Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

RICAS E LÉSBICAS

Patrícia era uma garota rica, linda, morava na cobertura do maior prédio da cidade. Tinha tudo o que queria, carros, homens, roupas. Certa noite estava sozinha tomando uma champagne ao som de Pink Floyd, até que a campainha toca. Ao abrir a porta, teve uma grande surpresa. Suas duas melhores amigas do tempo do colégio, das quais fazia muito tempo que não via. As duas estavam namorando, e isso acontecia desde os tempos antigos, mas na época ninguém sabia. Lá pelas 3h da manhã depois de duas garrafas de champagne e algumas doses de Whiski, Marina e Mel começaram a trocar carícias na frente de Patrícia. Ambas começaram a se beijar. Marina estava de saia, e esta tinha umas pernas de dar inveja a qualquer um. Abriu-a devagar, e Mel escorregou sua mão até sua vagina. Os suspiros já haviam começado, e a excitação já tomava conta das duas. Patrícia levantou-se, demorou uns 10min, e retornou somente com uma blusa branca, quase transparente e uma calcinha branca, de algodão, bem pequena, com mais uma champagne. Apagou as luzes do apartamento e, primeiramente ajoelhou-se na frente das duas, beijou bem devagar a boca de Marina, depois a de Mel. Como Mel era a mais ativa, entrelaçou Patrícia e a beijou com toda a saliva que havia em sua boca. Durou um minuto mais ou menos e o beijo não excitou somente Patrícia, mas também Marina, que adorava olhar. Marina tirou sua saia, e aproveitou e tirou a calça de Mel também. Estavam as três, lindas, somente de blusa e calcinha. A cabeça já não pensava mais nada além de sexo, sexo e sexo. O corpo transpirava desejo e tesão. Marina deitou-se, Mel e Patrícia beijavam-na sem parar. Quando Mel beijou sua boca, ela sussurrou bem baixinho: -“Faz oral.” Então Mel foi diretamente para baixo, e com toda a voracidade, tirou sua calcinha. Patrícia mordia tanto a Mel quanto a Marina, e quando Mel começou a chupar Marina, esta apertou sua cabeça com bastante firmeza, e gemia, mas Patrícia não deixava ela gemer alto, pois beijava, e muito sua boca, que era muito carnuda. Marina estava a ponto de explodir, a sensação que ela tinha não era apenas de quatro mãos em seu corpo, mas sim de dez, vinte, várias, foi quando a sentiu o corpo tremer, sentiu uma sensação nunca sentida antes, seu corpo tremia, e as duas que estavam fazendo isto acontecer estavam com ainda mais vontade, até que o orgasmo veio, seus olhos viraram, pode-se dizer que ela viu o céu e a Terra em um orgasmo triplo. Relaxou, suspirou profundo e gozou. Mel e Patrícia não estavam satisfeitas, porém estavam a ponto de explodir. Como Mel havia feito oral em Marina, ela foi ao banheiro, ao sair, Patrícia, que estava mais quente que vulcão em erupção, apagou luz, e começou a beijar o seu pescoço, lambendo-a, como se fosse um gato. Mel estava com os dois braços abertos, se apoiando na porta, somente observando os movimentos que Patrícia fazia. Patrícia tomou mais uma dose de champagne, e empurrou Mel para a banheira. As duas caíram na água, Mel embaixo e Patrícia sentada em cima. Patrícia beijou tanto a boca de Mel que ela já estava quase sem fôlego. Mel arranhava sua coxa, e Patrícia pedia mais, parecia que não estava satisfeita. Mel, mordendo-a, pegou em seus cabelos e a virou, ficou de costas. Mel apertava sua bunda, e delirava ao ouvir seus gemidos e a palavra “enfia”. Nossa, Mel estava louca, mas não fazia o que Patrícia tanto queria, sá para deixa-la mais louca e excitada. Patrícia não aguentou, virou-se, e começou a se masturbar. Colocava o dedo na boca, e ia descendo pelo seu corpo, sua blusa branca, estava mais transparente do que nunca, e o bico de seu seio estava arrebitado. Desceu sua mão, e pediu para Mel tirar sua roupa. Primeiro Mel tirou a blusa dela, e por ultimo, a única peça que restou, e também a mais esperada, a calcinha branca, e de algodão. Patrícia estava simplesmente nua em pelos, então sua mão foi até a vagina, acariciando-a, fazendo movimentos deliciosos, fechando seus olhos, se torcendo. Mel pediu para que Patrícia sentasse na borda da banheira. Nuazinha, sentou-se e abriu as pernas bem devagar, puxou a cabeça de Mel até sua boca, foi empurrando para baixo deixando ela sentir cada parte o seu corpo. Mel lambeu sua vagina, e com suas mãos acariciava seu seio. Foi então que mais um orgasmo aconteceu, Mel não sabia dizer se era melhor do que o de Marina, pois os dois foram incríveis. Patrícia suspirava muito, parecia que sua alma estava saindo de seu corpo. Escorregou, e sentou-se novamente dentro da banheira, também exausta. Mel levantou-se, trocou de roupa e deitou-se ao lado de Marina, que estava deitada no chão da sala. Logicamente que já pegou no sono. Patrícia fez a mesma coisa, saiu da banheira e foi dormir em seu quarto, quase sem energias. Isso já eram quase 6h da manhã. Lá pelas 9h, Mel e Marina acordaram, deixam um bilhete em cima da mesa com a seguinte frase: - “Faz parte do meu show, meu amor” e foram embora, sem ao menos deixar telefone para algum contato que Patrícia quisesse fazer. Mas também, com dinheiro que Patrícia tinha, não iria ser nada difícil conseguir isto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos surpreendeu a esposahttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto-categoria_2_114_gays.html&ei=e8yqT8MC&lc=pt-BR&s=1&m=564&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Contos+Fudendo+um+hetero+com+o+cu+sujo&ts=1485672497&sig=AF9Nedkia2TWDM2T0ozn41vBE5bkl1pQLAmeu cu e meu genrocontos incestos eu e meu irmão fizemos uma s***** com minha sogra em minha casaconto chama o izinho q o corno saiucomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticoscontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãocontos de incestos mae puta e filho espertoenche esse cu de leite contoscontos ex com amigosconto erotico carona pro sobrinhocontos sogra e nora lésbicas fazendo tesouraContos eróticos meu patrão do pau gg arrombou minha linda noivaContos na lua de mel o corno lambeucontos e vídeos faturei minha irmãrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentechupando coroa empinadinha boa de f***passinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem pararcontos eroticos com a tiaContos eróticos tetas gigantesContos de zoofilia de homem a fuder femiaela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com elecontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu paueu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticoschupando buceta com gosto como se beijase uma bocaContos eroticos de filho encoxando a mae na cozinhamamando na vara feita bezerrinhacontos erotico mamae fez papai me comerContos zoofilia d mulheres q ficaram grudadas com cachorros do nó grandecontos amigas carentesanita mijando no copoconto gay minha bundaconto de não aguentei a pica grande de meu avôtarado.tira.vigidadi.da.entidas.novinhas.come.o.cu.elas.gritatravesti linda barriga de tanquinho gostosa metendo vídeo liberado metendo gostoso peitudaminha irmanzinha gost fica olhando eu bater aquela ponheta no banhocontos amante travesticontos eroticos tirando virgindade de netinhacontos de chorei com a pica de meu avô no cuvídeos de donas de casa sendo violentadas opor cassetudos tarradosTio come sobrinha a força contos eroyicoscomendo e sendo comido por hipermegadotadocontos mulher madura safada na farmácia  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  Contos eroticos gosto que minhas tetas estejam vermelhas de tanto macho chupandowww.contos de gozadas na marraporno nao aguetei ver minha tia lavando lossaContos eròticos teens incesto pai e filho novinhos curiosogostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidiotravesti imgole pora de cavalotrai meu marido e ele ainda me chupou contocontosminha enteada gosta de dar a bundsdando banho cacula conto eroticos gayIniciando uma virgem contos eroticoszoofilia umcacete enorme pra pequena putaconto erotico cunhadinha safadinhawww.conto eu vi o pedreiro mijandoconto comi a buceta da mae do meu amigocontos de incesto tios kerem fuder suas sobrinhasMaurinho com pênis grande transando com mulhermanteiga cu froxo cunhada bunda g contosimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai vrelatos eroticos forçadocontos eróticos casadaloira gostosa fudeno com duas gostoda e cozamo na caratoda loira gosta de um negão contos eroticosfilhababandopauContos de esposa gostosa acompanhado marido numa festacdzinha cuzinho julinhoconto ajudou cornofoda gostosa com amigos contos Negras malhadinhas com muinta vantade de dar a buceta