Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU O NAMORADO CORNO E SUA NAMORADA



EU O NAMORADO

>CORNO E SUA NAMORA

>>

>>Sou de Salvador e o que aconteceu comigo foi muito interessante

>>pois acabei fazendo amizade com um casal de namorados, amigos de um

>>casal

>>ao qual já tinahmops ido algumas aventuras a três. Nos conhecemos

>>em um churrasco a beira da piscina da casa (uma chácara) desse

>>caasal e a amizade começou, pois estávamos falando sobre trabalho

>>(eles se interessam pelo meu tipo de trabalho). O nome deles eram

>>Joel e Bruna(nome ficticios). Tinham 21 anos (Ele) e 19 (ela).

>>Diferente da minha idade, de 41 anos, idade que tenho para ser pai

>>de ambos. Era muito difícil para mim quando ficava na piscina junto

>>com eles, pois quando via Bruna de biquíni (dava até para ver o

>>“rachinha” da sua xaninha) o meu cacete quase que saia da sunga.

>>Que delicia de mulher. E meus pensamentos voavam, imaginando eu e

>>Bruna juntos transando. às vezes ela olhava para minha “mala”

>>dentro da sunga e dava leves sorrisos maliciosos, super discretos.

>>Nesse dia achei engraçado, pois teve uma hora que ela estava junto

>>com o Joel sentados perto de onde estava e ela olhou novamente

>>para meu cacete (estava deitado em uma dessas esteiras de piscina).

>>Deu um sorrisinho de novo e o Joel, que estava junto viu que ela

>>tinha feito e também retribuiu também com um sorriso. Achei

>>engraçado aquilo, porém fiquei na minha. A Bruna é uma gata

>>escultural, linda de rosto, cabelos loiros e compridos até o ombro,

>>acredito que deva pesar uns 55 quilos e seios lindos (pelo menos o

>>que dava para ver). Aquela imagem ficou na minha cabeça e um dia,

>>novamente na casa do casal, eu tinha ido pra fezrmos uma festinha

>>particular eu ele e esposa dele, encontrei o Joel. Sá que dessa

>>vez ele tinha ido sozinho. Conversando, ele me contou que no dia do

>>churrasco a Bruna tinha ficado com tesão em mim, principalmente

>>depois que viu minha mala e formato da cabeçona que se formava na

>>sunga. Achei engraçado ele contar isso porém dei asas a imaginação.

>>Por fim ele acabou me confidenciando que sonhava em ver sua

>>namorada com outro, principalmente com um homem que tivesse um

>>cacete grande e grosso, principalmente cabeçudo e como já tinham

>>visto o meu (mesmo com sunga) disse que o "meu" era que queria

>>dar de presente para Bruna. E tudo deveria acontecer desde que com

>>muita segurança. Não estava acreditando muito, pois a Bruna era

>>maravilhosa. Também disse a ele que tinha eu já mim relacionava com

>>alguns casais, ai ele mim disse que ele estava mim fazendo este

>>convite porque a eposa amiga da Bruna tinha confidenciado a ela

>>que já vinha mantendo um caso com o casal já laguns meses e era de

>>inteira confiança e outras coisa que acendeu o libido de sua

>>namorada e ele queria realizar o desejo de sua amada porque a amava

>>muito e ao desejo dela era trnsar comigo com ou sem o consetimento

>>dele, mas ela não sabia que ele tinha esta fantasia de ve-la

>>espeteda em outra jeba bem grande e grossa e fazer algumas

>>brincadeiras a três, bem gostosas, com total segurança e respeito.

>>Como tinha o telefone celular do Joel e ele o meu, às vezes a

>>gente se falava pelo telefone e teve um dia que a gente estava

>>falando ele passou o celular para que a Bruna falasse um pouco

>>comigo. - Oi Edy, tudo bem? – disse ela. Fiquei gelado e ela

>>prosseguiu com a conversa. - Sabia que te acho muito bonito e

>>gostoso! Meio sem jeito e´porque eu não costumo manter relação

>>sexual com menias novas eu gosto é de mulher acima dos 30 eu disse

>>a ela que também a achava muito bonitae um tesão de mulher e muito

>>gostosae que tinha reparado nela. Aquele dia na piscina, fiquei

>>super excitada, sabia? (e deu uma risadinha no telefone). Não

>>acreditava no que ouvia. - Bruna, tenho a idade para ser seu pai e

>>o que a gente esta pensando foge um pouco dos padrões normais da

>>sociedade pois tenho 41 anos, - disse. - Sabia que adoro homens

>>mais velhos! – respondeu. Apás terminar de falar com o Joel,

>>desligamos os telefones e apás uma semana, aproximadamente, em uma

>>terça-feira, às 19 da manhã atendi uma ligação e era o Joel. -

>>Edy, o que está fazendo agora? Eu e a Bruna estamos indo ao motel.

>>Quer ir junto? Quando ouvi a noticia meu cacete quase estourou as

>>calças de tesão. Como estava sossegado aquele e sou eu que faço o

>>horário de meu trabalho, respondi: - Vamos sim! Joel disse que na

>>primeira vez a gente ficaria somente na garagem do motel, somente

>>uma brincadeirinha e a Bruna não iria tirar toda a roupa. Porem a

>>partir do segundo encontro, se eles gostassem, a coisa ia ser para

>>valer mesmo. Marcamos e não demorou muito Joel e Bruna me

>>pegaram em um Café em um bairro práximo ao centro de Salvador e

>>partimos para um motel. Entrei no banco de trás e partimos. Estava

>>um pouco nervoso, porém muito excitado. Bruna no banco da frente

>>estava com uma saia colorida, bem justa e curtinha e dava para ver

>>suas coxas maravilhosas. - Hoje quero te experimentar e ver de

>>perto o tamanho da ferramenta! – disse Bruna na lata. Fiquei até

>>meio sem jeito, mas nessa hora meu cacete quase estourou a calça de

>>tanto tesão. Marcio deu um sorriso de aprovação. Não demorou muito

>>chegamos ao motel e, dentro da garagem da suíte, ficamos alguns

>>minutos conversando. às vezes Bruna olhava em direção a minha

>>"mala" que continuava dura, passava a língua nos lábios e leves

>>gemidinhos de tesão. Não aguentando mais, tirei meu cacete cabeçudo

>>pra fora, já totalmente duro e mostrei para a Bruna, que parecia

>>estar em êxtase. - Isso é o que vou dar pra você de presente, quer?

>>- Nooooooooooooossa, Edy? O que é isso? – disse Bruna com carinha

>>de espanto. Quando Bruna viu meus 23 X 7,5 cm de cacete, super

>>ereto, cabeçudo e já “chorando”, ela se virou no banco, de costas

>>para o painel do carro, levantou a saia, abriu as pernas, deu uma

>>puxadinha na calcinha, com dois dedos abriu a portinha da xaninha e

>>disse: - Isso também quero dar pra você! Quer? - dando uma

>>risadinha marota. Fiquei louco quando vi a xaninha da Bruna...

>>Toda depiladinha, como veio ao mundo, super pequena mas uma delicia!

>>Nisso pulou rapidamente para o banco de trás por entre os dois

>>bancos (o Joel ficou no volante do carro) e caiu de boca no meu

>>cacete com uma “sede” fora do comum. Mesmo fazendo um boquete na

>>garagem do motel estava maravilhoso, pois a idéia de que alguém nos

>>observasse excitava ainda mais. - Edy, que delicia de cacete. Não

>>sabia que você era tão cacetudo assim! - Joel, somente olhava e

>>se masturbava no banco da frente. Joel deveria ter uns 19 cm de

>>pau e acho que por isso que ambos queriam um outro um pouco maior

>>(não tenho nada contra para quem tem pau pequeno). O carro dele era um utilitario

>> dava para deitar no banco traseiro. Bruna mamava

>>meu cacete bem gostoso e enquanto ela chupava puxei sua bunda para

>>perto de meu rosto, levantei a sua saia, dei uma puxadinha na

>>calcinha para meter a língua dentro dela. Quando puxei a calcinha

>>fui à loucura... Estava totalmente lambuzada e pude sentir seu

>>"cheirinho" que exalava sexo e tesão. Meti a língua pra valer

>>dentro dela que já começava a ter contrações de tesão e gemia de

>>prazer na minha boca. Masturbava seu clitáris com a língua. Nessa

>>altura a gente estava fazendo um sensacional e cinematográficos 69

>>dentro do carro. O Joel somente no banco da frente observando. -

>>Bruna, que bucetinha maravilhosa! Mas é muito pequena! Não vai

>>aguentar meu cacete cabeçudo. Nisso, Joel que estava na frente do

>>carro se deliciando em ver eu e Bruna, tirou de uma sacolinha com

>>camisinhas e lubrificante e nos entregou e falou: - Quero ver você

>>arregaçar a minha gata agora. Mas ela de roupa, heim! E saiu do

>>carro e ficou na porta da garagem, atrás da cortina de lona que

>>fechava observando se ninguém chegava. Rapidamente Bruna pegou uma

>>camisinha, colocou com dificuldade no meu cacete (por causa da

>>cabeça), passou bastante lubrificante (no meu pau e na bucetinha) e

>>então sentou em cima, mesmo ainda vestida, assim como Joel tinha

>>pedido (somente com a saia levantada e com a calcinha puxadinha).

>>Deslizava em meu cacete bem devagarzinho, dando gritinhos de tesão.

>>Começou a gemer e rebolar na minha vara como louca. Levantei a

>>blusa dela e seus belos seios bicudinhos saltaram para fora (estava

>>sem sutiã). Comecei mordiscar e chupar seus mamilos... Uma loucura.

>>No começo a penetração foi um pouco difícil, mas como estávamos bem

>>lubrificados, principalmente ela, logo já estávamos engatados um no

>>outro. Joel ficava de plantão na porta da garagem escondido atrás

>>da cortina e de vez em quando ia ver sua namorada levando vara na

>>buceta dentro do carro. Bruna metia gostoso e podia sentir sua

>>buceta apertar meu pinto e, às vezes, dava até “umas mordidinhas”

>>com a xaninha na cabeça do meu pau. às vezes eu segurava a calcinha

>>puxadinha de Bruna, às vezes ela. Teve uma hora que ela saiu de

>>cima do meu cacete, foi ate o banco da frente pegou o chaveiro que

>>estava no contato do carro e pegou um pequeno canivete que estava

>>lá. Abriu o canivete e com cuidado fez um corte na calcinha, bem na

>>direção da buceta. A calcinha como era bem justinha, sua xaninha

>>saltou pra fora. Fez isso, pois o Joel não queira que ela ficasse

>>sem a calcinhaera seu fetiche sua namorada transar cojm outro sem tirar a roupa. E veio de novo pra cima de mim e se enterrou novamente

>>a grutinha dava cada apertada no meu pinto que latejava de tesão. Fiquei com

>>tanto tesão que a peguei bem de jeito (ela por cima), com as mãos

>>ajeitei bem sua bunda para que ficasse bem arrebitadinha, abracei-a

>>bem junto ao meu corpo e comecei a dar estocadas fortes por baixo.

>>Ela começou a gritar como louca pedindo pra meter tudo, arregaçar a

>>sua xaninha e dizia estar vendo meu corniho, meu chifrudinho com sua putinha agora

>>encontrou o kacete de verdade e não este brinquedinhoi que vc tem

>>ele estar mim deflorando estou sentido ele em mina barrigavem ca meu corniho mim beija vem vem sentir meu corpo vibrar nest tora estou sendo toda arregaçada e vc vai ter que chupar minha bucetinha depois pra aliviar vc vai ter que sentor o gosto da pica de meu macho por tabela. Era uma

>>verdadeira putinha. Joel voltou para dentro do carro correndo e

>>pediu que ela gritasse "mais baixo" pois outras pessoas ou mesmo

>>algum funcionário do motel poderia ouvir ela respomndeu cale a boca seu crono que todo mundo vai saber que agora eu tenho um macho de verdade e vc vai ter que mim levar sempre que eu ou ele quiser trepar . Voltou a sentar no banco

>>da frente e entre os bancos, podia ver sua namorada sendo devorada

>>pelo meu cacete sedento. Não demorou muito e o gozo veio, ela gritava

>>olha meu corniho para a cara desta putinha que cara de felicidade,

>>estou sentindo os jatos de porra dele mesmo com a camisinha, deixa

>>meu corniho ele gozar dentro para vc ver a porra de meu macho

>>escorrendo e vc tirar umas fotos para depois ver bater punheta .

>>Tirei logo a camisinha e não demorou cinco minutos coloquei outra

>>nova e voltamos a meter gostoso. Sá que agora ela ficou deitada de

>>frente e eu fui por cima. Ela cruzou as pernas atrás de mim e então

>>comecei a estocar forte de novo. Ela voltou a gritar e metia muito.

>>Apás gozarmos, os três, ficamos mais um pouco dentro do carro,

>>descansando. Disseram que outro dia a gente iria passar uma tarde

>>juntos dentro da suíte. Naquele dia somente o Marcio entrou dentro

>>do apartamento apenas para pegar papel higiênico no banheiro para

>>que a gente se limpasse. Pelo menos uma vez por mês a gente sai

>>juntos para curtirmos juntos as delicias do sexo. Bruna

>>confidenciou para mim que qualquer dia quer meter comigo, mas sem

>>camisinha. Quer sentir meu sêmen inundar o seu útero. Mas até hoje

>>não deu certo, pois na hora H a gente sempre coloca camisinha. Acho

>>melhor assim No segundo encontro, por exemplo, a Bruna deu o

>>cuzinho para mim (uma fantasia que ela e o Joel tinham) - foi uma

>>DELICIA! os outros encontro eu conto outra vezSou de Salvador, moreno bronzeado,

>, 1,73 altura, 75 kg bem distribuidos., sem barba

>>e sem bigode, olhos pretos, discreto, educado, carinhoso e sigiloso

>>ao extremo. Tenho disponibilidade para encontros durante a semana e

>>durante o dia. Se possível escrevam com fotos (sem o rosto). Adoro

>>gata depilada ou semi. TENHO FOTOS DO DOTE PARA COMPROVAÇÃO DO

>>TAMANHO QUE POSSO ENVIAR SEM COMPROMISSO! Edy

>>[email protected]

>>

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


historia porno dando o cu pro porteiroeu mesmo arrumbo meu cu contos eroticoscomto gay mecamico perfeitoconto erotico reconciliaçãoconto comi uma buceta muito apertada que doeu meu pauwww.contoerotico.pai e flha na chacaracontos massagem na tiacontos eróticos caminhoneiro seduziusou cadela pratico zoofiliabem o qye vou contar pra voces e o seguinte sou casado e minha esposa e loiramenina de bicicleta contos eroticoconto sou. chupeteiraconto erotico dopei minha filinhatravesty bonita cimasturbandconto erótico dei pro meu genro na praiatraveco dominando e excitando macho em banheiro, contos com fotoscontos de incestos e orgias entre irmas nudistasfilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmovi meu cunhado na praia de nudismocontos eroticos a tres corno mesma camacontos massagem colegacontos corno e pintinho fio terracontos de uma coroa safadaconto erotico esposa e sogracontos sadomasoquista extremocontos eroticos casais falando putaria fantasiando outroContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadoDesvirginando a sobrinha de 18 anosrelatos de corno manso.vacilei o meu amigo comeu a minha mulhercontos eroticos dei pro meu inquilinoa minha mulher e o casetao cavalarContos eroticos gay iniciado pela maepai examina a xoxota da filha contosfudeno cu da manu e ela gritando de dorMe comeu e comeu meu maridoconto erotico fodendo a micheleconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cucontos vendo a irma sendo fodida betinhacontos eroticos de corno depois que voltaramContos de sexo sogro acima de 70 anos e norapornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elaeu sou casada e amo zoofiliasentando no colo do irmaominha sogra falou que tem dificuldade para gozarcoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçacom o mel do gozo na bocaconto heróico de mão de madrugada alisando minha bucetinhacontos heroticos de rapazes que foram comidos e descobriram que eram gayscontos fidi minha cunhadinha de onze anosnossa que putona gostosa deliciaeu e minha enteada contos eroticoscontos. papai da leitinhoeu adorei gozar no rabo da minha sogra e ela esta visiada em dar o cuMe chupou contoscontos testou a esposamaridinho chupou minha bucetacasa dos contos putinha desde novinhacontos eroticos mae filhacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eroticos gordaproposta indecente de colega porno de trabalho a casadacontos eroticos papai me criou para ser mulhernovinha sendo emcochada nafilaconfia minha madrasta no pornô chorando gostosacontos eróticos dois mlks fetiches contos minha tara no bundao da mamaeeu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadacontos eroticos Supresan bate papogayzinho passou rebolando na minha frente contomeu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos eroticos nupcias blogspotconto eurotico um menino catador papelaovelhas gordas de 90kg nuasconvencimeu marido a ser cornoporno fodi minha meninhaminha xana fica babando contosfilha pelada contoscontos eroticos esposas arrependidasporno quando o home empura o cacete no egua ela gozaminha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gaycontos camioneiro pau muito grossoContos Eróticos De Dei Na Minha Cozinha Para o.Amigo Do.Meu Filhominhas duas primas me chupando o pal