Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA QUERIDA CUNHADA

Minha cunhada querida



Bom deixa eu me apresentar primeiro, me chamo Danilo tenho 26 anos, sou casado a seis, e tenho uma cunhadinha que é um sonho, um sonho que eu consumei.

Quando comecei a namorar minha esposa minha cunhada tinha apenas 19 anos de idade, então como era muito criança naquela época não se importava em andar na minha frente entre trajes mais íntimos, como de camisola, baby dool, ou até mesmo sá de calcinha, foram poucas vezes dessa ultima, mas aconteceu e todas foram de surpresa, sá de calcinha ela não tinha o costume de ficar na minha frente. Bom acontece que com 5 meses de namoro minha esposa engravidou e acabamos nos casando em 20 dias, foi o tempo que o cartário demorou pra correr com os papeis.

Já em nossa casa minha cunhada ia muito lá, e dormia muito também lá em casa, e ver ela de camisola e às vezes de calcinha aumentou e como estava em casa e gosto de liberdade em minha casa comecei a ficar sá de cueca na frente dela, no começo minha esposa começou a reclamar dizendo que sua Irma estava em casa e essas coisas, ai tive que dar uma engrossada com ela dizendo que estava em casa e gostava de ficar assim, se ela não quisesse que falasse pra sua Irma não dormir mais La em casa. Isso nunca aconteceu e quando minha cunha da estava em casa andar de cueca na sua frente era normal.

Acontece que ela cresceu e quando estava com 19 anos engravidou de uma carinha ai, e no começo eles não sabiam se iriam se casar ou não, e pra piorar ela não queria mais ficar na casa dos pais com medo de represarias, então sobrou a casa do cunhadão aqui. Ela ficou quase um mês em casa morando conosco e pra mim tudo mudou. Como visita ela ficava um dia sá e ia embora, agora morando em casa já mudava muita coisa.

Como gosto de liberdade em casa, muitas vezes ela me viu pelado, pois entrava no meu quarto se bater, mesmo por que a porta sempre ficava aberta, e me via pelado La, pra mim super normal, pois não tenho vergonha, mas ela sempre pedia desculpa.

Uma vez entrei no banheiro, a porta não estava fechada e tinha acabado de chegar da rua, e peguei-a peladinha no banheiro tomando banho, ela deu aquele gritinho que as mulheres geralmente dão quando são surpreendidas e pediu pra eu sair, mas antes dei uma olhada de cabo a rabo e depois sai. Depois que ela saiu do banheiro e estava sá de camisola (safada ela) fui conversar com ela e pedir desculpa, ela disse que tudo bem que também já tinha me visto um monte de vezes pelado e que eu não tinha gritado. Disse pra Ela que não tenho vergonha e por mim eu andava pelado em casa, ela disse pra eu não exagerar.

Bom acontece que ela se entendeu com o namorado e resolveram se casar, e ela voltou a morar na casa dos pais até sair o casamento. Passou se três anos depois desses acontecimentos ela já com seu filho de um ano e meio e morando com o marido. No ultimo sábado dia 28072007 nos tínhamos uma casamento de um primo deles para irmos, e recebemos vários parentes de fora para hospedarmos em casa, sá que já estava dando a hora de sairmos e tinha muita gente ainda pra se arrumar em casa e minha esposa ligou pra minha cunhada perguntando se eu poderia ir até lá tomar banho, pois ainda tinha muita gente em casa pra se arrumar, ela disse que sim e que ela estava acabando de entrar no banho que se eu fosse pra esperar um pouquinho. Minha esposa me dizendo isso disse que então já iria sair, pois passaria na minha sogra antes pra ver como estava às coisas por lá e depois iria pra casa da minha cunhada, mas não fiz isso fui direto pra lá. Chegando ela atende o interfone e diz pra eu entrar e esperar na sala, pois ela estava acabando seu banho. Entrei e esperei na sala ai vejo sair do banheiro enrolada na toalha e me diz assim:

- Se vc quiser pode ir tomando banho, mas estamos sem porta na casa, pois levaram elas pra envernizar e eu disse que tudo bem, pois ela já estava acostumada a me ver pelado, ela deu um sorrisinho e foi para o quarto.

Me levantei e fui pro banheiro, antes fui na porta do quarto dela, que também estava sem porta, pra perguntar do meu cunhado, e ela já estava sem toalha e estava nua em pelo, ou melhor, sem pelo, com a xaninha depiladinha, volto sem ela me ver e pergunto do banheiro mesmo cadê o corno, ela diz que ele esta na casa da mãe dele com seu filho, pois não vão no casamento, pois ele não gosta desse nosso primo que vai se casar.

Eu entro no chuveiro e começo a tomar meu banho quando ouço ela perguntado se pode entrar um pouquinho no banheiro, pois precisar acabar de se arrumar, e diz que não vai nem me olhar, eu digo que pode. Alguns segundos depois ela me pede um creme que está na prateleira dentro do Box do banheiro, eu digo que não posso pegar agora, pois estou com a cabeça ensaboada ela diz então eu vou pegar posso, digo sim ela entrar no Box e vê meu pinto duro e diz assim; - Nossa Danilo nunca vi ele assim, é bem maior que o do corno, eu digo quer experimentar, ela não diz nada, mas como estava com os olhos fechado sinto uma Mao em cima do meu pinto massageando ele, eu digo vai em frente, enxáguo minha cabeça e quando olho ela estava peladinha ainda e já iniciando um boquete maravilhoso. Me chupou muito e eu também chupei ela, o gosto da buceta dela é maravilhoso muito cheirosa. Pego ela nos braços e a levo pra cama, onde acabei de chupar sua bocetinha. Depois coloquei ela de quatro e mandei vara dentro, ela gozou sá com minha estocada, devia ta na seca, metemos de todos os jeito até que o telefone tocou e era minha esposa perguntando por que estava demorando. Depois desse dia nunca mais comi minha cunhada, também faz pouco tempo da primeira, mas quem sabe não consigo de novo.







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de bebados e drogados gaysconto erótico penha SC praiaconto de encesto a supresa de mamaeconto erotico princesa aronbada na favelasou rabuda viajando.contos eroticosconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos erotico-você me deixa safadalevantou a saia e relou na calcinha no buzaocontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cuconto d patricinha c o borrscheirofui dominado por uma mulher mais velha conto eroticocontos eroticos meninas rabudas e rabudoscontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhoporno agiota estouranda a buceta da mulher do devedocontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadossozinha com meu sobrinho deixei ele me foder encarei 30cm contossobrinha gosta de sentar no colo do seu tio so de vestidotinha perder sua coroa no seu pau do negrãoloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinacontos eroticos meu amiguinho me encoxoucontos eróticos os esfíncterescontos eroticos minha maefez um boquete em mimconto erotico gay colo tioconto erotico chantagieicontos eroticos mim arreganhei pra papai e ele caiu de boca na minha bucetaCasadas com tio contosfiquei com tezao no meu paicontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhocheirei a calcinha da minha cunhada safada contosconto erotico dominando mãe e filhameu filho ajudou a lavar a minha buceta eu lavei o pênis conto eróticoContos eróticos de incesto filinha mimada do papaicontos eroticos dupla penetraçãominha cunhada mim chamo pra trnzaramanda boquete contoscontos eroticos porno de pirralhas inocentesvideo di japonesas e travestis dorminocontos eu dei pra um menino novinhoconto eRotico os piralhoS m comeraocoleguinha liberal gay contosduas loirinhas e ruContos eróticos picantes pecados na igreja com padresContos esposinha santaperdi meu cabaço para o patrao sobre chantageo assaltante e a vitima contos eroticosmulher dano a bucetanãoaguentamais mais o homem não prcontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraocontos eróticos gozando na filha pequenacontos eróticos gay me vesti de colegialcontos eroticos chupo pica desde novinhaficou vixiada bo inxestobuceta deespecialmulher fazebdo conids dr shortinho e marido psu durocontos forçada a virar cadelacontos minha mae bebada e fodacontos eroticos estupro da cegapica fexada que regasa sem por amãoconto dei sonifero pra minha mulher dormir e outro comer elaconto safadodando pro namorado da mae contos eroticosgayEmrabado por travestis na frente da mulher contosminha prima chupou meu pau virgem contosFotos de mulheres deitsdas de frente na cama de marquinha de biquíniConto erotico enteadacontos eroticos seduzi uma mulher e roubei elacontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindoconto erótico meu filho pediu uma espanholacontos eróticos, gosto de sentir o esperma escorrendo dentro do meu cucontos lebiscos buceta com bucetasencostei o braco na buceta da cunhada contosA esposa crente e o prazer do gemido na penetraçãopapai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadaconto erotico dar banho na bebezinhacontos erótico comi minha amiga qusndo fui estudarcontos/ morena com rabo fogosomulher escanxa no cachorro e goza gostosocontos eróticos viúva safadacontos eroticos "cadela" "fome"contos er peitinhos em formaçaosou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muito