Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CASADA CARENTE MSN

às vezes entrava em salas de bate papo para novas amizades, certa vez conheci uma mulher a qual chamaremos neste conto de Dani, no chat ela se intitulava de Casada Carente... Mas antes tenho q falar um pouco de mim, tenho 30 anos corpo legal e cabelos grisalhos o que sempre chamou muito a atenção das mulheres....mas voltando ao conto conheci a Dani em uma tarde entediada de trabalho, ela é casada com 36 anos de idade que não aparentava pelo seu corpo bem cuidado, se tratando de uma pele clara com cabelos castanhos e um corpo muito feminino com curvas muito provocativas, ficamos longas semanas nos encontrando diariamente no msn, eram longos e deliciosos assuntos discutidos todos os dias, a cada dia a conversa ia ficando mais e mais picante mas a Dani não dava tanta abertura pois era uma mulher casada e nunca havia feito algo do tipo. Certa vez ela mostrou através da web cam uma blusa que tinha ganhado de seu marido um dia antes, era uma blusa bem decotada de cor vermelha que a deixava muito sensual, aproveitei a deixa e disse que se um dia nos encontrasse-mos ela teria que ir com a tal blusa. O tempo foi passando e a coisa esquentando mas ela nunca tinha coragem suficiente para encontrar-mos, até o dia que comuniquei que seria nossa ultima tarde no msn apás mais de dois meses pois estava mudando de emprego e no novo não teria como acessar. Neste instante a Dani transformou-se, uma euforia tomou conta dela e um sentimento de que aquilo tudo acabaria sem ter acontecido o de melhor, foi quando ela propôs um encontro no dia seguinte... Na hora marcada eu estava lá, logo depois chegou aquela deusa, quando desceu de seu carro meu coração disparou, naquele instante notei que aquela mulher era muito melhor pessoalmente, muito mais linda e muito mas muito mais gostosa, o mesmo ela disse a meu respeito, entramos no meu carro e no inicio um ar de constrangimento e nervosismo tomou conta, mas não durou muito pois também estava no ar o desejo.... rumamos direto a um motel, chegando não deu tempo pra nada e iniciamos num longo e delicioso beijo, aquela mulher era uma tocha humana, exalava calor e excitação, a primeira peça de roupa a ser retirada foi a blusa que ela estava, a mesma que tinha ganhado de presente do marido, ao retirar o tesão tomou conta de nos dois ainda mais, ela estava com uma calça jeans colada naquela cintura fina e coxas grossas, parti pra cima tirando minha camisa e a calça dela, com pouco tempo estávamos pelados.... comecei mordiscando seu pescoço, ela se contorcia toda em baixos gemidos, passava minha mão nas costas e coxas, a respiração da Dani ficava cada vez mais ofegante e aumentou ainda mais quando passei a língua pelos seus seios, beijando de leve e de vez em quando mordendo os mamilos, não parecia que aquela mulher já tinha dois filhos com seios tão gostosos de tamanho médio e bicos rosados, ao descer pela barriga ela levantava o corpo com o intuito de colocar minha boca na sua buceta que era pequena e com poucos cabelos, não deixei por menos e comecei a chupar aquela buceta bem de leve que estava ensopada de tanto tesão, ao passar a língua em seu grelinho introduzi um dedo e ela deu um pequeno urro de tesão, aquela bucetinha era tão quente que achei que iria assar meu dedo, com a outra mão acariciava seus seios, retirei o dedo de sua buceta e enfiei na boca dela, dizendo pra ela experimentar seu caldinho, ela dizia que não sabia o que era melhor se era seu caldinho ou meu dedo ou tesão que eu proporcionava pra ela, quando ela estava pra gozar dei mordidas em seu grelinho e apertei seus mamilos com um pouco mais de pressão, achei que ela iria pra outro planeta, de imediato peguei meu pau que já estava até estalando de tão duro e pus em sua boca, ela engoliu praticamente tudo, chupava com uma veracidade que nunca tinha experimentado antes, ao mesmo tempo em que chupava ela massageava minhas bolas e olhava pra mim com um sorriso sacana no rosto, quando estava pra gozar a mandei deitar de frango assado, enfiei meu pau de uma vez sá, ela soltou um grito de prazer e me segurou pela cintura, a partir dali comecei a estocar com muita força e de novo a Dani explodiu em gozo longo que a deixou praticamente mole sobre a cama, mas dei continuidade fudendo aquela buceta quente e pequena acabando por gozarmos juntos e inundando sua barriga e peitos com minha porra, ela não deixou por menos e espalhou a porra por todo seu corpo... fomos tomar um longo e demorado banho afinal tínhamos que recompor toda energia gasta, mal voltamos pra cama, aquela mulher safada e carente pegou meu pau e foi colocando em sua boca, foi questão de segundos para ele estar pronto pra segunda etapa, ela chupava com tanto tesão que parecia nunca ter chupado uma rola, eu falava muita sacanagem com ela, quando disse que o corninho do marido não gostava de chupar aquela buceta gostosa ela soltou um sorriso sarcástico, concordando comigo... de imediato a pus de quatro, aquela anca era uma coisa louca, mais uma vez comecei a estocar aquela buceta com muita força, dei uns tapas, e a cada tapa ela aumenta o grito e eu a força, até o ponto da bunda ficar vermelha, molhei meu dedo e forcei em seu cuzinho, ela tentou me parar mas o tesão era maior e ela foi se acostumando com a situação, com pouco tempo estava com um dedo todo atolado naquele cu rosinha.... tirei o pau da buceta que estava todo lambuzado pois aquela mulher a cada gozada liberava mais e mais caldinho, passei a pincelar seu cuzinho e ele piscava, notei que a Dani estava com medo, a convenci que seria bom e fui forçando aos poucos, com pouco tempo meu pau estava atolado naquele rabo delicioso, fiquei engatado por algum tempo pra dar inicio ao vai e vem, com pouco tempo estava socando aquele rabo com muito força e aquela safada carente pedia mais e mais, ela gritava e falava “come esta puta safada que nunca deu o rabo pro maridinho, come esta puta como um homem de verdade, enfia tudo, rasga este cu virgem, me arromba toda pois quero chegar em casa toda arrombada”, quando de repente ela goza pelo cu e amolece toda, a segurei pela cintura com meu pau cravado no seu rabo e comecei a bater uma siririca gostosa pra ela, não demorou e ela gozou na minha mão deixando ela toda molhada, aproveitei e enfiei meus dedos na sua boca e aquela vadia sugava cada um deixando eles sequinhos, quando estava pra gozar novamente retirei meu pau daquele cu apertado, a puxei pelo cabelo e mirei meu pau naquele rostinho lindo, ela abriu a boca com a língua pra fora e implorou que eu esporrasse na boca dela, soltei vários jatos que foram nos cabelos, olhos, e boa parte dentro da boca daquela delicia que não rogou e engoliu tudo esfregando meu pau no seu rosto ainda com muita porra. Ela me disse que seu marido sempre a pedia o cuzinho, mas ela nunca tinha liberado, quando a levei pro estacionamento onde ela havia deixado seu carro ordenei que naquele dia ela não chuparia seu marido e não daria pra ele, e que mandaria ele chupar sua buceta e diria pra ele que nunca daria seu cu pra ele... no dia seguinte ela me liga cedo avisando que tinha me obedecido, que o beijou muito com o gosto de minha porra em sua boca, e que fez ele chupar sua buceta ainda molhada da tarde que tivera comigo e pra terminar pediu uma lambida no cu que estava ardendo, afinal tinha sido todo esfolado naquela tarde de sexta feira, me disse também que ele ficou louco e implorava pelo rabo dela, me dizendo que sá daria pra ele o cu que a partir daquele momento era sá meu no dia que eu autorizasse. Espero que vcs mulheres carentes tenham gostado do meu conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos chupando pau suado,sujo pentelhocontos eroticos olhano meu marido jogando trucoDesvirginando a sobrinha de 18 anosminha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandojapinha apertadinha soltando mel da xetequonhacontos eroticos ninfeta detalhadocontos eroticos da minha tia amadorasContos eróticos gay camisa socialcom mulher esforçado nos baile funkMeu amigo me convenceu eu deixa ele chupa no meu paucontos de iniciação no swingComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paiconto viúva fogosaconto erótico pirocudo "primeira vez" + "casado"contos eroticos segredos de familia parte 4Contoseroticosnafazendacontos eróticos mete um milho na bucetacontos eroticos escravocontos eroticos tio sobrinho gaycontos eriticos o sorveiro negro comeu minha nulher brancapica nu cu e bucetacontocontos de vizinhascontos a devassa do analconto erótico gay usei calcinha e sai na ruame fuderam meu cu na ordenha contosela me endinou a roçar grelo com gtelo/contoConto puta fode com o vizinhocontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhocontos-você vai devagar no meu cuzinhoContos eroticos parenteconto erotico meu padrato bem dortadorcontos lesbico meus pais viajaramtetudaCaidadormino na mesma cama com duas irmas fudeno uma e a outra ficano com tesaoconto erotico debaixo das cobertasCasada atraido o novinho xvideoaos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contosfodacommeucunhadoRelatos sexuais me encoxando na cozinha e o corno na salaContos eroticos amorosa amigaChupando o peito da priminha gostosa:*na lua de mel contosrelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delacontos eroticos cdzinha quando era menino me vesti de menina e marquei pra dar eu queria ser meninaMeu marido deu carona para um estranho e me insunuei pra elecontos eriticos pique esconde sofavelhinho roludo comeu minha namorada contos iniciantescontos eroticoscomendo.sograsA casada gorda e o sonifero contocontos vazando porrafraguei meu garotinho de seis anos mamando o pau do vizinho contos eróticos gaymulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeoscontos eroticoscomi a moca da auto escolacontos-meu cuzinho quer teu pauconto erotico empregocontos eróticos um cavalocontos eroticos calcinha desaparecendoConto eroticxo gozando na boca do paiboqueteira gaucha contovideo de sexo c langerricontos eroticos incestos meu homem ciumentoConto o pausudo quase me rasgou quando meteu tudo.me exibindo meu pai contoschupada buceta contocontos deu o cuzinho por um celularmuralhas dando a abuceta viagemcontos eróticos coroas boqueteirasconto minha calcinhapassinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem pararConto erotico mamae deixou papai come meu cu em quanto chupava elacontos erotico pirocaocontos fazendo vovô gozarcontos realizei o sonho do corno engravidei de outroMoreno olhos verdes gay uberabasequestrada e arrombada a força contoconto gerou comer a sogramulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo Meu corno cherador de cu.conto eróticoconto banho com tia timidaCONTO EROTICO GAY FUDIDO NO EXERCITO PELO DOTADOconto erótico gay taxista manausconto erotico pagou a divivida minha namoradacontos porno 28cm