Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA LINDA BONEQUINHA

Meu nome é Diogo e trabalho com computadores em BH-MG e pra ganhar um dinheiro extra, construo sites. Certa vez estava precisando de um dinheiro e peguei os classificados e fiz o que a muito tempo queria fazer, foi na parte de acompanhante e fiquei ligando pra umas garota de programa, pra ver se alguma tinha interesse de fazer uma home page e se eu desse sorte, poderia ate comer uma. Algumas se mostraram interessadas, mas ficou de retornar a ligação outra hora, ate que eu vi um núncio de um travesti de 19 anos, iniciante, seios grandes e empinadinhos, bumbum deliciosamente redondos, rostinho de princesa. às vezes fico olhando alguns site de acompanhantes e vejo alguns de travestis e fico impressionado com ela conseguem ficar mais bonitas e gostosas que muitas mulheres e as vezes ate me masturbo vendo aquelas bundas e aqueles peitos perfeitos. E liguei pra oferecer meus serviços e ela me falou que estava muito interessada e me disse que nunca tinha feito programa e que eu era o primeiro que tava ligando, disse que estava sem condições de pagar, pois é do interior e a mãe dela era muito rica sempre fez tudo que ela quis e o padrasto nunca aceitou e como a mãe tinha morrido o padrasto a expulsou de casa ela se viu obrigada a fazer programa e que por enquanto não tinha como me pagar, falei que iria fazer o site e que ela sá me pagaria quando começasse a ganhar dinheiro, ela ficou muito agradecida e marcamos pra tirar as fotos no mesmo dia no meu AP, fiquei muito ansioso com sua chegada, quando ela tocou a campinha, eu já havia sentido o seu perfume de dentro de casa, ela era muito cheirosa. Quando abri a porta fiquei perplexo, ela era simplesmente maravilhosa, uma boneca patricinha, linda, gostosa, eu nunca tinha arrumando uma mulher do nível dela, dei um beijinho no rosto dela e na atrapalhada, beijei no cantinho de sua boca, e sentir um gosto maravilhoso e fiquei de pau duro na hora, ela riu e me pediu desculpas, eu falei que não foi nada e disse que realmente ela era muito bonita e disse que ela podia ficar a vontade que poderíamos começar quando ela quisesse, ela disse que estava um pouco nervosa e que aquela situação pra ela era nova, perguntei se ela queria tomar alguma bebida pra relaxar e ela disse que adoraria, perguntei o que ela gostava e ela disse que adorava Martini, servir e ficamos conversando um pouco pra quebrar o gelo, ela disse que a vida dela era muito boa e tinha ate um namorado e que as coisas começaram a dá errado pra ela e que primeiro perdeu o namorado e depois perdeu a mãe, e começou a querer chorar e eu a abracei tentando consola-la, e meu pau ficava cada vez mais duro, ela disse que não ia chorar mais e que já podia começar com as fotos, tomamos mais um Martini e começamos a fotografar e ela foi fazendo poses, mandei ela deitar no tapete da sala, que primeiro iria tira ela de roupa e depois ela iria tirando aos poucos, ela deitou e começou a fazer poses e parecia uma modelo de revistar, mandei ela começar a tirar a roupa e ela tirou a blusinha, ficando sá de sutien, meu pau estava muito duro e não conseguir esconder, ela percebeu e olhava na direção e dava uns sorrisos safado e fazia poses cada vez mais ousadas, ela tirou a calca que era bem apertada, ela tava com uma calcinha fio dental minúscula e tinha um rabão delicioso que enganava qualquer um. eu fotografando tudo e o meu pau tava já tava muito visível, ela riu e se aproximou de mim e virou-se de costas, encostou o rabo no meu pau e pediu pra eu soltar o seu sutien e eu tirei e ela se afastou e botou as mãos cobrindo os peito e eu tirando as fotos e louco de tesão, ela foi tirando a mão bem devagar e apertando os biquinho dos peitos, eles eram lindos e com marquinhas de biquíni maravilhosas. Ela ficava passando a mão e alisando os peitos e encostava-se a mim e pergunto se eu tinha gostado dela, eu sá balançava a cabeça dizendo que sim, ela perguntou por que eu tava de pau duro e perguntou se eu já tinha comido uma boneca, disse que não, mas muitas vezes já pensei em experimentar, ela me mandou tocar nos seus peitos, sua pele era muito macia, eu alisava sues peito e minha boca enchia de água, ela mandou eu da um beijinho neles, eu comecei a mamar desesperadamente, ela disse pra eu ir com calma que ela já tava morrendo de tesão, ela deitou no sofá e eu deitei por cima dela e chupava seu peitos, ela tirou minha camisa e encostou os seus peitos no meu, fiquei louco e ela olhou nos meus olhou com uma cara bem safada e lambia os lábios como quem estava pedindo um beijo, eu não pensei duas vezes e beijei sua boca, ela tinha um beijo que nenhuma mulher jamais me deu, eu disse que a sua boca era a mais gostosa que eu tinha beijado, ela foi pra cima de mim e falou que ia mostrar que era mais gostosa que eu imaginava e me deu um beijo bem demorado enquanto desabotoava minha calca e massageava meu pau e foi descendo e beijava meu peito ate chegar no meu pau e começou a chupar, nossa! Que coisa maravilhosa, ela sabia exatamente como chupar um cacete e eu ia à loucura, ela acabou de tirar minha roupa e chupava meu pau com maestria, meu tesão era tanto que eu mandei ela ir mais devagar porque eu ia gozar na sua boca, ela segurava olhava pra mim fazia uma cara muito sapeca e lambia a cabecinha e descia e lambia ate meu ovo, ela botava meu ovo todo na boca e ficava punhetando meu pau, eu abria as pernas e ela foi chupando meu ovo bem pertinho do meu cu, eu respirei fundo, ela olhou pra mim e riu, molhou o dedinho bem, abocanhou meu pau e começou a massagear de leve meu cuzinho. Nossa! Eu fiquei maluco com aquilo, ela foi descendo e foi passando a língua bem de leve e eu fui abrindo as pernas, ela punhetava meu pau e enfiava a língua no meu cu, eu ficava louco e gemia, ela pegou minha perna e foi me virando, me deixando de bunda pra cima e enfiando a língua no meu cu, ela abria com as duas mãos e enfiava lá no fundo, foi a sensação mais gostosa que eu já sentir ela ficou um bom tento comendo meu cu so com a língua a ponto de eu manda ela para senão ia gozar sem ela nem tocar meu pau, ela foi subindo e eu virei de frente pra ela e ela me beijando e comecei a mamar nos peitos dela de novo e ela mandou eu tirar sua calcinha, eu fui tirando e de repente o pau dela pula pra fora, não seu como ela conseguiu esconder aquele pausão debaixo daquela calcinha minúscula, nunca fui de achar pau bonito, mas o dela era lindo, ela era branquinha e tinha uma marquinha de biquíni sensacional e os pelinhos bem aparadinhos do jeito que eu aprecio em uma buceta e aquele pausão rosado e cobeçudo, voltei a chupar seus peitos e não tirava os olhos de seu pau, ela pediu pra eu pegar nele, eu pegava e punhetava enquanto chupava seus peitos, voltei a beija-la, ela beijou minha orelha e falou bem no meu ouvido:

- sua boca também e muito gostosa, chupa meu pau um pouquinho.

Ela pediu com tanto carinho que eu não podia recusar aquele pedido, voltei a chupar seus peitos e punhetando seu pau e fui beijando sua barriguinha e segurei aquele pau lindo na minha mão e pela primeira vez e sentia um pau na minha boca e tava muito cheiroso e gostoso, eu chupava meu desajeitado e engolia-o todinho e ela ia a loucura, ela pediu o meu pau e eu virei e ficamos na posição de 69, eu chupando ela e ela me chupando, aquilo era maravilhoso, nunca imaginei que ia sentir tanto prazer em chupar um pau, ela chupava meu pau e passava a língua no meu cu e eu fazia o mesmo com ela e ela abria bem o cuzinho e enfiava a língua muito gostoso e ficamos assim por um tempo que parecia infinito, eu já estava em extremo êxtase, ela virou e voltaos a nos beija e esfregar pau com pau, ela segurava o meu pau e o dela juntos e ficava punhetando, e ficava vendo tudo e não queria perder um momento sequer, eu chupava os peitos dela e voltei a chupar o pau dela chupava ate o ovo dela e ela se abria toda oferecendo o cuzinho pra eu chupar eu metia a língua e ela ia ao delírio, virou-se de costas e arrebitou a bunda, eu fiquei doido com aquela visão, aquela deusa, com aquele rabão lindo bem redondinho, com uma marquinha de deixar qualquer machão doido de tesão, ela olhou pra trás, fez uma carinha bem gostossa e disse: “ continua meu amor!”. Eu fiquei doido quando aquela deusa me chamou de meu amor, abrir o rabinho dela e enfiei a língua com muito tesão, ela se contorcia toda e rebolava e eu ficava naquele vai e vem frenético e ela empinava bem aquele rabo maravilhoso e com o pau duro como pedra e. o cuzinho dela já estava bem molhado, eu fui subindo e agarrando ela por trás e beijando seu pescoço e pedindo pra ela me chamar de meu amor, ela me dizia:

- vai, me come logo meu amor que eu sou sua, eu sou toda sua.

Ao ouvir aquilo fiquei maluco, segurei o pau dela e botei a cabeça da minha pica na entrada do seu cu e fui enfiando e ela rebolando e gritando: - ai gostoso, come sua mulhersinha, vai meu amor, me come que eu sou sua.

Meu pau já estava todinho dentro do rabo dela e eu metia com velocidade. Ela ficou de quatro com o rabo todo empinado e eu segurando na anca dela e fudendo sem parar e ela mexendo e gemendo e falando coisas que me deixava doido de tesão. Aquela sena ate hoje não sai da minha cabeça, ela de quatro com aquele rabão e aquela marquinha de biquíni e rebolando sem parar e olhava pra trás e me chamava de amor e meu pau todinho atolado no rabo dela. Ela virou de frente e e abriu as pernas pra mim e peguei meu pau e fui enfiando no cu dela e ela punhetando o pau dela e gritando que eu era muito gostoso e que desse jeito ela ia se apaixonar por mim, dizia que era mihna mulher e eu dizia que eu era o homem dela e que tava louco por ela, eu comia ela e beijava sua boca e ela punhetava seu pau bem na minha barriga, ela foi pra cima de mim sem tira o pau do su cuzinho e ficou cavalgando minha pica e batendo uma punheta e rebolando no meu pau, depois ela virou de costas pra mim e eu fique vendo aquele rabo delicioso engolindo meu pau, ela vira de novo e fica cavalgando e me beijando e manda eu meter mais forte que ela encontrou um macho que ela queria, eu ouvir aquilo e fiquei metendo com muito força e beijava ela e ela me beijava, eu disse que ia gozar e ela disse que também ia e queria gozar junto comigo, ela rebolava bem gostoso e eu metia cada vez mais forte, o cu dela começou a apertar meu pau, ela me beijava e me apertava e falou que tava gozando pelo cu, eu não aguentei e também comecei a gozar no cu dela e ela me beijava e gozava, pela pica e pelo cu e eu beija e gozava no cu dela e ficamos nos beijando por um bom tempo. Ela disse que eu estava sendo o terceiro homem da vida dela e que ate agora fui o mais gostoso, que o primeiro foi o primo que morava perto da casa dela e tinha 19 anos e ela ainda era um garotinho incubado de 19 anos e ela passava as tardes na casa dele e ele vestia ela com as roupas da irmã e comia ela quase todos os dias e as vezes dormia com ele passava a noite comendo ela e ficou assim ate os 19 anos, ate que a mãe dele deu um flagrante e se mudou e nunca mais o viu, a mãe dela não se espantou porque já desconfiava e já pegou ela vestido suas calcinhas varias vezes, e quando ela tinha 14, estava em casa sozinha e vestiu as roupas da mãe e se maquiou toda e foi pega pelo padrasto e tomou uma surra e ficou sem falar com ela, a mãe a chamou pra conversar e disse que se era isso que ela queria que ia dá o maior apoio e começou a dá dinheiro pra ela compra sua práprias roupas e no começo ela sá comprava calcinhas e sá andava de calcinhas e já estava satisfeita e aos poucos ela foi acrescentando outra pecas e tomou hormônio e com 19 anos já estava com silicone e com 19 começou a namorar com um rapaz mais velho de 35 anos que foi o segundo homem dela e ele a ensinou muitas coisas, ele a tratava como uma princesa e estava sempre a levando pro motel e como a mãe dela sempre fez suas vontades, ela estava sempre se cuidando, e ficava cada vez mais bonita pra ele, ate que ele arrumou uma mulher de verdade e se apaixonou por ela e a abandonou, logo em seguida sua queriada mãe morreu de câncer e ficou morando somente ela e o padrastoi, ele passou a beber e tentou comer ela varias vezes, mas ela na quis, ela disse que dormia so de calcinha e varias vezes acordou com ele nu, de pau duro esfregando na bunda dela e dizia que ela queria ser mulher e agora iria ser a mulher dele, as vezes ela acordava e ele tava chupando os peitos dela e beijava a sua boca e ela o empurrava e ficava morrendo de vontade de se entregar pro padrasto, mas não achava aquilo certo, outras vezes ele bebia e passava noite toda pelado dormindo com ela e tentando come-la e falando pra ela se entregar, teve uma vez que ela quase não resisti, ela tava com uma calcinha fio dental e sentindo o pau dele roçando no seu cu, e tava muito carente, já fazia um tempinho que ela não trepava e tava morrendo de vontade de dá o cu, mas conseguiu resistir, ate que seu pai arrumou outra mulher, deu um dinheiro pra ela e a mandou sair de casa, ela sempre teve vontade de morar em BH e veio pra cá e como não tinha onde ficar teve que ir para um hotel e agora o dinheiro já estava acabando e ela não sabia pra onde iria. Falei pra ela que se ela quisesse poderia ficar no meu ap ate as coisas melhorem, ela disse que não queria me incomodar e que pelo fato de ser travesti, podia trazer transtornos pra mim. Falei que ela não parecia travesti e que era sá se comportar como mulher que não ia ter problema, falei que ela poderia se passar por minha namorada, ela deu um sorriso maravilhoso e me deu um beijo e disse que adoraria ser minha namorada, falei que era sá ela querer, ela perguntou se eu tava falando serio que gostou muito de mim e pra ela seria a melhor coisa que podia acontecer desde que ela perdeu a mãe, fale que então a partir de hoje ela seria minha namorada e começamos a nos beijar, e nossos paus começaram a ficar duros e estávamos muitos suados e perguntei se ela tomava banho comigo, ela me beijou e disse que adoraria e fomos pro chuveiro e ficamos tomando uma ducha e nos beijando e nossos paus duros e se esfregando um no outro e começamos a nos ensaboar, mas continuamos abraçados, ela me beijava e com a mão toda ensaboada, passava no meu cu e eu fazia o mesmo com ela, aquele banho tava muito gostoso e ficamos nos acariciando por um bom tempo e depois saímos do banho e nos enxugamos e fomos pra cama e ficamos nos beijando e sua boca era toa gostosa que parece que o seu beijo me enfeitiçava, parecia que eu estava em outro mundo e voltamos a fazer um 69 e ela dava um jeito de enfiar a língua no meu cu e o deixava bem molhadinho, ela chupava meu pau e molhava o dedo e enfiava no meu rabo, eu ficava louco com aquilo e chupava o pau dela com muita vontade e também enfiava dois dedos no rabo dela, ela mandou eu ir de vagar, que tava muito gostoso e ela ia acabar gozando na minha boca, eu parei um pouco, ela me deixou de quatro e abriu meu rabo e enfiava sua língua ate lá no fundo, ela dava uns tapinhas na minha bunda bem gostosinho e dizia que me cu era muito gostozinho e perguntou se podia comer ele, eu rebolava e balançava a cabeça dizendo que sim, ela enfiava a língua, enfiava o dedo e lambuzava tudo, ela encostou o cacete no meu rabo e disse :

- ai meu amor, eu to louquinha pra comer se cuzinho, mas antes vou fazer um negocio que vai deixa-lo mais macio.

Ela levantou rápido, foi no banheiro e encheu a mão de condicionador e mandou eu empinar bem a bunda e lambuzou meu cu todinho, lambuzou também seu pau, deitou em cima de mim, mandou eu esticar uma perna e dobrar a outra e empinar bem a bunda, botou um travesseiro debaixo de minha barriga, botou a cabeça do seu pau na entrada do meu rabo, me abraçou e beijou meu ouvido e disse: - ai meu amor, eu já sou todinha sua e agora vc vai ser meu de verdade, depois que eu comer seu cuzinho, vc nunca mais vai me deixar.

Aquilo tava me deixando louco eu tava doido de tesão querendo sentir aquele pau todinho dentro do meu rabo e empinava a bunda pra ela meter logo e ela dizia pra eu ter calma que tinha que ser devagar e empurrou a cabeça e eu sentir que ela já tinha passado e o a cabeça do pau dela tava latejando dentro do meu cu, ela foi enfiando eu não imaginava que era toa gostoso assim dá o cu e ela falava coisas gostosas no meu ouvido enquanto o pau dela ia penetrando e falava: - meu amor, agora vc é meu, sente sua namorada comendo seu cuzinho, vou fazer amor com vc assim todos os dias, vou te dá muito prazer, vc não vai querer me largar mais e se vc quiser eu serie sua mulher.

O pau dela já tava todinho dentro do meu cu e começou um movimento de vai e vem bem de vagar e eu cada vez empinava mais a bunda pra sentir aquele pau entrar cada vez mais fundo, ela acelerava os movimentos e eu rebolava cada vez mais rápido, ela segurou minha pica e ficou punhetando e dizia: - ai meu gatinho, meu namorado, meu homem, ta gostando de sentir sua namorada dentro de vc ? Eu vou fazer vc gozar pelo cu e pela pica, vc vai sentir o que nunca sentiu na sua vida, nenhuma mulher te deu nem vai te dá tanto prazer como eu posso te dá e isso é sá o começo, agora vc e todinho meu. Eu ficava louco com suas palavras e realmente era verdade o que ela tava dizendo eu nuca tinha sentido tanto prazer como naquele dia e já tava me sentindo sendo dela, ela foi me puxando pra cima dele e eu fiquei ajoelhado e ela comendo minha bunda, logo já estava sentado no colo dela e ela punhetando meu pau. Pedir pra ela largar um pouco meu pau porque eu já estava quase gozando e não queria gozar naquele momento, queria aproveitar o máximo e meu cu estava anestesiado pelo tesão que eu não sentir nem um pouco de dor e ficava rebolando naquele pau gostoso e de vez em quanto dava uma punhetada no meu pau e parava pra não gozar. Ela pediu pra eu levantar um pouco e deitou de barriga pra cima e mandou-me ir de frente, eu já fui chupando seus peitos, beijando sua boca e esfregando o meu pau no dela, peguei nos dois e bati uma punheta dupla e a beijava e a chamava de minha namorada, minha deusa, minha mulher, que agora ela era minha e eu não ia a deixar escapar de mim, ela me beijava e enchia a mão de condicionador e lambuzava meu cu todinho eu me abria todo, deixando a me lambuzar a vontade, ela botou a pica na entrada do meu cu e eu já fui sentando naquele caralho gostoso e cavalgando e rebolando e a chamando de minha deusa e minha mulher, ela disse pra eu não chamar ela assim que ela ficava com mais tesão do que já tava, eu a beijava e falava: - você agora é minha mulher, minha mulher, minha mulher.

Ela fodia meu cu com velocidade e falava: - para de dizer isso que vc ta me deixando louca, vc quer que eu seja sua mulher quer?

- eu quero que vc seja minha mulher sim.

- então agora eu sou sua mulher e vc é meu homem e meu marido.

- eu sou seu marido e vc é minha mulher, minha mulher, minha mulher.

Ela me comia cada vez mais rápido e eu cavalgava no mesmo ritmo e a beijava e falávamos o monte de coisas gostosas e a gente fudia cada vez mais rápido e ela disse que ia gozar e eu falei que também ia, ela fudia mais forte e disse que ia fazer eu gozar pelo cu e rebolava e falava que tava sentindo que ia gozar pelo cu, ela me apertou e sentir que ela tava gozando dentro do meu cu e comecei a gozar também pelo cu e pela pica, parece que eu estava em outro mudo, ela me fez gozar sem nem tocar na minha pica, era um prazer que não tem explicação e ficamos gozando e nos beijando por um bom tempo, ela disse que nuca tinha transado tão gostoso, que com o primo, era muito nova e com o namorado ela não conseguia se soltar tanto, eu falei que estava totalmente desnorteado, que de repente uma deusa entra n vinha vida e me dá um prazer que nunca tinha sentido. Ela perguntou se era verdade que queria que ela fosse minha namorada ou se eu falei so na hora do tesão, que ela inda não tava acreditando. Falei que ela já podia trazer as coisas dela que ela já podia vim morar comigo e nos beijamos, ela disse que tinha pouco dinheiro e a mãe dela tinha dado um carro zero pra ela antes de morre, que era so o que tinha e como nunca trabalhou, não sabia fazer nada, mas podia cuidar da casa e não sabia como ia fazer pra ganhar dinhiro que a única coisa que ela sabe fazer bem e amor, falei que pra mim isso era suficiente, de repente o seu telefone toca, ela pega e olha pra mim e fala: - amor, deve ser por causa do anuncio, vou ter que mudar meu numero agora, falei que não precisava que ela deixasse desligado por alguns dias e depoiso pessoal ia esquecer, ela me abraçou e disse: - ai meu amor, anda bem que te conheci, se não fosse vc eu ia ser puta uma hora dessas, é a única coisa que eu sei fazer bem.

Eu disse : - então vc vai continuar sendo puta, mas minha putinha, somente minha.

Nosso paus já estavam duros de novo e começamos a nos esfregar e ela disse: - então vem comer o cu de sua puta de novo que ela ta doidinha pra te dá outra vez ela virou de costas, empinando seu rabinho e eu cair de boca, enfiando a língua lá no fundo e ela rebolava e ficava punhetando seu pau, eu já fui encaixando meu pau no seu cu e ele foi engolindo de vez e fudemos loucamente. Ela dormiu comigo e no dia seguinte trouxe suas coisa e ficamos juntos. Eu ia trabalhar e ficava o tempo todo pensando nela, ligava pra ela e ficávamos namorando por telefone, quando eu chegava a comidinha estava pronta e ela toda cheirosinha e gostosinha, eu já ia agarrando-a e fazendo amor com ela depois jantávamos e voltávamos a fazer amor, eu estava apaixonado por ela e ela por mim, saiamos para muitos lugares e ninguém sequer desconfiava que ela era uma boneca, os homens babavam por ela, meu amigos me perguntavam onde eu tinha arrumado essa deusa, que ela deveria ser de família rica porque era bem delicada e ainda tinha carro, falavam que eu dei a sorte grande e eu ficava todo orgulhoso de minha bonequinha linda. As coisas começaram a ficar difíceis e ela disse que queria ajudar, que éramos como marido e mulher e que um tinha que ajudar o outro, ela disse que o padrasto ligou pra ela e que tava depositando dinheiro na conta dela, as vezes ela recebia umas ligações e não atendia, comecei a ficar desconfiado e eu tava folgando e disse que eu ia trabalhar de 3h da tarde até as 8h da noite, acabamos de almoçar e fomos dá um cochilo, acordei e falei que já ia trabalhar, dei um beijo nela e abrir a porta da rua e voltei e me escondi no quarto de hospede, demora um pouco e ela ligar pra alguém e disse que podia ser de agora de tarde e foi tomar banho e se arrumou e se perfumou toda, alguns minutos depois a interfone toca e ela manda subir, era um cara e foi dizendo pra ela que ela parecia mulher de verdade que ela era muito linda e fiquei ouvindo eles conversarem mais um pouco e depois sá ouvia beijos, abrir um pouco a porta e pude ver ele sá de cueca e ela sá de calcinha se beijando no sofá e ela chupava os peitos dela e chamava ela de gostosa, fiquei morrendo de raiva, mas fiquei querendo ver ate onde ala podia ir, logo ela já estava chupando o pau dele, depois eles estavam fazendo um 69, eu tava com raiva, mas comecei a ficar com tesão e fiquei batendo uma punheta e vendo minha bonequinha fudendo com outro macho, quando eles acabaram, ele tirou um monte de dinheiro e falou que ela era maravilhosa e que valeu a pena cada centavo e que voltaria mais vezes, quando ele foi embora, eu sair do quarto e ela ficou branca, querendo me dá um monte de explicação, dizendo que fez isso porque queria me ajudar e tava se achando inútil e era a única coisa que ela sabia fazer bem e disse que sá nessa meia hora que ela ganhou 500 reais, eu sá fiquei calado e olhava pra ela serio, ela começou a chorar e disse pra eu não largar ela que ela me amava e que fez sem pensar, mas que nunca mais ia fazer, perguntei quantas vezes ela já vez isso, ela disse desde a semana passada, que todo dia ela faz um programa e que teve um dia que ela fez dois, assim que um saiu, o outro chegou, que já deve ter feito uns 7 ou 8, falei que ele me decepcionou e que não podíamos ficar juntos, ela me abraçava e me beijava e eu ficava parado e ela disse que não queria me perder e começamos a nos beijar e eu ficava lembrado dela fudendo com outro e ficava com tesão, ela viu que eu tava com tesão e pegou meu pau e começou a chupar caprichadamente e acabamos transando loucamente, quando acabamos falei que ela tinha que ir embora e ela chorou, chorou, mas eu fui duro com ela e falou que nunca mais ia fazer isso e se eu largasse ela, que não ia ter outra alternativa e falei que ia sair e quando voltasse não queria mais vê-la em casa, quando voltei, ela tava já com sua coisa toda arrumada e disse que ainda não tinha ido embora porque queria se despedir de mim e disse que queria transar comigo pela ultima vez e me beijou e fizemos amor de novo e comi o cu dela e senti o pau dela me comendo mais uma vez e ela perguntou se eu tinha certeza que queria que ela fosse, falei que estava decepcionado com ela e que não confiava mais nela, ela foi embora e fique morrendo de vontade de voltar atrás, mas estava muito magoado, ela passou uma semana ligando pra mim e eu não atendia, ate que ela parou de ligar, passou um semana e eu morrendo de saudades dela e pensava nela todo dia e liguei pra ela e so caia na caixa de mensagem, passou um mês ela ligou novamente e eu atendi correndo, ela disse que queria me ver, eu disse que ela podia vim, mas que não ia rolar nada. Quando ela chegou, nossa ela tava mais gostosa que nunca e perguntei se ela queria beber algo, ela riu e disse que queria Martini, e ela me falou que foi morar com o padrasto e que ele tinha largado a mulher, mas que ela todo dia tentava fazer amor com ela ate que ela não resistiu e acabou fazendo amor com ele e que todo dia ele a queria e ela tinha que satisfazer ele e ficou duas semanas como mulher dele, fazia comida, arrumava a casa e de noite, dormia com ele e fazia amor com ele todo dia pensando em mim e que uma amiga dela tava morando aqui em BH e a chamou pra morar com ela e que o padrasto não queria deixa-la ir, mas ela foi embora e tava trabalhando no salão da amiga, perguntei se ela voltou a fazer programa e ela disse que não, perguntei se ela tava namorando e ela disse que tava saído com um cara, e perguntei se ela tava fazendo amor com ele, ela disse que preferia não falar, fui pra cima dela já com o pau durão e falei que queria saber, ela perguntou que diferença fazia, fui beijando ela e falando que precisava saber, ela disse se eu queria tanto saber que sim, que eu sei muito bem que ela adora trepar, eu a beijava loucamente e tirava a blusa dela e chupava aqueles peitos maravilhosos e perguntei quantas vezes ele já comeu ela, ela disse que foi muitas, beijava ela loucamente e tirei a mine saia dela e ela tava com uma calcinha pequenina e o pau dela tava bem duro saindo pelo lado, agarrei o pau dela e a beijei e e perguntei se ela tinha transado com mas alguém, ela me beijava e perguntava se eu queria saber mesmo, eu punhetava o pau dela e beijava ela e dizia que tava louco pra saber, ela disse que tinha um coroa, amigo do padrasto dela que era amante da mãe dela e que quando ela começou a botar corpo de menina, ela tentou agarra-la varias vezes e que ela chegou a pagar uns boquetes pra ele algumas vezes e que ficava morrendo de vontade de dá pra ele, mas sabia que ele era amante da sua mãe e se segurava e que desta vez quando ela tava morando com o padrasto que ele ia trabalhar e esse coroa aparecia lá todo dia de tarde e ela passava a tarde fazendo amor com ele, eu tava morrendo de tesão com aquela historia e já chupava a pica dela e a virei de costas e chupava seu cuzinho e perguntei se ela tinha fudido com mais alguém, ela disse que como eu queria saber muito que ela ia me contar tudo, ela disse que o primo dela também apareceu lá e que a chamou pra passar uns dias na casa dele, que a mãe morreu e que tava morando sozinho, ela passou um final de semana com ele e ele a comeu e ainda levou um amigo pra come-la também, que ela teve que dá pros dois e se sentiu muito puta, perguntei se ela fazia amor com eles de camisinha, ela disse que sá fazia amor sem camisinha comigo, perguntei se ela ainda me amava, ela disse que nunca tinha deixado de me amar e que tava com muita saudade de mim, da minha boca de fazer amor comigo que sá fez amor com outros pra tentar me esquecer, perguntei se ela gostava muito de dá essa bunda, ela disse que adorava, mas que se eu quisesse que ela seria somente minha, não aguentei enfiei meu pau naquele rabo maravinhoso e fudir com muito tesão, imaginando ela dando pra um monte de cara e como sempre fizemos um sexo delicioso, quando acabamos, ela me beijou e perguntou se eu ainda ia quere-la de volta, sá que agora ela tava mais safada ainda e eu teria que aceitar ela desse jeito, disse que teria que pensar muito, continuamos namorando e ela dormiu comigo e de manhã foi embora porque tinha que trabalhar. No dia seguinte liguei pra ela varias vezes e ela não atendia, no final da tarde ela atendeu eu disse que queria vê-la outra vez, ela disse que não ia dá porque tinha marcado com o namorado e que ia sair com ele, que podia ser outro dia, perguntei pra onde eles iriam, ela disse que iam pra um barzinho e disse o nome e falou que depois sá Deus sabia, fiquei morrendo de tesão imaginando ela dando aquele rabo e não aguentei e fui vê-la se encontra com o namorado, a safada tava com uma calca da gang bem gostosa e um salto alto e um tope mostrando sua barriguinha com um pirsem e fiquei em uma mesa afastada e ela me viu e ficava agarrando ele e sá tomava Martini, ela olhava pra mim dava um sorriso e falava algo no ouvido dele e ria, eles pagaram a conta e saíram, ela chegou no carro e agarrou ele antes de entra e ficara namorando, eu fiquei dentro do meu carro sá olhando, ela virou de costas pra ele e ficava rebolando na pica dele e ele beijando seu pescoço, ela olhava pra mime dava um sorriso bem safado e eu ficava me punhetando de dentro do carro, eles entram no carro e saíram, eu fui atrás e ele entraram no primeiro motel, eu entrei atrás, ela entrou no quarto e deixou a janela aberta, eu entrei na garagem e fiquei olhando entre as cortinas, eles ficara em pé se beijando, ele foi tirando a blusa dela e chupando seus peitos, ela foi tirando a calça eu fiquei louco quando vi aquele rabão, com uma calcinha branca que sá era uma tirinha, ele passava a mão na bunda dela e a safada rebolava na sua mão, ele tirou a calça e o seu pau pulou pra fora, ela o beijava e segurava no pau dele e o masturbava, ele passava a mão na sua bunda e chupava os peitos dela, ela virou de costas pra ele, ficando de frente para a janela e podia me ver, ela olhava pra mim fazia uma cara de safada e rebolava no pau dele e ele beijava seu pescoço e passava a mão nos seus peitos, ela botou o pau pra fora, fiquei babando quando vi aqule pau lindo e rosado, ela pegou na mão dele e levou ate o seu pau e ele ficou masturbando ela e esfregando o pau na sua bunda. Ela virou de frente pra ele e o beijou e ficaram esfregando pau com pau. Ela o jogou na cama e já foi chupando seu pau e olhava pra mim e enfiava tudo na boca e chupava seu pau deliciosamente e eu tava batendo uma punheta muito louca, vendo minha mulher mais uma vez sendo puta de outro macho, ela olhava pra mim e falava: - olha meu amor como sua putinha adora chupar uma pica e enfiava o pau dele todo na boca e ele pensando que ela estava falando com ele, segurava seus cabelos e ficava admirando ela engolir o seu cacete ate o talo, ela foi pra cima dele e voltou a beija-lo e esfregar seu pau no dele, depois fizeram um 69, daí ela ficou de quatro e falou:

- vem meu amor comer meu rabinho logo que ela ta morrendo de tesão por você, ele já foi pra cima dela, querendo enfiar o pau nela e ela disse: - chupa um pouquinho meu cu pra deixa-lo bem molhadinho que hoje vou querer da ele muito pra você.

Nessa hora ela ficou de lado pra janela e encostou a cabeça no travesseiro, empinou bem a bunda e ficou olhando pra mim, chupando o dedinho e com a cara mais safada, ele abria bem o cuzinho dela e metia a língua la no fundo, ela rebolava e dizia: - isso meu amor chupa bem o cuzinho de sua putinha que ele e todinho seu, eu ficava morrendo de ciúmes, mais o tesão era muito maior, ela gemeu muito e falava um monte de sacanagem, daí ela disse: - vem meu homem, come logo meu cuzinho que eu não to aguentando mais de tesão, to doida pra senti-lo dentro de mim, ele pegou a camisinha e ela disse: - não precisa usar mais camisinha, a partir de hoje eu sou todinha sua, sou sua namorada e vou aceitar morar contigo, agora vai e me come do jeito que vc sempre quis, ele pegou o seu pau que era maior e mais grosso que o meu e botou na portinha do cuzinho dela que já tava aberto esperando e começou a enfiar a cabeça e ela disse: - ai que pau grosso, grade e gostoso, eu adoro um pau grade e grosso, um pau assim preenche todo o meu cuzinho. O pau dele já tava todinho dentro dela, e já entrava e saia com força e velocidade e o pau dela também tava bem duro, ela rebolava e olhava pra mim e falava: - olha bem sua putinha dando o rabo, eu adoro trepar, adoro dá o rabo, adoro uma pica grande e grossa. Ele achava que ela tava falando com ele e dava uns tapas na sua bunda e a chamava de puta, safada cachorra e ela olhava pra ele e dizia que era a puta dele, ele pegava na cinturinha dela e comia seu rabinho com vontade e a safada fazia cara de quem tava adorando. Ele deitou de barriga pra cima e a safada já foi montando nele e o beijando, ele chupava seus peitos e ela já foi pegando no pau dele e botando no rabo e sentando, o rabinho dela engoliu aquela vara enorme e grossa com muito facilidade, ela beijava ele e cavalgava com velocidade ela rebolava sem para, se masturbava e falava: - vai come o rabinho de sua bonequinha com vontade que ela agora ela é sua mulher.

Ela virou de costa pra ele e novamente sentou no seu caralho e ficou se masturbando e rebolando, ela olhou nos meus olhos e disse: - olha sua mulher fudendo gostoso, eu ainda sou sua e te quero muito, sá é você me querer e se não me quiser, quem vai perder é você.

Ele achava que ela estava falando com ele e comia ela com mais força e dizia que ele a queria muito e não ia a deixar por nada, ela olhava pra mim e ria e so balançava a cabeça. Ele passou a masturbar ela enquanto metia no seu rabo, ele disse que não tava mais aguentando e ia gozar no rabo dela e ela dizia:- vai goza no cu de sua mulher que todo dia vc vai gozar dentro dele, ele não aguentou e gozou dentro do cu dela e ela deu uma mexida bem gostosa e também gozou, virou pra ele e ficou o beijando, eu voltei pro outro quarto e fiquei pensando no que ia fazer de minha vida, eu ainda era completamente apaixonado por ela e ver ela fudendo com outro me deixava maluco de tesão e pensei em aceita-la assim mesmo, mas meu orgulho dizia que era pra mim não aceitar e fiquei naquele conflito pensando em tudo que eu tinha visto e de repente ela aparece na porta, sá de calcinha e fala, gostou de ver sua mulherzinha fudendo e já foi me agarrando e me beijando e ficamos nos beijando e ela dizendo que me ama e pedindo pra eu voltar para ela, eu perguntei pelo rapaz e ela disse que ele estava dormindo por causa dos martinis e perguntei se ela tinha falado aquilo tudo com ele de verdade, ela disse que se eu quisesse ela de volta, ela largava ele na hora disse que ainda tinha que pensar, ela disse que enquanto eu pensava que ia continuar com ele, mas que não era para eu demorar muito que ele queria leva-la pra Europa e eles iam se casar lá, ela disse que agora ela queria fazer amor comigo e me jogou na cama e já foi tirando minha roupa e chupando meu pau como somente ela sabe fazer e demos uma foda maravilhosa e ela teve que voltar pro quarto, eu fui embora pra casa.

E no dia seguinte eu ligava pra ela e ela não atendia, eu ficava louco e ligava um monte de vezes, passou dois dias e ela apareceu lá em casa e disse que não pode atender porque tava com ele e disse que não podia demorar porque ele era muito ciumento e fizemos amor rápido e ficamos assim por duas semanas, ela com o cara e eu sendo amante dela e ela dizia que se eu quisesse ela podia ser somente minha e eu me sentia acomodado com a situação e não tomava nenhuma decisão, teve um dia que ela chegou toda feliz dizendo que o marido dela viajou e ia passar duas semanas fora e que ia dormir esses dias comigo, ela tava toda arrumada, com uma roupa muito sensual e toda cheirosa eu fiquei louco e já fui agarrando ela, fui tirando sua roupa, ela disse que eu não podia ainda, perguntei porque, ela falou que tinha uma surpresa pra mim, fiquei doido pra saber qual era e ela encostou no meu ouvido e perguntou se eu havia gostado de vê-la fudendo com outro, falei que adorei e ficamos nos beijando, ela perguntava se eu queria vê-la de novo, falei que sempre que como ela fico pensando em ela dando pra outro e que estou louco pra ver de novo, dai o interfone toca e ela atende e manda subir, perguntei o que estava acontecendo e ela diz que essa é a surpresa que marcou com um cliente no meu AP e que era pra eu me esconder no quarto de hospede igual fiz naquele dia que ia ver ela fudendo muito gostoso, a campinha toucou e ela disse: - vai logo meu amor que eu vou abrir a porta, vc vai ver sua putinha trepando com outro macho, eu fui pro quarto muito e fiquei escutando, pela conversa eles já devem ter transado outras vezes. Ele perguntou porque se aquela AP era dela, ela disse que era da amiga e que ela ia chegar em uma hora, que eles teriam tempo suficiente pra deitar e rolar e começaram a se beijar, ela pegou na mão dele e o levou pra nossa cama e deixou a porta aberta, eu fiquei em uma posição que podia ver tudo sem ser visto. O cara era um corou boa pinta e se vestia muito bem, eles ficaram deitados se beijando e ele foi tirando sua blusa e beijando seus peitos e tirou sua micro saia, deixando-a sá com uma calcinha bem minúscula, ele pegou o pau dela e começou a chupar com fome, ele chupava seu pau e lambia seu ovo e passava a língua no seu cuzinho, ele a virou de costas e ela já foi empinando o rabo pra ele, ele afastou a tirinha que estava dentro do seu cu e começou a enfiar a língua, a safada rebolava e gemia e dizia um monte de sacanagem e ele chupava o pau dela e batia um punheta pra ela e eu fica batendo um punheta vendo aquela sena, o cara tirou a calça ficando so de cueca, ela foi pra cima dele e agarrou seu caralho e chupou como somente ela faz, o cara chamva ela de gostosa e dizia que queria ela somente pra ele ela e ela fazia cara de safada e dizia que já era dele, mas que não podia ser somente dele, que ele ia ter que dividi-la, porque todos a queria e passaram um hora fazendo sexo de todas as maneiras ele gozou duas vezes e ela uma e tudo com camisinha, o cara assinou um cheque deu um beijo nela e foi embora, eu sair e fui ver pela janela, o cara tinha um BMW, carro de magnata, a safada virou puta de luxo, depois ela foi me agarrando e disse que guardou a melhor parte pra mim e fizemos amor e tentei botar camisinha e ela não deixou, disse que so fazia amor sem camisinha com o marido dela e comigo que era o amor de sua vida e se fosse com camisinha ela não ia querer, eu tava com tanto tesão que deixei a camisinha de lado e mandei ver, quando acabamos, ela me deu o cheque e era de mil reais, ela disse que pra ela não fazia falta e esse ela fazia questão de me dá porque mereci mas do que ela, ficamos assim, ela com o “ marido” viajando, eu como amante e ela sendo puta de luxo e as vezes levava uns caras pro meu ap e me dava um mote de presentes, eu já estava gostando daquela situação. ate que ela ligou pra mim dizendo que estava indo embora pra Europa, que o marido fez uma surpresa pra ela e que ele foi chamar o táxi pra ir para o aeroporto e que já tava voltando e se eu realmente a queria de volta que era pra eu ir busca-la lá no aeroporto, mas que ia ter que aceita-la do jeito que ela é, que ela me amava muito, mais não podia ficar insistindo a vida toda, que era tudo ou nada, quando eu fui falar algo ela desligou, acho que ele tinha chegado, fiquei pensando em ir busca-la, mas me orgulho dizia que não, ate que decidi ir atrás dela e peguei um táxi e fui busca-la pra mim, mas foi tarde de mais, ainda vi o avião dela decolando.

Hoje me lamento muito de ter a deixado partir. Estou muito bem de vida e penso que se ela voltasse, eu a aceitaria do jeito que ela fosse. Já faz mais de um ano que nos vimos pela ultima vez, sei que ela virou modelo e posa nua para os principais revistas e site de bonecas da Europa, as vezes recebo uns telefonemas que ficou somente ouvindo minha voz, tenho certeza que é ela, pois sinto sua respiração, acho que nosso caso de amor não ia dá muito certo mesmo e do jeito que ela é linda e fogosa, mais cedo ou mais tarde isso ia acontecer.

Essa é minha histária e estou a disposição dos leitores para trocar experiências pelo que vivi. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos fudendo elapintudos site de relacionamentomeu pai gozou no meu cu contos gayacontos eróticos na rua de vitória escontos mulher espreita homem a masturbar-seconto erotico pai come nora e o filha vecontos forçada a virar cadelacontos de uma morena malhada do rabao casadaContos eroticos coroa submissa do novinho parte 2contos eroticos cachorro cheirando minha rolacontos vizinha loira meninacontos cu virgem secretaria casada contoscontos eroticos de transando com a cunhada casada com o consentimento do seu maridocontos esposa olhos vendados fudendocontossexo minha mulher negro pausudoMeu colhado comeu u cu do meu maridocontos eroticos chatagiada a beber espermasconto erótico o capataz tarado pelo viadinho de calcinhaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadormulheres batendo punheta nos animais como cachorros e ponhesZOOfilia minha sogra gozandocaralho de crioulo porncontos eroticos de coroascontos-você mete teu pau no meu cuzinhocontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigozoio filme antigo erótico animalescocontos eroticos incesto fode meu cu mnmete até o talo tio contoContos eróticos de sogro e noramãe não deixa filho fude.com ela.na.vuzinhavideo de presediario comeido buseita na cadeia no dfcontos fedor de buceta no paucontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolaconto punhetinha gostosaContos filho namorado "pintinho"contos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheiroestuprocontocontos eclxado a tia de sainhasocontos eroticos de traicao com vizinha gostosaconto erotico agiotacontos mulher alta bunduda ggwww.contos heroticos..uma jujuba bem comida...contos velha casada fudendocontos eróticos primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhosconto gozando sem tocar no pau com cachorro engatadocontos eróticos em cima do carroContos eroticos humilhadaler conto erotico dando a xota na cabano pro tioconto erótico minha esposa caiu na ciladameu amigo me deu a sua esposa contoscomendo tieta contos eróticos contos eroticos comi minha comadre de calcinha fio dentalFui enrabada pelo meu namorado contocontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhacontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhoconto gay titio gayminha mulher puts molecada contoscontos gays meu cuzinho me chamava de festaconto erotico comviadinhocontos marido jogandocontos eroticos comi minha prima no rodeiocontos eróticos de lésbicas masoquistasconto erotico mulher branca vivia acorrentada como cadelaDei sonifero para o casal e estuprei a mulher gorda contoconto erotico arrombei o travesti do baile funkcache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html peguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelavideos fotos d sexo loirinha dormindo de calcinha fio dental sendo encostadbem novinha virgem chorando najeba gigante contoscontos eroticos patricinha caminhoneiroscontos minha primeira vez a tresContos eroticos o comedor da familia do soniferoIrmas safadas relatos eroticos recentescontos eroticos chupadao negão comeu o meu marido contos eróticosContos eroticos minha mulher dormindo e eu louco pra fudelaconto garoto esperimentei da cuconto mingau. de porra