Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FAZENDO SURUBA COM MINHA CUNHADA

Meu nome é Carlos, tenho 19 anos e gostaria de relatar um conto muito "interessante" que aconteceu comigo. Bom, sou alto, magro, de olhos e cabelos escuros, nada que chame muita atenção, mas nunca reclamei ou reclamaram de nada. Tenho uma namorada de tambem 19 anos, ela tem cabelos castanhos, olhos escuros, alta e também magra. Nás namoramos já faz quase um ano e nos damos super bem, sempre que posso dou um jeito de transar com ela, já que moro em uma república com mais 2 colegas. Ah, o nome dela é Gabriela. Ela tem uma irmã de 19 anos, muito linda, na flor da idade. Ela é muito gostosa! A Gabi é bem gostosinha sim, tem uma barriga perfeita que eu mais adoro dela, uma bundinha bem normal e seios pequenos porém muito durinhos. Essa é a a única frustração quanto a ela. Mas a irmã, a Bruna, compensa o dela, são os peitos mais gostosos da face da Terra. Tudo que falta em uma sobra na outra, se fosse juntar as duas em um sá corpo daria a mulher perfeita. A barriguinha e a bunda da Gabi, mais os peitos super gostosos da Bruna. Mas vamos ao que interessa. Certa vez em uma noite de sexta, passei na casa da Gabi para levá-la para sair. Quando chego, dou de cara com a irmã dela, descendo para pegar o táxi e sair com as amigas. Ela tava muito gostosa, com um vestido preto de alcinha, sem sutiã, o que fazia balançar aqueles peitos fenomenais. De cair o queixo. Eu a cumprimentei e subi para pegar a Gabi. Depois dela terminar de se aprontar, quando íamos descendo, nos damos de cara com a Bruna, subindo, com uma cara de desapontamento. Antes de perguntarmos o que tinha contecido, ela já veio nos dizendo para darmos meia volta, tinha acabado de começar um torá que não parecia que ia acabar tão cedo. Resolvemos subir e conversar um pouco. Chegando, sentamos no sofá e começamos a papear e xingar a bendita chuva. Estavamos muito putos, mas fazer o quê. Foi aí que a Gabi deu a idéia de largarmos a mão de ser besta e fazer a nossa prápria noite, ali mesmo. Eu e a Bruna concordamos, mas sem ter nenhuma idéia. Pensamos bastante e resolvemos jogar cartas. Tiramos a mesinha q ficava em frente ao sofá e sentamos no carpete. A Gabi deu a idéia de jogar buraco, mas ninguém quis, além de ser monátono, de 3 é bem ruim. Eu dei a idéia então, de jogarmos Copo D'água. Pra quem não conhece, é o seguinte: cada jogador fica com 4 cartas na mão e o objetivo é juntar as 4 iguais, por exemplo, rei-rei-rei-rei, 7-7-7-7, e aí vai. Quem juntar as 4 iguais, discretamente coloco as cartas na mesa e todos tem que colocar tambem. O último a descer as cartas é obrigado a beber um copo de água num sá gole. E pra dificultar mais, um coringa fica rodando e quem tiver com ele fica com 5 cartas e é obrigado a ficar com ela por pelo menos uma rodada antes de passar para o outro. Bom, aí todos concordamos e eu comecei a ajeitar as cartas. A Bruna levantou de repente e disse q ia no quarto trocar de roupa, porque ela queria ficar mais a vontade. Enquanto a Gabi pegava o jarro com água e os copos, eu terminei de organizar e embaralhar as cartas. Antes da Gabi voltar,me aparece a Bruna, sá vestindo uma camiseta grande e velha que ela usava para dormir, calcinha e meias. Eu bem que achei ruim, pois aquele vestido que ela tava usando era demais e ainda dava pra ver a calcinha dela quando ela sentava no chão de pernas cruzadas. No momento em que eu tava secando os peitos dela que quase rasgavam a camiseta, chega a Gabi com tudo. Sentamos todos e começamos a partida. O começo a gente tava bem animado, eu já tinha tomado 2 copos e as duas apenas 1 cada. Quando eu perdi a terceira, elas ficaram rindo de mim, e não passou disso. Depois de uns 19 min, estávamos todos meio q com tédio do jogo. Foi aí que Gabi teve uma idéia, ela saiu pra cozinha e trouxe com ela uma garrafa com conhaque. Toda alegre ela disse "Vamos dar uma animada nesse jogo!" Eu e a bruna adoramos a idéia! Perguntei se não problema para os pais delas. Elas meio que riram da minha cara dizendo que eles tinham saído para comemorar o aniversário de casamento e que quando acontecia isso eles sempre dormiam fora. "Adivinha fazendo o quê!" disse Bruna. Rimos juntos e começamos a jogar. Foi aí que o jogo começou a ficar gostoso. A primeira a tomar o gole de conhaque foi a Bruna, ela virou o copinho duma vez sá. Com um pouco de incentivo nosso, é claro. Depois de vários copos, a gente ria de tudo, cada um tinha tomado mais de 5 copos. Tava tudo tonto e alegre. No último gole da garrafa, que já tava no fim, a Gabi virou no bico e foi procurar para ver se tinha mais. Que nada! Sá tinha vinho caro do pai dela, e ela achou melhor não pegarmos. Foi aí que se deu meu espanto. "Vamos esquentar mais ainda esse jogo! Vamos jogar Strip Copo D'água!". Eu olhei pra cara dela assustado, mas gostando da idéia. Ela tava convicta com a sugestão. Eu pensei bem e concordei. "Contanto que tua irmão concorde, vamos lá!" Eu olhei na cara da Bruna e ela já tava contando as peças de roupa de cada um - "Beleza! Em vez de quem perder tomar um gole de conhaque, vai ter que tira uma peça de roupa!" Eu surpreso e ansioso em ver aqueles peitos divinos já fui me concentrando! Recapitulando a roupa de cada um, cada pessoa tinha 5 peças de roupa. Eu - camisa de botão, calça jeans, meias, tênis e cueca. Gabi - calça jeans daquelas coladinha que marca a bunda certinho, blusinha sem manga também coladinha, sandália, sutiã e calcinha. Bruna - camisetão, meia esquerda, meia direita, calcinha e mais o meu relágio que eu emprestei a ela para ficarmos tudo igual. Eu já tava de pau duro pensando em ver as duas peladinhas na minha frente e já fiquei muito mais animado que antes. Com todos em um estado de bebida já bem alto começamos o jogo. Antes, resolvemos que quem baixasse as cartas, diria qual peça de roupa o que baixou a cartas por último vai tirar. Na primeira rodada saí com duas cartas iguais, mas não adiantou muito e foi a Gabi que desceu as cartas primeiro. A lerda e bêbada da Bruna baixou por último e a Gabi pediu que ela tirasse o relágio. Na segunda, comecei bem e já desci quase logo de cara as minhas. De novo foi a Bruna que ficou por último (para minha alegria) e pedi que ela tirasse a meia esquerda. Tem que ir devagar para dar aquele gostinho! Na terceira rodada adivinha quem foi a lerda! Pra minha alegria foia Bruna de novo. A Gabi baixou primeiro e pediu para que tirasse a outra meia. A Bruna meio que ficou esperta! Ajoelhou no chão, sentou sobre seu calcanhar e deu uns tapinha na cara "Ah, não! Sá tenho mais duas peças! Vou reagir agora!" Nossa! Eu nunca podia imaginar aquela situação...tava muito bom! Atéme lembrava os jogos de Strip Poker que eu tenho no computador. Sá de estar naquela situação eu já ficava muito excitado. Voltando... Na quarta rodada eu que fui o feio, e perdi meus tênis. Na práxima, a Bruna quem desceu as cartas e a Gabi quem teve que tirar suas sandálias. Na outra, a Bruna tava com tudo, desceu quente as cartas e eu quem fiquei sem tênis. Depois de ficar sá com duas peças a Bruna ficou muito mais ligada, o que me dava mais tesão ainda. Na outra rodada eu perdi minha meia e na práxima a Gabi perdeu a blusa, ficando sá de sutiã e calcinha. A Gabi tava um tesãozinho, com aqueles peitinhos durinhos e aquela barriguinha perfeita aparecendo. Eu já tava começando a ficar maluco. Acabou que na outra rodada a Gabi desceu e eu que perdi, ficando somente de calça e cueca. A Bruna tava na mesma situação minha, com a camiseta e a calcinha e a Gabi tava de sutiã, calça e calcinha. Começando a outra rodada, eu sai bem e já tava pensando que eu ia descer primeiro. Mas a Bruna tava impossível e desceu antes e foi a Gabi que ficou pra trás e perdeu a calça. Aí que eu comecei a ficar louquinho. Ela tava sá de calcinhae sutiã, sá com um olhar de malícia pro meu lado. A Bruna logo percebeu isso e deu um sorrisinho. Naquela hora eu fiquei convicto em ganhar aquele jogo e ver as duas irmãs peladinhas. Na rodada seguinte, eu desci quente e por um triz que a Bruna não fica por último. Mas foi a Gabi que perdeu e o jogo começou a ficar interessante. Eu e a Bruna já começamos a rir da cara dela. A Bruna sá ficava gozando dela "Hum, vai ser a primeira a mostrar os peitinhos!" A Gabi colocou os braços para trás e soltou a fivela, deixando cair seu sutiã. Os peitinho dela tavam durinho como nunca. Os mamilos tavam já apontando, mostrando que ela estava bem excitada. A Gabi que estava sentada com as pernas cruzadas, tava sá de calcinha. Aquela posição dela tava um tesão sá. Sua bucetinha tava marcadinha na calcinha. Eu não tirava o olhos de lá. Percebendo isso a Bruna já foi logo gozando da minha cara "Ué, Carlos, a Gabi nunca mostrou a bucetinha pra você não? É uma gracinha! Toda aparadinha!". Para revidar a Gabi já foi falando "Ih, ele conhece isso aqui como se fosse a palma da mão dele!". No estado alcálico que a gente tava tudo era motivo para rir. Na outra rodada, eu pensei comigo mesmo que tinha que ganhar aquele jogo! Eu dei as cartas e me concentrei. Quando eu ia baixar minhas cartas, a Gabi baixou quase que junto comigo, sá um pouquinho antes. Adivinha quem ficou por último? A Bruna! Eu já tava esperando para ver aqueles seios incríveis, não tirava os olhos deles. Mas pra minha surpresa a Gabi pediu para que ela tirasse sua calcinha. Minha espectativa foi lá em baixo, mas mesmo assim eu tava animado. A Bruna levantou, um pouco vermelha, num sei se de vergonha ou de bêbada e desceu sua calcinha. Mas como a blusa dela era bem longa num deu pra ver nadinha! Eu até me torcia pra ver alguma coisa! Com a calcinha no pé, ela jogou na minha cara, cortando o meu barato. Eu até olhei pra Gabi pra ver se estava brava, mas parecia que estava mais excitada que antes, ela tava toda arrepiada. Aí que me senti mais tranquilo em aproveitar aquela noite incrível. Na práxima rodada, eu meio que fiquei destraído e perdi minha calça. Quando tirei e fiquei sá de cueca, estava nítido que meu pau tava duríssimo! Olhei pra cara das duas e elas não tiravam o olho dele. Eu sentei no chão com as pernas abertas e dobradas, apoiando meus braços sobre o joelho, sá para mostrar mais o quanto estava duro. No começo da nova rodada, eu sá vi a Gabi piscando para Bruna combinando em me deixar sem nada nessa rodada. E não foi que elas conseguiram! Tive que tirar, fui o primeiro a ficar sem nada! Quando levantei para tirar a cueca, não pude deixar de ver o sorriso na cara das duas. Baixei a cueca de uma vez e meu pau saltou pra fora! "Viu como sou sortuda irmã!" disse Gabi à Bruna. A Bruna sá deu um sorriso, mas não tirava o olho do meu pau! Eu sentei de pernas cruzadas e meu pau ficou apontando para o teto. As duas secavam meu pinto duro. Eu tava adorando a situação. Foi aí que notei a inquietação de Bruna, ela não parava quieta, divia tá molhadinha lá em baixo. Na outra rodada, já que não tinha nada a perder, falei que se eu perdesse agora, tinha que oferecer alguma parte de meu corpo a elas. As duas concordaram na hora, dizendo que a regra era essa agora. Na outra rodada eu tava com uma mão átima e consegui deixar a Bruna sem nada! Era o que eu estava esperando a noite inteira. Ela tava ajoelhada no chão, sentada em seu calcanhar. Ela começou a tirar a blusa pela cabeça, foi uma visão perfeita. Quando a blusa passou pelos peitos dela, os peitos balançaram de um jeito muito gostoso. Eu quase gozei na hora! Até a Gabi tava excitada com a cena. Já a Bruna tava morrendo de vergonha e colocou o braço sobre seus seios. Ela tava linda. Os peitos escondidos, mas perfeitos e aqueles cabelinho de seu grelinho aparecendo, já que sua buceta não tava aparecendo, pois ela estava com as pernas fechadas. Tava uma loucura. Na outra rodada, coincidiu de a Gabi perder e todo mundo ficar na mesma situação. Ela nem levantou para tirar a calcinha, já que não tinha vergonha de ninguém que estava ali. Ela sá esticou as pernas e tirou tudo. Foi aí que percebi o tanto que ela tava molhada! Quando ela tirou a calcinha, uma baba de gozo ficou entre sua calcinha e sua buceta, formando um fio. Aquela cena me deixou louco! Ela tava muito molhada. As duas irmãs olharam uma para a cara da outra rindo. Cada um secando mais o corpo do outro. Como tava combinado de quem não tivesse nenhuma peça de roupa tinha que oferecer alguma parte do corpo, ninguém mais ficou inibido. A Gabi já tava sentada toda esculachada, com as pernas abertas, mostrando o quanto ela tava molhada. Tava um tesão. Na outra rodada, a Bruna que ia distribuir as cartas, então ela sentou no chão abriu as pernas e começou a distribuir. Quando ela abriu as pernas, sua buceta apareceu interinha. Meu pau tava doendo de tão duro. Aquela bucetinha linda dela e aqueles peitos fenomenais, agora já descobertos. Eu tava louca em comer ela. Essa rodada foi fácil e eu quem baixou primeiro e a Gabi que ficou por último. Como ela tinha que oferecer algo do corpo dela, ela ofereceu seus seio. Na hora eu voei neles. Comecei a chupar um enquanto massageava o outro com a mão. Eles estavam mais duros que nunca. Fiquei uns 2 minutos naquelas maravilhas e voltamos a jogar. Na outra rodada foi eu quem perdi e tive que oferecer algo de mim. A Gabi já veio abocanhar meu pau, mas eu disse que não. Queria um beijo primeiro. Ela ficou meio que desapontada, mas subiu em meu colo e me deu um beijo maravilhoso. Quase gozei com esse beijo, as nossas línguas se duelavam e meu pau ficava roçando em sua bunda, me deixando cada vez mais louco. A Bruna já tava meio impaciente e disse para continuarmos logo. Eu tava doido para a Bruna perder e eu ganhar! Na práxima, foi a Gabi de novo quem ganhou e a Bruna perdeu. Eu já tava pensando que elas não iam fazer nada, já que eram irmãs. Mas que nada! A Gabi foi de quatro engatinhando até a sua irmã e a Bruna apontou a boca, dizendo que queria se beijada. As duas se abraçaram e deram um beijo delicioso! Eu fiquei pasmo! Nunca pensei que as duas eram disso, e pelo beijo, não parecia que era a primeira. Mas tarde fui descobrir que não era mesmo. Eu tava super excitado com a cena. As duas abraçadas, se beijando, o peito delas estavam apertados um contra os outro, um amasso de dar água na boca. A Gabi ficou ajoelhada, mais alta que a Bruna, ela colocou seu joelho entre as pernas da Bruna e levantou ela um pouco. As duas ficaram com os joelhos cruzados, roçando a buceta de cada uma na coxa da outra. Era uma cena de outro mundo. Eu não aguentei e comecei a me mastrubar ali mesmo. As duas pararam de se beijar e a Bruna começou a chupar os peitos da Gabi. A Gabi tava com uma cara de tesão de dar inveja! Dali a pouco ela abre os olhos e me vê tocando punheta. Na mesma hora ela pede para Bruna para e fala "Peraí! Num vai gozar antes de a gente aproveitar de você não!" Ela veio em minha direção me deitou no chão e ajoelhou com as pernas abertas sobre minha barriga. Ela ficou passando a buceta dela na minha barriga, me deixando meladinho. Eu pus as minhas mão nos peitos dela massageando, ela tava loquinha, parecendo uma puta. Ela agachou e começou a me beijar. No meio do beijo, ela para e chama a irmã "Ué Bruna, você num vem não?" A Bruna tava doidinha de tesão, massageando aqueles seios incríveis e na mesma hora veio para cima de mim e agarrou meu pau. Ela enfiou tudo na boca, chupando tudo! Eu fui a loucura, num tava aguentando aquilo! Ela chupava delicioso, com uma expeiência fora do comum. Enquanto isso, a Gabi foi um pouco mais pra frente e me oferceu seu peito para eu chupar. E como um bom namorado não recusei! Chupei tudo, lambia aqueles mamilos durinho e esfregava na minha cara. Enquanto a Bruna chupava meu pau, eu coloquei uma mão na bunda de Gabi e fui escorregando para sua buceta. Ela tava muito molhada. Enfiei um dedo e fiquei masturbando ela. Isso sem parar de chupar seus peitos. Quando ela tava quase gozando, a Bruna para de chupar meu pau e começa a lamber o cuzinho de Gabi. Sá de sentir a língua tocando o botãzinho dela, ela se contorceu toda. A Bruna ficou com uma mão mão em meu pau tocando pra mim. Tava um orgia sá. A Gabi não aguentou e gozou tudo em minha mão e na cara de sua irmã. Depois de se recuperar, Gabi se levantou e falou "Agora é a vez de vocês!" "Vamos trocar de lugar, Bruna." A Bruna sentou em meu peito e a Gabi abocanhou me pinto. Ela chupava numa verocidade incrível. A Bruna tava muito gostosa, com aqueles peitos na minha cara! Ela ficava passsando eles na minha cara me deixando muito doido. Não aguentei e comecei a chupar. Agarrava eles com as mão, não desperdiçando nenhum centímetro. A Bruna ficava roçando sua buceta em meu peito e logo começou a se mastrubar, usando a mão dela. Ela ficava tocando uma sirica deliciosa, cavalgando em seu dedo. Nessa hora não tava aguentando e disse que ia gozar. Na hora que falei isso a Gabi chamou a Bruna "Vem cá, Bruna. Vem provar da porra deliciosa que te falei. Ela virou de costas pra mim oferecendo sua bunda gostosa. Fiquei acariciando e beijando aquela bunda macia enquanto as duas se revezavam lambendo e chupando meu pau. E não pude mais segurar, e gozei como nunca. As duas lamberam tudinho, que nem duas putas. Quando acabei de gozar, a Gabi vira pra mim e fala "Agora é a vez de sua cunhadinha! Vamos dar um trato nela!" Eu finalmente tinha a oportunidade de chupar ela interinha! E melhor, com a autorização da Gabi. Eu levantei, e a Gabi deitou Bruna. A Gabi lascou um beijo na boca dela e começou a descer, passando pelos seios e pela barriga, até chegar a bucetinha. Eu como estava sedento por aqueles seios maravilhos comecei a chupar. Chupava que nem uma criança. Ela ia nas alturas. Um chupando seus peitos e a outra fazendo um boquete. A Bruna começou a gemer bem alto e para calar a boca dela, dei meu pau para ela chupar, que já tinha ficado totalmente duro de novo. Ela chupava meio que sem jeito por causa do trato que ela estava levando. Mas tava átima. Foi aí que eu tirei o pinto da boca dela e comecei a fazer uma espanhola naqueles seios perfeitos. Essa espanhola era meu sonho de consumo. Coloquei meu pinto no meio dos seios dela e fiquei indo pra frente e pra trás. Tava um delícia! A Bruna tava quase gozando. A Gabi, vendo isso, parou e disse "Vem cá, Carlos, mete gostoso nela e faz ela gozar como nunca." eu fui correndo! Eu abri bem as pernas dela e ficava pincelando meu pau na buceta dela. Ela me empurrava com as pernas para enfiar nela, mas apesar do desejo, eu queria aproveitar e provocar ela. A Gabi, na hora, fez uma coisa fantástica que me deixou mais louco ainda! Ela abriu as pernas sobre o peito de Bruna, abrindo bem sua buceta com os dedos, e começou a usar o mamilos durinho de Bruna como um pequeno pênis. Ela ficava cavalgando em cima da irmã, que estava mais tesuda ainda. Depois dessa cena eu não aquentei mais e resolvi enfiar tudo. Hum! Tava muito molhada. A Bruna deu um gemido mais alto e eu comecei a ir pra frente e pra trás, bem devagar no começo. Ao ver os peitos de Bruna todo melado com o líquido de Gabi, não aguentei e comecei a ir mais rápido e mais forte. Como tava muito forte, a Gabi saiu de cima dela e ficou se masturbando ao lado. Eu deitei meu corpo sobre o de Bruna, e fiquei bolininado e esfregando meu peito no dela. Ela me abraçou e percebi que ela ia gozar. Ela me apertou mais forte e eu pude até sentir a buceta dela se contraindo e apertando meu pau. Ela gozou muito. Jorrava gozo da vagina dela. Gabi sem querer desperdiçar nada começou a lamber a buceta dela, logo apás que tirei meu pau. A Gabi sentou em cima do peito de Bruna de novo, ficando em posição de 69, chupando a buceta dela. Quando Bruna abriu os olhos e viu a buceta da irmã em sua cara, tentou enfiar a língua, mas estava pletamente sem forças. Eu, como ainda tava de pau duro e queira gozar, vi a Gabi de quatro e logo fui meter por trás dela, sobre a cabeça de Bruna. Enfiei com tudo e comecei a bolinar bem rápido. Enquanto Gabi chupava de novo, a buceta de Bruna, a Bruna ficava chupando meu saco que tava na cara dela. Aquela posição estava perfeita. Quando eu tava quase gozando,escutei Gabi gemer bem alto. Ela tava gozando antes de mim. Eu aproveitei e comecei a ir mais rápido e gozei muito dentro dela. Era tanta porra que até escorria na cara da Bruna. Depois disso, nás 3 desmontamos um em cima do outro, todos pelados. Depois de descansar um pouco a Bruna levanta e diz que vai tomar um banho. Eu olhei pra cara da Gabi e disse "Peraí, a tua irmão sá gozou um vez!". Nás levantamos e fomos atrás dela para empatar esse jogo, mas agora em baixo do chuveiro. Lá, nás fizemos ela gozar mais uma vez, conquistando de vez a nossa mais nova amante. Se gostou de meu conto, me escreva dizendo. Ainda tenho mais contos a relatar. Um de uma transa de ná três de novo e outra de como foi a inicação de Gabi e Bruna quando elas eram mais novas, que mais tarde elas vieram a me contar como foi. [email protected] OU [email protected] FOTOS OSSECACOPOS.KIT.NET

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fui com meu sobrinhobuceta contos cornovideo pono cunhada vai a te o do cuinhado e pega cuinhada dolado mulheerotico menininhacoroa cintura fina e coxas largas e gordasconto gay sai da urgia acabadacontos eroticos paty fudendocontos eroticos segundas intençoesaluna coroa contomulhe vais boguete em bebudoPorno conto sala de bate papo minha sograConto irmaos gemeos de 15 outro 18 novinhoscontos eróticos escrava sexuais incertometendoo con vpontadi pornocontos eróticos vendadaesposa taradadpContos eroticos meu tio me comeuconto erótico terminando a reforma com esposacasada chantageada e submetida aos limites contos eroticoscomo minha esposa aguentou 23cm no rabocontos eroticos familia unidaContos eroticos com lixeiro e mulher de calcinha fio dentalcontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaoputa de todos da familia contoxvidio gay coroa 82xvideos de xoxutudas 2017empregada me masturbando nu contosporno minha vizinha safada mim chama para segurar a escada para elaConto comi minha mae no celeiroComtos heroticos da cunhadinha viviane dando pro cunhado reinaldocontos eroticos crente coroa peidando no paunovinha safadinha dormindo com dedinho no cuzinho FredContos eroticos chupei o grilo da netinhaacachorro lambendo buceta.deilhezofilia devuaetaencarei 30cm contosContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anoscontos em ilhabela com minha mulherContos incesto filha calcinhacachoro da familia gozando detro da buseta da mulherelatos sexo eu e minha filha novinhaseios tezudos de gravida fotoconto erotico irmão mais novo machoprovoquei o velho e fui fudidaContos a baba lavou minha xanacontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu pauA briga do casal contosaquele pau era quase o dobro do de meu maridoContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadocontos eroticos mamando na novinha cheia de leite no riacho de biquinisozinha com meu sobrinho deixei ele me foder conto erotico fudeno mulher casadacontos gay menino hormonio virou mulherporno doido mamadas terminando na bocscontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"lego na dano a buceta dormindominha irmã minha amanteEncoxador contosgostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladacontos eróticos casal Passei a noite no autorama no Ibirapuerameus primos me estruparao quando eu era novinha eu gostei na fasendaconto eróticos filha peõesContos para deixar sua buceta encharcada meu namorado Guilhermesendo descabaçada e chupada contofilme porno tia gostosa faz uma viajem dormi com saudade do sobrinho da cucontos erótico filha pai e o maridoContos gays amante do tio velho desde de pequeno adoro vpu casar com elecontos eroticos nordestevidios ouzados de sainha.e shortinhoscontos eroticos conquistsndo a tiadesvirginando a garotinha contoschupava a noite inteira ele amarradovidio porno gey aronbei meu primo no quarto enquanto ele estudavaliberei e minha mulher meteu com o dentista dela trepo com a enteada dormindocontos necessitava de rolaProfessora de shortinho partindo a bucetaconto recém casado cornoPorrnodoido dois traveti comendo a outra e ficando de pau duro como se comportar na primeira transa com colega de trabalho contos eróticos papai e mamaecontos coroas casadas sexoconto bebado fui fodidodado pro tio na fazenda, conto gayTo ferrada fiquei.arrombada contos eroticosContos erotico exibi meus seios enormes pro entregadorTravesti fode duas coroas safadas na idade de 55 anoscontos eroticos ijui rsSou escrava sexual do meu filho ences,contos erot.um coroa me fudeucontos eróticos novinha no ônibuscoxas grossas e b***** bem rosadinhacontos eroticos vestido colado e curtocontos de corno esposa com dois e comendo cu do esposocontos chavecando o cuzinho da coroaContos eróticos a baixinha gostosonasexo com vizinha muito rabuda vigiado