Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SOBRINHA NOVINHA

Tudo começou em um dia de chuva na regiao onde moro com minha familia, por motivos profissionais minha familia viajou para o interior de sao paulo pelas ferias de julho e eu fiquei. Sai do Trabalho por volta da 17:30 chegando no bairro onde moro por volta das 18:40, chovia muito forte e quando estava perto de minha garagem vi um vulto encostado perto do portao social, logo vi que se tratava de um corpo de mulher por esse motivo nao me preocupei. a garagem abre automaticamente e guardei o veiculo e voltei para ver quem era, por sorte era minha sobrinha julia uma delicia de menina de 19 aninhos mas com corpao de mulher de 23 anos uma delicia.

logo vi sua blusa molhada e seus seis desenhados ja fiquei com um tesao danado e quase tremendo falei para ela entrar logo pois chovia muito mesmo.

Ao entrar me disse que na sua casa nao tinha niguem e nao sabia onde o pessoal estava e nao tinha como ligar para sua mae e perguntar o que aconteceu m eu imediatamente peguei o celular e liguei para minha cunhada e pergutei onde ela estava e expus o fato, minha cunhada me disse que estava presa na enchente e nao tinha hora para chegar e me pediu par abriga-la enquanto ela nao chegava.

mais que depresa disse sim pois o tesao ja me cobria o corpo

abri a porta e disse para ela ir direto para o chuveiro pois fazia frio e ela poderia se resfriar, para minha sorte deu um estouro danado pelo trovao e ela deu um grito no banheiro e me chamou, fui correndo (é claro) ela desligou o chuveiro e me abraçou assustada e nua em pelo me molhando todo. ficamos uns minutos assim e sem jeito ela me pediu descupa e ficou muito envergonhada, eu falei, relaxa, isso é normal, alias vc esta linda heim!

ela - vc acha tio, vc me deixa mais encabulada ainda e eu estou aqui nua.

eu - nao tem problema ja vi muita mulher nua, mas confesso vc é um presente divino.

fez uma carinha de safada e disse

- acha mesmo, como pode afirmar .

eu- posso toca-la

ela - sim

eu - tudo macio, tudo durinho é divino

ela- mas sou virgem, nehum homem me tocou assim, so o Sr. sou inexperiente ainda.

eu - se quizer posso ensina-la

ela- mas sou virgem

eu - ja foi chupada

ela - claro que nao

eu - quer ser

ela - pra falar a verdade, sim!

nao acreditei

peguei ela virei contra a parede coloquei as maos dela na parede acima da cabeça e aberto . quadril recuado para atraz e as pernas abertas deixando aquela bucetinha e o cuzinho bem abertos na minha cara, comecei a chupar como um louco lambendo o cuzinho e a bucetinha e sentido o desejo cada vez mais ardente dela.

em um dado momento senti suas pernas se curvarem de tesao e um gritinho delicioso saiu de sua boca,

eu disse - gozou criança?

ela - com certeza tio

ok vem ca, beija o cacete do titio agora!

ela começou uma chupeta deliciosa, sem experiencia e claro, mas com o tesao que eu tava, era so alegria.

avisei a ela que ia gozar e que ela tinha que berber o leitinho do titio ela balança a cabeça em sinal positivo e tadinha ete engasga de tanta porra.

continuamos a nos banhar, ela fica surpresa pois logo ele da sinal de nova exitação, me diz que queria mais, mas nao queria perder a virgindade.

na hora eu pensei e falei - deixa comigo amor! vou na portinha dos fundos ta?

ela - o Sr. que manda tio, sou toda tua.

pela primeira vez naquele dia comecei a beija-la na boca para que sentisse o meu desejo e minha vontade alisei seu corpo todo ensaboando cada pedacinho, ate sua bucetinha nao escapou dos meu carinhos, mamei em seus peitinhos e toda vez que olhava seu rostinho via seus olhos felhados e sua boca semi aberta.

passei bastante condicionador em minha nao e comecei acariciar aquele cuzinho novo e apertadinho colocando um dedinho, depois outro brincava um pouquinho e cada vez mais ela relaxava, deitei ela no chao do box com a barriga virada para cima abri bem suas pernas puxei ela na minha direção erguendo seus quadris e encaxei meu pau na entrada so seu cuzinho e fui forçando bem de vagar ate a cabeça passar, ela ja doidinha se jogou em minha direção empurrando seu corpo contra o meu fazendo o pau entrar de uma vez. e gritou!! fiquei parado um pouco o começei a bombar, olhando sua carinha de desejo a cada estocada meu tesao foi aumento ate encher de porra aquele cu delicioso, quando tirei o pau para fora ela limpou e depois beijou e disse. que delicia!

hoje sempre quando posso tomo banho com minha sobrinha é claro que ela nao é mais virgem, um abraço

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


triangulo familiar pornominha tia esfregou/a/bunda/dee/vestido/no.meu/pau.contos eróticos esposas traduzidas na minha frenteFodida no baile funk a força contosConto gostoso picante paichupando buceta com gosto como se beijase uma bocaminha cunhada mim chamo pra trnzarescravasbonitas rebolandocontos coroa tetuda baixinha na feiraContos esposinha santacontos eroticos casadas 50 anosbaxinha no hotel com namoradoconto os peitos bicudos de maePatrick carregada com a b***** arreganhadaconto eurotico namorada chupeteiraconto o cachorro que fudia a vizinhabaixinha bronzeada transando com homem fortaocontos uma menina me seduziumuie pega a manguera do amigo do cornaoconto erotico sogra Alzheimercontos enfiei tudo a minha picona nele e ele reclamou muitowww.contoerotico.pai e flha na chacaraconto erotico viado bundudoEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAhega gotosasexo contos deposito de porrahistoria quadrinho eroticos de sexo na chuva bimarido demarleni ve ela transandofui chantagiada pelo meu amigo de trabalhocontos eróticos inquilina pagou o aluguelbucetiha tihogarotinho teen gemendo no pau e rebolando gostosorelato esposa safada na fazendasogra pernas aberta eu vi a caucinha comtos    Contos e relatos de incesto entere maes e filhosistoriacontoseroticoscontos eroticos papai me vendeu para um homem me fodervideo fui brinca de lutonha acabei gosandovidio porno meu.amartes.mim pegou de geitoconto cabaco xota cucontos eroticos de viadinhos de calsinhaMeu ex primo viuvo conto eroticocontos eroticos o faxineiro comeu minha mulher parte 2video porno minha vizinha mim vizitou aki em casadei com muito amor conto separacaobundinha arrebitada da minha irmãdei cu de fio dentaContos eroticos esposa novinha com marido e amigo pintudogosando no cu do meu filho bundudo inocentemeu pai fazendeiro ele meteu seu pau na minha buceta conto eróticocontos eroticos gozei no pau do meu irmaolevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhominha xana fica babando contosvidio de mulheres sendo emcochada ela fica de calcinha toda molladamulher fia exirtadarsou o tesaozinho do papaicontos eroticos mulheres de 60 anos gostosas fudendo no estupro e gostandozoofilia homens com super vergas enormes fodendo mulhetesvoyeur de esposa conto eroticowww.xvideos .com videos de mulheres fazendo zoofilia sexo com golfinhocontos eroticos domia ele cospi nu meu cucdzinhas como tudo começou contoscontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhao menino da pro velho no parquinho conto eroticoContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Paráboqueteira gaucha contoou porn contos mãe traindo com um negroGoiás borracheiro endereço conto gay de calcinhacontos eroticos estupro submisso f de semanao garoto me fode sempre conto gaycontos de safadas com padastrosfilha dando para o primo novinho novinho amoitado do pai no XVídeosconto erotico tarado abusou de mimcontos eroticos com foto empregada rabuda baixinhacontos fetiche de mulher casadaconto transamos no escurinho da festacomo o magrinho me arrombou a buceta contoseu mae e filha contos de sexoconto erotico curradacontos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5conto de sexo velho taradouma coroa da bunda grande do cabelo liso e peidando a b***** para o cachorroemcabeçando no cu bucetaDesvirginando a sobrinha de 18 anossogra e genro. não. se falavam pornocontos eroticos separou pra levar picacontos eriticos o sorveiro negro comeu minha nulher branca