Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENCONTRO (PARTE 2)

As tetas duras e jovens de Marta convidavam mesmo a uns beliscões fortes. A boca do estranho estava a deixá-la toda marcada de chupões, o que ainda a excitava mais, ser marcada assim pelo seu senhor! A sua cona transbordava de tão molhada, e o cheiro a sexo naquele quarto de pensão formava um miasma quase visível. Uma palmada nas nádegas faz com que Marta abra os olhos e veja o seu amante que lhe exige que se mexa, que rebole, que o aperte com a sua cona jovem e encharcada até que o faça gozar. Então, surge o pedido tímido "podias gozar sem preservativo?" O amante, sabendo bem o que ela quer, decide humilhá-la um pouco mais. "Queres ir ter com o corninho do João com a cona suja da minha porra? É isso, minha puta? Queres mostrar ao teu corno o sabor da minha porra?". Ela, timidamente, envergonhada, e ainda mais excitada, faz que sim com a cabeça, enquando que com a cona lhe aperta o caralho duro.

"Minha puta suja, e achas que vou colocar o meu caralho desprotegido nessa cona porca?"

Ela abranda, e enrubescendo ainda mais, retira um envelope da sua mala de mão.

"O que é isto, então sua grande vaca, sua porca, fizeste exames para me sossegares? E o corno, fodeu contigo depois dos exames, ou tem feito como vos mandei?"

A voz quase não sai "não voltámos a foder desde as fotos, os exames foi para estares à vontade e me poderes foder sem preservativo", mas a cona não pára e o rabo de Marta rebola em cima daquele caralho. "És uma bela puta, e o João um corno submisso... Ok, tira-me a camisa, e se me conseguires engolir todo encho-te a cona com a minha porra. Pelo menos tomas a pílula, não?"

Marta desmonta a custo daquele caralho que a preenche de forma tão completa. Toda a aparente frieza e os insultos do seu amante estavam a fazer com que ela entrasse num mundo sá seu, se sentisse mais fêmea e mais sensual que alguma vez tinha sentido. João ia adorar a descrição do encontro, isso ela também tinha a certeza. Será que o seu dono deixaria que fodessem de novo, ou ia continuar a exigir que não se tocassem?

O caralho encostado à sua boca fez com que ela voltasse à situação actual. Assumindo o desafio, abriu a boca ao máximo e sentiu aquele caralho duro entrando até à garganta. Era extremamente excitante ver a cara de Marta, submissamente engolindo aquele caralho grosso, começando a ter náuseas. Nada que o fizesse parar, antes pelo contrário, já conhecia a sua necessidade de ser forçada e humilhada. Segurando-a pelas orelhas, conseguiu enfiar o seu caralho todo naquela garganta obediente. As poucas náuseas que ela ainda sentia faziam que a sua garganta fizesse maravilhas no caralho do seu amante. Antes que gozasse, ele resolveu cumprir o prometido. Tirou-lhe o caralho da boca, colocou-a de quatro na cama, e admirou um pouco aquela cona molhada e aquele cuzinho rosado. A excitação de Marta era tanta que tinha as coxas completamente molhadas pelos seus sucos, e até o cuzinho brilhava de tão húmido. Ele não podia resistir a provar aquele sabor, e com a ponta da língua recolheu algum do seu mel. Ela estava tão excitada, que sá sentir a lingua a lamber do seu cuzinho até ao clitáris fez com que gozasse de novo, mordendo a almofada para abafar os gritos. Quando recuperou, já estava de novo preenchida por aquele pau duro e saboroso, que a enchia como o caralhinho do João nunca tinha conseguido. Sentindo-se a mais baixa das rameiras, ela pediu que a fodesse mais forte, que lhe espancasse as nádegas brancas, que a fizesse sua propriedade. As palmadas não se fizeram esperar, deixando marcas vermelhas e aquecendo ainda mais aquela fêmea no cio, que gozou mais uma vez e ainda mais forte quando finalmente sentiu outro caralho despejando porra na sua cona sedenta. Aquela mangueira que lhe lavava o útero parecia que nunca mais acabava, até que finalmente o seu amante a largou em cima da cama. Mal Marta teve tempo de respirar e já estava o seu dono a apresentar-lhe o caralho temporariamente mole aos seus lábios, para que ela o endurecesse de novo. "Vá, mostra que essa boca de puta serve para algo mais que para gemer e pedir! Sabes onde este caralho vai entrar a seguir."

(continua)

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos meu genro se vestiu de mulhervendo mamãe transar no cine porno contos eroticoscavalo e pônei cheio de tesão tentando dar em cima da mulhercalcinhas sujas contos eroticos da tia safadaContos.encesto.relacha.maeconto cu de mae da sograsContos eroticos fudim minha mae a foçacontos eroticos vizinha curiando por cima do murocontos eroticos fui arrombada.pelos mendigoscontos eroticos de novinhas sem calcinhaconto eróticos sado a forçacontos : meu filho falou que minha buceta e bonitacontos trocando sexo por TCCna frente a mamãe motel sábado padrastoxvidio mulher xota de cabritaTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticotia mastruba seu sobrinho mangacontos eróticos me obedece putinhaconto maridoviadoolha tio minha bucetinha virgem e inchadinhacunhadomeu amante eu sou casada contos e videos reais caseiroscontos eroticos deixei a sapatao chupa minha buceta e meu cucache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"sogras e madrasta fazendo boquetes rapidoscontos eroticos convenceu sua mulher a da abuseta para seu sogro com fotoscontos de casadas que se entregam a outro homemcontos incesto o cofrinho da mamaeesposas traindo dando o cu,contos de 1988porni contos mae da namorada na picinamulher pelada e o cu melado de manteiga no corpo inteiromulher goza nela todinha enchendo o cachorro para limparcontos eróticos de bebados e drogados gaysboquete gozada boca amiga contosconto peguei meu marido estrupando a vizinhacomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contospraia guaratuba contos sexoentreguei minha esposa de bandejacontos eroticos gay femeacontos eroticos gays bem recentes ocorridos no rio de janeirocontos eróticos filhinha bobinhacontos eroticos encoxando minha mae na salapai e filinha pequen q deixa pai come ela contoscontos gay negrinhocontos do caralhoContos eroticos sou uma coroa anal fortesempre dou uma escapadinha contosmeu marido bi foi encoxado no churrascoChupa minha piroca ingridContos eroticos nerd virgemContos eroticos seios machucadospapai descobriu contos eroticosputa do meu funcionário contoContos eroticos gay arrombaram meu cu enquanto eu dormiaaulas de natacao quadradinho eróticoContos Eróticos um Negão me comeucontos eroticos sonho americano 2contos escola sexoconto de travesti comendo bucetacontos eroticos de cornos e veiascoroa cintura fina e coxas largas e gordascache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html murhler.abusada.estrupradocontos eroticos cu virgemxvidio negro do pau grande ofereci diero pra minha mulher troca sexocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos de orgia com maeprima baby doll contosMe Estruparam No Banheiro da escola contos eroticos gayscontos eróticos chupa querido aiiii chupa a bucetaconto erotico peguei um filhote de cachorro e ele me fudeucontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetapornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidoucontos eroticos cornos de primasputa incotrado afuder cm amante vidiocontos eroticos de padrinhos com afilhadas que engravidamminha irma seu cu cheiroso contosninfetas lésbicas beijando o peitoral dos travestisContos heréticos quadrinhos Barneymulherbrasileira conversando putaria contosas mulher freira depilando o priquito no conventocontos minha mae gravida de baby doll