tarde e acordei e logo minha mãe me chamou, fui para a sala e meu padrasto estava sentado num enorme sofá de couro todo vestido com calça jeans,camisa de manga comprida e chapéu,mandou que eu chegasse mais perto e eu me aproximei,então ele pediu para que eu me deitasse numa mesa de centro de madeira, que minha mãe ja avia tirado os enfeites,então ele disse que apartir daquela hora eles iriam me ensinar tudo sobre sexo,pois eles sabiam que eu era muito curiosa e vivia bisbilhotando seus armários,tremi muito,ameacei chorar e eles disseram que seu não colaborasse não deixariam mais nunca eu sair da fazenda,então me pegaram e tiraram minha calcinha,com uma voz rude ele pediu que eu abrisse as pernas pois queriam ter certeza que eu ainda era virgem, qando abri ele se aproximou, se ajoelhou e comessou a passar a mão na minha bucetinha,que de tanto nervoso contrai,ele mandou eu relaxar e então minha mãe passou um liquido chamado ky no dedo dele e ele comessou a penetrar minha vagina e logo deu um sorriso para minha mãe dizendo que apesar das safadesas que eu fasia com a escova de cabelo eu permanecia virgem,então ele mandou que eu vestice a calcinha,não entendi nada pois eu ja tava toda molhadinha, de tanto tesão e medo saiu tanto liquido da minha bucetinha que parecia um rio,então minha mãe se ajoelhou nos pes dele e tirou o pau dele para fora e comessou a chupar, era um cassete enorme,grosso,tinha umas veias enormes,verde que pulsava,ele me olhou e gritou para eu chupar tambem,com uma mistura de nojo e tesão coloquei aquele pau na boca,era quente,ele segurou meus cabelos e comessou a bombar,meu queixo dois de tão grosso,ele tiou para fora passando na minha boxexa e comessou a bater uma punheta então esplodiu um goso quente, quatro jatos fortes por todo meu rosto,minha mãe passou a mão e juntando tudo pos a porra na minha boca e mandou eu engolir,quase me engasguei,pois aquela porra grudava na minha garganta.

Já estava noite e então eles mandaram eu tomar um banho comer alguma coisa e ir dormir pois acordariamos cedo e quie eu teria um dia muito agitado.

Acordei 9 horas ouvindo uma movimentaçao do lado de fora da casa, e minha mãe e meu padrasto entraram no quarto, e mandaram que eu colocasse minha calcinha pois iriamos para a piscina,la chegando fiquei morta de vergonha pois la estavam todos os peões da fazenda, perguntei o que era aquilo e minha mãe disse que era a confraternisação de natal que meu padrasto faz no fim de ano,imaginem eu apenas de calcinha passando no meio daqueles homens barbudos e mal encarados fui obrigada a ajudar nos preparativos para o churrasco eu notei o desespero que os peoes estavam,vendo meu corpinho malhado e novinho,meos peitos balançando e eles ali como garanhões ao lado duma potranquinha,naquela autura eu ja estava avontade e morendo de tesão, não entendia nada, por que meu padrasto ainda não tinha me comido? mais percebi que ele queria valorizar cada momento, me exibindo para todos como um premio,meu padrasto comessou a me dar caipirinha e apás a terceira eu ja estava completamente grogue,então colocaram um forrá bem alto e meu padrasto mandou que eu dançasse con todos os peões,um por um eles foram me pegando, me agarrando, nesta altura ja estavam todos alterados pela cachaça, mais Sr José se encarregava de punir os mais afoitos, era sá para dançar,num determinado momento meu padrasto desligou o som,estendeu um esteira de palha no chão e ordenou que eu me deitasse,então ele ordenou aos peões que ficassem ao meu redor, eram tantos que se amontoaram que eu nem conseguia ver o céu,então meu padrasto mandou que eles batecem uma punheta e gosassem em mim,imagine a loucura,eu ali deitada rodeada de peo~es todos se masturbando, minha mãe entrou no meio e puxou minha calcinha e abriu bem minha perna para que eles pudecem ver minha bucetinha depiladinha e rosada,então rapidinho comessou a chover porra por todos os lados,era tanta porra que fiquei completamente melada,meu cabelo loiro e comprido ficou todo grudado,porra por todo o corpo,ai então Sr. José me pegou no colo e me jogou na pscina,mandaram todos embora e minha mae me levou para dentro de casa,eu estava completamente exitada,doida,minha buceta dopia de tanto tesão,nunca tinha visto tanto homem nu,pau de todo tamanho e cor,minha mae me deu um demorado banho na banheira do quarto dela e me conduziu até sua cama,então meu padrasto entrou ja completamente nú,ele tem 1.85 pesa uns 100 kilos e tem um pau enorme e grosso,que ja estava duro como uma pedra,então ele pegou o cassete e comessou a esfregar na entradinha da minha buceta que apesar de muito molhada minha mãe tinha passado ky,meu padrasto me deu um beijo demorado enfiando sua lingua mna minha boca e então eu ja não aguentei mais e puxei seu quaqdril empurrando aquele cassete enorme dentro de minha bucetinha,que quandro enterrou tudo eu vi estrelas, era uma mistura de dor com um prazer que eu nunca tinha sentido em toda minha vida,então ele bombava com força e rapidez,me chamando de puta, de safada,eu sentia que o tsão dele era enorme,tesão de um homem que sonhou anos com aquele momento,me comeu de todo jeito,hora na minha boca,hora no meu cú,e depois muito forte na minha bucetinha e eu gozei,gozei,gozei,gozei,então ele deu um grito enorme,como um leão e encheu minha buceta com tanta porra que pensei que ia sair pela minha garganta, para completar pegou minha mae que estava ali assistido deitou-a e me colocou em pé com as pernas abertas sobre sua boca,fazendo com que ela engolisse toda a porra que saia da minha buceta.



CONTINUA NO PROXIMO!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto real meu vizinho me estuproucontos de encesto marianaconto erotico loira de mini saiacontos travestis praiana davela os homens nao tem frescura conto eroticominha irma envagelica encestoconto erotico onibusconto veridico gozada dentro xoxota recifeesposa sem calcinha na pescariacontos eroticos orgia nudistacontos erotico estrupo loira esculturalwww.mulatanua.comconto erotico minha mae e 2 viralataconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamentefui sodomizado por varios travestis conto eroticocontos eróticos minha esposa e nossa filha com cu sangrandoporno traicao roludo conto pornocontos encoxando minha avoconto piao gostoso. no cavaloDe repente...minha mulher fodeu com todosconto sobrinho engravida tia casadameu amigo me domina e me faz de escravo do sexo gaycontos er¨®ticos incesto ensinei minha filha a ser cadelaconto erótico a manicure lesbicacontos eróticos de bebados e drogados gaysSexu.com.busetas.de.7anusvideos pornos de calcinhas piduradas no varalcontos incestos dividindo o filhof****** a b******** da minha enteada Camila e ela Gozou muito no meu paucontos eroticos aluno da auto escolarecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emailminha bunda grande contominha filha fudendo com nosso impregados contoschupando pintaoooBabando no pau do papai contoseroticosFotos de mulheres deitsdas de frente na cama de marquinha de biquínicontos eroticos sou casada sobrinho prediletoconto erótico fui adotadacontos fui comer uma bct chegou na hora era homemconto erotico caronaconto esposa viu amigo nuconto eróticos mana so de calcinhadou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosContos de masturbação com objetos no ginecologistaNo motel os dois cabaços das duas amigas da minha filha conto eroticocondos erodicos sogra e jerofilho delicia contoEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticomeu pai e meu irmao me comeram contos eroticoscontos bdsm erposas escrava submissa martaContos de crosdresserescontos de sexo depilei minha bucetacontos chupando rola em terreno baldiomax prime realizando fantasia. casadasAmigos de meu filho eu provoquei e eles vieram conto eroticocontos eróticos do tio malvadocontos interraciais contados por mulherescontos eróticos rasgando o cuzinho da cunhadinha safadao corpo da colegial tem que ser magro fetichecontos: sentei no colo do velhocontos de insesto fatos.comreaisconto minha mulher aronbadaduas puta no busao contosContos zoofila comi mia professoraesfregando na irma caçula contostraficante comendo a travesti conto eroticoconto erótico de primo cdzinhatraindo no hotel contosmeu irnao mas velho dormiu bebado bitei i pau na bunda delecontos eróticos Paula vizinha casada gostosacoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorrodeu pro vizinho trans e ficou grávida contosmulher fazebdo conids dr shortinho e marido psu duromulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos.porno fui dar banho na minha filhinha e acabei enfiando o sabonte no cuzinho delacontos eroticos traindo na Lua de Melmurhler.abusada.estrupradoesposa ruiva f***** pelo negão contosdando desde pequeno contos eroticos gayscontos eroticos vovô e netinhosporno doido filho comeno a sua mae baixinha peitudacontosponoas mais linda esguichada na punhetacontos gay comendo o amigo rabudo em casaContos erotico fui trabalhar para o meu tio e virri escrava sexual parte 2Lora dismaiando no cu no anal em tres minutosconto erotico estuprada de mini saiacontos eroticos paulo e bruna parte 2A melhor foda da minha vida, contoscontos gay caminhoneirocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaoconto erotico neide safadinhaContos erotico filhinha 1pedreiro enfiando a língua na patroa