Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

*** O SUJINHO QUE ME COMIA!

Sempre tive certa tara por homens sujos... E esse em particular era muitíssimo sujo!

Era um cara baixinho, com os dentes podres, que vivia suado e mau vestido... Mas o que fazer se ele me excitava? Muitas vezes fiz amor com meu marido imaginando ser ele, com aquelas mãos sujas e calejadas me pegando!

Uma tarde resolvi ir até a lavanderia enquanto ele ainda trabalhava no quintal, fui sá de toalha, estava molhada havia tomado banho... Ele logo percebeu que eu queria iniciar um joguinho, pois não parou de me olhar...

Mas esta não era a primeira vez que eu o provocava, já havia feito isso varias vezes, muitas vezes eu ia tomar banho de sol no quintal, tirava o sutiã do biquíni e ficava com meus seios avantajados de fora, como se isso fosse à coisa mais normal do mundo! Ele disfarçava, mas ficava de pau duro, andava todo encurvado para eu não ver!

Um dia, fazendo amor com meu marido a tarde no chuveiro,eu gemia alto para que ele ouvisse,pedia ao meu marido que me fodesse com mais força que me dominasse...

Tudo para ele ouvir!

Neste dia, em que fui à lavanderia de toalha, ele me olhou de maneira diferente, meu marido estava fora, não viria até a noite... E eu estava ardendo de tezão! Entrei na lavanderia e gritei como se tivesse visto algo, ele correu e entrou no local e me perguntou o que era

Então falei que havia uma barata ali, debaixo das roupas sujas e ele não excitou em olhar

Óbvio que não encontrou nada por que não tinha nada ali mesmo, tudo era uma tática para provocá-lo mais um pouco. Pedi então que ele me esperasse, pois iria mexer na roupa e se caso a barata saísse dali, queria que ele matasse...

Ele então se posicionou atrás de mim, eu me abaixei e comecei a mexer na roupa, deixando minha bunda totalmente a mostra

Aquilo foi demais para o coitado... Sem pensar duas vezes ele colocou a mão nas minhas nadegas e apertou

Aquilo me deixou sem ação, pois nunca imaginei que ele chegaria a esse ponto.

Levantei-me e perguntei a ele o que estava fazendo, e sem pensar ele falou que não aguentava mais me ver assim e não poder me tocar!

Que nojo, aquele homem sujo e fedorento queria me tocar, queria me comer...

Jamais aceitaria uma coisa dessas!

Sai de seu alcance como se quisesse fugir e ele me segurou primeiro pelo braço depois pela cintura e disse que mesmo que fosse parar na cadeia, aquele dia eu não escaparia dele!

E não é que ele me pegou mesmo...

Segurou-me pelo cabelo e me fez ajoelhar no chão e com um movimento rápido tirou o pau pra fora, colocando-o na minha boca. Eu que não me deitava com meu marido caso ele antes não tomasse um banho estava sendo obrigada a chupar o pau sujo e suado do jardineiro.

Com muita fúria, ele golpeava minha garganta me enchendo a boca com aquele mastro que mais parecia o cabo da pá que ele usava no jardim... Eu não queria, mas estava gostando daquilo.

Ergueu-me ainda pelo cabelo, então falei a ele que não precisava me machucar que faria tudo que ele quisesse.

Então ele tirou a toalha que ainda me cobria, abocanhou meus seios e me chupou com gula de quem estava com fome há muito tempo, suas mãos sujas percorriam meu corpo com muita fúria e curiosidade explorando cada canto cada buraco.

Virou-me de costas e com a língua lambeu cada canto do meu corpo

Meu Deus nem nos meus mais violentos sonhos eu imaginava algo tão excitante como aquilo!

Ele então desceu até meu rego e mergulhou entre minhas nadegas explorando meu cuzinho que nunca avia sido fudido, gemi auto e ele percebeu que ali estaria o meu castigo.

Meses de tortura, dias inteiros em que eu o provocava,desfilando-nos mais ousados modelitos

Desde toalhas até biquínis minúsculos tudo para deixá-lo com tezão, agora ali eu estava entregue a ele, e iria sofrer as consequências.

Em um movimento brusco ele me virou de frente e começou a lamber meu grelo com força com agilidade de um amante habilidoso... Gozei com vontade segurando sua cabeça contra minha buceta que já estava totalmente melada!

Ele riu, levantou-se e me deitou nas roupas sujas voltou a me sugar os seios, descendo pela barriga e novamente parando na minha xotinha molhada...

Aquela língua quente me fazia sentir frio, calor tudo ao mesmo tempo.

Atingi o topo do meu desejo quando ele colocou aquele mastro gigante e duro na entrada da minha vagina fazendo movimentos pequenos como se quisesse me provocar, e eu sem pensar me ergui e o puxei para dentro de mim.

Ele estava afoito, tentava de todas as formas beijar-me na boca, mas aquilo já era demais

Tive nojo, e me esquivava para fugir!

Ele notou e ficou furioso com meu jeito, e então me virou de costas e começou a massagear meu anus com a cabeça do carralho duro e grosso, pedi a ele para não fazer aquilo, pois nunca avia dado o cú para meu marido por que tinha medo. Ele riu novamente, desta vez com um ar de maldade e me pediu que tivesse calma, pois seria bom para os dois

Aos poucos ele foi me dominando, me arreganhava as nadegas e entrava cada vez um pouquinho mais, mais e mais. A dor era muito forte e eu suava e chorava, pedia a ele que parasse, mas aquilo sá o fazia sentir mais vontade de ver aquele cano enterrado no meu cuzinho. Quando já estava quase todo dentro ele deu uma estocada forte que me fez soltar um grito de dor... Senti todas as minhas pregas se rebentando naquele cacete duro.

Com força e desejo ele enterrava e tirava com movimentos de vai e vem cada vez mais frenético, mais sem fôlego! Segurava-me pelos quadris me puxando para se encaixar cada vez melhor sentia que sua respiração ficava cada vez mais forte...

Aquilo foi deixando-me mais e mais excitada e a dor foi sendo substituída pelo prazer e quando ele viu que eu erguia os quadris para ele me comer melhor, me virou se deitou nas roupas e me fez cavalgar no cacetão dele, neste momento meu cu já estava totalmente arrombado, preenchido por cada centímetros daquele pau. Com uma das mãos ele me acariciava os peitos e com a outra me masturbava... Gozei tão gostoso, ele me mudou de posição para que eu ficasse de quatro e foi assim que ele gozou dentro de mim, senti aquela porra quente me recheando.

Coisa mais deliciosa! Ainda fico com tezão de lembrar!

Tivemos mais algumas tardes de orgia, mas sempre desta maneira

Ele me pegava como se tivesse me atacando, como se eu não quisesse eu lutava tentava me libertar e acabava sempre de quatro, ou debruçada na maquina de lavar roupas dando pra ele. Nunca o beijei na boca não tive coragem, pois ele era muito sujo. E ele também não se preocupava em tomar banho antes de vir me “atacar” estava sempre sujo,com as unhas encardidas Hihihi! Hoje eu não o vejo mais, meu marido continua achando que meu cuzinho e para a terra comer e na verdade é mesmo, mas é para aquele homem sujo de terra!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos bi fui dormir com minha tia e meu tio me fudeufotos cim zoom so de cacetes duros melado de porracontos e vidio incesto emafroditaContos eroticos surubaEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticocontos erotico gay negro dando pra brancocontos fudi minha cunhada emplena lua de melEu e minha Mãe Cabaço contosler contos pornô de i****** pistola gostosa do meu filhocomo fuder com banana verdeesfregacao de rola contos amigos punheteirosdominando com sadismo conto. eroticoconto madrasta fudida a forçacontos de zoofilia em bordeiscontos eróticos cunhadinhas safadas com fotosdona florinda putacontos eróticos gay e coroame puxou pra sentar no colo dele - contos eroticoscontos eroticos eu minha mulher einha sovra fomos enrrabados no assaltoquando a menina sentou no meu colo contos eróticoscontos sexo meu filho meu homem história e fotos sogra bêbada gosta de dar o c* e fazer b****** com genroincesto . garimpeiroscontos bebendo porraex cunhada putacuzinho da zildacontos erotico gay na infância no banhoconto erotico;eu e a professora de artesContos erocticos aaaai papaiamiga inseparavel chupa a bucete uma da outracontos eróticos Bruninha puta do Lucasconto erotico transei com a sogracontos gay meu paizão comendo o meu cunhadovídeos porno negras barriguda caidacontos eroticos marido foi trabalhar e meu sobrinho me pegou no banhoconto erótico chantagem putinha pobre cu colodeixei um mendigo de rua comer minha bucetinhacontos a cunhada da primacontos minha noiva espiandocontos eroticos do vovôconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cuposisoes para transa no acanpamento conto eróticoconto gay negro pediu o branquinho em namoroeu minha mulher minha cunhada minha sogra contos eroticoscontos eroticos potrancaContos minha esposa com velhinhoseu fiz meu vizinho me chupar todinha e gozei na boca dele pornodoidoxxvideos vídeos porno doido entre cunhadacontos eróticos mulher bundudaconto erotico beijei minha irma dentro do tremcache:TjHC3uy6Jc0J:idlestates.ru/conto_5450_comi-xota-e-cu-da-maninha-e-o-cu-do-irmaozinho.html Goiânia conto vigia da obra gay cuensinei meu sobrinho a bater punhetacontos eroticos de corno depois que voltarama primeira vez com homem casadoo homem abre a periquita da mulher e chupa e coloca um botijão dentro da vajinhaenteada chantageia madrasta para chupalaminha esposa me contou suas aventuras sexuaisFui enrabada ao lado do meu marido e ele não viucontos d flanelinhas fudendo pesado com mulheresdia dos namorados incesto contocuzinho da zildamama direito vadia csralhobucetinha virgem bem pequenininho viscosacontos eróticos fio dentalcontos eroticos exibicionista sobrinhocontos erotico na praia de nudismo com meu sobrinhocontos eróticos de professor Gaycontos de coroa com novinhocontos tirar leite eróticoscontos eróticos meu aluno preferidocontoincesto e traiçao com fotofilmadora dentro da vagina enquanto gozaconto trepei filinha amiguinha 11aninhosContos eróticos gay homem enfiou cu pivetinho