Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA ESPOSA E CONVIDADA

Eu, minha esposa e minha convidada



Meu nome e Paulo (nome fictício) Moro em Salvador sou tenho 32 anos, casado a 5 anos trabalho em uma multinacional, simpático, branco, bom porte 1,70m, pernas grossas, 75kg um bumbum maravilhoso como elas gostam, um membro de 19cm e grosso, alem de muito fogoso, ela chama-se Luiza (ficticio) tem 29 anos, morena, pernas grossas uma bunda maravilhosa e uma buceta de dar inveja em muita mulher, sempre a falava que tinha uma fantasia mas nunca a contava, certo dia ela insistiu e falei: sempre tive de fazer amor com duas mulheres e logo ficou espantada e pensando muita besteira, perguntou se eu estava a traindo imagina! um homem que trabalha muito não tem tempo nem p ela, a partir deste dia fiquei frio, não com raiva mas de vergonha ela notou isto e perguntou-me o que vc tem e eu respondi: estou com muita vergonha ela me respondeu não fique assim eu sei que as fantasias são sonho, mas que deveriam ser realizadas, a partir deste momento fiquei de pau duro, senti uma malicia em suas palavras, fiquei mas ainda quando me perguntou: qual e sua idéia e logo respondi: vamos utilizar a Internet mas ela deixou-me bem claro que para isto esta pessoa tinha que provar que não tinha nenhuma doença sexualmente transmissível, pois não ia suporta a idéia das pessoas saberem que tinha pego de uma mulher, alem do mais se acontecesse seria uma única vez, pois a minha mulher e ela e não outra,, sendo que ela faz parte de uma familia tradicional de Salvador, ou seja, muito certinha, então partimos para a Internet, MSN em especial apás vários dias de pesquisa encontramos uma mulher o nome dela era Silvana (nome fictício), 32 anos casada, 1,70m de altura, peitos médios e uma cintura bem definida mesmo com dois filhos (descrição repassada por ela) do interior da Bahia e falava que o marido n a procurava, tinha um pinto pequeno e nunca a satisfazia na cama aqueles anos todos 19 anos de casamento, e comecou a perguntar sobre nossas vidas e a gente a dela, ela deefinia que nunca traia o marido, pois tinha receio e que não aguentava mais tanta falta de uma trepada descente e que estava a procura de um casal que fosse discreto e q não levantasse suspeita, ou seja, na moita,, então aprtir dedste dia começamos a trocar e-mail`s ela mandava algumas fotos dela e nos as nossas,, realmente ela estava inteira mesmo com aquela bunda gostosa, imaginava aquela bunda no meu pau, então minha esposa solitou a ela para fazer o teste de sangue p verificar se estava com alguma doenca, a Silvana topou logo alem de ficar muito segura sabia que era um casal seguro para fazer sua fantasia, então fizemos os nossos exames tb e escaneamos e enviamos para o seu e-mail e ela mandou o dela tudo ok entao vamos ao encontro data marcada 080506 as 17:00 na praca de alimentação do shopping Iguatemi, então ela pegou um carro de feira de Santana e foi p Salvador, enqunto isso em casa minha mulher ficou meio acanhada e me perguntava e agora faço o que nunca fiz isto, e indagava isto e uma loucura vc n quer desistir, ela olhou p minha cara e viu que fiquei triste, e falou vamos quero satisfazer o seu desejo, e me perguntava que roupa ela iria, e respondi fique muito gostosa, ela foi p dentro do quarto e trancou a porta, passou uns quinze minutos olha ela de volta, com uma saia de renda branca e blusa tomara que caia e muito cheirosa, estava louco pa ver a calcinha dela então n aguentado mais de tesão partir para cima dela, fiquei louco queria possui-la, e colocou o braço na minha frente e falou: quero chupar o seu pau, manda ver meu amor, a pica estava latenjando, tirou meu pau do short e começou a mamar como uma louca, mordendo minha pica bem devagar e sugando, e fazia aquele movimento gostoso, quase n aguentando pronto p gozar ela para ver ca, me puxou para o lado da cama e falou: mete sua pica em mim quero ver essa rola gostosa entrando na minha buceta, então a coloquei em uma posição legal e partir para a gruta do desejo, fiquei louco qdo vi aquela calcinha vermelha tipo asa delta toda encharcada de liquido vaginal e comecei a chupar lentamente com a ponta da língua naquele clitáris delicioso e ela começou a gemer gozando varias vezes em minha língua realmente isto eu faco como ninguém,, então tirei meu short por completo e comecei a penetra-la, e claro que eu n faço como outros homens gosto de colocar a cabecinha e tira-la varias vezes as mulheres amam isto, então enterrei toda, fazendo muita forca ate senti o final do seu útero, e ela gemia como uma égua e pedia mais pica e eu falava goza meu amor na sua pica goza, ela gozou varias vezes então me pediu para gozar dentro queria sentir minha gala bem dentro, então não aguentei gozei muito naquela buceta, mas fiz isto tudo sem tirar o dedinho de seu cuzinho gostoso pois nunca tinha o provado todo, ela nunca deixava, mas fiquei surpreso qdo ela falou: vem comer meu cuzinho vem, ela colocou seus dois dedinho na buceta encharcada de gala e começou a penetrar naquela gruta, ficou todo lambuzado e lubrificado,, então fui coloquei a cabeça grossa da minha pica naquela gruta e comecei a cavalgar aquele cu maravilhoso e ela me pedia para penetrar gostoso não aguentando gozei gozei gozei e muittooooo, fizemos isto e não olhamos o relágio faltavam 30 minutos para nosso encontro e falei para ela esta na hora, ela respondeu vamos, estranhei que ela não foi tomar banho e logo perguntei: não vai tomar banho? Ela: eu não ela vai provar o gostinho da sua gala na minha xoxota, alem de chupar o meu cuzinho todo de gala, eu realmente estava desconhecendo minha esposa, então fomos para o Iguatemi ficamos uns 19 minutos olhando local do encontro e nada, mas enfim Silvana apareceu,, fiquei logo curioso pois ela estava com vestido bem discreto e obvio ne ela estava saindo de casa escondida do marido e não queria que ele percebesse, chegamos práximo a ela todos obvio acanhados pois era nosso primeiro encontro, conversa vai conversa vem, comecei a falar muita safadeza falando que eu não via a hora de possui-la ela falava o mesmo em tom de medo mas muito excitada, e o rosto de minha mulher era de puro ciúmes, então Silvana falou que n sabia o que fazer pois estava muito nervosa, e na sabia se a fantasia dela iria acontecer pois estava com muito medo, fui ai que eu chamei-a para saímos daquele local publico, entramos no carro e fizemos aquele thur na cidade, via sua feição de apreencao mas consegui acalma-la com minha mão,, pois comecei a passar entre suas coxa, gente vcs devia sentir, ela estava toda encharcada e pedi p minha esposa verificar, ela retrucou não sei amor se eu posso fazer isso!,, vamos meu bem relaxa, e partir daí ela começou a mexer bem devagar no grelo de Silvana onde esta começa a gemer de mansinho, eu estava louco para ver aquelas duas deusas na cama, então não aguentado mais perguntei com gentileza para Silvana, pois todo homem deveria tratar todas as mulheres desta forma onde elas são criaturas únicas, continuando, ela me respondeu Paulo quero fazer minha fantasia agora, vamos para o motel, não exitei fomos para um, chegando la,, as duas ficaram receiosa, então comecei a junta-las uma de frente a outra, e pedia para Silvana tirar a roupa de Luiza, ela começou a tirando seu sutiã e eu falava: chupa os mamilos dela, colocou aquela boca rosada nos peitos da minha esposa e começou a mamar, minha esposa ia ao delírio com um pouco de receio,, então pedi para minha esposa fazer o mesmo ela olhou p mim com ar desconfiada, e eu falava vamos amor vai entra na brincadeira então ela começou a tirar o vestindinho de Silvana, a partir disto vi aquela baixinha gostosa mostrava o que tinha naquele vestido, que corpo, fiquei logo de pau duro

e Luiza começava a chupar os biquinhos dela suavemente e gemia como uma menina que acabava de tirar a virgindade, então pedi para Silvana deitar Luiza na cama, então ela bem deevagar puxou minha esposa p cama, deitou-a e pedi q chupasse a buceta dela, ai Silvana perguntou será que eu posso?, logo respondi: lembra de nosso exames? Ela baixou a cabeça e começou pela ponta da calcinha retirando aos poucos,, então ela chegou práximo da buceta da minha esposa e sentiu aquele cheirinho de gala e perguntou? Ela esta com esperma dentro dela, minha esposa logo retruncou? Aquele cacete que esta no short dele vc ira provar então provavelmente ira provar a gala, então antecipei para vc!, Silvana ficou toda louca e começou a lamber a buceta da minha esposa via que saia gala da buceta dela e Silvana começava a sugar o restinho de porra da minha esposa e Luiza delirava-se com aquela cena e falava que ia gozaar,, e gozava, gozaava ate ficar molinha,, então Silvana falou: que nunca tinha provando um esperma tão gostoso em sua vida e que era primeira buceta que ela chupava e disse que era uma maravilha, então pedi para Luiza retribuir, a partir daí minha esposa ficou com uma cara, nunca tinha provado uma buceta antes, encorajei e ela foi colocou a Silvado de quatro e tirou devagar sua calcinha gente que buceta linda, perfeita estava toda molhada, e minha esposa sentiu aquele cheiro gostoso e começou a lamber e enfiar aquela língua gostosa entrando e saindo daquela buceta, não aguentei tirei meu short e pedi para Silvana chupar meu pau,, ela ficou meio desconfiada no inicio e começou a morder bem devagar minha pica e pedia para eu colocar mais dentro de sua boca e eu fazia movimento de vaivém naquela boca gostosa e comecei a aumentar o ritmo, vi minha pica toda melada de saliva daquela cachorra, qdo ia gozar pedi para minha esposa a permissão para entrar naquela buceta maravilhosa, então fui pegar umas camisinhas na bolsa dela, então Silvana retrucou, não quero camisinha quero que vc venha na carne crua e fode, e perguntei a Luiza se podia, ela falou: pode mas com uma condição terá que comer o cu dela e gozar dentro para eu provar, foi a vez de Silvana retruncar eu nunca dei meu cu e virgem, Luiza logo a tranquilizou fique calma irei ajuda vc não ira sentir nada, então Luiza pediu para eu comer a xoxota de Silvana, então eu fui sem camisinha para aquela gruta, comeceei a entrar estava bem apertadinho tb nunca mais tinha fudido,, e comecei aumentar a intensidade da pica, enquanto isso Luiza chupava ao mesmo tempo o grela de Silvana e minha pica, eu sentia aquela xoxota morder minha pica,, então troquei de posição e pedi p ela vir cavalgar na minha pica, não deu outro ela posicionou minha pica em sua buceta e começar a penetra-la bem devagar e começou a aumentar o ritmo era alucinante aquela égua com aquela bunda altamente gostosa e aquela bucecta carnuda comendo meu cacete entrando e saindo. Silvana não aguentava gritando: oi pica gostosa, mete, mete, estou gozando nesta pica, mete meu putao, ai que saudade de uma pica, vai gostoso vem gozar em sua vaquinha goza, não aguentei e gozei gostoso naquela buceta apertada, ai Silvana falou para Luiza: venha provar a gala de seu marido em uma outra buceta, venha!!!, la foi Luiza louca de tesão, chupou a gala quase todo, deixando um pouquinho para lubrificar o cuzinho, então Luiza posicionou Silvana de quatro e deixou aquele cuzinho arrebitado,, e falando: venha comer este cu vem, Silvana falava:por favor coloque bem devagar ta: e a parti comecei a colocar minha cabeça bem devagar naquele cu, e gemer de dor e prazer, então comecei a estoca-la bem forte naquele ritmo alucinante, pois via minha gala colocada pela luiza juntarsse com o melzinho proviniente daquele cu gostoso, ela resmungava o coisa boa, não sabia q dar o cu e gostoso deste jeito,, vai meu macho me coma vai, mete, mete estou quase gozando, enquanto isso Luiza chupava sua buceta e lambia a mistura deliciosa q saia daquele cu, então pedi para sentar de frente para mim e colocar minha pica bem devagar em seu cu, foi o que ela fez bem devagar e ela mesmo começou a aplicar o ritmo, pedindo para eu gozar dentro, vai meu amor, vai me coma vai, quero vc vai goza neste cu que será sempre seu vai, não aguentei e gozei naquele cu gostoso, e ela pedia para Luiza chupar a gala do macho dela, ela vinha metia dois dedos na xoxota de Silvana e chupava todo o suco ali contido, depois ela pedia para comer a minha esposa pois queria provar de novo a minha gala na buceta e no cu,, então e fiz para o deleite dela.



Foi uma aventura muito boa ainda transamos muito, ficamos confidentes um do outro minha esposa a cada dia sentia a falta dela, ou seja, da xoxota dela, mas minha esposa parou de realizar estas fantasias pois sentiu-se com medo, pois ela falava que o seu marido tb o a traia, então nos nos separamos, pois gostamos de bem seguro.



Mulheres se vcs gostaram da minha aventura, caso tenha a curiosidade de me conhecer, podem mandar e-mail`s, ta beijos.





e-mail : [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


areela farraelaokinawa-ufa.ru chantageadafiz meu marido de meu corno e meu cumplicecomi o cu da mulher do pontor e ele o meu contosnovinha andando de camisola dentro de casa so pra provocar pornocontossexo minha dentistacontos minha mulher com um dotado mi fez chupa elecasada se vendendo pro caminhoneiro-contoscontos eroticos arrombei minha sobrinha pequenacomtos eroticos...demorou mais maridu deixouMeu sogro cheirou minha calcinhano hotel com meu filho contos de encestomulheres casadas morenas claras 45 a 55 anos traindo com negaomeu pai meteu conto gayperdendo a virgindade com o pai-contos eróticoscontos eroticos gay dei o cu pro meu vizinho criminosocontos erotico cuide de um homem 153 klcoroas ensaboando cacete do jovensocontos eroticos de traicao com vizinha gostosacontos sexo pai chupa cona da filha cheia de porracontos eroticos nordesteContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anospassagem erótica eu vou a loira gostosona na f*** boacontos eróticos é hoje que vou te fuder todaenchi a cara e dei para meu primo porno gayconto erotico gay minha mulher e euContos eróticos boca maciacontos minha filha viciada em porracontos eróticos de chuva com irmãcomo comecei a ser enrabada pelo meu cachorrocontosMinha filha se ensinuava pra mim gostosaa pra mim comtosComtos tia e sobrinha fodidas pelos amigos do tioaprimeira coroa que transei vou contar como aconteseucontos eroticos de sacanagemcontos filho fudendo com a maeContos eroticos de esposas que traem com travestiscontos eróticos meu filhocruzando coxasgostosacontos eróticos adicionei o menino e deicontos eroticos comendo a mulher do meu primocontos eróticos de mulheres casadas tirando a virgindade da sobrinha bucetudacontos eroticos e minha mulher e uma amiga convencida a chupar bucetaflagas de encesto com zoofolia contosfilme aconzinha pornprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contoscontos eroticos comeram minha noiva e transformaram ela emcontos encostando devagar calcinha enfiadapastor eu desejei em tranzacomendo a boca da prima contocomentário de. mulher que ja a buceta pro donzelocontos erotico fis boauetes nos amigs de meu marido e ele nem sabeconto amelia tá bem gostosa e eu cantei pra comer a bicentinha delacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandroscontos eroticos troquei marido pela vizinhacontos veridico nunca tinha experimentado outro pau que nao fosse do meu marido, mas chorei no pau bem dotado da travesticonto corno calcinhacontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentetoda loira gosta de um negão contos eroticoscoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçasobrinha sapeca tomou no cu contoestava no banheiro minha tia entrou contos eroticosconto erotico piquinique em familia parte 2 incestoContos eroticos com cunhadasContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadocontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos com irmão de santoconto gay sai da urgia acabadacontos eróticos comi cunhada carentevídeo pornô intrigada e padrastoas.anoa.cimasturbando.ir.gosando.muitoprovador sobrinho contos eróticosmarido pega mulher f****** com sogrão contos eróticosmassage ando a cunhada contose um homem excita uma mulher e demora muito para penetra-la ela pode sentir uma dorzinhaconto sexo meu cunhado meu dono